faceralis

 

ANUARIO123

Nacional

armindoSeis meses após terem vencido o Rali Terras D'Aboboreira, naquela que veio a ser a derradeira prova de 2020, a dupla do Team Armindo Araújo / The Racing Factory apresenta-se de novo à partida do rali organizado pelo Clube Automóvel de Amarante para, desta vez, iniciar a temporada 2021 do Campeonato de Portugal de Ralis.

Após a participação no Rali de Vieira do Minho, e de um último teste realizado há dias na zona de Baião, Armindo Araújo parte para a primeira prova do calendário com elevadas expectativas e não esconde que "o principal objetivo é lutar pela vitória e começar o ano da mesma forma como o terminamos, a vencer. Fizemos um rali de preparação e um teste antes de virmos para a Aboboreira, e as indicações que colhemos são muito boas, tanto em piso seco como molhado. Estamos com a motivação em alta e ansiosos por arrancarmos para a primeira especial".

Com uma lista de inscritos recheada de pilotos internacionais, e com todos os potenciais candidatos ao título presentes, o Rali Terras D'Aboboreira será, sem dúvida, uma prova muito disputada e animada. "Temos um excelente lote de equipas nacionais e internacionais presentes e isso dará sempre um valor acrescido ao CPR. O nosso foco é sempre o campeonato, mas obviamente que vamos lutar por sermos os mais rápidos da geral, sem nunca comprometer o objetivo principal", concluiu Armindo Araújo.

prci21Tudo a postos para o arranque da Temporada 4 da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA, iniciativa que as filiais PEUGEOT de Portugal e de Espanha e a Sports & You levam a cabo desde 2018, e que este ano voltará a apostar no formato de seis ralis, corridos nos dois países da Península Ibérica. Nesta edição concentram-se em Portugal as jornadas de terra e em Espanha os ralis em pisos de asfalto.

A primeira prova vai para a estrada já neste fim-de-semana, no Rali Terras d'Aboboreira, contando-se 17 'Leões' inscritos neste primeiro confronto da época, aos comandos dos PEUGEOT 208 Rally4, criação da Divisão de competição cliente da PEUGEOT Sport. Ao plantel que, nas anteriores três temporadas da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA, animou as batalhas nos troços portugueses e espanhóis, juntam-se duas equipas estreantes na copa. Contam-se 10 duplas espanholas, entre elas a do 'Campeão' de 2018, seis portuguesas, incluindo o Campeão de Portugal de Ralis de 2002, e ainda uma formação britânica.
Jornada inaugural do Campeonato de Portugal de Ralis 2021, num formato de dois dias (2 Etapas) e 7 Especiais (100,87 quilómetros ao cronómetro), para um percurso total de 316,22 quilómetros, o Rali Terras d'Aboboreira abrirá, assim, a batalha pelo título da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2021, o primeiro 'round' para se começarem a definir os sucessores de Pedro Antunes / Pedro Alves no Ranking dos Campeões. Esta dupla usufruirá em 2021 do Grande Prémio que conquistou há um ano e que lhe deu acesso a um programa mais completo, dividido entre os campeonatos de ralis de Portugal e dos Açores, integrado na estrutura da Sports & You e sob bandeira da STELLANTIS Motorsport.

Demonstração do sucesso que a PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA regista ano após ano – em 2020, e apesar do impacto da pandemia, teve uma das suas épocas mais competitivas e indefinidas em termos de Campeões -, a Temporada 4 da copa organizada pelas filiais de Portugal e Espanha da PEUGEOT antecipa-se igualmente muito competitiva, com 17 equipas inscritas. Dominam as formações de ambos os lados da fronteira da Península Ibérica, entre muitos repetentes, vários regressos e estreias absolutas na iniciativa.

Aos comandos dos PEUGEOT 208 Rally4, máquina com assinatura PEUGEOT Sport estreada em 2020 e que registou elevados índices de competitividade e de fiabilidade, irão estar dez duplas espanholas, seis portuguesas e uma britânica, incluindo muitos nomes que, nas anteriores três temporadas da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA, animaram as batalhas pelos melhores tempos nos múltiplos troços de ralis. A estas juntam-se duas equipas estreantes absolutas na copa.

