faceralis

 

WEBINAR Prancheta-1-copia-6

Nacional

Edit

Amount of short articles:

Amount of articles links:

You can order sections with dragging on list bellow:

  • Nacional
Guardar
Cancelar
Reset

CPR

Fotos Rali de Castelo Br

Image - Fotos Rali de Castelo Br

RALI CASTELO BRANCO JULHO 2020 FOTOS RALISONLINE

Quinta, 9 Julho 2020 Comente

Eventos

Crónica do Dr. Calisto (

Image - Crónica do Dr. Calisto (

RALI DE CASTELO BRANCO O PRIMEIRO APÓS.... Que disparate.... recomenda-se distanciamento social...

Quinta, 9 Julho 2020 Comente

Open

Fotos Rali de Mortágua 2

Image - Fotos Rali de Mortágua 2

Fotos: Paulo Homem (Proíbida a reprodução de fotos sem indicação da fonte)Evento: Rali de Mortágua 2

Quarta, 2 Janeiro 2019 Comente

Nacional

nunesA pandemia do Covid-19 obrigou a que a caravana do Campeonato Portugal de Ralis tivesse uma paragem superior a 4 meses, isto após a realização do Rali Serras de Fafe em finais de Fevereiro, onde a dupla da Inside Motor, Daniel Nunes e Nuno Mota Ribeiro venceram a competição referente às 2 Rodas Motrizes, Challenge R2 & You e ainda foram os melhores na sua classe no European Rallye Trophy , aos comandos do endiabrado Peugeot 208 R2.

"Vamos reiniciar o campeonato ao ataque após esta paragem obrigatória. Esta é a nossa forma de estar neste desporto, sempre ao ataque. Era nossa vontade iniciar o Rali de Castelo Branco da mesma forma que iniciamos o Serras de Fafe, no entanto temos de nos concentrar em rodar o máximo de quilómetros em asfalto, pois é o tipo de piso onde já não corro há cerca de um ano", referiu o piloto.

"Queremos alcançar um bom resultado mas para isso temos que ser, mas só no final é que saberemos se o bom resultado vai connosco. Estamos na frente do campeonato e não queríamos deixar fugir essa posição mas estamos conscientes da realidade pois é muito tempo de paragem e o asfalto albicastrense pode ser traiçoeiro", conclui Daniel Nunes.

teoOs campeões nacionais em título estão prontos para o reinício do Campeonato de Portugal de Ralis, que terá lugar no Rali de Castelo Branco, nos dias 4 e 5 de julho. Ricardo Teodósio e José Teixeira regressam a um rali que venceram em 2018.

O asfalto de Castelo Branco vai marcar o regresso do principal campeonato de desporto motorizado em Portugal, no início de julho, com Ricardo Teodósio a não esconder a motivação para voltar a pilotar em competição o Skoda Fabia R5 Evo.

"Estamos todos com muita vontade de voltar a competir, foram meses de muita ansiedade e alguma frustração", referiu Ricardo Teodósio a propósito da paragem motivada pela pandemia mundial. "Vamos regressar ao campeonato numa prova onde normalmente somos muito competitivos, pois ganhámos o Rali de Castelo Branco em 2018 e voltámos a lutar pela vitória em 2019. Fizemos o nosso trabalho de casa na procura de um bom set-up para o Skoda Fabia R5 Evo e estou confiante. Mais do que nunca, é importante percebermos que é fundamental seguirmos todos, desde pilotos, equipas, espectadores e demais intervenientes, as recomendações da Escuderia Castelo Branco e da FPAK, para que tudo corra bem neste regresso", realçou o campeão nacional em título, que subiu ao pódio no arranque do campeonato, em Fafe e Felgueiras.

José Teixeira, por sua vez, recordou que "o rali deste ano deverá ser parecido com o do ano passado em termos de percurso, mas agora as circunstâncias são outras e temos todos de ter uma atitude cívica e responsável. Castelo Branco é um local com um significado especial para a nossa equipa, foi lá que ganhámos o nosso primeiro rali à geral no CPR e o objetivo este ano é voltar a discutir a vitória, sobretudo porque ainda estamos na expectativa quanto ao sistema de pontuação que vai vigorar até ao final da época", comentou o navegador algarvio.

