faceralis

 

WEBINAR Prancheta-1-copia-6

Nacional

Edit

Amount of short articles:

Amount of articles links:

You can order sections with dragging on list bellow:

  • Nacional
Guardar
Cancelar
Reset

CPR

Fotos Rali de Castelo Br

Image - Fotos Rali de Castelo Br

RALI CASTELO BRANCO JULHO 2020 FOTOS RALISONLINE

Quinta, 9 Julho 2020 Comente

Eventos

Crónica do Dr. Calisto (

Image - Crónica do Dr. Calisto (

RALI DE CASTELO BRANCO O PRIMEIRO APÓS.... Que disparate.... recomenda-se distanciamento social...

Quinta, 9 Julho 2020 Comente

Open

Fotos Rali de Mortágua 2

Image - Fotos Rali de Mortágua 2

Fotos: Paulo Homem (Proíbida a reprodução de fotos sem indicação da fonte)Evento: Rali de Mortágua 2

Quarta, 2 Janeiro 2019 Comente

Nacional

JoaquimRodriguesArt Of Speed e União de Freguesias de Souselas e Botão proporcionaram uma manhã intensa de testes a cinco equipas que vão alinhar no Rali de Castelo Branco. No asfalto da estrada da Mata de S. Pedro, a norte de Coimbra, os pilotos aferiram o físico e as afinações.

Cumprir objectivos no asfalto, trabalhar muito dentro e fora da viatura de competição foram dois ingredientes que integraram o plano de treinos de cinco equipas tendo em vista os próximos compromissos desportivos. Joaquim Rodriges/Luís Oliveira (Ford Fiesta R2T), Isaac Portela/Miguel Susano (Citroën C2 R2 Maxi), Hélder Cordeiro/Bruno Pereira (Ford Escort MK2), Pedro Lopes Antunes (BMW E30) e Pedro Rocha Lopes (Ford Anglia) estiveram envolvidos numa sessão de testes.

Para garantir as condições perfeitas para esta acção, Art of Speed, – Oficina de Manutenção e Competição Automóvel, empresa instalada em Souselas, na zona norte de Coimbra delineou um traçado que, juntamente com a União de Freguesia de Souselas e Botão, permitiu desencadear um programa rigoroso e profícuo.

Na estrada que liga Botão à Mata de S. Pedro, foram inúmeras as vezes que as viaturas subiram e desceram para que fosse alcançados os exercícios específicos e delineados. Num trabalho minucioso dos militares da GNR e equipas Art of Speed, e com a cooperação exemplar da comunidade da Mata de S. Pedro – a espaços, a estrutura organizativa parava a sessão para que os residentes pudessem circular de um lado para o outro na máxima segurança – pilotos e navegadores foram doseando esforços e identificar alguns detalhes para tirar o melhor partido na condução.

Satisfação germinou ao nível colectivo

Neste impressionante plano de treinos, que implicou definir o de controlo das viaturas em pisos de asfalto, os pilotos saíram daquela região a norte da cidade de Coimbra bastante satisfeitos.

«Esta acção foi exemplarmente organizada que permitiu, não apenas sentir o pulsar da viatura, mas também melhorar a performance ao volante do Ford Fiesta R2T, muito fiável, um dos seus pontos fortes, assim como criar um ambiente produtivo no habitáculo com o navegador Luís Oliveira», frisou Joaquim Rodrigues, da Mealhada, que fará a sua estreia absoluta no Campeonato de Portugal de Ralis, em Castelo Branco.

Por seu turno, Isaac Portela, que faz equipa com Miguel Susano e já com vários anos de experiência nesta disciplina automóvel, referiu que a sessão «foi simplesmente espectacular a todos os níveis, bem organizado, num percurso fantástico, reunindo todos os ingredientes para retirar as ilações para melhorar substancialmente o Citroën C2 R2, viatura com evolução Maxi». «Tratando-se de uma viatura praticamente nova, era importante testá-la nestes moldes», acrescentou o piloto leiriense de Maceira, da REP Portela e DMS Competição.

Naquela que foi a primeira experiência deste género em modo de testes, Hélder Cordeiro, da HAC Motorsport, de Leiria, saiu da Mata de S. Pedro, da União de Souselas e Botão, bastante satisfeito: «Esta acção com a nova motorização do Ford Escort MK2 possibilitou tirar algumas conclusões e, ao mesmo tempo, evoluir. Foi extremamente importante voltar à estrada com a viatura de ralis, até porque o nosso próximo compromisso é em Castelo Branco. Sem margem para duvida que foi um excelente ensaio».

Habituado a conduzir viaturas da marca Porsche, o também leiriense Pedro Lopes Antunes evoluiu desta vez aos comandos de um BMW E30, com o qual vai estrear na prova da Escuderia Castelo Branco, admitindo que a sessão de testes «foi muito bom, até porque estávamos ansiosos de voltar a sentir a adrenalina e, para quem gosta de ralis, naturalmente que não iria desperdiçar esta oportunidade». «Vamos estrear esta viatura em Castelo Branco, pelo que é preciso entendê-lo, embora Porsche é Porsche», definiu o empresário do ramo automóvel, nomeadamente na PLA Peças e membro Glassdrive, em Leiria.

