faceralis

 

rvmlogo24 madeira

ERC

neuville11ircApós a curta participação no Rallye Monte Carlo, o jovem piloto belga Thierry Neuville, acabou por confirmar um programa em mais sete eventos do IRC.

Com as duas rondas portuguesas a ficarem fora dos planos da Peugeot Belux, Neuville vai disputar a maioria do campeonato em pisos de asfalto, sendo o Rally da Escócia a única opção em pisos de gravilha. Para além do IRC o piloto belga vai disputar o Rally du Condroz, em vez do Rally de Chipre.

19/22 Jan : Monte Carlo Rally
14/16 Abr : Rallye Islas Canarias
13/15 Mai : Tour de Corse
23/25 Jun : Ypres Rally
26/28 Ago : Czech Barum Rally Zlin
09/11 Set : Meszek rally
22/24 Set : Rallye Sanremo
14/16 Out : RAC Rally of Scotland
03/05 Nov : Condrozrally

Colaboração Ricardo Nascimento

mikelsskoduk10Depois da fabulosa actuação em Monte Carlo, com um Peugeot privado e poucos meios, François Delecour procura procura estar presente na Córsega e Sanremo. Mas o francês não quer ficar só no asfalto e pretende fazer também ralis de terra.

Umberto Scandola que regressar ao IRC com um Fiesta S2000 usado em 2010 no Rali de Sanremo. Para já não está definido o programa nem a quantidade de provas, porque o piloto italiano espera por resposta dos patrocinadores em breve.

Andreas Mikkelsen vai estar presente em todas as restantes provas do IRC, exceptuando o Rali Vinho Madeira. Mesmo assim, o piloto diz que quer ser muito competitivo nos ralis de asfalto, pois não é só na terra que consegue ser rápido.

gardsme111O piloto finlandês Toni Gardemeister, vai disputar mais alguns eventos no Intercontinental Rally Challenge, com a sua própria equipa.

Após ter terminado em décimo no último Rallye Monte Carlo, com um Peugeot 207 S2000 da Racing Lions mas, inscrito pela equipa italiana Astra Racing, Gardemeister formou a TGS Worldwide para disputar o IRC 2011.

Toni Gardemeister: "A TGS é uma nova equipa no desporto motorizado mas, é baseada em muitos anos de experiência. Todos os nossos engenheiros e mecânicos têm uma grande experiêcia em rally e trabalharam comigo durante muito tempo em vários eventos do WRC. Estou absolutamente confiante nas suas habilidades e tenho a certeza que a minha equipa é a melhor maneira para realizar todos os meus planos futuros."

Os detalhes do programa para Toni Gardemeister, tanto no carro a utilizar, como nos eventos que vai disputar, serão anunciados brevemente. Contudo, o piloto de 35 anos de idade confirmou Tapio Suominen no lugar de navegador, em vez de Tomi Tuominen que vai colocar um ponto final no desporto motorizado.

Ricardo Nascimento

ircneves11rvApesar do mau resultado no último Rallye Monte Carlo, muito por culpa de uma avaria na transmissão, Julien Maurin vai participar em mais alguns eventos do IRC.
Em 2009, o piloto francês efectuou algumas provas do IRC com um Volkswagen Polo da René Georges e posteriormente, com um Skoda Fabia S2000.
Este ano, Maurin vai continuar com o Ford Fiesta S2000, com que disputou a temporada anterior em França e o último Rallye Monte Carlo. Para além da disputa no campeonato francês de asfalto, Maurin garantiu a presença em mais seis eventos no IRC e após a prova monegasca, o piloto francês vai marcar presença na Córsega, Ypres, Açores, Madeira, Barum e Sanremo.

