faceralis

 

ANUARIO123

Nacional

Edit

Amount of short articles:

Amount of articles links:

You can order sections with dragging on list bellow:

  • Nacional
Guardar
Cancelar
Reset

CPR

Rego representa Açores n

Image - Rego representa Açores n

O bicampeão dos Açores, Luís Rego Jr. volta a marcar presença no Rali Vinho Madeira depois de no ano

Terça, 3 Agosto 2021 Comente

Eventos

Filipe Madureira retira-

Image - Filipe Madureira retira-

Filipe Madureira é um dos rostos incontornáveis dos ralis nacionais. Com mais de duas décadas e de u

Sexta, 30 Julho 2021 Comente

Open

Fotos Rali de Mortágua 2

Image - Fotos Rali de Mortágua 2

Fotos: Paulo Homem (Proíbida a reprodução de fotos sem indicação da fonte)Evento: Rali de Mortágua 2

Quarta, 2 Janeiro 2019 Comente

Nacional

regoO bicampeão dos Açores, Luís Rego Jr. volta a marcar presença no Rali Vinho Madeira depois de no ano passado ter descoberto uma prova que considera "fantástica, exigente e com um dos melhores traçados de todas os ralis de asfalto" que já disputou.

Para além da vertente desportiva, o Vinho Madeira é uma festa do automobilismo e não admira que Luís Rego Jr. tenha feito um esforço para mostrar as cores dos Açores num evento em que o retorno é fantástico.

Luís Rego Jr. fará a prova madeirense ao volante de um Skoda Fabia R5 da geração anterior alugado à ARC Sport. As alterações face ao habitual não se ficam por aqui, uma vez que o campeão dos Açores será acompanhado por Hugo Magalhães, um navegador experiente e bom conhecedor do Vinho Madeira, que substituirá Jorge Henriques, uma vez que o habitual pendura de Luís Rego Jr. se encontra também a disputar o Campeonato da Madeira de Ralis. "Tenho a certeza que vamos fazer uma boa dupla e confio a 100% no profissionalismo do Hugo Magalhães e no seu grande conhecimento do rali para nos ajudar, enquanto equipa, a fazer uma boa prova", afirma o piloto.

Desportivamente, Rego procura aproveitar o maior conhecimento do rali para tentar ser mais rápido face aos tempos que marcou no ano passado, mas, apesar de o Vinho Madeira ser um rali muito competitivo com muitos pilotos e carros rápidos, não descura fazer um resultado dentro do top 10, procurando, assim, melhorar a classificação de 2020 em que foi 11º.

arcrenaultPara a edição deste ano do Rali Vinho da Madeira, a equipa de Aguiar da Beira conta com cinco concorrentes com objetivos distintos, mas todos de grande importância. Ricardo Teodósio e José Teixeira estão na luta direta pela vitória no CPR, tentando recuperar o título de campeões, que alcançaram em 2019. Para além desta contenda vital, Miguel Correia e António Costa pretendem continuar no caminho dos bons resultados, também aos comandos de um Skoda Fabia R5 Evo. Com muito mais confiança e adaptados ao comportamento do Skoda em asfalto, Paulo Neto e Vítor Hugo pretendem conquistar um resultado positivo nos troços da Madeira.

Habitualmente envolvida nos campeonatos de ralis dos Açores e da Madeira, a ARC Sport conta neste Rali Vinho da Madeira com dois concorrentes insulares. O campeão dos Açores, Luís Miguel Rego pretende continuar a sua proximidade com as provas do CPR, alinhando desta vez com Hugo Magalhães no lugar do navegador e com um Skoda Fabia que não é o seu. A grande novidade nesta prova do CPR é a estreia absoluta de um Renault Clio Rally 4 em Portugal, que a ARC Sport entregou a João Silva, o sempre competitivo piloto madeirense, que se faz acompanhar por Rui Rodrigues no banco do lado.

Ricardo Teodósio só pensa em vencer na Madeira, para manter acesa a luta pelo título. Segundo o piloto algarvio, o Skoda Fabia R5 Evo está em excelentes condições para este grande embate.