208A situação de pandemia Covid-19 obrigou naturalmente a Peugeot Portugal e a Peugeot Espanha a restruturarem a Temporada nº. 3 da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA. A iniciativa que a Sports & You coloca no terreno reviu, assim, o seu calendário de 2020, que irá compor-se de quatro ralis, divididos por Portugal e Espanha, palcos onde o novo Peugeot 208 Rally 4 fará a sua estreia competitiva.

Nesta época de defeso mais alargada, a organização da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA tem registado uma adesão significativa de equipas, o que sublinha a excelência desta fórmula de sucesso e plataforma de lançamento de carreiras nos ralis. O primeiro encontro de 2020 será no final de agosto, dando início à luta pelo aliciante prémio final, um programa oficial em 2021, em Portugal ou Espanha, aos comandos de uma unidade da categoria 'R5'.

Seguindo atentamente a evolução da situação sanitária, a Peugeot Portugal, a Peugeot Espanha e a Sports & You deram continuidade aos preparativos para colocar na estrada, logo que fosse possível, a Temporada 3 da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA. Entretanto e na sequência das autorizações publicadas pelas Federações dos dois países, da retoma gradual das competições automobilísticas, a 3ª. época da copa organizada pela Peugeot Portugal e pela Peugeot Espanha arranca no final de agosto, tendo como primeiro evento o Rali do Alto Tâmega.

Segundo Helena Botelho, Diretora da Peugeot para Portugal e Espanha, "É com natural satisfação que saudamos o regresso dos eventos desportivos e das provas de estrada, tendo todos os agentes envolvidos a necessária consciência das condicionantes deste regresso e do respeito dos protocolos para a proteção da saúde pública. Tal permite-nos iniciar, no final de agosto, a PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2020.

Tivemos que reconfigurar o trabalho que tínhamos feito de preparação desta copa, nomeadamente para o Vodafone Rally de Portugal, prova do WRC onde íamos fazer a estreia mundial do Peugeot 208 Rally 4, mas agora, se todos respeitarem as medidas que têm que ser implementadas, podemos olhar, de novo, para uma renovada temporada de ralis de 2020 e para a estreia deste promissor 208 Rally 4, que sucede ao 208 R2, modelo que se utilizou nas duas primeiras épocas da nossa copa ibérica".

Neste capítulo e entre as novidades destaca-se o calendário que encolheu a sua estrutura habitual de seis eventos: "Iremos ter quatro ralis e, dadas as disponibilidades de eventos, a copa disputar-se-á exclusivamente em pisos de asfalto, contra o habitual equilíbrio com eventos em troços em terra." afirma José Pedro Fontes, responsável da Sports & You. "Iniciaremos a época no Alto Tâmega, rumando depois às Astúrias, regressando ao nosso país na Marinha Grande e terminando a presente época na Catalunha".

CALENDÁRIO DA PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2020

28 a 30 agosto Rali do Alto Tâmega - Asfalto

10 a 12 setembro Rally Princesa de Asturias – Ciudad de Oviedo - Asfalto

9 a 10 outubro Rallye Vidreiro Centro De Portugal Marinha Grande - Asfalto

24 a 25 outubro RACC Catalunya/Rally de España - Asfalto

 

MAIS DE 20 PEUGEOT 208 RALLY 4 DESTINADOS À PENÍNSULA IBÉRICA

Fruto do sucesso das duas temporadas iniciais da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA e mantendo-se o desejo de fazer eclodir os futuros talentos da disciplina, proporcionando-lhes as melhores armas para o efeito, a Peugeot Sport havia atribuído a Portugal e Espanha as primeiras 20 unidades do novo 208 Rally 4, para utilização na Temporada de 2020.

"É, de facto, um enorme reconhecimento da qualidade e do potencial desta nossa iniciativa ibérica o facto da Peugeot Sport ter-nos disponibilizado as primeiras unidades da sua mais recente viatura de ralis, destinada a todos os que pretendam evoluir as suas capacidades ao volante de uma viatura que representa um salto significativo face ao anterior 208 R2, quer em termos de prestações, quer nos custos associados", acrescentou Fontes.

