faceralis

 

posvendaclick

WRC

tanakaledia1(POR RICARDO NASCIMENTO)

O primeiro dia do Rally Deutschland foi muito competitivo, com seis pilotos a vencerem especiais e por quatro vezes, houve alterações na liderança.

Na super especial citadina disputada ontem, Jan Kopecký acabou por ser o piloto mais rápido, batendo todos os world rally cars em competição com uma viatura R5. Kris Meeke não evitou um separador de betão colocado de forma estranha, batendo com a roda direita dianteira e ficar sem direção. O britânico voltou a atrasar-se no inicio de mais um rally, levando uma penalização de 10 minutos por não ter completado a super especial.

Dani Sordo começou o dia de forma excelente ao vencer o primeiro troço a sério e passar para a liderança, mas duas especiais mais tarde e depois de ter baixado à sexta posição, o espanhol saiu de estrada, deixando o carro a cerca de 40 metros do asfalto num terreno inclinado.

Ott Tänak foi o terceiro líder diferente, na terceira especial disputada, mas perdeu-a logo na seguinte para Andreas Mikkelsen. O norueguês lutou arduamente com o estónio durante todo o dia, mas Tänak regressou à liderança na sétima especial, terminando o dia com 5,7s de vantagem para Mikkelsen.

Sébastien Ogier começou o dia com uma ligeira saída de estrada, recuperou para terceiro e fez pressão a Mikkelsen e a Tänak, mas o francês perdeu cerca de 20 segundos com um pião no derradeiro troço, baixando uma posição a 30,6s de Tänak.

Thierry Neuville subiu para terceiro no inicio da manhã, mas cometeu alguns erros a partir daí, caindo para sétimo e demorar algum tempo a melhorar. No entanto, viria a beneficiar do tempo perdido por Loeb e terminar o dia em terceiro com 2,4s de vantagem para o francês.

Elfyn Evans esteve regular até chegar a chuva à tarde e começar a perder alguns segundos. Apesar de duas especiais menos boas, o britânico está na quinta posição e ficou sem a pressão de Esapekka Lappi que acabou por bater num muro e ficar parado na penúltima especial.

Craig Breen sofreu duas saídas de estrada e alguns piões, fazendo-o perder uma posição para Juho Hänninen no final do dia, com 9,8s de diferença entre o finlandês da Toyota e o irlandês da Citroën.

Jari-Matti Latvala chegou a rodar em quinto, próximo dos primeiros lugares, mas uma falha no motor no final da manhã, fez com que o finlandês perdesse quase 1 minuto e meio, baixando várias posições.

Hayden Paddon esteve sempre no final do top 10, acabando por perder ainda mais tempo com o pneu dianteiro direito furado.

Jan Kopecký perdeu a liderança do rally no inicio da manhã, mas não a do WRC2, onde dominou durante toda a etapa, sendo já o décimo da classificação geral, com 5,8s de vantagem para Pontus Tidemand, 19,6s para Eric Camilli e 28,8s para Teemu Suninen.

VENCEDORES DE TROÇOS:
Jan Kopecký (1); Dani Sordo (1); Ott Tänak (3); Andreas Mikkelsen (1); Thierry Neuville (1); Jari-Matti Latvala (1)
LÍDERES DO RALLY:
Jan Kopecký (SS1); Dani Sordo (SS2); Ott Tänak (SS3); Andreas Mikkelsen (SS4 a 6): Ott Tänak (SS7 a 8)

PRINCIPAIS ABANDONOS:
7 Kris Meeke / Paul Nagle (GB/IRL) Citroën C3 WRC (direção na SS1) rally2
6 Dani Sordo / Marc Martí (E) Hyundai i20 coupe WRC (acidente na SS4)
12 Esapekka Lappi / Janne Ferm (FIN) Toyota Yaris WRC (acidente na SS7)

CLASSIFICAÇÃO DIA 1
diaaalemanha17

hyundaiA Hyundai Motorsport reafirmou o seu compromisso com o Campeonato do Mundo de Ralis FIA (WRC) ao anunciar um plano de apoio a uma potencial estrela do WRC.
A funcionar sob o Programa de formação de pilotos da Hyundai Motorsport a empresa está a iniciar um processo intensivo de seleção.

