faceralis

 

penafielracingfest

Mundial

Edit

Amount of short articles:

Amount of articles links:

You can order sections with dragging on list bellow:

  • Mundial
Guardar
Cancelar
Reset

ERC

Fotos Rali Serras de Faf

Image - Fotos Rali Serras de Faf

Fotos Rali Serras de Fafe 2023 Mondegosport

Segunda, 13 Março 2023 Comente

Eventos

Fotos Hunsrück Rallye 20

Image - Fotos Hunsrück Rallye 20

FOTOS HUNSRUCK RALLYE 2024CLICK AQUI   FOTOS MARC HILGER ADQUIRE O ANUÁRIO RALIS ONLINE 2023

Terça, 28 Maio 2024 Comente

Nacional

Dupla do Uruguai é campe

Image - Dupla do Uruguai é campe

(Por José Carlos Vieira Santos, desde o Brasil. Fotos: Edson Castro) Foi realizada entre os dias 8

Terça, 12 Dezembro 2023 Comente

WRC

Fotos Rally de Portugal

Image - Fotos Rally de Portugal

FOTOS RALI DE PORTUGAL 2024CLICK AQUI FOTOS BRUNO FERNANDES   ADQUIRE O ANUÁRIO RALIS ONLINE

Terça, 14 Maio 2024 Comente

Mundial

berdomasvoa23 copyDaniel Berdomás e Brais Mirón têm motivos a dobrar para festejar após esta sexta e antepenúltima jornada pontuável para a Taça Ibérica TOYOTA GAZOO Racing: venceram o Rally Vidreiro e subiram do terceiro lugar à liderança do troféu monomarca organizado por Toyota Espanha, Toyota Caetano Portugal e MSI. Beneficiaram também, para isso, da desistência de Sergi Francoli e Javier Moreno (CSM Automoció), por despiste, depois de terem sofrido um furo, eles que lideravam isolados a competição à entrada para a prova organizada pelo Clube Automóvel da Marinha Grande (CAMG).

Indo por partes, Berdomás entrou a vencer na prova e manteve, por um segundo, o comando após a segunda e derradeira PE da 1.ª Etapa, a Super Especial - Marinha Grande, que já foi para as contas de Francoli. Mas a abrir o sábado, nos 16,47 km da PE3, Francoli conseguiu um tempo "canhão", o oitavo absoluto, e deixou o segundo classificado do troféu na especial, precisamente Berdomás, a 19 segundos, assumindo as contas à geral.

Assistiu-se depois a uma corrida atrás do prejuízo por parte de Berdomás, que venceu a quarta e a sexta especiais (a quinta foi neutralizada, devido a um acidente de um concorrente), entrando para a sétima com uma desvantagem encurtada face ao líder de 18 para 8.2 segundos. Foi aí, em S. Pedro de Moel 1, que se deu o momento decisivo da prova: a desistência de Francoli, que deixou Berdomás com uma liderança tranquila de 33.3 segundos sobre Javier Villa e Enrique Alonso, da equipa Aturhíbrido. Villa ainda venceu a derradeira classificativa, com Berdomás, já em gestão, a perder 14.7 segundos, mas a selar o triunfo com 18.6 segundos de vantagem sobre o segundo classificado.

O vencedor ainda somou mais quatro pontos aos 21 da vitória, fruto de outras tantas vitórias em classificativas. Francoli também foi o mais rápido em duas especiais, pelo que limitou um pouco o dano nas contas gerais, garantindo um ponto de cada. A restante foi para as contas de Villa, que assim também somou um ponto extra aos 18 do segundo lugar e passou a ter 67 pontos na Taça Ibérica TOYOTA GAZOO Racing, mantendo a sexta posição na tabela do troféu.

A dupla Ricardo Costa/Rui Vilaça (Macedo & Macedo GTW Racing) teve honras de encerrar o pódio e ser a melhor equipa portuguesa, o que lhe permitiu manter também o quarto lugar na classificação do troféu. Os quartos classificados na prova, Alberto Monarri e Sergio Fernandez (IPPON Motor Vallés), mantiveram igualmente a posição nas contas do troféu (quintos), o mesmo acontecendo à dupla Pedro Lago Vieira/Ricardo Faria (Toyota Caetano Auto), quinta no rali e sétima no troféu, embora acrescentando 12 pontos, para 58 no total. Joan Sabater e Gerard Taberner (CSM Automoció) terminaram o rali no sexto posto e foram os melhores Juniores.

Bruno Bulacia, navegado por Axel Coronado, foi uma das vítimas desta prova: o boliviano de 21 anos da CSM Automoció desistiu devido a problemas mecânicos e perdeu também o segundo lugar na classificação do troféu, mesmo se se mantém como melhor concorrente júnior (menos de 24 anos). Entre as desistências neste Rally Vidreiro, referência ainda para o acidente de Miguel Campos e Carla Salvat (Macedo & Macedo GTW Racing), e para os problemas mecânicos da dupla António Sainz/Carlos Riesgo Fernandez (KOBE motor). José Mulero e Carlos Fernandez (Labasa) também desistiram no primeiro dia, mas regressaram no segundo, ao abrigo do Super Rali, e com o sétimo lugar final ainda garantiram oito pontos e a subida do 10.º ao oitavo lugar na classificação geral da Taça Ibérica TOYOTA GAZOO Racing.

