facebook

banner-site-desafio

Eventos

spiritlogoInscritos RallySpirit 2017.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

rallysprint17inscritos

spiritlogoInscritos provisórios RallySpirit 2017.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

spiritins117pro

spiritlogoTroços e horários Rali Spirit.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

spirtohorarios17

armindoPassado e presente têm encontro marcado no RallySpirit Altronix 2017! Carros míticos de ralis, transversais a várias gerações, vão cruzar-se e prometem levar ao rubro as emoções dos muitos aficionados do desporto motorizado, num evento onde a qualidade dos pilotos fica "acima de qualquer suspeita". Só ex-Campeões do Mundo de Ralis são três! Ari Vatanen, Armindo Araújo (campeão PWRC) e Rui Madeira (vencedor da Taça FIA Grupo N) fazem as honras da casa...

Depois de dois anos de afirmação, o RallySpirit Altronix vai voltar a "respirar" adrenalina, prometendo arrastar para a estrada, a 10 a 11 de novembro, uma autêntica legião de fãs.
Originalidade na exploração do conceito "rally legend" e singular envolvência da prova, que a coloca no mapa dos eventos motorizados mais emocionais para o público, são a receita de sucesso do RallySpirit Altronix que, na terceira edição, vai contar com a participação de uma centena de equipas.

Se, em 2016, a estrela maior foi Miki Biasion, no Lancia Rally 037, desta feita, a "personagem principal" do RallySpirit será o ex-Campeão do Mundo de Ralis, Ari Vatanen, que promete dar espetáculo ao volante de um Ford Escort WRC, igual ao que guiou na equipa oficial da Ford, no final da sua carreira no Campeonato do Mundo de Ralis.

Com um palmarés desportivo impressionante – Campeão do Mundo de Ralis em 1981 (em Ford Escort RS1800), 10 vitórias em provas do WRC e quatro triunfos no mítico Rally Paris Dakar -, Vatanen é, no entanto, muito mais do que um bem-sucedido piloto, já que a sua experiência na cena política internacional - onde exerceu, por duas vezes, o cargo de eurodeputado - fez com que ganhasse, pelas suas atitudes e defesa de interesses do próximo, o respeito e admiração de todos.

No regresso a Portugal, o piloto finlandês mostra-se "muito satisfeito por conviver novamente com os fãs dos ralis portugueses, que tanta paixão têm por este desporto, mas também por ir voltar a guiar um carro tão fantástico como o Ford Escort WRC, com que espero divertir-me e dar espetáculo."

Mas se esta personagem impar do automobilismo será o "ás de trunfo" da prova, a presença do Bicampeão do Mundo de PWRC, Armindo Araújo, também se afigura como um chamariz importante para os amantes do desporto motorizado. Após quatro anos de total ausência dos ralis, o ex-piloto da equipa oficial WRC Team MINI Portugal aceitou o convite da organização para ser uma das figuras da prova e pilotar um Mitsubishi Lancer Evo, o carro com que conquistou os dois títulos mundiais de PWRC! Por outras palavras: espetáculo garantido!

E com Armindo Araújo presente, será possível ver em ação quatro campeões nacionais de ralis! Ao tetracampeão nacional, junta-se o tricampeão Adruzilo Lopes (Porsche 997 GT3) e os campeões Bernardo Sousa (Ford Escort RS 1800) e Pedro Meireles (Skoda Fabia R5), numa ilustre lista de inscritos que não ficaria completa sem a presença do também Campeão do Mundo de Grupo N (ou para os mais puristas, Vencedor da Taça FIA de Grupo N), Rui Madeira (Ford Sierra Cosworth).

Uma "reunião", afinal, de grandes campeões, onde nomes como o de Carlos Vieira (Citroën DS3 R5), Vítor Pascoal (Porsche 997 GT3), Pedro Leal (Mitsubishi Lancer Evo 6) ou dos espanhóis Toño Villar (Ford Escort WRC) e José Pujol (Lancia 037), também participantes, em nada destoam.

Para além de poderem conviver com nomes consagrados do automobilismo, os espectadores terão a rara oportunidade de ver, em ação, alguns dos mais emblemáticos carros de ralis, representativos de categorias tão apreciadas como "World Rally Cars" (WRC), "Grupo B", "Kit Car", "S1600", "R5" e "RGT", onde também se destacam modelos tão apaixonantes como os Renault Alpine A110 e 5 Turbo, Fiat 131 Abarth, Ford Escort MK I e MK II, Lancia Delta Integrale 16V, Citroën ZX Kit Car e Saxo S1600, Peugeot 206 S1600... só para falar dos que mais paixões despertam.

