faceralis

 

posvendaclick

Nacional

loicconc10A última ronda do campeonato belga, o Rallye du Condroz, foi disputado debaixo de alguma chuva como é habito mas, sempre com milhares de espectadores nas estradas.

Bernd Casier dominou a primeira etapa com um Ford Focus WRC 04 mas, no entanto, o vencedor da prova anterior acabou por sofrer um furo na última especial do primeiro dia e posteriormente, despistou-se no inicio da segunda etapa, ficando fora do rally.

Freddy Loix aproveitou o erro de Casier e passou para a liderança da prova, onde acabaria por ficar sem adversários pois, se no inicio tinha Thierry Neuville muito perto, este, perdeu muitos minutos com um furo e ficou sem hipóteses de lutar pela vitória, não conseguindo melhor do que a 2ª posição.

LÍDERES DO RALLY:
Bernd Casier (SS1 a 10); Freddy Loix (SS11 a 20)
VENCEDORES DE TROÇOS:
Bernd Casier (7); Freddy Loix (4); Thierry Neuville (6)

37º RALLYE DU CONDROZ
1º Freddy Loix/Frederic Miclotte (B)  Skoda Fabia S2000  2h10m15,4s (1º S2000)
2º Thierry Neuville/Nicolas Klinger (B/F)  Peugeot 207 S2000  +3m49,6s (2º S2000)
3º Stephane Lhonnay/Kris Botson (B)  Mitsubishi Lancer Evo IX  +8m05,0s (1º N4)
4º Bertrand Grooten/Francis Delmelle (B)  Subaru Impreza WRC S8  +9m05,1s (1º A8)
5º Cedric Cherain/Cedric Pirotte (B)  Renault Clio R3  +9m16,4s (1º R3)
6º Didier Vanwijnsberghe/Virginie Cnockaert (B)  Skoda Fabia S2000  +10m26,6s (3º S2000)
7º Marc Duez/Virginie Dilley (B)  Porsche 996 GT3  +11m32,9s (1º GTP-24)
8º Hubert Deferm/Audrey Poulain (B)  Subaru Impreza WRC S10  +11m38,0s (2º A8)
9º Hein Jonkers/Arno Beurskens (NL)  Mitsubishi Lancer Evo VIII  +12m00,1s (2º GTP-24)
10º Jean-Pierre van de Wauwer/Eric Marnette (B)  Skoda Octavia WRC  +13m03,9s (3º A8)

zamithcamp1Pedro Zamith conquistou um título inédito ao ser o primeiro português a vencer um Campeonato Brasileiro de Ralis.

No passado fim-de-semana, na região de Passo Fundo (Rio Grande do Sul), teve lugar a 7ª e última etapa da Copa Peugeot 2010. Com um 3º lugar no final dos dois dias de competição, Pedro Zamith e Gilson Rocha sagraram-se campeões da categoria 207 Master, levando o piloto a dizer que "foi um dia muito emocionante, sinto-me recompensado por toda a minha dedicação ao automobilismo e, ao mesmo tempo, é uma forma de agradecer a todos aqueles que sempre me apoiaram".

Após "experimentar" a Copa Peugeot de ralis em 2009, participando em três provas, facilmente reconheceu a competitividade do campeonato, quer pelo nível dos pilotos participantes, quer pelas características restritivas do regulamento quanto às alterações nos carros. Adicionalmente, a Peugeot Sport Brasil disponibilizava uma óptima estrutura de apoio e uma cobertura mediática que permitiria um retorno interessante aos patrocinadores.

zamith2Zamith investiu bastante para garantir as melhores condições de participação: "Era tudo novo para mim, não conhecia ninguém e sabia que era fundamental apoiar-me nas pessoas certas. Essa foi a decisão mais importante, de outra forma o esforço financeiro pessoal de nada valeria. Tive ao meu lado um navegador muito experiente e dedicado, o Gilson Rocha, e uma equipa de assistência que sempre demonstrou uma enorme vontade de conquistarmos este título. Além disso, a equipa técnica ao ser chefiada pelo virtuoso piloto e multi-campeão brasileiro de ralis, Rafael Túlio, facilitou a minha adaptação à competição além de me entregar um carro sempre impecável".

