faceralis

 

rvmlogo24 madeira

Eventos

 

cursonavegadores24Vai se realizar nos próximos dias 3 e 4 de Fevereiro de 2024, em Pataias, a segunda edição do Curso de Navegadores de Rallye Radar Test Track. 
 
Os formadores serão Inês Ponte, a primeira mulher campeã nacional de rallyes em 2016 e José Teixeira, campeão nacional em 2019, 2021 e 2023. Esta edição terá como destaque o apoio da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting. 
 
No primeiro dia da formação, dia 3, os formandos irão adquirir todos os conhecimentos para os colocar em prática no dia seguinte, domingo (dia 4), onde os controlos vão ser efectuados pelo Clube Automóvel de Porto de Mós.
 
A organização estará a cargo da Radar Test Track e da Descobrimentos World Travel & Tours. 
 

 

terlisboaO Rally de Lisboa vai integrar em 2024 o calendário desportivo do TER - Tour European Rally e do TER Historic, tornando o calendário do troféu ainda mais interessante. Este conceito promocional recebe assim mais uma novidade para a época com a entrada do Rally de Lisboa, evento sediado na capital portuguesa, e que atribui a Taça de Portugal de Ralis, no ano em que celebra a sua 4ª edição de 6 a 8 de Junho.

Com um percurso que se estende por 2 dias de grande ação desportiva, com 13 provas especiais de classificação, em locais de tradição e classe mundial como são exemplo Sintra, Estoril e Montejunto, o Rally de Lisboa proporcionará mais uma vez uma grande experiência para concorrentes, equipas e fãs.

Luca Grilli, promotor e organizador do TER, afirmou que:

"Estou muito feliz em receber mais um grande evento na Família TER. A história dos Ralis passa por Portugal e a paixão dos seus adeptos é inquestionável. Desde a sua temporada inaugural, há nove anos, que o projeto do TER tem procurado grandes eventos em deslumbrantes áreas turísticas, e aqui temos mais um exemplo perfeito para incorporar e mostrar a nossa filosofia, à medida que a nossa série continua a crescer, com outro evento a bordo por três anos."

Humberto Silva, presidente da comissão organizadora, disse:

"É com muito orgulho e sentido de responsabilidade que aceitamos o desafio de ter o Rally de Lisboa a integrar o calendário do TER (Tour European Rally) e do TER Historic nesta época desportiva de 2024.

Sem dúvida que este é o reconhecimento do trabalho desenvolvido pelo CPKA num evento que apenas se realizou três vezes, mas que de forma sustentada já se afirma como um evento de referência em Portugal e também internacionalmente. Recorde-se que em 2021, a primeira edição foi apadrinhada pelo lendário piloto finlandês Markku Alén, e em 2022 foi o também finlandês e na altura campeão mundial FIA WRC Junior, Sami Pajári, quem venceu o rali, e em 2023, o ano em que nos foi atribuída a organização da Taça de Portugal de Ralis, quem se destacou foi Armindo Araújo ao vencer a prova, piloto que já foi multicampeão português de ralis, e duas vezes Campeão do Mundo de Produção FIA, e também fizemos parte do International Iberian Rally Trophy.

Em 2024, os nossos objetivos passam por garantir que o Rally de Lisboa ganhe maior visibilidade a nível internacional, e por isso decidimos aceitar o convite do TER, num acordo previsto para 3 anos, e desta forma aproveitar os ativos promocionais e mediáticos que o troféu proporciona, especialmente ao nível da distribuição televisiva mundial, bem como de outros canais nomeadamente a área cada vez mais relevante das redes sociais, e tudo isto sem descurar o evento nacional que tem sido cada vez mais popular entre as equipas portuguesas que representam uma prioridade para nós.

Estou plenamente convencido de que o Rally de Lisboa continuará a crescer, afirmando-se como embaixador de toda a região da grande Lisboa, promovendo não só a capital de Portugal mas todos os municípios que, enquanto parceiros, disponibilizam os seus atractivos, e provavelmente repetindo-me, promovendo não só Lisboa, mas também Oeiras, a Costa do Estoril, Sintra, Loures, Mafra, Vila Franca de Xira, e a zona "Oeste de Portugal", com destaque para os concelhos de Alenquer e Cadaval onde se realiza a mítica especial de Montejunto, perfeitamente enquadrada no conceito de eventos promovidos pelo TER, onde um dos principais objetivos é a promoção do turismo nas regiões por onde passa, em paralelo com as provas desportivas de rali."

