faceralis

 

posvendaclick

Mundial

Edit

Amount of short articles:

Amount of articles links:

You can order sections with dragging on list bellow:

  • Mundial
Guardar
Cancelar
Reset

ERC

Açores sai do Europeu em

Image - Açores sai do Europeu em

O organização do Azores Rallye emitiu um comunicado dando conhecimento que esta prova não fará parte

Sexta, 23 Setembro 2022 Comente

Eventos

Rui Madeira no Rallylege

Image - Rui Madeira no Rallylege

Em San Marino, o consagrado piloto português estará aos comandos de uma das unidades da equipa de fá

Terça, 4 Outubro 2022 Comente

Nacional

Fotos Rallye Südliche We

Image - Fotos Rallye Südliche We

Fotos: MARC HILGER (Proíbida a reprodução de fotos sem indicação da fonte)Evento: Rallye Südliche We

Segunda, 26 Fevereiro 2018 Comente

WRC

Fotos Rali de Portugal 2

Image - Fotos Rali de Portugal 2

Fotos Rali de Portugal 2022 (Dia 2)

Sábado, 21 Maio 2022 Comente

Mundial

ralideportugallogo22A apresentação oficial do Vodafone Rally de Portugal 2022, em formato online, está agendada para amanhã (quinta-feira), dia 28 de abril, pelas 18 horas.

Num programa com apresentação de Jorge Gabriel vão ser divulgadas todas as informações relacionadas com a edição 2022: da lista de inscritos, à estrutura da prova, ao plano de sustentabilidade, até às comemorações das 50 edições do WRC que terão como palco o nosso país.

Uma apresentação pródiga em novidades que poderá ser acompanhada nas seguintes plataformas digitais do Rally de Portugal:

Site: https://www.rallydeportugal.pt/

Facebook: https://www.facebook.com/events/371075748281641?ref=newsfeed

YouTube: https://youtu.be/zE514xUZVq8

 

 k111ADQUIRE
ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022

 

 

loebDepois de uma estreia de tirar o fôlego com o M-Sport Ford World Rally Team no Rali de Monte-Carlo de janeiro último, a M-Sport pode agora confirmar que Sébastien Loeb e a navegadora Isabelle Galmiche irão voltar a juntar-se à M-Sport, completando uma equipa que será composta por cinco unidades Puma Hybrid Rally1 para o assalto a Portugal.

Regressado ao Campeonato do Mundo de Ralis da FIA em janeiro, Sébastien Loeb, um dos melhores pilotos do mundo, reclamou para si nada menos do que seis vitórias em troços ao longo da prova monegasca, numa batalha em que defrontou o óctuplo Campeão Sebastien Ogier, para depois alcançar a vitória nessa que foi a prova inaugural da temporada de 2022.

Após garantir novos sucessos em várias outras disciplinas, corridas por todo o mundo, desde essa sua
primeira vitória em 2022, Loeb regressa agora aos famosos palcos de terra da região centro e norte
de Portugal, de novo acompanhado por Isabelle Galmiche, a primeira mulher a registar uma vitória à
geral no WRC desde 1997, no que tornou ainda mais especial a sua primeira associação com Loeb no
Mundial de Ralis.

O Rally de Portugal representa uma ocasião marcante para o M-Sport Ford World Rally Team, já que
se tornará no primeiro construtor a inscrever cinco Rally1 num mesmo evento. É uma oportunidade
emocionante para a equipa, fazendo deslocar a Portugal um vasto leque de talentos.
O regresso de Loeb coincide com as comemorações do 50º Aniversário do Campeonato do Mundo de
Ralis da FIA, programa que contempla uma variedade de atividades, previstas ao longo do fim de
semana, celebrando-se os cinquenta anos de ação épica nos palcos e superfícies mais desafiantes do
mundo.

A impressionante história do lendário piloto francês nesta prova iniciou-se em 2007, com a conquista
de uma vitória na sua estreia em Portugal, depois de ser o mais rápido em 11 das 18 Especiais dessa
edição. Voltaria a vencer o rali em 2009, arrecadando depois mais dois lugares no pódio, para um total
de 32 melhores tempos em Especiais acumuladas ao seu palmarés.

