facebook

banner-site-desafio

CPR

mortaguaseJoão Barros foi a primeira grande baixa do rali. A cerca de 500 metros do início da super-especil o Ford Fiesta R5 parou... e não mais andou. Ao que tudo inidca um problema com a bomba de gasolina, arrastou o piloto para um abandono prematuro num rali em que já tinha sido muito feliz no passado.

A estrela Graig Breen, que deu um grande espectáculo na super-especial, também não teve sorte. Entrou com 7 minutos de atraso (1m10s de penalização) devido a um problema com o travão de mão.

Miguel Barbosa foi o mais rápido de todos e é o primeiro líder do rali, enquanto Pedro Meireles ficou um pouco mais próximo do título com a desistência de Barros, depois de fazer o 2º tempo e ver que Carlos Veira perdeu 10s na super-especial.

Apesar do esforço em manter a super-especial no mesmo local e com um desenho semelhante ao dos últimos anos, a verdade é que é não basta mandar foguetes no final para se dar um ar de festa. Para duplicar o espetáculo (que foi sofrível), e justificar o investimento feito nesta super-especial, não se percebe porque razão não houve uma segunda passagem dos concorrentes precisamente por esta super-especial.

moreiraO Campeonato Nacional de Ralis irá prosseguir nos próximos dias 22 e 23 de Setembro onde o Clube Automóvel do Centro irá levar para a estrada a edição de 2017 do Rali de Mortágua!

A prova em piso de terra conta com algumas novidades, apresentando um programa novo, com o rali a decorrer durante 2 dias com 8 provas especiais de classificação.

Paulo Moreira marca presença na prova centrando as suas ambições no Nacional de Ralis 2 Rodas Motrizes e na categoria Rc4, alinhando com o Peugeot 208 R2 da estrutura espanhola Race Seven! O piloto que será navegado por Marco Macedo não tem tido uma época fácil, com vários azares mecânicos, conseguindo contudo compensar a época uma notável colheita de pontos na Madeira, onde venceu nas 2 Rodas Motrizes e foi ainda um surpreende 3º classificado da geral! Em Mortágua, e sem pressões de pontuações, o piloto pretende fazer um rali regular, terminar e se possível com um lugar no pódio dos Rc4!

Como refere Paulo Moreira, "penso que teremos um rali difícil pela frente, os ralis de terra são sempre muito demolidores para as mecânicas dos carros, pelo que é preciso fazer uma prova muito concentrados, tentando rodar com um ritmo bom, mas gerindo bem o nosso 208 R2. Vamos sem pressões quanto a resultados ou pontuações para o campeonato, queremos essencialmente aproveitar mais esta prova para acumular kms com o carro neste tipo de piso, focados em terminar o rali e se possível com um pódio entre os carros da RC4".

barbosaMiguel Barbosa volta ao Rali de Mortágua, depois de, no ano passado, ter conseguido uma excelente participação na prova. Esta é a segunda vez que o piloto participa neste rali de terra, que irá decorrer dia 22 e 23 de setembro.

O piloto, que ocupa o segundo lugar do Campeonato Nacional de Ralis, vai estar ao volante do Skoda Fabia R5, acompanhado de Miguel Ramalho.

"No ano passado correu muito bem. Consegui o meu primeiro pódio nesta prova, apesar da pouca experiência que tinha em ralis. Foi uma prova que me deu muito prazer correr, até porque é nos percursos de terra onde estou mais à vontade. Este ano, não só tenho mais experiência, como tenho uma motivação acrescida que é manter o resultado que conseguimos alcançar na Madeira. Esta é uma prova muito competitiva mas acredito que vamos ter um bom desempenho", diz Miguel Barbosa.

 

hugolopesmorDepois de Viana do Castelo e de Vouzela, Hugo Lopes prossegue já esta semana com novo desafio, desta feita no Campeonato Nacional de Ralis, onde o piloto de Viseu irá alinhar no Rali de Mortágua, a 8ª ronda do escalão máximo dos ralis em Portugal.

O piloto navegado por Nuno Ribeiro irá alinhar na prova a cargo do Clube Automóvel do Centro com um Ford Fiesta R2 da estrutura técnica de Viseu, a AMSPort centrando as suas ambições no Nacional de Ralis 2 Rodas Motrizes e no campeonato destinado aos RC4.

Mortágua marca assim o regresso do piloto de Viseu aos pisos de terra, já que a última prova foi já no Rali Vinho do Dão em Nelas, prova esta onde o piloto conseguiu uma notável performance com este mesmo Fiesta R2, vencendo especiais à geral e arrecadando um merecido lugar no pódio dos três primeiros. Em Mortágua, as suas ambições passam por acumular quilómetros com o Fiesta R2, tentando fazer um bom resultado entre os Rc4 e manter o bom ritmo competitivo que tem acumulado nesta 2ª fase da sua temporada desportiva.

Como refere Hugo Lopes, "estamos de regresso ao Nacional de Ralis e como esta prova é em piso de terra e também não pontua para o Challenge Ds3 R1, iremos alinhar com um Ford Fiesta R2! Os objectivos são rodar com o carro e fazer mais quilómetros em terra para continuar a nossa boa evolução que temos conseguido esta época! Vamos tentar o melhor resultado possível entre os 2 rodas motrizes e os Rc4, é um tipo de piso que me agrada e onde me sinto confiante, já não disputamos qualquer prova em terra à alguns meses, mas estou motivado e contente por estar de regresso ao volante do Fiesta R2!"

mortagualogo17Inscritos Rali de Mortágua.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

inscritos mortagua