"Estamos prontos para a guerra e muito animados com o comportamento do carro. Experimentámos diferentes set-up´s e estamos muito confiantes com o carro que se mostra muito bem afinado. Espero que as condições atmosféricas não nos preguem uma partida, para que tudo possa correr bem. Estamos preparados para lutar pela vitória no CPR neste Rali Vinho da Madeira", afirmou Ricardo Teodósio.

Miguel Correia tem boas recordações dos troços da ilha da Madeira. A equipa aposta numa campanha positiva no CPR 2021 e a prova madeirense tem sempre um gosto especial.

"Esta é uma prova bastante diferente de todas as outras do campeonato. Vamos enfrentar o rali com coragem e ficar o melhor posicionados possível desde o princípio. Um bom resultado, sempre a pensar no CPR, só depende de nós, pois o Skoda está em perfeitas condições e com um excelente set-up para esta prova", disse Miguel Correia.

Dos Açores para a Madeira com muita devoção e paixão pelos ralis, Luís Miguel Rego quer continuar a contactar de perto com o panorama do Campeonato de Portugal. Sem poder contar com o seu Skoda Fabia R5 Evo, já pronto para participar no Rali de Santa Maria a 14 e 15 de agosto, o piloto optou por estar na Madeira ao volante de um Fabia da geração anterior.

"Estamos um pouco limitados pelo carro que alugámos, onde se nota alguma diferença ao nível do binário. É voltar um pouco atrás em relação ao meu, mas o bom trabalho da ARC Sport e a satisfação que temos pela presença dos Açores no Rali da Madeira, compensa tudo. Aprender e evoluir é o grande objetivo e, se possível, melhorar em relação ao ano passado", afirmou Luís Miguel Rego, que vai contar pela primeira vez com a navegação de Hugo Magalhães.

João Silva é um dos pilotos madeirenses mais apreciados, que já conquistou um título nacional de duas rodas motrizes com a ARC Sport. De novo com a equipa de Aguiar da Beira, o piloto vai estrear em Portugal um Renault Clio Rally 4 que lhe foi confiado pela ARC Sport.

"Tenho sempre a ambição de ser muito competitivo, mas tenho poucas referências do carro. Com o decorrer da prova tenho de ir percebendo como as coisas se passam, entender o Renault e adaptá-lo aos troços da Madeira. Esta é uma classe nova, o carro está bem desenvolvido e é giro e fácil de conduzir, agora vamos ver se o consigo levar ao limite. Quero ainda agradecer a oportunidade que a ARC Sport me deu", concluiu João Silva.

A evoluir constantemente na condução do Skoda, Paulo Neto volta a enfrentar mais um desafio importante na Madeira. Chegar mais perto dos pilotos da frente e melhorar os seus tempos, são os principais objetivos.

"Este é um rali que gosto muito e é a 2ª vez que corro na Madeira com este carro. É uma prova com muita condução, rápida, mas sempre dura e isso torna o Rali Vinho da Madeira bastante exigente. Vamos tentar melhorar os nossos tempos e ficar mais perto do Top 5. Os testes foram positivos e está tudo pronto para mais uma prova", disse Paulo Neto.

A ARC Sport tem na Madeira mais um importante desafio e a expectativa de alcançar resultados positivos para todos os seus pilotos. Para além dos quatro Skoda Fabia R5, a estreia em Portugal do Renault Clio Rally 4 é um marco importante.

"Como sempre, estamos totalmente empenhados neste grande desafio que é o Rali Vinho da Madeira, uma prova demasiado importante. Esperamos que os objetivos dos nossos pilotos sejam alcançados e que a estreia em Portugal do Renault Clio Rally 4 seja um êxito. Como é nosso apanágio, tudo faremos para que as coisas corram bem do primeiro ao último troço", disse Augusto Ramiro.

ernesto copyO Rali Vinho da Madeira vai para a estrada já na próxima sexta-feira, dia 6 de agosto, e a EFC Rally Team volta a marcar presença nesta que é uma das provas de asfalto mais populares do território nacional. Após uma participação positiva no Rali do Marítimo Município de Machico, Ernesto Cunha que havia sido excecionalmente navegado por Nuno Mota Ribeiro, volta a correr nas especiais Madeirenses com o 208 Rally 4.