Sebastien Loeb afirmou:
"Conduzir o Puma é uma das minhas memórias favoritas nos ralis; Vencer em Monte Carlo depois de
tanto tempo foi algo incrível. A equipa trabalhou muito bem, encontrando rapidamente soluções para
as questões que se identificaram no Shakedown, permitindo-nos alcançar a nossa 80ª vitória em ralis.
Aquando do meu primeiro teste com este carro, experimentei, de imediato, uma sensação muito boa,
para além de que gosto de conduzir com tanta potência com o sistema híbrido. Trata-se de um
automóvel fantástico, de uma grande equipa e festejámos momentos incríveis juntos.Portugal era um espaço vazio no meu calendário e é um rali de terra; tendo já competido nesta
versão da prova em 2019, tenho uma base de notas de algumas das suas classificativas. Essa foi uma
das razões por que escolhi Portugal; a outra foi que eu queria fazer um rali em terra. Gosto da
condução nesse tipo de pisos, pelo que foi uma escolha muito simples."

Rich Millener, Diretor de Equipa, afirmou:
"As memórias de Monte-Carlo ainda estão bem fortes na minha mente, algo de que estou certo
acontece com toda a equipa. Em termos pessoais, ter nova oportunidade de trabalhar com o Séb e a
Isabelle é um sonho tornado realidade. O facto de quererem voltar a conduzir para nós é algo
incrivelmente especial para a equipa e reflete todo o trabalho árduo que todos estão a fazer na sede.
É, também, muito importante agradecer em especial à Ford e à Red Bull que têm sido fundamentais
em assegurar a dupla para este evento – mais um exemplo de como os nossos parceiros estão a
trabalhar em conjunto para nos garantir o mais forte 'line-up' possível, nos diferentes eventos do WRC
da presente temporada. Estou genuinamente entusiasmado por ver o que irá acontecer nas lendárias
especiais de Portugal, estando também certo de que os fãs vão ficar muito entusiasmados ao ler esta
notícia, bem como ansioso por observar todo o seu apoio ao longo do fim de semana do evento!"

Malcolm Wilson, Diretor Geral, afirmou:
"Isto foi possível graças aos nossos grandes parceiros na Ford e na Red Bull, pelo que estou ansioso
por ver a prestação do Séb e do Puma Hybrid Rally1 naquele que é o primeiro verdadeiro rali de terra
do presente ano. É ótimo contar com uma formação tão forte de pilotos e estou muito orgulhoso pelo
facto de que a nossa equipa será a primeira a inscrever cinco carros de topo num rali do WRC. Isto
mostra o quão apelativos são estes Rally1, nomeadamente o Puma, para os pilotos, esperando poder
continuar a levar cada vez mais longe os limites da modalidade. Também espero que esta popularidade
dos Rally1 nos leve a ver mais clientes em competição em eventos de todo o mundo."

camposNão poderia ter começado da melhor forma a primeira prova do Toyota Gazoo Racing Iberian Cup, que se realizou no decorrer da primeira etapa do Azores Rallye, que consagrou como vencedores a dupla Miguel Campos / Nuno Rodrigues da Silva, que estiveram aos comandos de um Toyota Yaris GR, assistido e preparado pela Inside Motor.

Tirando a primeira especial disputada, Miguel Campos / Nuno Rodrigues da Silva lideraram toda a restante prova, tendo ainda vencido quatro dos seis especiais de classificação, para terminar com mais de 50 segundos para o segundo classificado nas contas do Toyota Gazoo Racing Iberian Cup.

