Share

lukyO segundo dia do Azores Airlines Rallye mostrou que o russo Alexey Lukyanuk geriu a seu belo prazer as incidências da prova. Começou o dia a verificar em que patamar se situavam os principais adversários e de seguida venceu três troços, que lhe permitiu chegar aos 21,8s de vantagem no final do dia.

Ricardo Moura começou bem no primeiro troço do dia, mas o tempo perdido na especial seguinte começou a condicionar um pouco a sua prestação, tendo perdido tempo de forma regular para o russo, mesmo que tenha mantido no segundo lugar, posição que lhe dá a liderança nas constas do Nacional e do Regional.

Bruno Magalhães andou quase sempre entre os lugares do pódio troço após troço, com uma prestação muito consistente ao longo do dia, nomeadamente na segunda secção onde foi mesmo o mais rápido em prova.

Chris Ingram na sua estreia com um R5 está a fazer uma excelente prova, sendo 4º classificado a pouco mais de 44 segundos da liderança, estando à frente de Martin Koci que continua a ser uma das suspresa desta prova.

Nas contas do Campeonato de Portugal de Ralis, depois de Moura e Magalhães, aparece Bernardo Sousa (que é também segundo nas contas do Regional Açores), sendo que o quatro lugar é de Carlos Vieira.

O piloto da Hyundai subiu duas posições face ao primeiro dia (11 em termos absolutos no rali), mesmo se continuou a perder muito tempo para os primeiros, sendo o primeiro dos pilotos que vão disputar todo o campeonato. Refira-se que Ricardo Teodósio é nesta altura o quinto classificado do Nacional.

VENCEDORES DE TROÇOS
David Botka (1); Alexey Lukyanuk (4); Frederik Ahlin (1); Ricardo Moura (1); Bruno Magalhães (2)

COMANDANTES SUCESSIVOS
David Botka (Pec 1); Alexey Lukyanuk (Pec 2 e 9).

CLASSIFICAÇÃO SEGUNDO DIA
azoresdia218