Yazeed Al-Rajhi, um dos pilotos mais bem sucedidos da Arábia Saudita, decidiu efectuar alguns eventos do Intercontinental Rally Challenge.
Al-Rajhi participou na edição 2010 do Rally Sardenha mas, abandonou a prova muito cedo, após ter danificado a suspensão dianteira na sequência de uma forte pancada numa pedra.
Novamente com a Kronos e o Peugeot 207 S2000, Yazeed Al-Rajhi deverá marcar presença em seis eventos no IRC, durante a presente temporada, onde o seu programa definitivo será apresentado brevemente.

Pavel Hortek, manager da Skoda Motorsport, revelou que o campeão Juho Hänninen, deverá estar presente em mais algumas provas do IRC.
Embora a prioridade em 2011, passa pela disputa do SWRC com a equipa de Raimund Baumschlager, os excelentes tempos averbados por Hänninen nos pisos de asfalto do Rallye Monte Carlo, fez com que a equipa oficial quisesse o finlandês em mais eventos no IRC 2011.
Se a participação no Barum já era quase certa, Hänninen deverá marcar presença em mais um rally ou outro com pisos de asfalto e nas duas derradeiras provas do campeonato que serão a Escócia e Chipre.

A Renault Sport decidiu abandonar o antigo formato do European Clio Trophy e apresentou uma nova proposta alternativa que se chama Renault Sport 2WD Challenge.
Enquanto o formato anterior era composto por seis eventos em algumas provas europeias, a Renault optou por fazer o mesmo número de rallies em 2011 mas, com a particularidade de serem todas do calendário IRC, onde inclui o Rali Vinho Madeira.
Com a marca a ter várias viaturas em classes diferentes, os pilotos poderão marcar pontos no novo Challenge, com o Clio R3, Twingo R2, Twingo R1 e o novo Megane RS N4 que será homologado em Março.
Em cada um dos seis eventos, o vencedor do Renault Sport 2WD Challenge, receberá um voucher no valor de 10.000€ em peças de substituição para o seu carro, 5.000€ para o segundo e 2.500€ para o terceiro classificado.
A Renault não se inscreveu no campeonato de construtores IRC mas, se por acaso o título de pilotos na categoria das duas rodas motrizes, calhar a um piloto que tripule um Renault, o mesmo receberá um prémio monetário de 25.000€.

Programa 2011: Tour de Corse, Geko Ypres Rally, Rali Vinho Madeira, Barum Rally Zlin, Mecsek Rally e Rally Sanremo.

Colaboração Ricardo Nascimento

bruno11A Peugeot Sport Portugal já definiu o seu programa desportivo para 2011, renovando aquela que era a sua intenção fazer oito provas no Intercontinental Rally Challenge.

Após o "desastre" de Monte Carlo, a Peugeot Sport Portugal, levará Bruno Magalhães e Paulo Grave a estar presente, no mínimo, em mais sete provas do calendário do IRC.

Segundo comunicado da equipa, trata-se do suporte nacional ao projecto da Marca, que tem por objectivo voltar a vencer no IRC e que começou da melhor forma com o triunfo do 207 de Bryan Bouffier no mítico "Monte Carlo".

De acordo com o programa estabelecido pela Peugeot Sport Portugal, a dupla Bruno Magalhães/Paulo Grave vai levar de novo o seu 207 Super 2000 aos palcos internacionais, estando para já definida a participação nas seguintes cinco provas:
- Rali das Canárias/El Corte Inglês (Espanha), onde no ano passado a equipa foi quinta classificada;
- Volta à Córsega (França), onde fará a sua estreia;
- Rali de Ypres (Bélgica), onde foi sexto em 2010;
- SATA Rali Açores, que Bruno Magalhães venceu no ano passado, naquela que é a única vitória portuguesa no IRC;
- Rali Vinho Madeira, onde a equipa desistiu em 2010.

Com excepção da Córsega, onde estará pela primeira vez, Bruno Magalhães vai poder tirar partido da experiência do ano passado, tendo como objectivo colocar a Peugeot Sport Portugal nos lugares cimeiros do IRC e ajudar a Marca a conquistar o Título de Construtores.