faceralis

 

apoiaro

Eventos

moncaologo10Mesmo não tendo ainda divulgado os calendários do Campeonato de Portugal de Ralis e do Open de Ralis para 2011, a FPAK deu já a conhecer as novidades!!!

Assim, no Campeonato de Portugal de Ralis já se sabia que tudo iria ficar na mesmo, até porque nenhum clube que organiza provas no Open pediu "inspecção adicional" para se poder candidatar a uma subida ao Nacional.

Já no Open a única novidade é a descida do Rali Terras de Basto ao regional, tendo subido ao Open o Rali de Monção, organizado pelo Clube Aventura do Minho, que passará a ser disputado em pisos de terra e não de asfalto.

amrincambi10A temporada de 2010 terminou oficialmente para Armindo Araújo e Miguel Ramalho com a conquista do segundo título consecutivo no Campeonato do Mundo de Ralis Produção.

Pela primeira vez, Portugal tem uma dupla Bicampeã do Mundo de ralis, facto que não pode deixar de ser obviamente motivo de enorme comemoração.

Tal como aconteceu no ano passado, um grupo de amigos decidiu organizar um jantar comemorativo, desta feita pela conquista do Bicampeonato do PWRC. Armindo Araújo e Miguel Ramalho serão as figuras da iniciativa, agendada para o dia 11 de Dezembro, às 21h00m no Restaurante/discoteca Pedra do Couto em Santo Tirso, onde até Playseat´s com o Jogo WRC 2010 poderão experimentar além de muitas mais surpresas.

Dada a limitação de lugares, ao jantar poderão apenas marcar presença cerca de 200 pessoas, mas a festa continuará noite dentro na discoteca e bar do empreendimento. O preço para o jantar, com acesso directo à discoteca é de 20 euros por pessoa.

As inscrições/informações podem ser feitas/obtidas junto de Miguel Rodrigues - 937040470 e/ou Pedro Queirós - 916648275.

Todas as reservas terão que ser efectuadas no máximo até dia 29/11/2010, com pagamento antecipado.

 

trofiustanosO Ralis Online dá-lhe em primeira mão todas asnovidades desta competição "Low-cost", numa entrevista a Rui Xavier da ReivaxSport, entidade organziadora do Troféu "Fiat(e) em Nós e Acelera.

Qual o balanço do Troféu de 2010?
Muito Positivo! Uma série de contratempos impediram-nos de apresentar no timing pretendido o Troféu, chegando mesmo a ser questionada a credibilidade da competição e do promotor mas mesmo tarde, contando com a preciosa ajuda dos nossos parceiros – Reivax,Baquelite Liz, Beta, Nortenha, Qf JC Suspensões e a Berci, o mesmo materializou-se contando com a participação de 17 equipas repartidas pelas três competições, o Troféu, Reivax Cup e a Taça Reivax que levou os fiáveis Unos à reedição da mítica Rampa da Falperra, cumprindo todos os objectivos traçados fazendo vingar a ideia de uma competição "Low Cost" nos ralis de asfalto, em Portugal.

Em traços gerais quais serão as principais novidades na edição 2011?
No campo desportivo, haverá apenas uma competição – Troféu "Fiat(e) em Nós e Acelera 2011, composta por oito ralis e uma rampa mantendo o regulamento anterior. Na parte técnica haverá alterações ao nível de suspensão e pneus, sempre tendo em linha de conta a contenção de custos mas com melhorias significativas em termos de performances.

Acreditamos que a fórmula é de sucesso portanto as grandes diferenças prendem-se com a variadíssima oferta deserviços que a Reivax-Sport disponibilizará, desde o fornecimento de vestuáriode competição personalizado, seguros de danos próprios prova a prova, viatura de fornecimento de peças para o Fiat Uno, tenda social com serviço de catering, entre outros, por forma a potenciar o convívio entre equipas dando o máximo retorno publicitário.

Quantos e quais serão os ralis que farão parte do programa? Haverá provas em terra?
Oito ralis e uma rampa. À semelhança do que aconteceu na primeira edição do Troféu, as primeiras provasserão as do Open de ralis, em asfalto – (Rali Montelongo, Barcelos, Rota doMedronho, Vidreiro, Cerveira, seguindo-se depois inserido no regional RaliSanto Tirso, Monção, Capital do Móvel, e a Rampa da Falperra. Destas contarão os seis melhores resultados.

Não, não haverá provas em pisos de terra. Apesar de já termos desenvolvido um kit para o efeito, este obrigaria a um maior investimento, que vai contra o espírito do Troféu que é de promover as corridas mais baratas em Portugal.