De um grupo de 16 candidatos, já identificados, apenas oito irão avançar para a segunda fase do processo. No final, apenas um vencedor representará a Hyundai Motorsport nas etapas mundiais de rali e participará nos eventos da categoria WRC2 num i20 R5 da Nova Geração.

Este mês decorrerá um evento de pré-seleção de jovens aspirantes a pilotos que serão avaliados tendo em conta uma série de critérios. Englobando conhecimentos técnicos, língua inglesa, competências de relações públicas e comunicação com mecânicos e engenheiros, será uma atividade abrangente com um grupo de candidatos equilibrado que avançará para a próxima fase.

Em setembro, antes da decisão final, os condutores e os seus navegadores, levarão a cabo testes em asfalto e terra. A Hyundai Motorsport nomeará ainda uma equipa para gerir o programa em seu nome durante 2018.

No processo de seleção, o júri será composto por alguns elementos da equipa de gestão, nomeadamente o Diretor da equipa Michel Nandan, o Chefe de equipa Alain Penasse, o Responsável pelo Departamento de Competição de clientes Andrea Adamo e o Diretor de Marketing Stefan Ph. Henrich.

O Diretor da equipa, Michel Nandan comentou: "Ao longo dos últimos anos temos vindo a melhorar a nossa performance nos ralis, o que se deve ao excelente desempenho que demonstramos tanto com a nossa equipa de WRC como com os nossos clientes. O Programa de formação de pilotos da Hyundai Motorsport é mais um exemplo do nosso compromisso com o rali. Estamos ansiosos por encontrar a próxima estrela do WRC. Há muito talento por descobrir e queremos ajudar a formar as estrelas do futuro. Iremos por à prova os candidatos iniciais para identificarmos os melhores do mercado. A dupla vencedora será anunciada no final do ano com um extenso itinerário planeado para 2018. Estamos ansiosos por dar início a este projeto emocionante."

lappi2(POR RICARDO NASCIMENTO)

Sébastien Ogier acabou por não regressar no segundo dia, devido a uma lesão por parte de Julien Ingrassia, depois do forte embate numa árvore. No entanto, falava-se na possibilidade de tentarem o regresso no domingo para a tentativa de alguns pontos na Power Stage.

No top 10 houve várias trocas de posições e muitas lutas interessantes, mas também teve dissabores por parte de alguns.

Com melhor ordem de partida do que no primeiro dia, Jari-Matti Latvala venceu cinco troços consecutivos, regressou à liderança na segunda especial do dia, mas à tarde, o Toyota do finlandês calou-se com uma avaria elétrica, ficando de fora do rally.

Apesar de ter perdido a liderança, Esapekka Lappi não baixou os braços, sendo apenas um pouco mais lento do que Latvala. No entanto, o jovem finlandês regressou ao primeiro lugar com o azar do seu companheiro de equipa e tem agora uma margem de segurança para obter a sua primeira vitória no WRC, na sua quarta participação com um World Rally Car.

Teemu Suninen perdeu a terceira posição esta manhã, mas recuperou de novo o terceiro lugar, vindo a subir para segundo após o abandono de Latvala. O jovem finlandês está a 49,1s da liderança, mas está a fazer um rally soberbo com a curta experiência que tem nestes carros.

Juho Hänninen chegou a ocupar a terceira posição, num dia em que estiveram os três Toyota nos três lugares do pódio. Hänninen terminou o dia em terceiro a 4,3s de Suninen, mas também tem agora outra preocupação bem atrás de si.

Elfyn Evans acabou por ser o segundo piloto mais rápido do dia e até venceu uma especial. O britânico subiu três lugares na classificação, estando a um pequeno passo de subir ao pódio quando tem apenas 1,3s de desvantagem para Hänninen.

Craig Breen cometeu alguns erros no inicio do dia que o fizeram perder dois lugares, mas o irlandês melhorou um pouco à tarde, conseguindo subir para quinto com o abandono de Latvala.

Apesar de ter uma melhor ordem de partida, Thierry Neuville não conseguiu impor-se como queria, podendo até nem chegar ao seu objetivo de passar para a liderança do campeonato. O belga necessita terminar em quinto, mas Craig Breen conseguiu manter o belga a 14,7s atrás.

