faceralis

 

posvendaclick

peugeotSão 17 as duplas que se perfilam para iniciar a PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2022, uma Temporada 5 que voltará a apostar numa mistura entre novos valores da disciplina e outros com provas dadas, registando-se até o regresso de ex-Campeões da copa, quer Pilotos, quer Navegadores, numa composição de equipas de ambos os lados das fronteiras ibéricas e também de representantes da América do Sul.

Todos pretendem suceder a Alejandro Cachón / Alejandro 'Jandrin' Lopez, preparando-se para um calendário de seis provas icónicas, dos nacionais de ralis de Portugal (três em terra) e Espanha (três em asfalto), incluindo eventos do Europeu e do Mundial de Ralis da modalidade.

Suportando a transição energética inerente à evolução da marca PEUGEOT e sublinhando o seu compromisso para com o desporto automóvel, alguns dos ralis da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2022 irão contar com um PEUGEOT e-208 100% elétrico, participando como "Carro de Segurança", em apoio às respetivas organizações, abrindo os troços antes da passagem dos concorrentes.

17 EQUIPAS LUTAM PELO APETECÍVEL GRANDE PRÉMIO FINAL

Portugal, Espanha, Argentina e Uruguai: são destes quatro países os primeiros 34 concorrentes – 17 Pilotos e 17 Navegadores – pretendentes aos títulos de 2022 da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA. Integrados nas múltiplas estruturas profissionais que, também elas, irão lutar pelos troféus de Equipas, estes pilotos formam um grupo heterogéneo e dividem-se, naturalmente, entre estreantes e repetentes na copa ibérica. Têm a seu lado navegadores de créditos firmados ou estreantes que cantarão, pela primeira vez, as notas a partir da bacquet do lado direito, dentro dos competitivos PEUGEOT 208 RALLY4 que servem de base à copa.

É um grupo que, do lado dos Pilotos integra dois ex-Campeões da copa e um ex-Campeão dos Navegadores, nada menos do que o atual detentor do título de 2021. De facto, depois de em novembro último ter festejado a conquista do troféu ao lado de Alejandro Cachón, Alejandro 'Jandrin' Lopez está de regresso, desta feita ao lado da jovem esperança espanhola lago Gabeiras. Igualmente titulado pela PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA Pedro Antunes, o mais pontuado da época de 2020, regressa na companhia de Paulo Lopes, sendo imitado, na tentativa de recuperação do título, pelo galego Roberto Blach, que garantiu o troféu da temporada inaugural, em 2018, apresentando-se este ano com Mauro Barreiro a ditar as notas.

Espanha volta a ter o maior contingente entre os inscritos, complementando os nomes atrás, com os dos estreantes Diego Ruiloba / Andrés Blanco e os irmãos catalães Ferran e Roger Aymerich, a que se juntam Oscar Palomo / Javier Moreno (dupla que, em 2022 e num projeto paralelo, representa oficialmente o Rallye Team Spain no Europeu de Ralis com um 208 Rally4) e Santiago Garcia / Nestor Casal, nomes mais familiares no seio da copa disputada no perímetro ibérico, ou ainda Alberto San Segundo, navegado por Eva Navas, aquela que é o primeiro elemento feminino desta lista.

Já de Portugal, para além do regresso do Campeão de 2020, registam-se os bis de Ernesto Cunha / Rui Raimundo e Ricardo Sousa / Luis Marques e as estreias na PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA das duplas José Loureiro / Valter Cardoso, Luis Morais / Helena Maia (a oposição feminina nacional à navegadora espanhola atrás referida), Paulo Roque / Tiago Teixeira, grupo a que se junta o muito experiente (mesmo a um nível internacional) Renato Pita, navegado por Luis Bouça.

Mudando de continente e atravessando o Atlântico para sudoeste, as novidades maiores chegam da América do Sul, primeiro do Uruguai, com a dupla Andres Marieyhara / Richard Collazo, e depois da Argentina, terra de Juan Varela, navegador do espanhol Luis Martinez, dupla que habitualmente discute os ralis do campeonato chileno.

Todos irão lutar não só pelos prémios monetários e em material que estão em jogo prova a prova, como em especial pelo Grande Prémio Final, muito semelhante ao que Alejandro Cachón alcançou em 2021, asturiano que, com isso, tornou-se Piloto Oficial da Citroën España no SuperCampeonato de Ralis de España 2022, lutando pela conquista do título aos comandos de um C3 Rally2, outra das viaturas com assinatura da Stellantis Motorsport, divisão de competição do grupo industrial automóvel.

peugeoins

OUTRAS INFORMAÇÕES DA COPA 2022

Serão seis os ralis do calendário de 2022 da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA, com três jornadas em Portugal, todas em pisos de terra, e outras tantas em Espanha, em troços de asfalto, num alinhamento que inclui dois eventos pontuáveis para o Mundial de Ralis (WRC) e ainda um do Europeu (ERC) da disciplina.

peugecla2022

No capítulo dos prémios e para além do Grande Prémio Final, a entregar aos Campeões, a PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2022 tem para distribuir € 140.000 entre Pilotos e Equipas ao longo das seis provas e em função dos resultados alcançados em cada rali, um troféu para Equipas por prova, traduzido em produtos Pirelli, e outro no final da época, composto por vouchers de € 5.000 ou € 10.000 para ajuda na aquisição de veículos das categorias "Rally4" ou "Rally2", respetivamente, para utilizar em 2023.

As encomendas de unidades 208 Rally4 para a PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA deverão ser colocadas através da Sports & You, distribuidora oficial da Stellantis Motorsport Racing Shop para Portugal e Espanha, num modelo que é proposto por € 67.000 (antes de impostos).

Os Regulamentos Desportivo e Técnico da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2022 encontram-se em processo de aprovação pelas instâncias do desporto automóvel, nacionais (FPAK e RFEDA) e internacionais (FIA).

Coorganizada pela PEUGEOT Portugal e pela PEUGEOT Espanha e com a gestão logística a cargo da Sports & You, a PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2022 volta a ter a Pirelli como parceira, no domínio do fornecimento e assistência em termos de pneus, entre outros apoios: Vodafone, RACC e ACP.

 

 

 

 

 

Não lhe é permitido comentar.