faceralis

 

usados

Nacional

Edit

Amount of short articles:

Amount of articles links:

You can order sections with dragging on list bellow:

  • Nacional
Guardar
Cancelar
Reset

CPR

Até sempre e obrigado In

Image - Até sempre e obrigado In

(COMUNICADO RENAULT) O desporto automóvel está mais pobre com a partida do piloto Inverno Amaral, c

Sábado, 19 Dezembro 2020 Comente

Eventos

Faça a pré-reserva do An

Image - Faça a pré-reserva do An

Através deste LINK poderá já fazer a pré-reserva do Anuário Ralis Online 2020.   A pré-reserv

Terça, 29 Dezembro 2020 Comente

Open

Fotos Rali de Mortágua 2

Image - Fotos Rali de Mortágua 2

Fotos: Paulo Homem (Proíbida a reprodução de fotos sem indicação da fonte)Evento: Rali de Mortágua 2

Quarta, 2 Janeiro 2019 Comente

Nacional

brunosaenApostado em fzer a temporada completa no Desafio Modelstand, Bruno Sá já mostrou que pode andar pelo lugares cimeiros da classificação, mas o azar também tem estado presente e, logicamente, os resultados ressentem-se disso.

Qual o balanço da primeira fase da temporada?
Até agora estou muito satisfeito com a evolução que tive ao longo das provas realizadas, destacando a prestação do Ricardo no banco do lado direito, sendo fundamental na recuperação do ritmo competitivo. No início do ano foi complicado, precisamente pela falta de ritmo, e logo num rali como o de Barcelos em que não se repetem os troços. Desde aí temos trabalhado bastante e já mostrámos nos Ralis Rota do Medronho e Vidreiro que temos possibilidades de rolar entre os mais rápidos do Modelstand.
Fora do campo desportivo, gostaria de referir o nosso compromisso ambiental, com a concretização do nosso projecto de compensação de todas as emissões produzidas pela equipa, através do nosso parceiro e)mission neutral®.
Gostava também de agradecer o esforço realizado pelos nossos patrocinadores, a Grupitel - Aluguer de Equipamentos, a Ruben Ramos – Transportes Especiais, a Your Office – Contabilidade e Consultoria e a ENI – Gasolinas e lubrificantes, assim como deixar um agradecimento especial à Matos Competições, na pessoa do Sr. Carlos Matos, pelo excelente carro que nos tem dado ao longo do ano

Quais foram os melhores e piores momentos?
O melhor foi, sem dúvida, o ritmo que estávamos a imprimir no Rali Vidreiro, discutindo os melhores lugares do Desafio Modelstand antes da desistência. O pior foi o 1º troço do Rali de Barcelos, foi muito difícil voltar a competir ao fim de 5 meses depois do violento acidente que tinha sofrido no Rali do Centro de 2010.

Que perspectiva e qual vai ser a estratégia para a fase de terra?
A estratégia será a mesma que foi empregue na fase de asfalto, ou seja, evoluir e tentar andar sempre junto dos primeiros em todas as provas que disputarmos, apesar de ainda não temos o orçamento totalmente fechado, facto que nos condiciona o calendário de provas.

Qual é a vossa opinião sobre o momento actual dos ralis em Portugal?
O que se passa nos ralis é em grande parte devido à situação económica no seu geral, mas penso que muita coisa poderia ser minimizada se houvesse uma reorganização de todos os campeonatos, desde o nacional aos regionais. Uma coisa é certa com tantos campeonatos, perde-se o foco do que realmente interessa, a competição, e os pilotos dispersam-se pelas várias provas.

pedrolave111Na sua primeira temporada completa de ralis, Pedro Alves sabe que tem um percurso a percorrer. Por isso esta temporada é para aprender e os resultados por vezes até tem sido interessantes. Com um bom professor ao lado, Luís Ramalho, o piloto espara melhorar as suas prestações na fase de terra.

Qual o balanço da primeira fase da temporada?
Até ao momento o balanço é positivo tendo em conta que estou a iniciar o meu primeiro ano a sério nos ralis, até ao início do campeonato tinha apenas disputado três ralis no regional sendo os mesmos em piso de terra. Como tal o nosso objectivo inicial era fazer o maior número possível de kms para me adaptar ao carro e aprender o mais rápido possível o que até ao momento foi conseguido muito por culpa do Luís Ramalho que tem sido uma grande mais valia para mim por toda a sua experiência e profissionalismo, não só ele como também a equipa NP Sport Competições. Sem estas grandes ajudas tudo seria bem mais difícil para mim.