Numa prova que não é pontuável para o Campeonato de Portugal de Ralis 2RM, a dupla Ernesto Cunha e Rui Raimundo, não dispensam a participação nesta prova devido à natureza histórica da mesma e por ter um conjunto de especiais que agradam bastante à equipa. "O grande objetivo vai ser fazer mais um bom teste para a segunda metade do nosso campeonato. Vamos voltar a procurar um ritmo forte, sabendo desde já que os pilotos locais têm um conhecimento das estradas muito grande que lhes pode conferir alguma vantagem", começa por referir o piloto.

Ernesto Cunha mostra-se entusiasmado e indica que "depois da participação no Rali do Marítimo Município de Machico, a vontade de começar mais uma prova na Madeira volta a estar elevada. Tanto eu como o Rui gostamos muito de correr cá e vamos, acima de tudo, focar-nos em desenvolver o nosso trabalho para as próximas provas do nosso campeonato enquanto nos divertimos ao máximo".

carPaulo Carvalheiro em estreia no próximo Rali Vinho Madeira, terceira jornada do Campeonato Portugal RGT de Ralis, o rali vai para a estrada entre os dias 5 e7 de agosto.

Este evento põe termo a um hiato de cerca de dois meses na competição, o piloto aguarda com muita expectativa esta estreia, "Vai ser sem dúvida desafiante, principalmente porque vai ser a nossa estreia na Pérola do Atlântico e porque desde o Rali de Castelo Branco que não competimos", disse ainda que "esperamos nos reconhecimentos perceber rapidamente como são os troços, e conseguir recolher boas notas, que permitam depois imprimir um andamento que possibilite levar o Porsche até ao fim, e assim amealhar pontos precisos para o Campeonato RGT". "Sabemos que os troços rápidos e encadeados, são bastante desafiantes do ponto de vista de condução, tendo uma quilometragem superior à maioria dos eventos em que participamos". Finalizou dizendo "a Madeira é um bom mercado do Stand Paulcar, e a nossa presença visa também a possibilidade de estarmos perto de alguns dos nossos clientes".

O piloto vai ser acompanhado pelo seu irmão Dércio Carvalheiro, que nos confidenciou "estar à espera das dificuldades naturais de ir fazer um rali novo" tendo finalizado "temos tentado ver alguns vídeos on bord por forma a perceber a forma das notas". Para este rali o Porsche 991 GT3 Cup teve as atenções habituais, começando pela revisão da caixa de velocidades e motor. Para esta prova foram montados novos discos de travão e novas pastilhas que estão preparadas para o enorme aquecimento provocado pelas classificativas da Ilha.

teorvmA pausa foi grande, mas terminou. Ricardo Teodósio e José Teixeira, atuais segundos classificados do Campeonato de Portugal de Ralis, estão motivados para o Rali Vinho Madeira, um dos ralis mais desafiantes dos CPR 2021.

Depois da vitória na ronda inaugural da competição e de dois pódios nas provas subsequentes, a dupla algarvia confia que será possível regressar ao continente na liderança do Campeonato, após o Rali Vinho Madeira. "Claro que o nosso objetivo passa por sermos os melhores classificados entre os concorrentes do CPR. Sabemos que o Rali Vinho Madeira é um rali difícil e desafiante, onde podem surgir sempre imprevistos que nos podem colocar fora da luta pelos nossos objetivos. É por isso importante entrar focado e motivado, para evitar correr atrás do prejuízo", destacou o piloto algarvio antes de deixar umas palavras para o público madeirense: "Desejamos um bom resultado, mas também divertir o público que sempre tão bem nos acolhe."

Na bacquet do lado direito, José Teixeira tem um papel fundamental num rali como o "Vinho Madeira" e não se esconde da responsabilidade. "Para desafios difíceis como este só há uma solução: mostrar resiliência e vontade de vencer. Estes são os condimentos perfeitos para que as coisas nos possam correr bem e consigamos chegar ao próximo sábado com o nosso objetivo cumprido. Sabemos que lutar pela vitória à Geral será extremamente difícil, tendo em conta o conhecimento dos nossos adversários locais. Ainda assim vamos à luta, em busca do melhor resultado possível, que nos permita somar o máximo número de pontos para o Campeonato de Portugal."