Quais são os prémios para 2011?
Na primeira edição do troféu,investimos muito forte neste campo, vejamos, para seis provas a inscrição erade 300€ (trezentos euros) com prémios de participação monetários de 100€ (cemeuros) por prova, devolvendo a taxa de inscrição (300€) a todos os pilotos que participassem nas seis provas que constituíam o Troféu, atribuindo taças a todos os participantes nas provas e como prémio final, 1.000€ (mil euros) para o primeiro classificado, 750€ para o segundo classificado e 500€ para o terceiro. Cumprimos!

Para este ano a Reivax-Sport oferece um série de pack's de inscrição, sendo o base no valor de 600€(seiscentos euros), mantemos o prémio monetário de participação no valor de100€ por prova, respectivos troféus para todas as equipas e ainda prémios em géneros. Os prémios finais passarão a ser de 1.250€ para o primeiro classificado, 1.000€ para o segundo e 750€ para o terceiro, sem esquecer um prémio de 500€ para a melhor concorrente feminina.

O modelo de carro a utilizar irá sofrer algumas evoluções técnicas?
Sim, a nível de suspensões e de pneus. O carro mostrou ser competitivo e muito fiável, em equipa que ganha, não se mexe! As alterações na suspensão e pneus trará um incremento de performance, mantendo os mesmos custos.

Desportivamente existirão novidades regulamentares?
Não, apenas o adequar o número de provas ao regulamento e o apuramento da classificação final do troféu através da soma dos seis melhores resultados, favorecendo assim a rapidez em prol da regularidade.

O que esperas em termos de adesão a esta competição, face aquela que teve em 2010?
Lembro que em 2010, repartidos pelas três competições por nós promovidas, contamos 17 equipas. Para 2011, o objectivo não é ultrapassar este número mas sim fazer com que a participação das mesmas seja mais regular e não tão esporadicamente. Para isso, estamos cientes que temos o trabalho de casa feito, oferecendo este ano mais e melhores serviços e, um timing de apresentação normal, coisa que não houve oportunidade na edição deste ano, proporcionando às equipas um maior tempo de preparação da época.

Contudo, actualmente temos já seis equipas confirmadas e já fornecemos material a mais três para a construção de novos carros. Promete!

Qual o período de inscrição e os valores de inscrição nesta competição?
Durante a próxima semana a Reivax-Sport promoverá a apresentação oficial do Troféu de 2011, admitindo desde esse momento a formalização das inscrições.

Quanto ao valor da inscrição, estarão à disposição das equipas vários pack's de participação. O base será de 600€(seiscentos euros) e o pack mais completo, que inclui seguro de danos próprios em todas as provas e fatos de competição personalizados é de 5.200€ (cinco mile duzentos euros).

Falas-te de vários serviços que irás fornecer nesta competição. Queres adiantar alguns?
Sim, tendo em consideração o momento económico crítico que passamos, entendemos proporcionar às equipas a possibilidade de minimizar o investimento inicial, possibilitando às mesmas alugar alguns componentes obrigatórios e necessários prova a prova que reverterão a seu favor no final da temporada. Esta oferta vai desde os amortecedores, molas, protecções de cárter, fatos, capacetes, centralinas decapacetes, bacquet´s, até viaturas.

Para mais informações sobre oTroféu "Fiat(e) em Nós e Acelera 2011, contacte:

www.reivax-sport.com
Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

916 356 980 (Rui Xavier)
917 570 379 (Marcos Teixeira)

rtlogo10Previsto inicialmente para o final do mês de Novembro, a 1ª Edição do Rally Talent sofreu uma alteração na sua data de realização.

Assim, a nova data para a realização do Rally Talent é de 7 a 9 de Janeiro, mantendo-se a Pista de Sever do Vouga como o local de realização das eliminatórias.

Tendo em conta a nova também o prazo limite para as inscrições dos candidatos ao Rally Talent foi alargado, permitindo que mais jovens candidatos a pilotos possam participar nesta iniciativa organizada pela Exporacing.

Desse modo o prazo limite para os candidatos se inscreverem é o dia 20 de Dezembro, que assim se podem juntar aos já quase 40 candidatos efectivos que já formalizaram a sua inscrição.

"Não tivemos muito tempo para anunciar e divulgar o Rally Talent como pretendíamos e, como tal, o número de inscritos não era o ideal", refere José Costa, da Exporacing, explicando que "temos agora um mês para trabalhar melhor a divulgação do Rally Talent, tentando potenciar também as quase duas centenas de pedidos que informação que tivemos".