Segundo Pedro Ortigão, responsável máximo da Xikane, "com pilotos tão credenciados e máquinas tão emotivas como as que se apresentarão à partida da terceira edição do RallySpirit Altronix, está garantido um grande espetáculo para o público. A confirmação de Ari Vatanen como cabeça de cartaz da prova, o regresso de Armindo Araújo à competição e a presença de pilotos com tantos títulos no palmarés confirma, também, a evolução do evento. Com 100 equipas inscritas, muitas delas com carros diferentes dos que normalmente se vêm nos ralis, e com a envolvência proporcionada pelos bonitos cenários de Vila Nova de Gaia e da Vila do Coronado, o RallySpirit tem tudo para atrair multidões."

Com um esquema competitivo concentrado, idealizado pelo Clube Automóvel de Santo Tirso, que volta a ter Vila Nova de Gaia e a Vila do Coronado como principais polos operacionais, o RallySpirit Altronix será disputado, ao longo de nove Provas Especiais de asfalto. Tripla passagem pela classificativa da Serra (9,50 km) e duplas passagens pelas especiais do Coronado (6,15 km) e Assunção (4,20 km) prometem um rali emocionante, onde a novidade da Super Especial "Gaia" (disputada no Quartel da Serra do Pilar) e a Partida Simbólica na Marginal de Gaia, muito ajudarão, por certo, a aquecer o ambiente.

Motivos de sobra não faltam, portanto, para que o RallySpirit Altronix volte a concentrar doses massivas de adrenalina nos pilotos e nos milhares de espectadores esperados no centro da ação. Agora é só apontar na agenda a data de 10 e 11 de novembro...

copaA Copa Peugeot 106 é uma competição monomarca, que pretende reintroduzir no panorama desportivo nacional, a possibilidade de competir na categoria de ralis, a baixo custo.

Através da mesma, pretende-se chamar aos ralis um maior número de participantes, sejam eles na iniciação, ou também pilotos que tenham desistido de competir devido aos custos elevados inerentes à prática dos mesmos.

A proposta é clara, uma fórmula simples, de baixo custo, e onde o equilíbrio e a animação sejam notas dominantes.

Objectivos

. Aumentar o número de participantes e viaturas nos ralis.
. Contrariar a tendência de aumento de custos nos ralis.
. Contrariar a crença que não é possível fazer ralis a baixo custo.
. Permitir a jovens pilotos, provenientes até de outras disciplinas, que possam iniciar nos ralis.
. Equilíbrio de forças em todas as provas, com vários pilotos a discutir as vitórias.
. Atrair marcas, patrocinadores, e público para os ralis.
. Através de uma divulgação constante, imagem atractiva, e de parcerias com órgãos de comunicação social, especialmente espaços como o "e-wrc" e "e-wrc results", pretendemos garantir uma óptima corbertura da copa.
. Criar bases, para que mais iniciativas idênticas possam acontecer nos próximos anos.
. Estabelecer uma base de trabalho e entendimento com a FPAK, e seus clubes associados, que permitam identificar problemas e encontrar soluções para a melhoria da promoção dos ralis em Portugal.

Enquadramento geral

A Copa Peugeot 106, pretende no seu primeiro ano de realização (2018) integrar o campeonato regional norte da FPAK, realizando 6 provas a designar, após a divulgação do calendário oficial.

A viatura escolhida é o Peugeot 106 mk.I, com motorização e mecânica proveniente do modelo XSI/rallye (1294cc). Por ser um modelo de fácil aquisição, de baixo custo, quer de compra, quer de manutenção, e também por ser um carro visualmente atraente, e que teve e tem bastante aceitação no nosso país, acreditamos ser o modelo acertado para iniciar este modelo de Copa a baixo custo.

Enquadramento técnico

Para que os veículos obedeçam às especificações da copa 2018, deverão respeitar o seguinte:

- Ter documentos válidos, e respeitar as homologações FPAK para o campeonato em questão.
- Possuir o kit da copa, composto por Roll-bar, suspensões, calços de travão, pneus e kit de admissão. Todas estas peças são obrigatórias, e a sua aquisição deverá ser feita junto dos parceiros.
- Incluir na decoração do veículo os "layout's" correspondentes aos parceiros/patrocinadores.
- Respeitar o regulamento técnico específico da copa 2018. Pontos-chave

Para que a Copa atinja os patamares a que nos propomos, nesta primeira edição, é essencial:

- Uma boa comunicação e interacção com todos os agentes responsáveis pela organização e divulgação dos ralis em Portugal.
- Preços apelativos, no que diz respeito ao custo do kit da copa, inscrições, material, entre outros.
- Comunicação e transparência total entre organização e concorrentes.

Mais informações AQUI.

RALIS ONLINE TV

Facebook FanBox

RALIS ONLINE Ralisonline