O Rally de Lisboa realiza-se nos dias 6 a 8 de Junho, organizado sobre a égide da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting, e atribuirá a Taça de Portugal FPAK de Ralis 2024, integrando igualmente o TER - Tour European Rally, TER Historic, International Iberian Rally Trophy, bem como a Toyota Gazooo Racing Iberian Cup. O centro operacional da prova estará localizado na Doca de Pedrouços, à semelhança da passada edição.

TER - Tour European Rally 2023 Calendar:

rallylisboapalca23O Rally de Lisboa já tem a sua data definida para 2024, que vai de encontro às prestensões do promotor.
 
A prova vai realizar-se entre os dias 6 e 8 de junho, podendo assim, para além de ser a Taça de Portugal de Ralis, ser uma prova de teste para a fase de asfalto do Campeonato de Portugal de Ralis, que se iniciará a 21 e 22 de junho em Castelo Branco.
 
Como já foi adiantado pela organização, o Rally de Lisboa vai começar na tarde de sexta-feira com a Cerimónia de Partida no emblemático e imponente Padrão dos Descobrimentos em Belém.
 
De seguida os concorrentes vão disputar duas classificativas na Serra de Cascais e Sintra. Mais concretamente Alcabideche e a mítica Peninha, que antecedem uma neutralização nos Jardins do Casino do Estoril, onde se realizará ao mesmo tempo uma sessão de autógrafos. Após esta neutralização e sessão de autógrafos num dos locais com mais glamour em Portugal, os concorrentes vão realizar uma Super Especial ao início da noite também no Estoril, num ambiente que se prevê único na Costa do Estoril.
 
No segundo dia (sábado) a prova vai-se desenrolar nas já tradicionais classificativas a norte de Lisboa e Oeste de Portugal, que terão uma dupla passagem por Loures, Transgrua, Vila Franca de Xira e Alenquer. Sendo que Vinhos de Lisboa terá apenas uma passagem a fechar a parte da manhã e a tradicional PEC de Montejunto a fechar as classificativas da parte tarde.
 
Outra novidade, será o parque fechado final que não será junto do Padrão dos Descobrimentos, após a passagem pelo pódio, mas sim na Doca de Pedrouços, junto do Parque de Assistência e da Fun Zon, bem como do Centro Operacional da Prova, onde irá ser feita a distribuição de prémios.

 

anuario23
Já estamos a trabalhar no anuário Ralis Online 2023 que, a exemplo das edições anterior, volta a congregar todas as provas de ralis e aquelas que envolveram os ralis, como é o caso de alguns festivais, motorshow´s, etc.
 
Em 2022 o tema de fundo foi as "MULHERES NOS RALIS" este ano vai ser o "TODOS CONTAM". O objetivo é dar algum destaque, em texto e foto, aos pilotos que normalmente não andam pelos lugares cimeiros em cada um dos ralis dos diversos campeonatos.

Pergunta-nos como podes estar presente no próximo Anuário Ralis Online 2023, que nesta edição vai aumentar ainda mais o número de páginas, que se prevê chegar às 236. É obra!!!
 
O lançamento da edição 2023 do Anuário Ralis Online está prevista para finais de fevereiro ou início de março. Iremos tentar que a mesma coincida com a primeira prova do Campeonato de Portugal de Ralis, embora a edição está sempre dependente da angariação dos essenciais apoios.
 
Tem aqui todos os contatos se quiser falar connosco:
 
Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar
 
 

 

peresAmigos, familiares e personalidades ligadas aos ralis protagonizaram uma 'festa surpresa" de homenagem ao tricampeão nacional Fernando Peres. O consagrado piloto portuense com raízes em Arouca foi surpreendido ainda com a inauguração de uma exposição temática dedicada à sua carreira, que estará patente no Museu do Rali em Fafe nos próximos tempos.