Os Toyota GR Yaris demonstraram mais uma vez grande potencial, desta feita, no rali do CAMG, integralmente em asfalto, com dois concorrentes do troféu classificados no lote dos dez primeiros à geral nesta última prova do Campeonato de Portugal de Ralis de 2023. A Taça Ibérica TOYOTA GAZOO Racing prossegue, de novo em asfalto, com o Rally la Nucía, a 3 e 4 de novembro, para encerrar na terra, duas semanas depois, a 19 e 20, com o Rally Pozoblanco, ambas as provas pontuáveis para o Supercampeonato de Espanha de Ralis 2023.

o37"O Lancia Rally 037 encarna plenamente o espírito da marca, composto por formas geométricas radicais, combinadas com um design elegante e exclusivo, dando vida a um carro sempre pronto a ultrapassar qualquer obstáculo: características que permitiram que se tornasse parte do inconsciente coletivo. A vitória alcançada há exatamente 40 anos continua a ser um momento histórico para o Rally 037, consagrando o modelo no panteão dos automóveis globais imortais. Não é coincidência o facto de o Lancia Rally 037 ser um dos nove automóveis que inspiraram o design dos nossos futuros modelos", afirmou Luca Napolitano, CEO da marca Lancia.

O dia 7 de outubro de 1983 representa uma data verdadeiramente memorável para a marca Lancia, um dia indelével aos olhos e nos corações de todos os entusiastas do automobilismo: o Lancia Rally 037 triunfa no Rali de Sanremo e assegura, a dois ralis do final dessa época, o quinto título de Campeã do Mundo de Construtores da sua história.

Um feito surpreendente num palco com inteira "assinatura" da marca italiana, que colocou quatro carros nas cinco primeiras posições finais: Markku Alen, Walter Röhrl e Attilio Bettega nos lugares do pódio, mais um jovem, de seu nome Massimo 'Miki' Biasion a terminar em quinto lugar ao volante de um Lancia Rally 037, da equipa Jolly Club.

Uma verdadeira proeza, tendo em conta os valores técnicos e a potência dos automóveis da concorrência: ao contrário dos seus adversários, que já contavam com um sistema de tração integral, o Rally 037 contava ainda com uma configuração de tração traseira. Sem surpresa, 40 anos mais tarde, este continua a ser um feito que não se repetiu na história da competição.

Essa vitória em Sanremo marcou o início de uma era de ouro para o modelo: em muito pouco tempo, o Lancia Rally 037 conseguiu encantar milhões de fãs em todo o mundo. Além do Campeonato do Mundo de Ralis - Construtores, conquistou o segundo lugar no Campeonato do Mundo de Ralis - Pilotos com Walter Röhrl e os Campeonatos Europeu e Italiano de Ralis com 'Miki' Biasion, piloto que, pouco tempo, depois também competiu sob a insígnia da equipa oficial Lancia Martini.

A história do Lancia Rally 037 é uma de excelência no desporto automóvel italiano

A estreia oficial teve lugar em 1982, na 59ª edição do Salão Automóvel de Turim, com a versão de estrada. Com 205 cv, um carburador de corpo duplo e sobrealimentação através de um compressor volumétrico, o modelo tinha sido concebido na expectativa de integrar o mundo dos ralis. Para obter a sua homologação como carro de competição para o então Grupo B, foram produzidas as obrigatórias 200 unidades.
O Lancia Rally, mais conhecido pela designação "037", era, na realidade, um puro desportivo em todos os detalhes: as suas formas arrojadas "funcionais", tanto na frente como na traseira, e um "cálice" angular que o tornaram um ícone dos ralis. Baseava-se, claramente, no Lancia Beta Montecarlo, um coupé compacto de motor central com um toque desportivo, característico dos anos 70. Partindo desta base, tudo no Lancia Rally 037 contribuiu para o seu espírito desportivo: o seu estilo agressivo, o seu carácter brutal e eficiente. O interior minimalista e racional era a quintessência da competição, enquanto alguns dos "apêndices" aerodinâmicos no pilar e na traseira - incluindo um impressionante spoiler traseiro - elevavam ainda mais o seu desempenho.

