facebook

fabrica

Eventos

pedrokitA convite da Oreca, preparador francês que detém o direito de fornecer os novos Kits R4 de ralis da FIA deu continuidade, Pedro Almeida esteve ao volante da viatura utilizada no Rally du Var em França, com vista aos derradeiros testes de desenvolvimento do Kit R4.

O jovem piloto de Famalicão teve a oportunidade de desvendar as potencialidades e mais valia dos componentes que compõe este R4. Um novo segmento de viaturas para os ralis, posicionando-se abaixo dos R5, mas significativamente acima dos R3. Dentro de alguns dias, o kit será inspecionado para aprovação pela FIA e poderá então ser entregue às primeiras equipes interessadas nesta categoria.

Após algumas passagens na "baquet" habitualmente reservada aos navegadores, Pedro Almeida teve oportunidade de conduzir o "preparado" Toyota com as performances R4: "É um carro muito bem concedido que perdoa facilmente os erros que cometemos, graças às afinações do chassi e restantes componentes. É como conduzir um karting! Tem uma enorme agilidade, muita facilidade em encontrar tração mesmo nas condições mais adversas, sendo previsível na condução e dando muita segurança. O motor é potente com um binário agradável, permitindo tirar largo prazer de condução e competitividade, face aos carros mais evoluídos, mas progressivo; a caixa está muito bem escalonada; a suspensão brilhou, apresentando já uma grande evolução e com um comportamento bastante agradável face ao piso irregular em que foi feito o teste, e permitindo disfrutar de uma condução divertida", salientou o mais recente vencedor do Rali de Famalicão.

O teste em piso de asfalto, foi muito curto, não permitindo naturalmente a melhor adaptação, sendo, no entanto, "muito reconfortante para um jovem como eu, pensar que este pode ser o futuro, com muitos argumentos para seduzir jovens pilotos com ambições", salientou Pedro Almeida, que esta ano já teve a oportunidade de conduzir em competição o Clio R3 e o Skoda S2000, justificando por isso as mais valias deste R4: "De fácil adaptação, comparado com os carros que utilizei no Trofeu Pirelli no campeonato Galego e, mais recentemente o Skoda no Rali de Famalicão e de Águeda. Em termos comparativos com o R3 e o S2000, o jovem piloto da equipa NHSport não hesita em colocar o R4 num patamar elevado: "O R4 apresenta aspetos similares ao S2000 sendo as grandes diferenças o facto de ser um carro turbo, não transmitindo muito a noção da velocidade tão acentuada quanto o Skoda. Para um mero espetador, na passagem de ambos, a não ser que seja conhecedor de facto, não denota diferenças".

slalomFotos: Ralis Online (Proíbida a reprodução de fotos sem indicação da fonte)
Evento: Slalom Estoril Classic 2017
Data: Outubro 2017
Site: www.ralisonline.net

 

hsttuiFotos: Rui Fonseca (Proíbida a reprodução de fotos sem indicação da fonte)
Evento: Rali de Portugal Histórico 2017
Data: Outubro 2017
Site: www.ralisonline.net

 

IMG 1587Fotos: Rui Fonseca (Proíbida a reprodução de fotos sem indicação da fonte)
Evento: Rali de Portugal Histórico 2017
Data: Outubro 2017
Site: www.ralisonline.net

 

hyundaiA procura da Hyundai Motorsport pela futura estrela mundial de ralis prosseguiu enquanto os oito jovens pilotos foram colocados à prova, no início desta semana, ao volante do i20 R5 tanto em terra como no asfalto.

Os candidatos que participaram no teste foram Emil Bergkvist, Gus Greensmith, Jari Huttunen, Karl Kruuda, Pepe López, Pierre-Louis Loubet, René Mandei e Kalle Rovanperã, todos europeus com menos de 25 anos.

Esta foi a segunda etapa do processo de seleção, antes de ser anunciado o piloto que irá juntar-se ao Programa de Desenvolvimento de Pilotos da Hyundai Motorsport (HMDP), na temporada de 2018.

O grupo de pilotos convidado para o teste foi selecionado a partir de 15 candidatos que já tinham visitado a sede da equipa em Alzenau, na Alemanha. A escolha baseou-se na performance individual de cada piloto nas entrevistas, onde foram avaliadas tanto as suas capacidades de comunicação como o conhecimento técnico.

Durante três dias, na localidade francesa de Mazamet, cada piloto, acompanhado pelo seu próprio navegador, conduziu um i20 R5 de nova geração, tanto no asfalto como na terra em condições escorregadias. Todo este tempo permitiu-lhes aprender mais aspetos a respeito do carro, e ainda começar a discutir mudanças nas suas configurações para as diferentes etapas. Estiveram no local membros da direção da Hyundai Motorsport não só para avaliarem a performance de cada equipa em diferentes superfícies, mas também analisar o seu trabalho com os engenheiros que preparavam o carro.

Será tomada nas próximas semanas, a decisão que irá definir qual será o piloto selecionado para representar a Hyundai Motorsport na temporada de 2018 do WRC2 ao volante da Nova Geração i20 R5.

O Diretor de Equipa da Hyundai Motorsport, Alain Penasse, referiu: "A performance de cada um dos oito pilotos ao longo dos três dias foi muito boa. Esta semana deu-nos a possibilidade de comprovar as capacidades, que cada piloto tinha mencionado nas entrevistas, a serem colocadas em ação ao conduzirem o carro e trabalharem com a equipa de uma forma semelhante ao que ocorre num teste normal. Embora cada dupla tenha estado nas etapas apenas por um curto período de tempo conseguimos obter uma boa impressão das suas abordagens e performances. Qualquer um dos pilotos presentes no teste representaria muito bem a Hyundai Motorsport no WRC2. Eu e os outros membros do júri teremos agora que tomar uma decisão difícil."