Ott Tänak foi um dos pilotos mais rápidos do dia, mas também cometeu alguns erros que o fizeram perder preciosos segundos. De qualquer forma, o estónio subiu mais umas posições, sendo agora sétimo a 35,9s de Neuville.

Kris Meeke acabou por ceder uma posição para Tänak e perdeu muito tempo na última especial do dia com um pneu furado, onde nem quis comentar no final da especial.

Dani Sordo está a ter um rally para esquecer, onde nunca conseguiu ser rápido nem acompanhar os outros pilotos oficiais no cronómetro. Um rally muito fraco por parte da Hyundai, com Paddon a voltar a fazer o mesmo erro do dia anterior.

Mads Østberg saiu de estrada perdendo mais de 3 minutos, ficando com danos na suspensão e nos travões. O norueguês terminou a etapa em décimo a quase 30s de Sordo, num rally em chegou a rodar em terceiro.

Ole Christian Veiby teve uma violenta saída de estrada no segundo troço do dia, deixando Jari Huttunen em primeiro entre os R5, depois deste ter ultrapassado Eric Camilli na classificação. O jovem finlandês é cada vez mais líder no WRC2, uma vez que Camilli e Asunmaa não pontuam e Quentin Gilbert apesar de ser segundo no WRC2, tem mais de 2 minutos de atraso.

VENCEDORES DE TROÇOS:
Ott Tänak (1); Teemu Suninen (3); Jari-Matti Latvala (6); Esapekka Lappi (9); Thierry Neuville (1); Elfyn Evans (1)
LÍDERES DO RALLY:
Ott Tänak (SS1 a 3); Jari-Matti Latvala (SS4 a 9); Esapekka Lappi (SS10 a 14); Jari-Matti Latvala (SS15 a 18); Esapekka Lappi (SS19 a 21)

PRINCIPAIS ABANDONOS:
1 Sébastien Ogier / Julien Ingrassia (F) Ford Fiesta WRC (acidente/suspensão na SS4)
4 Hayden Paddon / Sebastian Marshall (NZ/GB) Hyundai i20 coupe WRC (suspensão após SS4/15)
31 Ole Christian Veiby / Stig Rune Skaermoen (NOR) Skoda Fabia R5 (acidente na SS15)
38 Fabio Andolfi / Manuel Fenoli (ITA) Hyundai i20 R5 (acidente na SS15)
43 Umberto Scandola / Michele Ferrara (ITA) Skoda Fabia R5 (acidente na SS15)
39 Juuso Nordgren / Mikael Korhonen (FIN) Skoda Fabia R5 (avaria na SS15)

CLASSIFICAÇÃO 2º DIA
finlandidia2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

lappivencNa sua quarta participação ao volante de um WRC Esapekka Lappi venceu de forma categórica o Rali da Finlândia.

Numa prova que teve muitos "segundas" linhas a disputar os primeiros lugares, registo para o facto de dois dos três pilotos que subiram ao pódio (Lappi e Hanninen) nunca tinham terminado no pódio de uma prova do mundial de ralis.

Excelente final para Evans que voltou a somar um pódio, depois de um rali fantástico, assim como Suninen, que ficou em quarto, mas quando discutia o pódio teve uma saída de estrada no penúltimo troço.

Neuville com o sexto lugar, somando á desistência de Ogier, passa a comandar o mundial de ralis com 260 pontos... os mesmos do francês!!! Promete este final de temporada.

 

VENCEDORES DE TROÇOS:
Ott Tänak (2); Teemu Suninen (3); Jari-Matti Latvala (9); Esapekka Lappi (9); Thierry Neuville (1); Elfyn Evans (1)

LÍDERES DO RALLY:
Ott Tänak (SS1 a 3); Jari-Matti Latvala (SS4 a 9); Esapekka Lappi (SS10 a 14); Jari-Matti Latvala (SS15 a 18); Esapekka Lappi (SS19 a 25)

PRINCIPAIS ABANDONOS:
1 Sébastien Ogier / Julien Ingrassia (F) Ford Fiesta WRC (acidente/suspensão na SS4)
4 Hayden Paddon / Sebastian Marshall (NZ/GB) Hyundai i20 coupe WRC (suspensão após SS4/15)
31 Ole Christian Veiby / Stig Rune Skaermoen (NOR) Skoda Fabia R5 (acidente na SS15)
38 Fabio Andolfi / Manuel Fenoli (ITA) Hyundai i20 R5 (acidente na SS15)
43 Umberto Scandola / Michele Ferrara (ITA) Skoda Fabia R5 (acidente na SS15)
39 Juuso Nordgren / Mikael Korhonen (FIN) Skoda Fabia R5 (avaria na SS15)

CLASSIFICAÇÃO FINAL
finlandiafinal

lappi(POR RICARDO NASCIMENTO)

Para muitos é o melhor rally do WRC e sem dúvida, o evento mais esperado da temporada, com as suas especiais rapidíssimas com muitos saltos e curvas cegas.

