faceralis

 

ANUARIO123

CPR

ernemorA escassos dias da última ronda do Campeonato de Portugal de Ralis, as contas do título nas duas rodas motrizes continuam em aberto. A EFC Rally Team chega ao Rali de Mortágua com uma diferença de 3 pontos para a primeira posição. A prova da Beira Alta vai ditar o vencedor do campeonato num fim de semana de competição que promete ser intenso nos pisos de terra.

"Estamos a preparar-nos da melhor forma que sabemos, com um bom trabalho de casa e vamos fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para vencer o campeonato. Tivemos uma época com postura bastante evolutiva e é com foco neste objetivo que eu e o Rui Raimundo temos trabalhado", refere Ernesto Cunha.

A dupla do Peugeot 208 Rally4, consciente da competitividade da concorrência mostra-se focada não só no título mas também na vitória na classe: "Queremos vencer o Campeonato e a classe RC4, mesmo sabendo que os pilotos que estão na liderança são muito rápidos. Neste momento apenas dependemos de nós para alcançar o primeiro lugar e vai ser com essa determinação que vamos encarar o rali."

netoPaulo Neto volta à ação já no próximo fim de semana, dias 5 e 6 de novembro, para a derradeira prova do Campeonato Portugal de Ralis, o Rally de Mortágua. A prova, última da competição, assinala o fecho de temporada do piloto, num ano marcado pela evolução ao volante do Skoda Fabia R5 e pautado pela fiabilidade.

Um contexto que reforça o entusiasmo para um evento onde o piloto quer estar ao melhor nível. "Estamos muito satisfeitos com a temporada que temos realizado. Terminámos todas as provas, o que é muito importante para nós e para todos os que nos acompanham, em especial os nossos patrocinadores, a quem muito agradecemos todo o apoio. Uma performance a que queremos dar continuidade em Mortágua."

O evento reserva 104.34 quilómetros ao cronómetro, divididos por oito especiais. "Vai ser a nossa estreia em Mortágua com o Skoda Fabia R5, numa edição em que parte do rali é novo. Por isso, o objetivo é apresentarmos um ritmo consistente, evitando armadilhas, e saborear cada quilómetro, para concluirmos a época com todas as corridas terminadas", destacou Paulo Neto, que é acompanhado por Vítor Hugo.

Num olhar sobre a temporada até ao momento, Paulo Neto sublinha a evolução registada ao cronómetro. "Tem sido uma época muito produtiva, com muitos quilómetros realizados, que nos permitiram evoluir de forma bastante consistente. É o primeiro ano completo com Skoda Fabia R5 e o balanço é extremamente positivo."

Por último, o piloto deixa um agradecimento a toda a equipa. "Desenhámos um calendário completo para 2021, com um total de oito provas, algo só possível graças a uma fantástica estrutura, como aquela que me acompanha, totalmente dedicada e empenhada. Por isso, faço questão de deixar um obrigado a toda a nossa estrutura, mas também à minha família, que tem um papel fundamental em todos os momentos. Muito obrigado por tudo."

gilmGil Antunes, acompanhado por Diogo Correia, apresenta-se já no próximo fim de semana, dias 5 e 6 de novembro, à partida do Rally de Mortágua, última prova do Campeonato Portugal de Ralis que assinala o cair do pano sobre a temporada desportiva da equipa.

Um evento onde o piloto aponta a um fecho de época ao melhor nível. "O projeto Dacia Sandero Rally2 Kit é único a nível mundial e uma responsabilidade que assumimos com todo o empenho e dedicação desde o início e que tem sido um prazer de desenvolver. Por isso, queremos encerrar em grande um ano que tem sido um enorme desafio, marcado pela evolução em cada prova, o que nos deixa muito satisfeitos pelo sentimento de dever cumprido."

Numa jornada que reserva aos concorrentes oito especiais, disputadas num único dia, e um total de 104.34 quilómetros ao cronómetro, Gil Antunes traça metas bem definidas: "O Rally de Mortágua é um evento de que gostamos muito, realizado em pisos de terra, uma superfície onde nos sentimos muito bem com o Dacia Sandero Rally2 Kit. Uma prova disputada numa região onde os adeptos são grandes apaixonados da modalidade e onde somos sempre muito bem recebidos", enalteceu o piloto, que acrescenta: "Neste contexto, o objetivo é brindarmos o público presente com um grande espetáculo. O Dacia é já um marco nos ralis nacionais e queremos deixar, num fantástico palco da disciplina, a nossa assinatura, que é o melhor agradecimento que podemos fazer a quem nos apoia."

