facebook

banner-site-desafio

Mundial

Edit

Amount of short articles:

Amount of articles links:

You can order sections with dragging on list bellow:

  • Mundial
Guardar
Cancelar
Reset

ERC

ARC critica total falta

Image - ARC critica total falta

A ARC Sport viveu de forma muito intensa a totalidade do ERC 2017, acompanhando a dupla Bruno e Hugo

Terça, 10 Outubro 2017 Comente

Eventos

Fotos Rali de Portugal H

Image - Fotos Rali de Portugal H

Fotos: Rui Fonseca (Proíbida a reprodução de fotos sem indicação da fonte)Evento: Rali de Portugal H

Domingo, 8 Outubro 2017 Comente

Nacional

Traila faz balanço da pr

Image - Traila faz balanço da pr

O Team Traila marcou presença na XXIII edição do Rali do Cocido com a dupla  João Traila 

Terça, 7 Março 2017 Comente

WRC

Tanak na Toyota

Image - Tanak na Toyota

Otto Tanak assinou pela Toyota Gazoo Racing no Mundial de Ralis e irá estar na equipa nas 13 provas

Quinta, 19 Outubro 2017 Comente

Mundial

tanakOtto Tanak assinou pela Toyota Gazoo Racing no Mundial de Ralis e irá estar na equipa nas 13 provas do calendário de 2018.

O estónio estará presente na equipa juntamente com Jari Matti Latvala e Esapekka Lappi.

Kaj Lindstrom será por sua vez o diretor desportivo da Toyota Gazoo Racing.

Quanto a Hanninen não estaá nos planos da equipa para 2018.

arceuroA ARC Sport viveu de forma muito intensa a totalidade do ERC 2017, acompanhando a dupla Bruno e Hugo Magalhães que tripularam o Skoda Fabia R5 da casa de Aguiar da Beira. Uma experiência enriquecedora ao longo de oito provas completamente distintas, por onde passaram os melhores pilotos europeus. A equipa discutiu até à última prova, no Rali da Letónia, o título europeu, com um grau de profissionalismo extraordinário, terminando o ano com o título de Vice-campeões da Europa de Ralis.

Um ano que se pode considerar muito positivo, e onde todos os elementos da equipa, sem exceção, adquiriram conhecimentos fundamentais para poder projetar outras participações internacionais. O rali Liepaja esteve longe de ser a "cereja no topo do bolo", mas o azar na última prova do ano não apaga a participação extraordinariamente positiva de toda a equipa.

"Não acabámos como gostaríamos, mas o azar da última prova não apaga em nada um ano fabuloso onde acabámos por chegar a vice-campeões da Europa. Foi um feito histórico, que nos deu um prazer enorme, pois rali a rali, fomos acreditando que era possível ir cada vez mais longe. Todos nós acreditámos até ao fim que era possível chegar ao título. Fazer um campeonato prova a prova foi um feito único, pois nunca nada foi estruturado para um ano inteiro de competição. Para mim foi um prazer enorme ter trabalhado com a ARC Sport, uma equipa extremamente profissional e dedicada que também nunca tinha participado na totalidade de um ERC. Em oito provas nunca tivemos um problema mecânico, o que diz tudo em relação à qualidade do trabalho realizado. Com toda a informação que recolhemos ao longo deste ano, acredito que a experiência seja para repetir, mas há que estruturar para poder fazer as coisas de forma mais atempada. O balanço acabou por ser positivo, e quero deixar um agradecimento a todos os meus patrocinadores e à equipa da ARC Sport" afirmou Bruno Magalhães.

Para a ARC Sport este foi igualmente um ano muito positivo, onde se adquiriram experiências preciosas para um trabalho futuro. Durante um ano, uma equipa portuguesa esteve sempre à beira de conquistar um título europeu, e o único lamento que se fez ouvir, foi a falta de apoio e carinho que se sentiu por parte das entidades responsáveis pelo desporto em Portugal e pelo automobilismo em particular.

"Uma equipa portuguesa esteve durante um ano inteiro a lutar pelo título de Campeões da Europa e nunca se sentiram minimamente apoiados ou encorajados por quem tutela o desporto em Portugal, nem sequer pela própria Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting. É simplesmente triste que tenham estado desatentos ao que o Bruno e o Hugo fizeram neste Campeonato da Europa, nunca tendo dado qualquer tipo de relevo aos resultados conquistados ao longo de todo o ano. Se estivéssemos a falar de futebol, seria seguramente diferente.

