faceralis

 

apoiaro

Mundial

grossoVencedora há dois anos, a dupla José Grosso-José Sismeiro (BMW 2002) entrou com o pé direito na quinta edição do Rally de Portugal Histórico, chegando à Figueira da Foz no comando da prova, depois de um dia em que se realizou uma prova de regularidade por sectores (PRS), na distância de 11,82 Km (três voltas à pista do Autódromo do Estoril) e uma prova de regularidade absoluta no Gradil.

O piloto de Leiria cimentou a sua liderança com uma excelente performance no Estoril, para depois limitar os prejuízos que a prova do Gradil causou em quase toda a caravana, obrigando, de uma forma algo surpreendente, a penalizações de certa forma pesada, que acabaram por baralhar um pouco a classificação.

Na verdade, José Grosso não foi além do 38º lugar no Gradil, mas como a maioria dos seus mais directos perseguidores acabou por não fazer muito melhor, o seu resultado permitiu-lhe mesmo assim conservar a primeira posição.

O mesmo se pode dizer de João Mexia Leitão-Nuno Machado (Porsche 911), que estiveram também em excelente plano na prova do Estoril, perdendo apenas 0,7 pontos para o mais regular e mesmo uma actuação menos conseguida no Gradil não os impediu de manter a segunda posição da geral.

Na terceira posição situa-se a primeira formação estrangeira, a dupla espanhola Marcos Adan-Gaspar Osorio (Porsche 911), quarta na primeira prova, mas mais eficientes no Gradil, o que lhes permitiu subir uma posição na geral.

No segundo dia de prova os concorrentes saem da Figueira da Foz pelas 08.30 horas para uma etapa com 435 Km. A neutralização da hora do almoço terá lugar em Arganil, entre as 13h00 e as 14h45, e chegada a Viseu está agendada para as 19h15. Ao final da tarde terá lugar a já habitual prova de PRS de Viseu (2,0 Km), na Avenida Europa, última dificuldade de um dia com 12 PRA.

Classificação no final da 1.ª etapa: 1.º José Grosso/João Sismeiro (BMW 2002 Tii), 438,6 pontos; 2.º João Mexia Leitão/Nuno Machado (Porsche 911 Coupé), a 0,7 pt; 3.º Marcos Adan/Gaspar Osorio (Porsche 911), a 1,8pt; 4.º Rui Salgado/Luis Godinho (Ford Escort RS2000), a 2,6pt; 5.º Daniel Reuter / Robert Vandevorst (Porsche 914/6), a 7,9pt; 6.º Aníbal Rolo/António Caldeira (Datsun 1600 SSS) a 9pt; 7.º Jhony Delhez/Eddy Gully (Ford Escort RS), a 11,8pt; 8.º João Vieira Borges/João Serôdio (BMW 635 CSI), a 14,8pt; 9.º Jose Lareppe/ Joseph Lambert (Opel Kadett GTE), a 17,2pt; 10.º Gustavo Martel/Nicolas Sanchez (Porsche 911 T), a 19,2pt; etc.

Comunicado ACP Sport

escocia10inscO Rali da Escócia, penúltima prova do Intercontinental Rally Challenge vai para a estrada de 15 a 17 de Outubro.

Sem a presença de Bruno Magalhães, que encerrou a sua campanha no IRC na última prova disputada em Itália, o Rali da Escócia conta com uma pobre lista de inscritos, apesar da presença dos principais pilotos de 2010.

Juho Hanninen chega a esta prova já com o título no bolso, ele que foi confirmado neste rali depois de a equipa Skoda ter anunciado a seguir à prova italiana que já não disputava mais qualquer rali esta temporada no IRC.

Para saber mais sobre esta prova pode consultar o site oficial.

inscriesco10

casierBernd Casier aproveitou a ausência do já campeão Pieter Tsjoen, para participar na penúltima prova do campeonato belga com o Focus WRC 08, dominando o rally do principio ao fim e ainda venceu todos os troços.

Thierry Neuville não perdia muito tempo nos troços para Casier mas, com o seu 207 S2000 bem menos potente, terminou na segunda posição a pouco mais de minuto e meio.

Erik Van Loon ficou sem pressão quando Mark Van Eldik sofreu uma saída de estrada, permitindo que terminasse em terceiro da geral e ficar a 1 ponto de conseguir obter o título holandês.

Alexandre Romain venceu na produção e terminou numa excelente quarta posição, conseguindo segurar Paul Lietaer com o seu Subaru de 1999.

Após Kris Princen se ter despistado, Herman Kobus aproveitou para ser o melhor nas duas rodas motrizes e Bruno Thiry foi o mais rápido entre os Citröen C2.

