faceralis

 

posvendaclick

Eventos

trofeuportugaQual o piloto de ralis que não sonha em conduzir um modelo R5 de última geração, batendo-se de armas iguais com os seus ídolos? Em resposta a essa questão, a Peugeot Portugal e a Peugeot Espanha acabam de definir o Prémio Final da edição 2018 da Peugeot Rally Cup Ibérica, iniciativa que conta com o suporte logístico da Sports & You: realizar, no próximo ano, um rali ao volante de um R5.

Estão já definidas as linhas mestras da primeira edição da Peugeot Rally Cup Ibérica, iniciativa da responsabilidade conjunta das filiais Peugeot portuguesa e espanhola.

Depois de em fevereiro se ter anunciado as jornadas a disputar em solo luso e por terras de Espanha, integrando as respetivas provas que fazem parte do Campeonato do Mundo de Ralis (WRC) 2018 – as 1.as etapas do Vodafone Rali de Portugal e do Rali da Catalunha/Espanha - e o pacote de prémios por prova, chegou a hora de revelar o Prémio Final e também os principais parceiros da iniciativa.

Neste último capítulo, a Peugeot Rally Cup Ibérica irá contar com dois parceiros técnicos de peso – Pirelli e Total – que, em conjunto, garantem um importante suporte tecnológico das respetivas estruturas envolvidas, complementado com o trabalho da Sports & You, parceiro técnico e logístico da iniciativa.

Quanto à segunda novidade, referente ao Prémio Final a atribuir no cômputo das pontuações obtidas nos 6 ralis, em terra e asfalto, divididos por Portugal e Espanha, o vencedor da Peugeot Rally Cup Ibérica irá garantir o acesso ao volante de um modelo da categoria R5 num rali de 2019. Será selecionado, para o efeito, um dos ralis que se realizam na Península Ibérica.

Recorde-se o alinhamento desta temporada da Peugeot Rally Cup Ibérica, que os pilotos candidatos ao título de 2018 irão disputar aos comandos de um Peugeot 208 R2:

Vodafone Rali de Portugal (1ª Etapa, 17 a 20 de maio)
Rali de Castelo Branco (30 de junho e 1 de julho)
Rallye de Ferrol (20 e 21 de Julho)
Rallye Princesa das Astúrias (14 e 15 de setembro)
Rali da Catalunha/Espanha (1ª Etapa, 25 e 28 de outubro)
Rali Casinos do Algarve (17 e 18 de novembro).

 

easterFotos: Marc Hilger (Proíbida a reprodução de fotos sem indicação da fonte)
Evento: Easter Rallye Zerf 2018
Data: Março 2018
Site: www.ralisonline.net

 

bouclesFotos: Marc Hilger (Proíbida a reprodução de fotos sem indicação da fonte)
Evento: Legend Boucles de Bastogne 2018
Data: Fevereiro 2017
Site: www.ralisonline.net

 

eveigaEduardo Veiga e o navegador Justino Reis voltaram a ser convidados pela organização do SoloEscort para participarem no popular evento espanhol, realizado no próximo sábado (3 de março) na região das Astúrias e unicamente destinado aos Ford Escort de tração traseira (Mk1 e Mk2). Dupla portuguesa vai participar na festa e preparar o arranque da época com o espetacular Escort RS Mk2.

A espetacularidade visual e sonora do Ford Escort RS de Eduardo Veiga já é bem conhecida nos dois lados da fronteira. O piloto de Águeda, navegado por Justino Reis, não só se converteu num fenómeno de popularidade nos ralis nacionais como também faz furor em Espanha, nomeadamente no SoloEscort, um rali sprint realizado em Cornellana, uma pequena vila no concelho de Salas (Astúrias) e que este ano atraiu pilotos de Espanha, Portugal, Bélgica e Inglaterra.

"É uma verdadeira festa dos ralis e dos Ford Escort", refere Eduardo Veiga. "Esta será a nossa quarta participação no SoloEscort e somos sempre muito acarinhados neste evento. Há sempre muito público no troço da prova, que é percorrido por três vezes de manhã num sentido, e depois mais três vezes à tarde no sentido inverso. Para nós o objetivo é terminar o rali, voltar a tomar pulso ao carro e preparar o arranque da nossa temporada, que acontecerá a 24 e 25 de março em Ourém", afirmou o piloto que será um dos principais motivos de interesse do Campeonato Centro de Ralis em 2018.

A 10.ª edição do SoloEscort começa a partir das 09h00 (hora de Portugal) de sábado e toda a informação pode ser obtida através do website www.solo-escort.es.

pedrokitA convite da Oreca, preparador francês que detém o direito de fornecer os novos Kits R4 de ralis da FIA deu continuidade, Pedro Almeida esteve ao volante da viatura utilizada no Rally du Var em França, com vista aos derradeiros testes de desenvolvimento do Kit R4.

O jovem piloto de Famalicão teve a oportunidade de desvendar as potencialidades e mais valia dos componentes que compõe este R4. Um novo segmento de viaturas para os ralis, posicionando-se abaixo dos R5, mas significativamente acima dos R3. Dentro de alguns dias, o kit será inspecionado para aprovação pela FIA e poderá então ser entregue às primeiras equipes interessadas nesta categoria.

Após algumas passagens na "baquet" habitualmente reservada aos navegadores, Pedro Almeida teve oportunidade de conduzir o "preparado" Toyota com as performances R4: "É um carro muito bem concedido que perdoa facilmente os erros que cometemos, graças às afinações do chassi e restantes componentes. É como conduzir um karting! Tem uma enorme agilidade, muita facilidade em encontrar tração mesmo nas condições mais adversas, sendo previsível na condução e dando muita segurança. O motor é potente com um binário agradável, permitindo tirar largo prazer de condução e competitividade, face aos carros mais evoluídos, mas progressivo; a caixa está muito bem escalonada; a suspensão brilhou, apresentando já uma grande evolução e com um comportamento bastante agradável face ao piso irregular em que foi feito o teste, e permitindo disfrutar de uma condução divertida", salientou o mais recente vencedor do Rali de Famalicão.

O teste em piso de asfalto, foi muito curto, não permitindo naturalmente a melhor adaptação, sendo, no entanto, "muito reconfortante para um jovem como eu, pensar que este pode ser o futuro, com muitos argumentos para seduzir jovens pilotos com ambições", salientou Pedro Almeida, que esta ano já teve a oportunidade de conduzir em competição o Clio R3 e o Skoda S2000, justificando por isso as mais valias deste R4: "De fácil adaptação, comparado com os carros que utilizei no Trofeu Pirelli no campeonato Galego e, mais recentemente o Skoda no Rali de Famalicão e de Águeda. Em termos comparativos com o R3 e o S2000, o jovem piloto da equipa NHSport não hesita em colocar o R4 num patamar elevado: "O R4 apresenta aspetos similares ao S2000 sendo as grandes diferenças o facto de ser um carro turbo, não transmitindo muito a noção da velocidade tão acentuada quanto o Skoda. Para um mero espetador, na passagem de ambos, a não ser que seja conhecedor de facto, não denota diferenças".

RALIS ONLINE TV

RALIS ONLINE TV 2