faceralis

 

guia2020

Nacional

Edit

Amount of short articles:

Amount of articles links:

You can order sections with dragging on list bellow:

  • Nacional
Guardar
Cancelar
Reset

CPR

Gil Antunes oficializa p

Image - Gil Antunes oficializa p

A dupla Aruilense Gil Antunes e Diogo Correia escolheu a oficina Motrio de Loures para palco da apre

Quinta, 12 Março 2020 Comente

Eventos

Fostos apresentação Peug

Image - Fostos apresentação Peug

Fotos: TIAGO FONSECA / MONDEGOSPORT / RALIS ONLINE (Proíbida a reprodução de fotos sem indicação da

Segunda, 9 Dezembro 2019 Comente

Open

Fotos Rali de Mortágua 2

Image - Fotos Rali de Mortágua 2

Fotos: Paulo Homem (Proíbida a reprodução de fotos sem indicação da fonte)Evento: Rali de Mortágua 2

Quarta, 2 Janeiro 2019 Comente

Nacional

leal10terrasConhecida a decisão de a FPAK abrir uma "Taça Nacional de Ralis" no Campeonato de Portugal de Ralis de 20112 que permite que os VSH possam correr no Nacional, as reacções acabaram em parte por ser positivas.

O sentimento comum é que esta medida deveria ter sido tomada há muito tempo de modo a que os pilotos tivessem podido trabalhar com tempos os seus projectos.

Contudo, existem outras opiniões e até novas sugestões, como estas que aqui deixamos de seguida.

Ricardo Teodósio, actual Campeão Regional Sul, diz que "acho muito bem que se faça essa taça" e de pronto aponta outros caminhos "também acho que deviam ser feitos dois regionais um a norte do Tejo e outro a sul do Tejo e cada um deveria correr com o carro que têm".

Terminando a época passada num S2000, Miguel Campos comenta que "segundo li (não aprofundei a questão) seram admitidos todos os carros do Open. Acho que será uma optima medida, pois qualquer pessoa poderá correr com um carro mais barato e mais económico do ponto de vista do valor de aquisição". O ex-Campeão Nacional deixa ainda uma sugestão: "acho também que deveriam ser premitidos os WRC antigos, tipo Toyotas coralas, subaru´s, etc. Seria uma mais valia para atrair o publico novamente ao Campeonato Nacional".

Pedro Leal ficou conhecido por uma série de medidas que há quase uma década fez chegar à FPAK. Sobre estas novas medidas diz: "só me ocorre comentar que mais uma vez foi preciso anos perdidos para ir repescar uma ideia apresentada pela APPA, em que todos os carros eram permitidos nos ralis do Campeonato Nacional enquadrados numa categoria própria....enfim, nem sei que dizer mais, foi apresentada uma ideia estruturada no início da década e a FPAK está a demorar uma eternidade a aplicar e mal (ver situação do Open que acabou com o Nacional) essas ideias. Penso que não é preciso dizer mais nada!!!!".

Para Luís Mota, o piloto com mais títulos nos regionais em Portugal, talvez esta não seja uma boa solução. "Penso que é mau. Querem à força juntar água e azeite, mas não dá grande resultado. Penso que a adesão ao princípio será boa, mas de certeza que não vai dar grande importância nem cobertura aos carros do regional e com o tempo os pilotos do regional começam a desistir de ir.
O Open está bom e recomenda-se, para quê estragar mais um campeonato?" questiona Luís Mota.

medronhologo11A 3ª prova do Campeonato Open de Ralis, o Rali Rota do Medronho, organizado pela Escuderia Castelo Branco, vai apresenta muitas novidades face a 2010.

Assim, a prova que irá para estrada no próximo mês de Março (dias 12 e 13) volta a utilizar os troços da zona de Oleiros / Proença a Nova. Porém, uma das novidades é que o rali partirá este ano de Oleiros, segue para Proença-a-Nova e acaba novamente em Oleiros.

Outra novidade, a mais importante, é que do percurso de 2010 restam apenas 3 quilómetros!!! De facto, o traçado escolhido para a edição de 2011 é totalmente novo, o que leva a que em quatro edições a Escuderia Castelo Branco tenha apresentado quatro provas distintas.

O esquema de prova será semelhante ao das últimas edições, sendo aquele que melhor serve os interesses do Open, com duas secções, ambas com dois troços disputados por duas vezes.

ds3janeiro11O Site dos Campeões tem vindo a acompanhar a montagem do Citroen DS3 R3T com que Paulo neto irá correr no Campeonato de Portugal de Ralis.

Das 7.000 peças, nem todas estão ainda nas instalações onde o carro está a ser montado, muitas delas já estão na coque do DS3, com destaque para as suspensões que já estão no sitio.