Quais foram os melhores e piores momentos?
Rali de Barcelos no final da manha foi de facto o nosso melhor momento ate à data, eramos terceiros do Desafio Modelstand.
Pior momento para mim foram dois. Um erro no Rali do Medronho onde batemos e recuamos uma roda logo na primeira classificativa e o Rali do Vidreiro que não me consigo explicar a mim mesmo porque os tempos efectuados foram mau, como menos mal foi o facto de termos chegado ao final e ter somado mais kms e mais uns pontos para o campeonato.

Que perspectiva e qual vai ser a estratégia para a fase de terra?
O nosso projecto é para dois anos, como primeiro ano temos como objectivo andar o maior número possível de Kms ao mesmo tempo conhecer as provas uma vez que são todas novas para mim. Contudo, estamos muito confiantes que podemos ser mais rápidos na terra o nosso objectivo é conseguir rodar nos cinco primeiros de uma forma mais regular e consistente, estamos neste momento a trabalhar para isso com a consciência perfeita que não é nada fácil, o desafio tem um excelente lote de pilotos, todos querem dar o seu
melhor e andar o mais possível na frente conforme se tem verificado, sendo que na minha opinião é uma mais valia para todos.

Qual é a vossa opinião sobre o momento actual dos ralis em Portugal?
Como todos sabem o país passa por momentos complicados e os ralis também são um pouco o espelho do estado actual que vivemos. Está complicado conseguir apoios para bons projectos que se tente montar, uma boa parte das empresas reduziram e até cortaram nos seus orçamentos e as averbas que em outros anos
eram disponibilizadas. Contudo esta não é a resposta suficiente para o estado actual que se vive por exemplo no principal campeonato Português de Ralis, existe uma série de coisas que ao longo dos tempos foram mal feitas e que se continua a fazer é uma pena que não vejamos aquilo que se passa noutros países e retirar aquilo que de bom existe, mas como todos sabemos é a eterna questão... são muitas as opiniões e as ideias o que é certo é que os resultados estão a vista.
Só não são piores porque existe um campeonato open de ralis de um bom nível mesmo nos tempos actuais, se levarmos como linha de conta o número de inscritos é de facto o melhor, talvez seja o resultado de um bom trabalho que foi feito em tempos, sendo que não podemos deixar que as coisas retrocedam, não se pode deixar que existam ralis de uma tarde a custarem de inscrição quatrocentos euros, nem muito menos ralis de dois dias quando se podem fazer num dia apenas não faz sentido. Os ralis tem que ser adaptados a nossa realidade actual por muito que possa custar a muito boa gente, os pilotos tem que ser ouvidos mais vezes pois são eles que fazem uma boa parte deste maravilhoso desporto que são os ralis e digamos também que é
justo ouvirem quem paga a sua licença e a sua inscrição. É que por vezes fico na ideia que se esquecem de um factor importante, é que sem pilotos vai ser difícil existirem provas entre outras coisas.
Para terminar queria deixar apenas uma nota relativa aos reconhecimentos das provas, alguém conhece algo que seja regulamentado e descaradamente desrespeitado prova a prova por alguns, seja qual for o campeonato? É que se existir gostava de ficar informado é que eu desconheço ! Aquilo que existe e
que todos sabem e nada fazem era altura de mudar para o bem de todos ou quase todos, não se pode continuar a reconhecer as pec´s dias e dias seguidos quando o regulamento da prova apenas diz um dia, depois não podemos continuar a reconhecer as mesmas ao ritmo de prova quando as estradas se
encontram abertas ao transito, é que depois ouvimos as pessoas  por onde passam os ralis dizerem aquelas coisas que todos sabemos, é lamentável que se esteja a espera que um dia acontece alguma tragédia infelizmente e depois lá vamos nos dizer "estes senhores da televisão só aprecem quando temos
tragédias" pois é, na minha modesta opinião esta na altura de alguém fazer cumprir os regulamentos se eles existem é para serem compridos por todos, eu acho que assunto é serio, e não vou falar sequer na igualdade que deveria ser igual para todos entre outras coisas.
Não quero com isto criar nem comprar guerras com ninguém pois não faço parte de num grupo nem de nenhum partido, apenas deixar a minha modesta opinião não querendo ofender nem criticar ninguém só quero o melhor para aquele que é o meu desporto do coração.

rodriguescara11António Rodrigues não precisa de apresentações para quem já o viu conduzir carros de ralis. Lidera de forma destacada e "sem espinhas" o Open de Ralis, aproveitando bem todas as oportunidades que a SFR lhe está a proporcionar. Sem dúvida que o balanço, até ao momento, da sua temporada é positivo.

Qual o balanço da primeira fase da temporada?
O balanço da fase de asfalto foi muito positivo e até acima das minhas expectativas. No inicio do campeonato ambicionava e achava que era possível andar nos cinco primeiros lugares, tendo em atenção o carro que utilizava.
Actualmente estar a liderar o campeonato, fruto das 3 vitórias e um 2º lugar, excedeu as nossas melhores expectativas e tenho que dar graças a Deus por isso. Esta performance vai dar-nos mais motivações para enfrentarmos a fase de terra.