LÍDERES DO RALLY:
Bernd Casier (SS1 a 13)
VENCEDORES DE TROÇOS:
Bernd Casier (13)

POS Nº PILOTO CARRO GR. TEMPOS
1º 4 Bernd Casier FORD FOCUS MK2 WRC 08 A8 1h19m47'0s
2º 5 Thierry Neuville PEUGEOT 207 S2000 S2000 a 01m32'1s
3º 2 Erik Van Loon FORD FOCUS MK2 WRC 08 A8 a 03m15'0s
4º 21 Alexandre Romain MITSUBISHI LANCER EVO 10 N4 a 05m58'6s
5º 1 Paul Lietaer SUBARU IMPREZA WRC S5 A8 a 06m34'8s
6º 17 Stéphane Lhonnay MITSUBISHI LANCER EVO 9 N4 a 06m40'2s
7º 18 Jonas Langenakens MITSUBISHI LANCER EVO 10 N4 a 06m46'3s 8º 10 Eric Bolhaar SKODA FABIA WRC 05 A8 a 07m12'2s
9º 60 Herman Kobus RENAULT CLIO R3 R3 a 07m20'3s
10º 20 Vincent Verschueren SUBARU IMPREZA STR 09 N4 a 07m31'1s

Colaboração Ricardo Nascimento

Fotos: Team Cologne

montein10A edição nº 100 do Rali de Monte Carlo, que vai para a estrada dentro de 100 dias, de 19 a 22 de Janeiro vai apresentar uma série de novidades.

Em primeiro lugar, a inscrição para as 100 equipas que poderão participar nesta histórica edição, será gratuita, numa iniciativa dos organizadores que visa conquistarem para o seu rali muitos concorrentes privados.

Por outro lado, os 25 pilotos amadores melhores classificados no final da prova, a Michelin irá oferecer-lhe quatro novos pneus, numa oferta global de 100 pneus.

Em termos de cobertura televisiva, está previsto que o Eurosport consiga transmitir 12 especiais de classificação, num total de 14 horas de emissão em directo (fora os resumos) ao longo dos três dias do evento.

O próprio percurso da prova foi alterado, de modo a levar o Rali de Monte Carlo aos locais míticos desta prova no passado.

Outra novidade, introduzida a partir de Monte Carlo, irá permitir a qualquer piloto pontuar para o "IRC 2WD Cup Drivers", mesmo que tripule um carro de uma marca que não esteja inscrita no IRC.

Disputou-se no último fim-de-semana, a derradeira prova do principal campeonato irlandês, com o Cork 20 Rally, servindo para ver quem iria suceder a Eugene Donnelly.

Aaron MacHale foi o primeiro líder mas, Tim McNulty passou para a liderança na segunda especial e só a perdeu no último troço, para Gareth MacHale que acabaria por vencer o rally e o campeonato.

Gareth MaHale foi sempre segundo classificado desde o inicio pois, não precisava vencer para ser campeão mas, nas últimas especiais do segundo dia, MacHale venceu os últimos troços e destronou Tim McNulty da primeira posição por apenas 1,9s.

Craig Breen foi o piloto que venceu mais troços com o seu bem menos potente Fiesta S2000 mas, não foi além da terceira posição. De qualquer modo, o jovem Breen conseguiu terminar em segundo do campeonato e vai participar no Rally de Gales na competição SWRC com um wildcard.

LÍDERES DO RALLY:
Aaron MacHale (SS1); Tim McNulty (SS2 a 17); Gareth MacHale (SS18)
VENCEDORES DE TROÇOS:
Aaron MacHale (1); Gareth MacHale (5); Craig Breen (8); Tim McNulty (5); Darren Gass (1)

1º Gareth MacHale/Brian Murphy (IRL) Ford Focus RS WRC 06 2:19:10.6s
2º Tim McNulty/Paul Kiely (IRL) Subaru Impreza WRC S12B +1,9s
3º Craig Breen/Gareth Roberts (IRL/GB) Ford Fiesta S2000 +1.13,2s
4º Alastair Fisher/Rory Kennedy (GB/IRL) Mitsubishi Lancer Evo IX +3.44,4s
5º Darren Gass/Sean Mullaly (GB/IRL) Subaru Impreza WRC S11 +7.23,3s
6º Sebastian Ling/Aled Rees (GB) Mitsubishi Lancer Evo IX +8.17,5s
7º Owen Murphy/James O'Brien (IRL/GB) Mitsubishi Lancer Evo IX +9.18,0s
8º Aaron MacHale/Eugene O'Donnell (IRL) Ford Focus RS WRC 04 +11.25,1s
9º Robert Barrable/Damien Connolly (IRL) Citroen C2 R2 Max +12.38,3s
10º Desi Henry/John Rowan (GB) Citroen C2 R2 Max +15.51,3s

Colaboração Ricardo Nascimento