faceralis

 

ANUARIO123

netoPaulo Neto está de regresso ao volante do Skoda Fabia R5 para a quarta jornada do Campeonato Portugal de Ralis, o Rali Vinho da Madeira, dias 5 a 7 de agosto.

Um evento que põe termo a um hiato de cerca de dois meses na competição e que o piloto aguarda com expectativa: "Vai ser sem dúvida desafiante, principalmente porque desde o Rali de Castelo Branco que não contabilizamos qualquer quilómetro. Neste sentido, temos agendado um teste para preparar da melhor forma este evento, com o objetivo de acumular quilómetros, ganhar ritmo e fazer os acertos necessários no set up."

Para o piloto, este é um desafio onde as escolhas de pneus assumem grande importância, devido às condições meteorológicas marcadas pela imprevisibilidade: "É uma característica da ilha. Neste rali é comum fazermos três troços seguidos em que o piso varia entre seco, meio seco e molhado. Por isso, acertar nos compostos a utilizar é tão decisivo quanto exigente."

Neste contexto, em termos de objetivos, Paulo Neto, que terá a seu lado o navegador Vítor Hugo, afirma: "É sempre difícil fazer previsões, mas gostávamos de rodar perto do top cinco. No entanto, e acima de tudo, queremos desfrutar de uma prova de que gosto muito, com troços rápidos e encadeados, bastante desafiantes do ponto de vista de condução, e com uma quilometragem superior à maioria dos eventos do nacional. Tudo isto, inserido numa belíssima paisagem natural que torna o rali único."

O Rali Vinho da Madeira é composto por 16 especiais e 159.30 quilómetros ao cronómetro. "A motivação é total e quero deixar um enorme agradecimento aos nossos parceiros por todo o apoio ao nosso projeto. Obrigado também à minha família, amigos e adeptos por estarem sempre connosco", finalizou Paulo Neto.

Não lhe é permitido comentar.