faceralis

 

reserva

vieiradominhoOs esforços do Motor Clube de Guimarães e do Município de Vieira do Minho surtiram finalmente efeito e a prova tem já luz verde de todas as entidades competentes. O Rali irá para a estrada sem público e com fortes medidas de prevenção.

Tudo pronto para ser dado o tiro de partida à época de 2021. Os ralis estão de volta e será em Vieira do Minho que o "jejum" de competição será saciado!

Após o cancelamento da edição de 2020, então já devido aos efeitos provocados pelo surto pandémico, o rali deste ano recebeu autorização das entidades públicas de saúde para ir para a estrada já no próximo domingo. O Rali de Vieira do Minho decorrerá sem público e vai implementar um Plano de contingência rigoroso.

Colocar a prova de pé exigiu do Motor Clube de Guimarães e da Câmara Municipal de Vieira do Minho um esforço hercúleo, agora recompensado com a luz verde para que o rali seja o momento que todos ansiamos: está de volta a competição.
A "fome" de competição, erguida neste longo defeso, transformou esta edição do rali numa demanda por um lugar dentro das 60 vagas disponíveis pelo regulamento particular da prova. No final, o selo colocado no cartaz foi: Esgotado!

Casa cheia, dos quais quase quatro dezenas a integrar o pelotão do Campeonato Norte de Ralis, com a prova extra a merecer a preferência de outras duas dezenas de participantes.

No que concerne ao CNR, o naipe de inscritos faz prever uma grande batalha pela primazia nesta prova de arranque do campeonato. O rali marca ainda o início da 4ª edição do Desafio Kumho Tyre Portugal, contando para duas das suas modalidades: Terra e Norte.

Quanto à prova extra, conseguiu atraia as atenções de grandes nomes do pelotão nacionais e internacional. Basta referir que estão inscritos 5 campeões nacionais, a que se juntam pilotos estrangeiros e dentro destes, nomes habituais do WRC3, sendo ainda relevante a participação de carros de todo-o-terreno, tornando a competição extra impactante para o espetáculo.

À espera desta caravana de luxo estão os fabulosos pisos de terra utilizados na prova portuguesa do WRC. O traçado foi dividido em duas especiais diferentes, Senhora da Fé (10,86 kms) e Serradela/Anjos (10,39 kms), ambas a serem percorridas por três vezes, totalizando assim o rali 63,75 quilómetros contra o cronómetro.

A partida será às 8.30 da manhã de domingo, 18 de abril, com o fecho da prova a estar previsto para as seis da tarde.

Não lhe é permitido comentar.