O espírito indomável da sua estrutura mista original foi equipado com toda a classe, devido à sua carroçaria simultaneamente agressiva e elegante, capaz de produzir uma carga aerodinâmica significativa contra o solo. Para uma eficácia máxima, era fabricada em poliéster com reforços em fibra de vidro, enquanto os dois capôs de muito baixo peso, sobre o motor e a bagageira, podiam ser completamente desmontados.
Esta união muito equilibrada de dois espíritos tão diferentes, que já se encontravam no lendário Stratos, fez do Lancia Rally 037 um dos nove automóveis icónicos da história da marca que inspiraram modelos futuros, a começar pelo Lancia Pu+Ra HPE, o manifesto da marca para os próximos 10 anos. Trata-se de um concept car 100% elétrico que incorpora a visão da marca em termos de design, sensação de bem-estar interior, sustentabilidade, eletrificação e tecnologia de vanguarda. No Lancia Pu+Ra HPE Concept, podemos de facto encontrar um design com uma constante interação entre pureza e radicalidade que recorda fortemente a essência do Lancia Rally 037.

brasil(Por José Carlos Vieira Santos, desde o Brasil. Fotos: Edson Castro)

Depois de duas vitórias consecutivas nos dois primeiros ralis de 2023, a dupla uruguaia Federico Ensslin e Martin Villete volta a vencer na quinta etapa do Campeonato Brasileiro de Rally, realizada entre os dias 22 e 24 de setembro no município de Rio Negrinho, no estado de Santa Catarina.

O evento, que reuniu um grande número de espectadores, teve início na sexta-feira, com um Street Stage noturno disputado sobre asfalto no centro da cidade e vencido pelos irmãos Juliano e Rafael Sartori, aos comandos do Volkswagen Polo Maxi Rally, seguidos por Ensslin e Villete, a bordo do Mitsubishi Lancer Evo X. No dia seguinte, entretanto, as posições se inverteram, com a dupla uruguaia assumindo a liderança da competição que, contudo, não duraria muito tempo, já que no terceiro troço cronometrado a dupla de irmãos recuperou a primeira posição. Contudo, na quinta especial os uruguaios assumiram novamente a liderança na classificação geral, para não mais perdê-la.

No domingo, Ensslin e Vilette mantiveram o ritmo, controlando de forma segura a vantagem que haviam obtido no sábado sobre Juliano e Rafael. Depois de haver completado dois de um total de quatro troços cronometrados disputados no domingo, Ensslin comentou: "As duas primeiras especiais do dia foram muito difíceis, sendo a primeira uma das mais difíceis que já corri até agora, com um piso muito cambiante. Mas estamos tendo uma boa disputa com os irmãos Sartori e vamos com tudo para os últimos dois troços", acrescentou.

Ao final da competição, Ensslin e Villete obtiveram a vitória com 26,98 segundos de vantagem sobre Juliano e Rafael. O pódio na categoria Rally2 foi completado pela dupla Claudio Rossi / Eduardo Tonial, com outro Mitsubishi Lancer Evo X, a 3 minutos e 13,89 segundos dos líderes. Uma novidade na categoria foi a estréia do experiente piloto Leandro Brustolin, navegado por Murilo Spironelo, com um Hyundai HB20 Proto, obtendo a quinta posição em sua primeira participação ao volante de um carro de tração integral.

Na categoria Rally4, a dupla Luis Stédile / KZ Morales permaneceu imbatível, conquistando a quinta vitória consecutiva aos comandos de seu Renault Clio RS Turbo de última geração, enquanto na categoria Rally5 a dupla Luciano Americo / Maicol Souza venceu a bordo de um Peugeot 207.

A edição 2023 do Rally Rio Negrinho teve um total de 140 km de troços cronometrados, divididos em 11 especiais. Com o cancelamento do rally que seria realizado no estado do Espírito Santo nos dias 21 e 22 de outubro, a 1.800 km de distância das principais equipes de rally do país, as duas últimas etapas do Campeonato Brasileiro serão realizadas no estado do Rio Grande do Sul, nos dias 18 e 19 de novembro e nos dias 8 e 9 de dezembro, para favorecer e aliviar economicamente as equipas locais, depois de toda a destruição e danos materiais causados pela ação do ciclone extratropical, ocorrido há algumas semanas naquele estado.

Resultados:

Categoria Rally2
1) Federico Ensslin / Martin Villete - Mitsubishi Lancer Evo X
2) Juliano Sartori / Rafael Sartori - Volkswagen Polo Maxi Rally
3) Claudio Rossi / Eduardo Tonial - Mitsubishi Lancer Evo X (...)

Categoria Rally4
1) Luis Stédile / KZ Morales - Renault Clio RS Turbo
2) Guto Klaumann / Ike Klaumann - Peugeot 207
3) Carlos Celuppi / Thiago Osternack - Peugeot 207 (...)

Categoria Rally5
1) Luciano Americo / Maicol Souza - Peugeot 207
2) Charles Luvizotto / Florence Luvizotto - Peugeot 207
3) Fabio Simsen / Gilson Rocha - Volkswagen UP! TSI Turbo (...)

esat23EAST BELGIUM RALLYE 2023 (MARC HILGER)
CLICK AQUI

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022
PEÇA O SEU EXEMPLAR AQUI

east23EAST BELGIUM RALLYE 2023 (MARC HILGER)
CLICK AQUI

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022
PEÇA O SEU EXEMPLAR AQUI