À chegada ao final do rali, já depois de saborear o champagne da vitória, Miguel Campos comentou que "foi uma excelente vitória. Era quase tudo novo nesta prova, nomeadamente o carro, e não sabíamos qual seria a nossa competitividade face à concorrência. Logo na fase inicial percebemos que estaríamos na discussão dos primeiros lugares, embora tenhamos perdido 15 segundos fruto de uma pequena saída de estrada por causa do muito nevoeiro e da lama. Na primeira passagem das Tronqueiras, começamos a ganhar tempo aos adversários e fizemos uma boa gestão até ao final, poupando um pouco a mecânica no mau piso. O Toyota mostrou ser um carro bom e equilibrado e com fiabilidade, por isso ficamos satisfeitos e motivados para as próximas provas.
Um agradecimento à equipa Inside Motor que esteve muito profissional e a todos que nos apoiaram na estrada. Estou muito feliz por esta vitória que nos abre boas perspetivas para esta competição".

A próxima prova do Toyota Gazoo Racing Iberian Cup é o Rali de Auga, também disputado em pisos de terra, que se disputa dias 6 e 7 de maio.

llarenaApesar de ter dominado praticamente todo o rali, Ricardo Moura não conseguiu responder ao ímpeto final de Efrén Llarena, com o espanhol a vencer o Azores rallye por apenas 2,6s.

Quando parecia que tinha o rali controlado, atendendo que na 11ª especial tinha 14,7s de vantagem para Llarena (a maior diferença entre primeiro e segundo em toda a prova), Ricardo Moura parecia caminhar para a vitória, mas o espanhol "voou" literalmente nos três derradeiros troços, vencendo mesmo os dois últimos do rali (os únicos que ganhou nesta prova), para se impor de forma triunfal na Power-Stage com um tempo canhão, que lhe permitiu subir ao primeiro lugar por apenas 2,6s de vantagem.

Excelente prova de Simon Wagner, que fez um terceiro lugar à geral quando não estava sequer entre os candidatos ao pódio, ficando na frente de Simone Tempestini e Armindo Araújo, com o português a passar para a liderança do campeonato da Europa de Ralis, após duas provas.

Moura do CPR

Por certo que Ricardo Moura trocaria a vitória nesta prova pela vitória que obteve entre os concorrentes do Campeonato de Portugal de Ralis. Sem intenção de disputar mais provas, Moura acaba por influenciar um pouco as contas do CPR, pois recolheu os pontos da vitória e a pontuação máxima da Power Stage a Armindo Araújo e aos restantes pilotos verdadeiramente interessados no CPR.

Entre estes, o destaque foi para Armindo Araújo, que volta a impor o seu Skoda à concorrência, mesmo depois de um início de rali em que perdeu algum tempo para Bruno Magalhães. Porém, com o ataque de Armindo e os problemas de suspensão no Hyundai de Bruno Magalhães (no primeiro e no segundo dia), o piloto do Skoda acabou por ficar em segundo lugar destacado, reforçando a sua posição de líder no CPR.

Aliás, estes foram mesmo os dois únicos pilotos que tiveram em condições de estar no pódio, pois nesta prova a concorrência esteve um pouco apagada. Miguel Correia faz um 4º lugar, o que não deixa de ser um excelente resultado, tendo consigo superar na estrada José Pedro Fontes, que no segundo dia abria os troços, sendo prejudicado por isso. Fontes teve um rali com pouca chama e o resultado final demonstra precisamente isso.

Atrás de Fontes, ficou Paulo Neto, que partia muito atrás para a estrada no primeiro dia (nem parecia que estava nas contas do CPR), sendo o sétimo lugar para Pedro Almeida que acusou pouco ritmo mas também uma série de percalços com o seu Skoda.

VENCEDORES DE TROÇOS
Ricardo Moura (4); Simon Wagner (2), Simone Tempestine (2); Rúben Rodrigues (1); Alberto Battistolli (1); Ken Torn (1); Efrén Llarena (2)

COMANDANTES SUCESSIVOS
Ricardo Moura (Pec 2-13); Efrén Llarena (Pec 14)

VENCEDORES DE TROÇOS (CPR)
Ricardo Moura (11); Armindo Araújo (2)

COMANDANTES SUCESSIVOS (CPR)
Ricardo Moura (Pec 2-14)

CLASSIFICAÇÃO FINAL
azorefinal