O Rally Talent é uma iniciativa da Exporacing, que visa encontrar dois jovens valores para os ralis nacionais, com idade até 25 anos e que nunca tenham tido uma licença desportiva como condutor nos ralis.

Esses dois pilotos irão utilizar um Peugeot 206 GTi de Troféu, em quatro provas (duas de asfalto e duas de terra), permitindo dessa forma que os pilotos possam evoluir a sua condução de prova para prova, ao lado de um experiente navegador.

Refira-se que o Boletim de Inscrição e o Regulamento do "Rally Talent" pode ser pedido em Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar ou pelo telefone 937 031 657.

brevarlag5Ricardo Moura não teve no Rali Casinos do Algarve a sorte que esteve sempre com ele esta temporada. O Campeão Nacional de Produção em 2010, acabou por ter dois furos praticamente seguidos, que impediram o piloto de chegar ao fim. Aliás, esta foi a única prova da época em que Ricardo Moura não somou pontos. "Era impensável sofrer dois furos praticamente seguidos. Uma situação que também viria a afectar o Vítor Pascoal e o Barros Leite. Foi uma pena, pois na altura estávamos muito bem classificados em termos gerais, e confortáveis no comando do Agrupamento de Produção. De qualquer forma, os nossos objectivos foram totalmente alcançados em 2010, e os Açores foram condignamente representados em todas as provas do Campeonato de Portugal de Ralis", concluiu Ricardo Moura.

Adruzilo Lopes terminou a temporada com um pódio à geral, confirmando o seu título no CPR2. "De manhã fiquei apreensivo devido à chuva. Em conjunto com a ARC Sport definimos as afinações para fazer frente às condições atmosféricas, um trabalho que se revelou como uma aposta totalmente certa. De manhã as especiais estavam muito escorregadias e não foi fácil andar rápido, e ao mesmo tempo manter o carro na estrada. Os nossos objectivos voltaram a ser alcançados, apesar de estar tudo decidido em termos de campeonato. Penso que o nosso título foi absolutamente justo", referiu o piloto, acrescentando: "Lamento que o Francisco Barros Leite abandone a sua excelente carreira, esperando que seja uma decisão temporária, pois é um excelente piloto e o campeonato precisa de valores como ele. Em relação ao futuro, existem alguns projectos, mas de momento não tenho nada definido. Vamos aguardar com calma. Mais uma vez quero felicitar a ARC Sport pela sua competência e elevado grau de profissionalismo".

Na segunda vez que esteve no Algarve esta temporada para disputar ralis, João Silva deu um ar da sua graça e mostrou-se muito competitivo,assegurando o 4º lugar absoluto e o 2º entre os carros de duas rodas motrizes. "Correu melhor do que esperava, embora tivesse apontado para terminar entre os três melhores 2L/2RM. Perdemos algum tempo nos troços da manhã, devido à minha falta de experiência neste tipo de pisos. Depois, nas segundas passagens acabou por ser excelente, tendo mesmo obtido alguns segundos lugares. Acho que acabámos em beleza a época de 2010, que também foi brilhante. Para o próximo ano, ainda está tudo em aberto", afirmou João Silva.

Para Paulo Neto / Daniel Amaral chegar ao final do Rali Casinos do Algarve já pode ser considerado uma grande vitória, atendendo às dificuldades que tiveram que enfrentar no decorrer do fim-de-semana. "É certo que conseguimos terminar um rali tão difícil e complicado, que nos permitiu enfrentar novas situações e ganhar mais experiência na condução em pisos tão escorregadios como aqueles que encontramos neste prova" afirma Paulo Neto não esquecendo que "mesmo antes do rali começar tivemos um problema com o alternador, que foi resolvido a tempo de podermos estar na partida para esta prova. Contudo, os problemas voltaram nas três últimas especiais que foram feitas com mais cuidado devido ao facto de termos o apoio da caixa de velocidade partido, mas também devido a um furo na segunda passagem pela Fóia". Encerrada a temporada de 2010, Paulo Neto diz que "foi positiva. Penso que conseguimos evoluir, e no final da temporada já estávamos mais consistentes, o que nos permitiu terminar provas, mas falta-nos aliar essa consistência à rapidez. Vamos trabalhar para em 2011 podermos recolher alguns frutos da experiência de 2010, sem esquecer a imensa componente promocional onde a equipa se destacou claramente nesta temporada".