"No primeiro caso, como se demonstrou nos diversos testes de desenvolvimento entretanto realizados, entre os quais um em Celorico de Basto no final do ano passado, vários pilotos e convidados ficaram positivamente surpreendidos com o potencial de um modelo que, adicionalmente, apresenta custos de exploração bastante mais atrativos, em termos de preparação e de manutenção, numa clara vantagem em termos de budget necessário à participação na copa e à luta pelos títulos".

A pouco mais de dois meses do arranque da competição, "iremos entregar até ao final de julho 11 unidades do 208 Rally 4 e os restantes na primeira quinzena de agosto", acrescentou José Pedro Fontes.

Para além da distribuição dos prémios por prova e por diversas categorias, a PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2020 prevê um prémio final que se traduzirá num programa oficial para 2021, no Campeonato de Portugal de Ralis ou no Supercampeonato de Espanha de Ralis, aos comandos de um R5, viatura de competição do Groupe PSA Motorsport.

"Para concluir, gostaria também de expressar um agradecimento muito especial a todas as entidades envolvidas nesta competição, nomeadamente os nossos patrocinadores e demais apoiantes, que se mantiveram connosco ao longo deste período muito difícil e exigente, permitindo que, neste momento, estejamos a preparar o regresso à estrada", concluiu José Pedro Fontes.

Informações adicionais serão prestadas atempadamente, aquando da publicação da regulamentação desportiva e técnica da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2020, podendo outras ser obtidas junto da Sports & You, pelo telefone 224160161 ou pelo email Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar .

 

brunotestesTESTES HYUNDAI

VIEIRA DO MINHO

JUNHO 2020

FOTOS MONDEGO SPORT

 

armindTrês meses passados após o Rali Serras de Fafe, e numa altura em que já há luz verde para o reinício do Campeonato de Portugal de Ralis, Armindo Araújo, Luís Ramalho e toda a estrutura da The Racing Factory, realizaram dois dias de testes com vista à preparação do Rali de Castelo Branco.

Naquela que foi a primeira experiência com o Skoda Fabia R5 Evo em pisos de asfalto, o piloto de Santo Tirso terminou, os quase duzentos quilómetros, muito satisfeito com o trabalho realizado. “Foi a primeira vez que conduzi o Skoda Fabia em asfalto e as sensações que tive, desde o início, foram as mesmas de quando o guiei nos primeiros testes em terra. O carro é muito equilibrado e a adaptação é muito rápida. A minha equipa preparou-me uma excelente afinação de base e a partir daí foi só adaptar alguns pontos ao meu estilo de condução. Na quinta feira estivemos em Vieira do Minho, na sexta no Viso e consegui, em dois troços bem distintos, sentir-me com um bom ritmo”, começou por dizer Armindo Araújo.

Com o reinício das hostilidades marcado para dentro de quinze dias em Castelo Branco, as expectativas e ansiedade pelo regresso são evidentemente grandes. “Penso que queremos todos que chegue o mais rápido possível o dia para voltarmos a competir. Certamente que os meus adversários estarão tão motivados como nós, mas vamos para esta prova com o claro objetivo de sermos mais rápidos que eles. Vencemos este rali em 2019 e esperamos repetir o resultado este ano”, afirmou ainda.

Com uma paragem longa e as alterações forçadas no calendário de 2020, o Team Armindo Araújo/The Racing Factory está já a reestruturar todo o planeamento delineado no início da temporada e uma das grandes novidades é a presença, no mês de julho, na prova de abertura do Campeonato Regional de Ralis da Madeira. “As mudanças originadas pelo difícil e preocupante momento que atravessamos, obrigou-nos a repensar o projeto deste ano e encontrarmos as melhores soluções para nos apresentarmos na máxima força em todas as provas que vamos disputar. Assim, aproveitamos a oportunidade de podermos estar presentes no Rali da Calheta com o objetivo de prepararmos o Rali Vinho Madeira”, concluiu o líder do CPR 2020.