faceralis

 

rvmlogo24 madeira

loeb copy copySebastien Loeb, tripulando um Skoda Fabia RS Rally2, foi o vencedor do 57º Azoes Rallye, prova açoriana da Toyr European Rally Series e Campeonato dos Açores de Ralis que teve no pódio final três campeões mundiais. Nove vezes campeão mundial, Loeb não poderia ter desejado melhor estreia no arquipélago dos Açores e ao volante de um carro desta categoria. O francês venceu cinco das doze classificativas que compunham as duas etapas e chegou a Ponta Delgada com uma vantagem de quase 20 segundos para a concorrência.

Segundo classificado, Andreas Mikkelsen dispôs de uma viatura semelhante à do vencedor. O norueguês, campeão do WRC2 em 2021, perdeu algum tempo na primeira etapa, realizou a segunda ao ataque mas acabou por se atrasar devido a um toque já perto do final. No lugar mais baixo do pódio ficou o espanhol Nil Solans, campeão mundial júnior em 2017, atrasado na primeira etapa devido a uma escolha de pneus muito conservadora mas que recuperou três posições no último dos dias de competição.

Estreante nesta edição da organização do Grupo Desportivo Comercial, Ole Christian Veiby concluiu a primeira etapa no terceiro posto mas veio a cair para a quarta posição nas secções complementares após ter efetuado dois piões. O checo Erik Cais também tentou lutar pelo pódio, chegou a ser o mais rápido numa prova especial mas furou na Power Stage, a segunda passagem por Ribeira Grande, e regressou a Ponta Delgada, cidade anfitriã, no quinto lugar.

MOURA VENCE NO CAR

O 57º Azores Rallye marcou o início de mais um Campeonato dos Açores de Ralis. Nesta competição, a vitória coube a Ricardo Moura que, após um ano de interregno, reatou a sua carreira para marcar presença num evento que venceu ao nível absoluto em 2016. O piloto do Skoda Fabia Rally2 Evo acusou alguma falta de ritmo no confronto com as estrelas mundiais presentes na organização do Grupo Desportivo Comercial mas esteve sempre na frente da competição regional.

A segunda posição neste campeonato pertenceu a Luis Miguel Rego, a 37,3 segundos do vencedor, noutro Skoda Fabia Rally2 Evo. O atual detentor do título do arquipélago realizou uma prova a pensar nos pontos para a competição instituída pela Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting e averbou a maior pontuação entre os pilotos que deverão disputar a totalidade do calendário.
No "pódio açoriano" ficou igualmente Rúben Rodrigues ao volante duma viatura semelhante à dos dois primeiros. O piloto realizou neste evento a sua estreia real com o modelo checo e tentou não perder terreno para a concorrência na sua adaptação a uma nova realidade. Quarto, Pedro Câmara chegou a ser segundo entre os locais com o seu Citroën C3 Rally2. No entanto, um erro no arranque da última classificativa da primeira etapa levou a que caísse para a posição de que nunca veio a recuperar. Bruno Amaral fechou o lote dos cinco melhores pilotos nacionais.

Não lhe é permitido comentar.