Pela positiva, gostaria de realçar a coragem que a equipa sempre demonstrou ao efetuar a totalidade de um ERC com uma diversidade tão grande de ralis, todos eles distintos, e com um elevado grau de exigência. Ao longo de todo o campeonato, o Bruno demonstrou sempre uma capacidade de pilotagem acima da média, esperando sinceramente que ele consiga uma base sólida para o próximo ano, o que seria excelente pois poderia capitalizar toda a vasta experiência adquirida no Campeonato da Europa de Ralis de 2017. Quero deixar os meus sinceros parabéns ao Bruno e ao Hugo pela postura que sempre demonstraram, e agradecer a todos os elementos da ARC Sport que, ao longo das oito provas do Campeonato da Europa, contribuíram com todo o seu apoio e dedicação", afirmou, em estilo de balanço, Augusto Ramiro, o responsável pela ARC Sport.

meeke copyKris meeke obteve no Rali de Espanha uma fantásica vitória, a segunda para a Citroen esta temporada, depois de ter dominado as duas derradeiras etapas do rali.

Na derradeira etapa Meeke venceu cinco das seis especiais e cimentou ainda mais a ldierança da prova, obtendo uma vitória de grande nível e, desta vez sem erros.

O momento do dia, pela negativa, foi sem a desistência de Thierry Neuville. O belga cortou uma curva na 16ª especial e sofreu do mesmo mal de Mikkelsen e Sordo no dia naterior, com a roda da frente do lado direito a apontar para fora depois da quebra da direcção.

Com este resultado, Neuville deixa de ter praticamente hipóteses de lutar pelo título, numa prova em que a Hyundai muito apostou para se aproximar da M-Sport.

Ogier e Tanak estiverem em grande nível, e apesar de não terem ganho, saiem de Espanha com o título de equipa quase garantido e, mais importante ainda para o francês, com o título ali à mão de semear. Refira-se que com este resultado Tanak passou a ser o principal adversário de Ogier no mundial ao subir ao segundo lugar nas contas do WRC.

VENCEDORES DE TROÇOS:
Ott Tänak (1): Kris Meeke (8); Andreas Mikkelsen (1); Jari-Matti Latvala (1); Sébastien Ogier (4); Juho Hänninen (2); Thierry Neuville (1); Dani Sordo (1)
LÍDERES DO RALLY:
Ott Tänak (SS1 a 2); Andreas Mikkelsen (SS3); Mads Østberg (SS4); Andreas Mikkelsen (SS5 a 6); Kris Meeke (SS7 a 139

PRINCIPAIS ABANDONOS:
4 Andreas Mikkelsen A/ Anders Jæger (N) Hyundai i20 coupe WRC (direção na SS12)
6 Dani Sordo / Marc Martí (E) Hyundai i20 coupe WRC (direção na SS12)
10 Jari-Matti Latvala / Miikka Anttila (FIN) Toyota Yaris WRC (derrame de óleo antes da SS6)
40 Hiroki Arai / Glenn MacNeall (J/AUS) Ford Fiesta R5 (capotou na SS3)
86 Max Vatanen / Jacques-Julien Renucci (FIN/F) Ford Fiesta R5 (SS2)
5 Thierry Neuville / Nicolas Gilsoul Hyundai i20 coupe WRC (direção na SS16)

CLASSIFICAÇÃO FINAL
espanhafinal17

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

hsttuiFotos: Rui Fonseca (Proíbida a reprodução de fotos sem indicação da fonte)
Evento: Rali de Portugal Histórico 2017
Data: Outubro 2017
Site: www.ralisonline.net

 

brubileitBruno e Hugo Magalhães são Vice-campeões da Europa de Ralis mesmo que um acidente durante o Rali da Letónia, hoje, lhes tivesse tirado a possibilidade de chegar ao título. Ainda assim, um resultado brilhante para os pilotos portugueses que no início da época nos Açores estavam longe de imaginar conseguir este resultado ímpar.

Um título que esperavam festejar de outra forma e não com um aparatoso acidente aquando da sexta especial do último rali da época: "Estávamos a efectuar a super especial quando somos confrontados por uma barreira que não estava assinalada e nos forca a entrar numa zona de muita água, em aquaplaning, e a embater numa árvore. O mesmo tinha acontecido momentos antes com outro adversário. O embate, causou-me algum desconforto, pelo que foi necessário uma ida ao hospital para certificar que está tudo ok", comecou por explicar Bruno Magalhães.

Apesar do desfecho inglório no rali fica a enorme satisfacão de ter alcancado o vice-campeonato: "Nunca nos passou pela cabeca ter oportunidade de fazer a totalidade da época e para isso, foi fundamental o apoio de todos os patrocinadores que foram connosco vivendo este sonho. Mas também à equipa, a ARC Sport, que sempre nos proporcionou um carro competitivo. Um conjunto de factores que terminaram com este título. Hoje o dia não terminou pelo melhor, mas o resultado no campeonato enche-nos de orgulho", concluiu Bruno Magalhães.

Agora é tempo de recuperar deste acidente mas também de repensar a época e começar a planear o futuro.