faceralis

 

ANUARIO123

olimpicoPela primeira na História do Automobilismo português, um piloto foi galardoado pelo Comité Olímpico Nacional.

Falamos de Vitor Pascoal que recebeu este galardão (Prémio Fair Play) pelos factos ocorridos no Rali Vinho Madeira.

A Gala de comemoração do 101º aniversário do Comité Olímpico Português ficou marcarda pela atribuição de um prestigiante prémio para o desporto automóvel nacional. Com a presença do Secretário de Estado do Desporto, Laurentino Dias, Vítor Pascoal recebeu o prémio mais ovacionado da noite pelas mãos de Lima Belo, membro do Comité Olímpico Internacional.

Na hora da entrega, pode ouvir-se que "O Comité Olímpico Português, atribui o prémio "Fair Play 2010" ao Vice-Campeão de Ralis 2009, Vítor Pascoal, por ter tido uma postura digna de Campeão. No decorrer da edição deste ano do Rali Vinho Madeira, ao parar em pleno troço cronometrado para apagar o fogo que consumia o carro do seu principal adversário nesta época, comprometeu o resultado no Rali, com reflexos directos no desfecho do Campeonato. Vítor Pascoal não hesitou em fazê-lo!"

Lembre-se que o prémio "Fair Play" é atribuído a atletas em que as suas atitudes ou feitos, são um grande exemplo para todos os desportistas.

Na hora de receber o Galardão, com a simplicidade habitual Pascoal disse que "evidentemente que fico satisfeito por receber um prémio que serve de exemplo a todos os desportistas e que é, pela primeira vez, entregue a um piloto nacional. Se fosse hoje, mesmo depois do desfecho que este Campeonato está a ter, voltava a fazê-lo sem hesitar. Estamos há 16 anos nas corridas e esta sempre foi a nossa forma de as encarar. É um prémio que dedico a toda a equipa e patrocinadores, em especial, ao Martim Azevedo, a quem devo grande parte da minha carreira. Não poderá ser também esquecido o Mário Castro, de quem é também este prémio, pois estava comigo dentro do carro e a decisão de parar foi de ambos."

Parabéns Pascoal.

Não lhe é permitido comentar.