O Rally de Mortágua é o nono evento da época desportiva da equipa, num ano que se revelou de grande importância para toda a estrutura. Um contexto que leva Gil Antunes a deixar um forte agradecimento: "Muito obrigado a todos os que estão sempre connosco. Obrigado aos nosso parceiros, por todo o apoio e confiança no projeto Dacia, às nossas famílias, sempre incansáveis em todos os momentos, à nossa equipa, pelo grande trabalho com o Dacia Sandero Rally2 Kit, e aos nossos amigos e adeptos pelo carinho com que sempre nos recebem nos grandes eventos nacionais."

danieA equipa Ford, formada por Daniel Nunes e Nuno Mota Ribeiro, disputa a última prova da temporada desportiva e derradeira jornada do Campeonato Portugal de Ralis já no próximo fim de semana, com a presença no Rally de Mortágua, dias 5 e 6 de novembro. Um evento, realizado em pisos de terra, onde a equipa quer voltar a exibir toda a rapidez do Fiesta Rally3 e encerrar ao mais alto nível um fantástico ano em que o Ford tem sido protagonista maior nos exigentes palcos do campeonato nacional.

Uma prova que o piloto Daniel Nunes antevê com grande entusiasmo: "Queremos terminar a época com chave de ouro, num palco de eleição da modalidade, com um tipo de piso que permite explorar em pleno o fabuloso potencial do Fiesta Rally3 e onde os adeptos são fervorosos amantes dos ralis. Por tudo isto, é um grande prazer estar em Mortágua, com a promessa de que tudo faremos para proporcionar um excelente espetáculo com o Ford Fiesta Rally3".

Perspetiva corroborada pelo navegador Nuno Mota Ribeiro, que vai estar à partida de um rali disputado "à porta de casa": "É uma sensação muito especial poder correr com o apoio de todos os que nos acompanham, e que muito agradecemos. Neste último evento da época o objetivo é continuar a evoluir e a testar novas soluções no Ford Fiesta Rally3, um projeto que, volvido um ano, nos deixa muito satisfeitos com o trabalho realizado até aqui. Já a prova tem várias especiais que são uma novidade e por isso desconhecidas para todos, um fator que queremos reverter a nosso favor. A motivação é total".

 

ARMINDMORA temporada do Campeonato de Portugal de Ralis tem o seu final agendado para o próximo sábado, com a disputa do Rali de Mortágua, e de onde sairão os campeões nacionais absolutos de 2021. Armindo Araújo e Luís Ramalho partem, para a última prova do ano, na liderança da classificação e determinados em alcançar a vitória final.

Motivados para conseguir renovar o título no CPR, a dupla campeã nacional estará, à partida da prova do Clube Automóvel do Centro, com os mesmos objetivos de sempre e, para Armindo Araújo, "lutar pela vitória é, como tem sido até aqui, o nosso principal foco para este Rali de Mortágua que terá a honra de decidir o título desta temporada. Teremos oito especiais de classificação para tentar vencer e será com esse propósito que vamos trabalhar e encarar esta prova. Eu, o Luís e toda a equipa, vamos dar o nosso melhor, como sempre o fizemos, e estamos todos muito confiantes e determinados em lutar pela vitória".

Com vantagem matemática e dependendo apenas de si, a dupla do Skoda Fabia R5, preparado pela The Racing Factory, espera que o desfecho da oitava prova do ano, seja o coroar de uma temporada, uma vez mais, muito disputada até ao último quilometro. "Entraremos na liderança do campeonato e queremos muito terminar na mesma posição. Sabemos que temos a vantagem do nosso lado, mas não vamos fazer contas, e até ao derradeiro metro da última classificativa o nosso pensamento estará na luta pelo triunfo. Assumimos sempre que o campeonato é o nosso grande objetivo e queremos alcança-lo com mais uma vitória. Desejamos que tudo corra dentro do desportivismo e possamos todos enaltecer a imagem deste campeonato, tal como fizemos até aqui", afirma o piloto de Santo Tirso.