Quando, a meio da temporada, a possibilidade de ganhar o título se tornou mais próxima, Zamith e Rocha passaram a adoptar uma estratégia de angariarem, prova a prova, o maior número de pontos na tabela classificativa. Em algumas ocasiões, optaram ainda por abdicar da luta pela vitória. Ainda assim, foram os maiores vencedores de etapas, 4 em 14 possíveis, empatados com Fabiano Altomar.

No final, a estratégia delineada comprovou-se ser a mais adequada. Chegando à última Etapa do Campeonato, com 16 pontos de vantagem para o segundo classificado, quando havia 24 em disputa, a dupla apenas precisava de terminar os dois dias de prova para, sem depender dos resultados de terceiros, levar o troféu. Com esta realidade, o andamento na prova foi o suficiente para cumprir o objectivo: "Reconhecemos que o andamento demonstrado nas classificativas de Passo Fundo foi muito inferior ao nosso potencial mas estamos muito satisfeitos com a conquista do campeonato" – este podia muito bem ter sido disputado até ao final por qualquer uma das outras cinco duplas mais competitivas.

Pedro Zamith tenciona dar continuidade ao título alcançado: "Como não tenho previsto o meu regresso a Portugal no curto prazo, pretendo continuar a competir em 2011 no Campeonato Brasileiro de Ralis, fazendo a evolução natural para a categoria Peugeot 207 Super. Claro que os patrocinadores serão decisivos para confirmar este objectivo".

perezO piloto de Granada, David Pérez, logrou alcançar a vitória no Rali Sierra Morena (Espanha) ao volante de um Peugeot 207 S2000.

Poucos inscritos e muitas ausências entre os principais pilotos, marcaram esta nova prova do Nacional de Ralis de Espanha.

Um dos presentes era o campeão Berti Hevia, mas pouco pôde disfrutar o seu título nesta prova, já na na noite de sexta-feira, um acidente na super-especial, deixou o Skoda Fabia S2000 em muito ma estado, levando até á neutralização dessa classificação para se retirarem as peças do carro que estavam espalhadas pelo chão.

Assim foi David Garcia, conhecedor da prova, mas até agora pouco tinha sido capaz de dar nas vistas, que se iria posicionar no topo da corrida para dominar completamente todos os adversaries troço após troço. Tal foi o seu dominio que mesmo levantando o pé na fase derradeira da prova ganhou um minuto e meio de vantagem para o segundo classificado, Jonathan Perez também em Peugeot 207 S2000.

O terceiro lugar foi para Pedro Burgo em Mitsubishi Lancer Evo com XN "Plus", ficando em quarto lugar, o vencedor da Copa Clio, José Antonio Suárez.

Colaboração Miguel Álvarez

baume10skodO campeonato austríaco terminou no último fim-de-semana, com o Rally Waldviertel em pisos mistos, servindo apenas para cumprir calendário pois, já tudo estava decidido.

Beppo Harrach e Raimund Baumschlager passaram várias pela liderança durante o primeiro dia mas, na etapa seguinte, o piloto do Skoda manteve-se na frente até ao fim e voltou a vencer numa temporada em que foi o único a obter vitórias.

Beppo Harrach foi o piloto que venceu mais troços mas, mais uma vez não conseguiu bater o Skoda do campeão, tendo de contentar-se com a segunda posição a 22,6s de Baumschlager.

Andreas Aigner regressou na derradeira prova e até venceu dois troços (um deles empatado com Baumschlager) mas, no entanto e embora não tenha rodado muito afastado dos dois primeiros, Aigner foi sempre 3º classificado desde o início e nunca uma verdadeira ameaça para Harrach mas, também não teve ninguém que o incomodasse.