Respetivamente 2º e 3º classificados da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2020, Alejandro Cachón Rodrigues e Álvaro Muñiz Mora pretendem alcançar um título que lhes escapou por pouco na pretérita edição, algo que Óscar Palomo Ortiz (5º na copa de há um ano) também procurará para si. Do lado luso, com o 'Campeão' em título Pedro Antunes a abraçar um novo projeto de ralis, decorrente do Prémio Final que a conquista do título de 2020 lhe garantiu, os melhores classificados na edição de há um ano e que agora arriscam nova tentativa são Pedro Almeida (7º em 2020) e Ernesto Cunha (13º), ambos pretendem fazer bem melhor numa edição que volta a compor-se de seis provas, três em Portugal, todas em terra, outras tantas em Espanha, todas em asfalto.

Outro nome forte é o de Roberto Blach Nuñez, que se sagrou 'Campeão' em 2018, em 2020 tentou novo assalto ao título, terminando a época na 9º posição, e que fará, assim, a sua terceira época, algo que também acontece com três dos seus conterrâneos: Josep Bassas Mas (foi 3º em 2019 e 10º em 2020), Delbín García Alonso (12º e 18º) e José María Reyes (9º em 2019, tendo feito apenas um rali no ano passado).

Do lote dos regressados e após um ano de ausência, contam-se o britânico Ruiari Bell, 4º classificado na edição de 2019 da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA, os portugueses Carlos Fernandes ('Vice-Campeão' em 2019; só fez um rali da copa 2020), Ricardo Sousa (15º) e Hugo Lopes (18º), e ainda os espanhóis Alberto Monarri (14º) e Santiago García Paz (17º).

O grupo de 17 'Leões' completa-se com duas estreias absolutas, a do português Miguel Campos, piloto de renome e com um palmarés recheado, que contempla, entre outros, o título absoluto de Campeão de Portugal em 2002 e o de Vice-Campeão Europeu no ano seguinte, ambos alcançados com a PEUGEOT, marca que representou oficialmente entre 2001 e 2005, e ainda o espanhol Kevin Guerra, Vice-Campeão em título do Campeonato das Canárias de Ralis (Terra).

PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2021 – LISTA DE INSCRITOS
# Piloto Navegador
1 Santiago Garcia (ESP) Nestor Casal (ESP)
2 Pedro Almeida (POR) Hugo Magalhães (POR)
3 Josep Bassas (ESP) Axel Coronado (ESP)
4 Óscar Palomo (ESP) Jose Pintor (ESP)
5 Delbín García (ESP) Coral Barroso (ESP)
6 Jose María Reyes (ESP) Carlos Cancela (ESP)
7 Alejandro Cachón (ESP) Alejandro Lopez (ESP)
8 Roberto Blach (ESP) José Viéitez (ESP)
9 Carlos Fernandes (POR) Valter Cardoso (POR)
10 Ernesto Cunha (POR) Rui Raimundo (POR)
11 Alberto Monarri (ESP) Ángel Vela (ESP)
12 Miguel Campos (POR) Paulo Lopes (POR)
13 Kevin Guerra (ESP) Daniel Sosa (ESP)
14 Hugo Lopes (POR) José Neves (POR)
15 Ruairi Bell (GBR) Gareth Perry (GBR)
16 Ricardo Sousa (POR) Luis Marques (POR)
17 Álvaro Muñiz (ESP) Álex Noriega (ESP)

 

regoLuís Rego Jr. e Jorge Henriques voltam à competição após uma temporada a menos de meio gás em virtude da pandemia. O regresso dá-se no Rali Terras d'Aboboreira, prova de arranque do Campeonato de Portugal, precisamente a última que a dupla realizou há cerca de 6 meses atrás.

A região de Amarante, Baião e Marco de Canavezes acolhe o primeiro rali pontuável para o Campeonato de Portugal de Ralis de 2021 e os campeões dos Açores de 2018 e 2019, Luís Rego Jr. e Jorge Henriques, estarão em prova com o objetivo de garantir o máximo retorno aos patrocinadores de entre os quais se destaca o Turismo dos Açores.