Desportivamente, o primeiro dia esteve animado e competitivo, com novos pilotos a mostrarem rapidez.

Ott Tänak começou o dia na liderança após ter sido o mais rápido na super especial disputada ontem, mas acabou por dar um toque numa pedra na quarta especial, danificando uma transmissão e furar um pneu. Com este descuido do estónio, acabou por baixar até 13º, mas ainda recuperou três posições.

Na mesma quarta especial, Sébastien Ogier poderá ter danificado a suspensão após um salto e mais à frente quando precisou de apoio numa curva, saiu de estrada e bateu numa àrvore, regressando amanhã mas com muito tempo perdido.

Hayden Paddon também foi vitima no mesmo troço depois de bater com uma roda numa pedra e danificar a suspensão posterior direita, ficando também ele de fora.

Jari-Matti Latvala passou para a liderança na quinta especial, mas sempre muito pressionado por Esapekka Lappi que acabou por ser o novo líder a partir da décima especial. Os dois finlandeses da Toyota começaram a fazer um rally à parte numa grande luta pela liderança, com o mais jovem piloto da equipa a terminar o dia em primeiro com 4,4s de vantagem.

Teemu Suninen está a ser outra agradável surpresa, ou a confirmação do que muitos esperavam após a excelente performance na Polónia. No seu segundo rally com um dos novos Ford, Sunninen terminou o dia em terceiro a 19s de Lappi.

Craig Breen e os seus colegas de equipa, não estiveram muito à vontade com o Citroën. O carro francês estava difícil de conduzir e não dava confiança para atacar. Mesmo assim, o jovem irlandês volta a ser o melhor piloto da equipa, estando a ocupar a quarta posição.

Juho Hänninen também está a fazer um bom rally e poderia estar melhor classificado se não tivesse dado um toque que danificou a suspensão. O finlandês conseguiu reparar o carro, mas teve de fazer as últimas especiais com muitas cautelas, terminando o dia a 6,1s de Breen.

Mads Østberg e Elfyn Evans estão envolvidos numa boa luta, separados por apenas 0,1s. O norueguês chegou a ser terceiro, mas um problema no diferencial fez-lhe baixar um pouco na classificação e o britânico demorou a encontrar o melhor setup para fazer melhores tempos.

Kris Meeke esteve com falta de confiança no seu carro, queixando-se de estar a utilizar novos elementos no C3 que ainda não tinha testado. Meeke acabou por dar um toque numa pedra, danificando um pouco a direção e perder um lugar para Neuville.

Os Hyundai estão a ter a pior performance da temporada. Paddon até estava rápido, mas saiu de estrada, Thierry Neuville acabou por abrir a estrada após o abandono de Ogier, nunca conseguindo ser rápido, com a excepção da super especial. Dani Sordo ainda esteve pior, sem nunca conseguir ser rápido, apesar de dizer que o seu carro estava bom.

Ole Christian Veiby esteve sempre a liderar entre os R5, mas foi sempre muito pressionado por Eric Camilli que mais uma vez, não está a pontuar para o WRC2.
Jari Huttunen está a ser outra surpresa finlandesa, ao ser o mais rápido em algumas especiais e a pressionar muito tanto Veiby como Camilli. Apesar de ter batido, o piloto da Opel Motorsport está só a 1,7s de Camilli.

VENCEDORES DE TROÇOS:
Ott Tänak (1); Teemu Suninen (2); Jari-Matti Latvala (1); Esapekka Lappi (8); Thierry Neuville (1)
LÍDERES DO RALLY:
Ott Tänak (SS1 a 3); Jari-Matti Latvala (SS4 a 9); Esapekka Lappi (SS10 a 13)

CLASSFICAÇÃO PRIMEIRO DIA