Quando Fernando Peres saiu do carro de José Pedro Silva, no exterior do Museu do Rali de Fafe, percebeu que a viagem de sábado sugerida pelo seu amigo e navegador, era, afinal, algo bem diferente.

Dentro do recinto do museu estavam à sua espera a mãe, a esposa e as filhas, entre outros familiares, amigos de longa data, organizadores, comissários, patrocinadores, aficionados dos ralis e um naipe de pilotos e navegadores de referência da modalidade que incluíam, entre outros, Joaquim Santos, Pina de Morais, Luís e Miguel Ramalho, Mário Castro, Mex Machado dos Santos, Ricardo Cunha, Pedro Perez, Paulo Antunes, José Araújo, Jorge Ribeiro, Cristina Silva, José Silva, Pedro Ortigão, Miguel Rodrigues, Emanuel Gonçalves, André Pimenta e Jorge Rodrigues, Paulo Magalhães, em representação da FPAK, bem como elementos da Peres Competições, capitaneados pelo "mestre" Luís Dias.

Debaixo de um pano, com honras de destaque numa ala do museu, estava o Ford Sierra Cosworth de Grupo N que Fernando Peres tripulou na fase de transição da Diabolique Motosport para a criação da Peres Competições. O carro, que ultimamente tem sido utilizado por Filipe Madureira, foi alvo de uma intervenção profunda que o deixou imaculado, para felicidade do dono e de todos quantos agora vão poder saborear um pedaço da história de sucesso do piloto e da equipa que fundou, na exposição temática que o Museu do Rali de Fafe terá à disposição dos visitantes nos próximos tempos.

A homenagem foi idealizada e coordenada por Filipe Madureira que não escondia a "profunda satisfação que sinto. Tenho utilizado o Ford Sierra Cosworth Grupo N da Peres Competições e, como demonstração da minha profunda gratidão ao Fernando e à equipa, eu queria devolver o carro, agora que a época terminou, de uma maneira que tivesse algum simbolismo. Então, fizemos um trabalho profundo para colocar o carro sem qualquer mazela e com a decoração original do Vinho Madeira de 1990. Depois, na minha primeira visita a Museu do Rali de Fafe percebi que seria o local perfeito para uma homenagem surpresa e o José Pereira acolheu a ideia de imediato e transformou-a numa exposição temática que vai permitir a todos, principalmente as novas gerações, conhecerem melhor a fabulosa carreira do Fernando. Estamos muito felizes com a forma como a festa decorreu e, sobretudo, por percebermos que o Fernando ficou muito emocionado. Ele merece, pelo piloto que é, mas, principalmente, pela fabulosa pessoa que sempre soube ser!".

E foi um emocionado Fernando Peres que agradeceu "este gesto que muito me honra. Fico feliz pela homenagem, mas ainda mais feliz por poder rever tantas pessoas que tanto prezo. Sempre disse que, muito mais do que as vitórias e os títulos, a competição deu-me prazer puro por poder andar depressa e, sobretudo, amizades que enriqueceram e enriquecem a minha vida. Estou profundamente grato e muito satisfeito por poder ter esta exposição neste museu, que tem feito um trabalho notável em prol da história e da divulgação dos ralis".

Para José Pereira, fundador e curador do museu, a homenagem e a exposição são "mais do que justas e foi de forma muito sentida que o nosso museu aderiu a esta iniciativa. Sou, pessoalmente, um grande admirador do Fernando Peres e, já há muito tempo, que desejávamos ter em exposição um dos carros míticos da sua carreira. Felizmente, proporcionou-se podermos colaborar nesta festa e, com a preciosa ajuda do Filipe Madureira, que está de parabéns pela forma como idealizou esta surpresa para o Fernando, montámos esta exposição temática, que convido todos a visitar. Ficou também a promessa mútua que, num futuro próximo um dos carros do Fernando poderá vir a fazer parte do espólio e da exposição permanente do Museu do Rali de Fafe".

Senhor de um palmarés invejável, Fernando Peres foi tricampeão nacional de ralis (94, 95 e 96), sendo três vezes campeão em cinco participações no Campeonato de Ralis dos Açores.