Rego e Henriques partem para esta prova sem qualquer pressão, uma vez que os objetivos da equipa se centram na luta pela conquista do tricampeonato de absolutos nos Açores. Ainda assim, o piloto de Ponta Delgada encara esta prova com expectativa, não só pela "míngua" de corridas que supôs a temporada passada, mas também porque o Terras d'Aboboreira apresenta uma lista de inscritos de grande qualidade. "Este não é o nosso campeonato, mas queremos ganhar ritmo e isso só se consegue em competição e com andamentos rápidos" explica o piloto do Skoda Fabia R5 EVO que voltará a ser assistido pela ARC Sport em parceria com a Rego Jr. Competições.

O rali apresenta um traçado de qualidade, mas que poderá ditar grandes dificuldades aos pilotos, até porque, nos últimos dias, tem chovido bastante na região do Marão. Acrescente-se uma lista com mais de sete dezenas de inscritos, dos quais mais de 20 em viaturas R5. "É provável que os pisos se apresentem algo degradados, sobretudo nas segundas passagens, mas estamos confiantes no trabalho de preparação e na fiabilidade do nosso carro. A posição de partida nas primeiras passagens e uma boa adaptação às condições do terreno nas segundas pode desempenhar um papel relevante no desenrolar do rali", considera Luís Miguel Rego.

silvaRicardo Sousa/Luis Marques regressam ao Rali do Clube Automóvel de Amarante, para estrear o novo Peugeot 208 Rally4 e dessa forma integrar a Peugeot Rally Cup Ibérica.

O Terras d'Aboboreira marca o início do Campeonato de Portugal de Ralis, na região norte do País num triangulo definido pelos Municípios de Amarante; Baião e Aboboreira, e a dupla da Prolama vai continuar a sua evolução com o novo carro em pisos de terra, com objectivo de pontuar nas duas competições que vão disputar, para além da atrás referida Cup Peugeot, também o nacional de 2RM (2 rodas motrizes).

Depois de um primeiro teste realizado na semana passada, Ricardo Sousa pretende extrair desta prova, tudo o que um novo carro tem para ensinar; condução, emoção e divertimento, e a soma de pontos para as classificações que atrás referimos, "...estou ansioso pelos primeiros quilómetros competitivos, mas sei que será um rali difícil para nós. Estamos sem competir à muito tempo e todos os mecanismos estão um pouco adormecidos, se a isto juntarmos a nossa estreia no novo Peugeot 208 Rally4, para defrontar adversários que estão já na segunda época com este carro, tudo será ainda mais complicado. Mas estamos muito concentrados e vamos lutar para estar entre os primeiros. Quero ainda aproveitar para agradecer a todos os nosso Patrocinadores e á Equipa Técnica que nos recebeu para esta prova todo o seu apoio, sem o qual esta estreia não seria possível..." concluiu Ricardo Sousa

hyundaiO Team Hyundai Portugal está de regresso ao Campeonato de Portugal de Ralis, com o Rali Terras D´Aboboreira, que terá lugar nos dias 30 de abril e 1 de maio. Com a ambição em alta, a dupla Bruno Magalhães e Carlos Magalhães está ansiosa para iniciar o Campeonato de 2021 em pisos de terra, desta vez mais a Norte de Portugal.

"Este será o regresso aos ralis em terra. Fizemos recentemente um teste para readaptação a este piso. As sensações com o nosso Hyundai i20 R5 foram bastante positivas e toda a equipa está muito motivada como arranque do Campeonato.", referiu o tricampeão nacional e vice-campeão da Europa.

Para o arranque da época de 2021, o Team Hyundai Portugal inovou e vai permitir a todos os fãs do desporto motorizado verem, em Live Streaming, toda a prova do Rali Terras D´Aboboreira. Aberto à participação de todos, os fãs de rali terão apenas de se registar em www.teamhyundaiportugal.pt,para terem acesso a conteúdos exclusivos, acompanharem a dupla de pilotos com câmaras on board instaladas no Hyundai i20 R5, verem a assistência e, acima de tudo, continuarem a apoiar as cores do Team Hyundai Portugal.

"É com enorme orgulho e satisfação que estamos de regresso ao Campeonato de Portugal de Ralis, contando com a habitual fiabilidade do Hyundai i20 R5 e com uma nova decoração para esta época. Mantemos toda a ambição e confiança para este ano, que conforme sabem terá ainda a novidade de sermos um dos primeiros campeonatos a contar com presença do Hyundai i20 N Rally2, assim que estiver disponível.", referiu Sérgio Ribeiro, CEO da Hyundai Portugal.