faceralis

 

banner728x90pixels - NOVA DATA

imageO lendário Rali de Monte-Carlo marcará a estreia dos carros de rali com motores híbridos. A alteração histórica impôs um desafio à Pirelli, presente na categoria principal do WRC pelo segundo ano consecutivo, que otimizou a linha completa de pneus Pirelli P Zero, Scorpion e Sottozero para responder aos carros de nova geração com um torque instantâneo superior.

A EVOLUÇÃO DAS ESPÉCIES

Com uma nova fórmula técnica, surgem novos pneus e novos nomes. Os mais recentes pneus de asfalto (vistos pela primeira vez em Espanha e em Monza, no ano passado) e os novos pneus de gravilha contam agora com estruturas reforçadas e com um design otimizado para lidar com o peso mais elevado e o torque extra dos carros Rally1 mais recentes.

Como já é habitual teremos três famílias de pneus Pirelli WRC: P Zero e P Zero Cinturato para asfalto, Scorpion para gravilha e Sottozero para neve e gelo.

Os pneus de asfalto e de neve serão vistos no Mónaco, durante esta semana. O novo J1B (evolução do pneu J1A do pneu passado), pneu de gelo, criado para a Suécia terá a sua estreia na segunda ronda, antes de vermos em ação, pela primeira vez, o novo pneu de gravilha, em Portugal.

Os novos pneus Scorpion duros e macios também seguiram esta tendência de evolução e, por isso, foram denominados de WRC H A e WRC S A, respetivamente.

A IMPORTÂNCIA DOS PNEUS EM MONTE-CARLO

A estratégia e gestão dos pneus é geralmente uma das maiores preocupações em Monte-Carlo, já que a imprevisibilidade é uma constante. Com trechos de asfalto seco, neve e gelo numa só etapa, a tração e a travagem serão ainda mais importantes, já que os novos carros contam com mais potência e torque, além das mudanças automáticas e de uma aerodinâmica mais simples.

OS PNEUS PIRELLI EM MONTE-CARLO

P Zero RA WRC: O pneu convencional de rali de asfalto da Pirelli é fornecido nos compostos macio e supermacio, exclusivamente para este Rali de Monte-Carlo (para fazer frentre às temperaturas mais baixas).

P Zero RA: As divisões inferiores (WRC2 e WRC3) contarão com os pneus P Zero supermacios (RA9) e macios (RA7+), que contam com muitas das características dos pneus WRC, instalados nos carros da divisão principal.

Sottozero STZ-B: Um pneu de inverno para todas as categorias, indicado para gelo e neve e também para enfrentar condições mistas. Para este rali de Monte-Carlo, os pilotos terão à sua disposição duas versões: com e sem pregos.

Citação Pirelli

Terenzio Testoni, responsável Pirelli no WRC: "A estreia dos carros Rally1 é um marco emocionante neste que é o início da segunda temporada do nosso acordo com o WRC. Como empresa, a Pirelli tem muita experiência com híbridos, como é o caso da Fórmula 1, mas a preparação para a utilização neste tipo de carros, tendo em conta as diversas condições que caracterizam o WRC, tem sido um desafio completamente distinto. Como resultado, desde o ano passado, embarcamos num programa de desenvolvimento abrangente para alinhar os nossos pneus com as novas exigências do desporto. Em particular, a estrutura do pneu foi reforçada para conseguir responder aos cerca de 100 a 120 kg de peso extra. Nesta edição do Rali de Monte-Carlo, a escolha dos pneus pode ser ainda mais relevante do que habitualmente, já que existem maiores exigência de aderência para conseguir aproveitar os 100 Kw extras de energia elétrica disponíveis. Contudo, é exatamente essa a maior incógnita: entender como e quando cada piloto será capaz de conservar e utilizar essa energia extra ao longo de uma etapa inteira. Aproveitar ao máximo toda a potência e energia disponíveis de forma eficaz será a chave para vencer o rali."

PIRELLI EM NÚMEROS

A Pirelli vai transportar cerca de 4.000 pneus para Monte-Carlo, dos quais cerca de 1200 serão para a classe superior.

Cada um dos pilotos do Rally1 receberá 80 pneus e poderá até 38 pneus durante o rali. Pneus alocados:

24 P Zero RA Supermacios
20 P Zero RA Macios
24 Sottozero STZ-B com pregos
12 Sottozero STZ-B sem pregos

A Pirelli vai também fornecer 2400 pneus para os outros carros com tração às quatro rodas do evento, incluindo os inscritos no WRC 2. Os pilotos desta categoria vão receber 72 pneus e destes poderão utilizar 32. Pneus alocados:

20 P Zero RA7+ macios
16 P Zero RA9 supermacios
24 Sottozero STZ-B com pregos
12 Sottozero STZ-B sem pregos

A Pirelli vai também fornecer 400 pneus para a categoria de WRC 3. Os pilotos desta categoria vão receber 72 pneus e poderão utilizar 32. Pneus alocados:

20 P Zero RA macios
16 P Zero RA supermacios
24 Sottozero STZ-B com pregos
12 Sottozero STZ-B sem pregos

O NÚMERO QUE IMPORTA: 500.

Os novos carros Rally1 contam com mais de 500 cavalos de potência e mais de 500 Nm de torque, graças à adição das novas unidades híbridas, que são as mesmas em todos os carros. Estes motores complementam a potência dos motores de combustão interna existentes, que agora funcionam com combustível totalmente sustentável. Os carros também podem ser utilizados no modo totalmente elétrico, nas seções de estrada entre as etapas.

A NÃO PERDER DE VISTA

Para a 90ª edição do rali, o parque de serviço deixa o Gap e desloca-se para o coração do Mónaco, no mesmo local onde é montada a pitlane e o paddock nos eventos de Fórmula 1. A Praça do Casino marcará o ponto de partida do rali, na quinta-feira à noite, e o seu término, na tarde de domingo. Sébastien Loeb, campeão mundial por nove ocasiões, e Sébastien Ogier, vencedor de oito campeonatos, estarão presentes na competição (os pilotos fazem parte de programas parciais para M-Sport Ford e Toyota, respetivamente).

 

Não lhe é permitido comentar.