Quais foram os melhores e piores momentos?
Não posso considerar que houve piores momentos nesta fase do campeonato. O rali de Barcelos poderia ter tido um desfecho melhor não fosse o apoio da caixa ceder. Mesmo assim considero que o resultado foi positivo.
No rali Rota do Medronho da parte da manha fizemos todo o 1º troço com um furo lento, e tivemos que utilizar uns pneus já com algum uso (problemas de orçamento assim obriga) que não garantiam o mínimo de aderência.
Da parte da tarde já com pneus novos para piso molhado e algumas alterações no carro, fizemos uma excelente recuperação do 9º para o 2º lugar. As 3 vitórias são os momentos altos da fase de asfalto.

Que perspectiva e qual vai ser a estratégia para a fase de terra?
A minha perspectiva é conseguir defender a classificação actual no Campeonato, sabemos que a tarefa não vai ser fácil, pois os 4x4 têm maior vantagem, mas com a ajuda da minha equipa, a SFR Motorsport e com o apoio do público, iremos tentar as melhores classificações para atingir esse fim.
A estratégia vai ser a mesma que tenho adoptado até aqui, concentrar-me ao máximo em cada rali e dar o meu melhor.

Qual é a vossa opinião sobre o momento actual dos ralis em Portugal?
Toda a gente sabe que a conjuntura actual ao nível económica, não é a mais favorável, por isso o desporto automóvel também sofre com isso. Na minha opinião deveria haver um promotor dos campeonatos, bem como os prémios das provas, contemplarem prémios monetários a exemplo, aliás, do que acontecia no passado.
Por fim quero endereçar os meus agradecimentos à equipa SFR Motorsport na pessoa do José Figueiredo e também ao Vicente Pousada, por todo o apoio que me têm dado, também aos meus patrocinadores: Adega de Favaios, Andromeda, Município de Murça, Turismo do Douro, J.Silva, Coop. de Valpaços, JCN, NorCaves, Marcelino & Cepeda, Matmendes, Papokices, Taferu, Opticas Preguiça, Toldos Faria, Carpintaria Novais, Norvia, Pimcete, A Cruz, e Bompiso, a todos eles o meu muito obrigado e como não podia deixar de ser a todos os meus apoiantes, (público em geral) pelo incentivo que me transmitem.
vilaverdeapres11Pontuável para o Campeonato de Portugal de Ralis 2L/2RM, mas também para a Taça de Portugal e Regional Norte, o Rali Vila Verde já tem o seu regulamento definido.

O Clube Automóvel do Minho montou um esquema muito semelhante ao de 2010, alongando a prova por dois dias.

 

 

 

 

PROVA: Rali Vila Verde
ELEGIBILIDADE: CPR2, Taça de Portugal e Regional Norte
DATA: 28 e 29 de Maio de 2011
ORGANIZADOR: Clube Automóvel do Minho
CONTACTOS: (t:) 253 300 450 / www.camminho.com / Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar
INSCRIÇÕES: Até 19 de Maio de 2011
PERCURSO: 221,55 Kms / Troços – 111,57 Kms
NOVIDADES: Prova idêntica a 2010
CENTRO OPERACIONAL: Escola Profissional Amar Terra Verde
INSCRITOS / MAPA DOS TROÇOS / ACESSOS AOS TROÇOS

HORÁRIOS
vilaverdeitenerario11

gonzagabalasf11Numa altura em que terminou a fase de asfalto do Open e do Desafio Modelstand, e que se vai entrar nos ralis de terra, Salvador Gonzaga nem por isso tem razões para sorrir nesta altura.

“A primeira fase do Desafio Modelstand começou bastante mal para mim, com diversos problemas” reconhece o piloto afirmando que “no entanto penso que está quase tudo resolvido pelo que espero uma 2ª parte bem melhor !... a ver vamos!”.

Depois de um teste em terra, com a presença no Rali Serras de Fafe, integrando a Taça de Portugal, onde também não foi feliz, Salvador Gonzaga retira no entanto algumas ilações.

“Eu e o Paulo Lopes vamos tentar uma fase de terra com melhores resultados, pois o carro parece-nos bom para a parte de terra”, diz o piloto confiante em melhores resultados.

Quanto ao momento actual dos Ralis, Salavador Gonzaga diz que “todos sabemos o que era preciso fazer para um maior impulso a este grande desporto.... mas se o não fazem é porque tudo isto serve o interesse de alguém.... enfim!!!”.

 

 

 

RALIS ONLINE TV

RALIS ONLINE TV 2