Já Pedro Rocha Lopes começou por agradecer à Art of Speed «por ter proporcionado um troço giro e guiável, com rectas e curvas encadeadas que nos permitiu testar para melhorar o comportamento do Ford Anglia». «Agradeço também à HAC Motorsport por permitir esta acção», confidenciou o piloto mais jovem proveniente de Leiria.

Souselas quer ser referência no desporto motorizado

Visivelmente satisfeito estava Rui Soares, presidente da União de Freguesias de Souselas e Botão, que possibilitou a sessão de testes: «Desde que me candidatei que assumi que um presidente de junta deve ser um gestor de ideias. Esta foi uma ideia da Art of Speed e cá estamos para aproveitar as ideias – e não para nos aproveitar delas –, mas tudo que seja para promover a freguesia estamos sempre disponíveis para participar. Nós já temos aqui provas do Campeonato Nacional de Enduro e, obviamente, que queremos também ser uma referência ao nível dos ralis. Temos condições para isso e não poderíamos ficar de braços cruzados».
Rui Soares confidenciou que, «brevemente, vamos assinar um protocolo entre Art of Speed, União de Freguesias de Souselas e Botão e Comissão de Compartes da Mata de S. Pedro para criar condições de excelência para testes de ralis em pisos de terra, com o intuito trazer mais pessoas ao nosso território».
Ainda segundo o presidente da União de Freguesias de Souselas e Botão, «esta acção de sucesso só foi possível ao contributo exemplar dos militares da GNR do Posto Territorial de Souselas sediado em Coimbra, bem como à compreensão da comunidade da Mata de S. Pedro, que muito agradecemos, até porque esta iniciativa foi preparada no espaço de dois dias».

José Regêncio recordado em dia de aniversário

Pilotos, navegadores e elementos da Art of Speed fizeram uma homenagem comovida ao recordar o José Regêncio. Falecido o ano passado quando exercia as funções de vice-presidente do Clube Automóvel do Centro, o malogrado dirigente faria mais um aniversário, no pretérito sábado, dia em que teve lugar a sessão de testes.

Crédito das Fotos: STÉPHANE ABRANTES

giltesTESTES GIL ANTUNES / DACIA SANDRO R4

MORTÁGUA

JUNHO 2020

FOTOS MONDEGO SPORT

testepauTESTES PAULCAR

POMBAL

JUNHO 2020

FOTOS MONDEGO SPORT

castelobrancoplacaO Rali de Castelo Branco marca a retoma da modalidade em Portugal depois do surgimento da pandemia, no início de maio. A prova, que passa a ser a segunda pontuável para o campeonato português, realiza-se entre os dias 3 e 5 de julho e vai para a estrada com um formato renovado para cumprir as novas directrizes.

O novo normal obrigou a Escuderia Castelo Branco a avançar com algumas alterações para colocar na estrada a edição de 2020 do Rali de Castelo Branco. A prova, que pontua para o Campeonato de Portugal de Ralis, para o de Clássicos, para o de Iniciados, para o de RGT, para o de R4-KIT, para o Campeonato Centro de Ralis, para o Desafio Kumho e para o Challenge R2&You, vai para a estrada na tarde de sábado, dia 4 de julho, e no domingo, dia 5 de julho. No total, realizam-se sete provas especiais de classificação que perfazem 99,69 quilómetros contra o cronómetro e um total de 256,17 quilómetros.

O parque de assistência volta a instalar-se em Castelo Branco mas não será acessível ao público. Aliás, a prova irá para a estrada mas sem contemplar zonas onde os espectadores poderão assistir à passagem dos carros. No primeiro dia de competição, os concorrentes vão competir a sudoeste da principal cidade da Beira Baixa, com a passagem, por duas vezes, no troço de Vilas Ruivas, e uma passagem em Foz do Cobrão. No domingo, os participantes rumam a noroeste de Castelo Branco. Aí, disputam Dáspera - Sesmo - Salgueiral e Sto. André das Tojeiras. Ambas as especiais são percorridas por duas vezes.

Ao contrário do que é habitual, e de acordo com as atuais medidas de contingência, não haverá lugar à tradicional e sempre espectacular super-especial em Castelo Branco.

Para o director de prova, Luís Dias, o desafio de concretizar a realização do Rali de Castelo Branco nestas condições é muito grande. "Tivemos de mudar uma série de procedimentos e criar condições mais restritivas para poder realizar a edição deste ano do Rali de Castelo Branco. Procurámos, juntamente com todas as entidades envolvidas, cumprir, de forma escrupulosa, os requisitos e acreditamos que, com o contributo de todos, vamos ter, certamente, um excelente e emocionante rali", explicou.

Rali de Castelo Branco amigo do ambiente

A Escuderia Castelo Branco mantém a sua aposta na componente ambiental sempre que organiza competições desportivas. O Rali de Castelo Branco não é excepção. A prová-lo está o facto de o elemento da Escuderia, Nelson Correia, ter sido o primeiro a receber a licença de Delegado Ambiental FPAK. A reciclagem, a sensibilização de participantes e elementos das diversas estruturas para a responsabilidade ecológica são algumas das iniciativas que a organização desenvolverá ao longo dos dias de competição.