As portas foram totalmente despidas de todos os seus elementos interiores, ganhando-se no peso, acabando os atrasos na montagem a deverem-se a pequenos pormenores.

Por isso, continua a não ser possível ter uma previsão para estar concluído todo o processo de montagem do carro, mas o mesmo deverá conhecer agora uma dinâmica maior depois do período de férias terminar.

Fotos da montagem do Citroen DS3 R3T

aprestorrie10Foi apresentado o Rali Torrié 2011, ontem no Porto, aquela que será a prova de abertura do Campeonato de Portugal de Ralis e que terá como novidade a nova "Taça", que depois é extensível às restantes provas continentais (não internacionais).

A estrutura do rali não vai variar muito em relação à edição do ano transacto, voltando ao modelo de dois dias utilizado em 2009, com início no Sábado dia 26 de Fevereiro na Póvoa de Lanhoso, que culminará no final da etapa com a tradicional super-especial urbana da "Terra do Ouro" e no Domingo rumará mais a Norte, para Vieira do Minho, onde terminará ao início da tarde com mais uma classificativa bem dentro da localidade.

O Targa Clube propõe assim um rali com um percurso total de 267 quilómetros, sendo que 135 quilómetros serão disputados contra o cronómetro. A estrutura das restantes classificativas sofre pequenas alterações com a introdução de duas novas variantes ao percurso de anos anteriores, nomeadamente Sanguinhedo/Oliveira e Pinheiro/S.Pedro.

Os membros da Comissão organizadora usaram da palavra para comunicarem as suas expectativas quanto à edição vindoura, e no caso particular dos Presidentes de Câmara dos dois Concelhos anfitriães, para lançarem o habitual apelo ao público para que usufrua da oferta turística da região, nomeadamente ao nível da hotelaria e da excelente gastronomia da região que se pretende promover e incentivar, assumindo que apesar da actual conjuntura, a importância do evento para a promoção da região é inegável e que esperam manter o apoio para o futuro.

Já por parte da Torrié, "naming sponsor" do rali, foi revalidada a aposta no patrocínio ao desporto motorizado como ferramenta de comunicação que reforce os valores que pretendem ver associados à sua marca, tais como, a inovação, o sucesso e a competitividade, características indissociáveis dos desportos motorizados e que a conceituada marca de café pretende ver transpostos para si através dos ralis.

O clube do Porto vai assim para a 41ª prova com a sua chancela no escalão principal dos ralis nacionais no ano em que celebrará 44 anos de existência, sendo esta a 5ª edição sob a designação Rallye Torrié.

O Targa Clube colocou também hoje online uma página de Internet renovada, mas que fornecerá os conteúdos habituais ao serviço de praticantes e público em geral, e agora disponibilizando online, os boletins de inscrição e acreditação de Órgãos de Comunicação Social visando melhorar os seus processos administrativos e contribuir para a sustentabilidade poupando o tradicional suporte de papel (www.targaclube.com).

teodregbeja10A apresentação do Rali Torrié, que abordaremos mais tarde, acbou por ter uma novidade que não se prende com a prova em si mas sim com o própria Campeonato de Portugal de Portugal.

De facto, foi anunciado por Ângelo Pinto da Fonseca da FPAK a criação de uma "Taça Nacional de Ralis" (o nome ainda não está definido) que irá permitir que todos os carros que correm no Open (nomeadamente os VSH) possam pontuar nas provas do CPR e CPR2 (ficam de fora as provas internacionais).

Esta proposta foi apresentada por um grupo de trabalho - que incluía os seis clubes que organizam essas provas (mais um elemento do Gondomar Automóvel Sport) - à FPAK no final do mês de Dezembro, estando agora a entidade federativa a desenhar o regulamento final.

Assim, esta Taça consiste em que os VSH (e restasntes carros do Open) possam fazer na integra as provas do CPR, podendo até ganhar o ralis à geral, e simultaneamente pontuar para o regional caso estejam inscritos nele.

Trata-se de um esquema semelhante ao apresentado pelo Rali Casinos do Algarve em 2009 e 2010, com algumas variantes, mas que de momento a FPAK ainda não divulgou, podendo estar próximo da Taça de Ralis da Madeira.

Um dos elementos deste grupo de trabalho falou "da boa aceitação das propostas por parte da FPAK", mas outro elemento revelou algumas reservas face ao regulamento em si que irá ditar a versão final desta Taça.

No fundo esta "Taça" será uma espécie daquilo que deverá ser o CPR, aberto a todos os carros e se não houvessem provas internacionais.

RALIS ONLINE TV