LÍDERES DO RALLY:
Beppo Harrach (SS1); Raimund Baumschlager (SS2); Beppo Harrach (SS3); Raimund Baumschlager (SS4); Beppo Harrach (SS5); Raimund Baumschlager (SS6 a 16)
VENCEDORES DE TROÇOS:
Beppo Harrach (9); Raimund Baumschlager (6); Andreas Aigner (2)

1º Raimund Baumschlager (AUS) SKODA FABIA S2000 1h 45m 30,7s
2º Beppo Harrach (AUS) MITSUBISHI LANCER EVO 9 + 22,6s
3º Andreas Aigner (AUS) MITSUBISHI LANCER EVO 10 + 42,5s
4º Dávid Botka (HUN) MITSUBISHI LANCER EVO 9 + 02m 03,3s
5º Manfred Stohl (AUS) MITSUBISHI LANCER EVO 9 + 02m 35,8s
6º Andreas Waldherr (AUS) VOLKSWAGEN POLO S2000 R + 02m 57,8s
7º Mario Saibel (AUS) MITSUBISHI LANCER EVO 10 + 03m 04,2s
8º Öcsi Balázs (HUN) MITSUBISHI LANCER EVO 9 + 03m 47,7s

Colaboração Ricardo Nascimento

 

 

rossettiitaA última ronda do campeonato italiano 2010 foi extremamente competitiva pois, a luta pela vitória durou até ao último troço entre a Fiat e a Skoda.

Giandomenico Basso foi o primeiro líder após o primeiro troço mas, no seguinte, Paolo Andreucci vence-o e passava para a liderança. No entanto, Luca Rossetti venceu a terceira especial e passou para a frente da prova, mantendo essa posição até ao final da primeira etapa, sendo secundado por Basso.

No inicio da segunda etapa, Jan Kopecký venceu a especial e passou de 3º para 1º da geral mas, no entanto, Rossetti retomou a liderança no troço seguinte e manteve a mesma posição até ao final, triunfando na derradeira prova do campeonato italiano. Kopecký tudo fez para obter a vitória mas, o homem da Abarth foi ligeiramente mais forte pois, a diferença final entre os dois, cifrou-se apenas em 1 segundo.

Giandomenico Basso deu um toque e furou no primeiro troço da segunda etapa mas, no entanto, o Abarth acabou por sofrer mais danos além do pneu e este, foi obrigado a abandonar.

Paolo Andreucci também furou no inicio do troço seguinte e teve de parar para trocar a roda, caindo de 3º para 10º da geral mas, ainda conseguiu subir uma posição até ao final da prova.

Alessandro Perico venceu uma especial e beneficiou dos azares de Basso e Andreucci, para subir ao lugar mais baixo do pódio, obtendo aqui a melhor posição da temporada.

LÍDERES DO RALLY:
Giandomenico Basso (SS1); Paolo Andreucci (SS2); Luca Rossetti (SS3 a 6); Jan Kopecký (SS7); Luca Rossetti (SS8 a 10)

VENCEDORES DE TROÇOS:
Giandomenico Basso (1); Paolo Andreucci (3); Luca Rossetti (2); Jan Kopecký (2); Alessandro Perico (1)

CLASSIFICAÇÃO
1º 2 Luca Rossetti - FIAT PUNTO ABARTH S2000 1h 38m 08,4s
2º 3 Jan Kopecký - SKODA FABIA S2000 + 01,0s
3º 7 Alessandro Perico - PEUGEOT 207 S2000 + 46,0s
4º 5 Renato Travaglia - FIAT PUNTO ABARTH S2000 + 58,1s
5º 12 Corrado Fontana - PEUGEOT 207 S2000 + 01m 09,5s
6º 9 Piero Longhi - PEUGEOT 207 S2000 + 01m 42,5s
7º 8 Marco Signor - SKODA FABIA S2000 + 01m 52,3s
8º 18 Andrea Carella - PEUGEOT 207 S2000 + 02m 40,0s
9º 1 Paolo Andreucci - PEUGEOT 207 S2000 + 03m 31,5s
10º 45 Stefano Bizzarri - RENAULT CLIO R3 + 05m 14,1s

CAMPEONATO
1. Andreucci (Peugeot) 58;
2. Rossetti (Abarth) 55;
3. Kopecky (Skoda) 48;
4. Basso (Abarth) 40;
5. Travaglia (Abarth e Peugeot) 31.

COLABORAÇÃO RICARDO NASCIMENTO

RALIS ONLINE TV

RALIS ONLINE TV 2