constalica copy

desafio270

Açores

 

rego(POR RICARDO NASCIMENTO)
 

O 36º Rallye de Santa Maria foi palco de uma grande luta pela vitória, com os três pilotos apoiados pela tabaqueiras a competirem ao mesmo ritmo em troços disputados ao segundo. No entanto, nem todos chegariam ao fim e acabou por haver novo vencedor entre os R5.

Depois da boa prestação do ano anterior em Santa Maria, havia alguma espetativa do que Luis Rego Jr. poderia fazer na presente edição. Com um bom trabalho de preparação, Rego liderou o rally da primeira à ultima especial, vencendo pela primeira vez em Santa Maria e com o seu Fiesta R5, num rally em que lutou e se defendeu até ao final.

Ricardo moura terminou o primeiro curto dia com 0,5s de atraso, mas o motor calou-se numa travagem no inicio da manhã de hoje onde perdeu cerca de 10 segundos. À entrada para a derradeira secção, os dois pilotos estavam separados por 10,7s com Rego a dilatar a vantagem para 11,1s e nos dois últimos e maiores troços, Moura conseguiu ser muito rápido e recuperar 10,5s mas perdeu o rally por apenas 0,6s.

Rúben Rodrigues venceu duas especiais durante a manhã, pressionando Luis Rego na primeira posição com uma vantagem de apenas 1,5s. No entanto, o piloto do Citroën acabou por bater e ceder a segunda posição a Moura.

Vitor Pascoal e Daniel Nunes também estiveram envolvidos numa boa luta durante a maior parte do rally, mas Pascoal conseguiu impor-se com o potente Porsche nas derradeiras especiais, conseguindo manter a terceira posição e bater Nunes por 34,5s no Peugeot 208 R2.

Hugo Mesquita regressou ao volante do Mitsubishi, sendo o único à partida com um carro de Grupo N4. O piloto de São Miguel teve uma boa luta com o continental Eduardo Veiga, mas o Escort MK2 deu problemas e Mesquita terminou isolado na quinta posição, o que equivale a um terceiro lugar em termos de pontuações.

Rafael Botelho teve alguma oposição no inicio por parte de Bruno Tavares e mais tarde de Paulo Sousa, mas o piloto do DS3 viu Tavares a atrasar-se com problemas e Sousa com o Saxo Kit Car, a perder cerca de 10 segundos nos derradeiros troços. Com este resultado e com a ausência de Carlos Andrade, Rafael Botelho sagrou-se virtual campeão nas duas rodas motrizes.

Com os abandonos de André Silva e de Rúben Santos, Rui Torres subiu à oitava posição depois de uma grande luta com estes pilotos, com Santos a competir com o carro de João Faria.

 
VENCEDORES DE TROÇOS:
Luis Rego Jr. (3); Ricardo Moura (3); Ruben Rodrigues (2)
LÍDERES DO RALLY:
Luis Rego Jr.(SS1 a 9)
 
36º RALLYE ALÉM MAR SANTA MARIA
1º 2 Luis Rego Jr. / Jorge Henriques (P) Ford Fiesta R5 45.31,7 (CRA)
2º 1 Ricardo Moura / Sancho Eiró (P) Ford Fiesta R5 +00,6 (CRA)
3º 9 Vitor Pascoal / Pedro Alves (P) Porsche 997 GT3 +02.22,1
4º 5 Daniel Nunes / Rui Raimundo (P) Peugeot 208 R2 +02.56,0
5º 8 Hugo Mesquita / Jorge Diniz (P) Mitsubishi Lancer Evo IX +03.44,1 (CRA)
6º 4 Rafael Botelho / Nuno Rodrigues da Silva (P) Citroën DS3 R3T +04.33,1 (CRA)
7º 24 Paulo Sousa / Sérgio Sousa (P) Citroën Saxo Kit Car +04.55,4
8º 10 Rui Torres / Sousa Martins (P) Ford Escort RS MK2 +06.44,2
9º 21 Fábio Silva / Rui Ávila (P) Citroën Saxo CUP +07.40,7
10º 27 Paulo Silva / Vera Reis (P) Renault Clio 1.8 16v +07.42,3
11º 12 João Correia / Paulo Coelho (P) Peugeot 106 XSi +07.53,6 (CRA)
12º 36 José Rainha / Hélder Monteiro (P) Volkswagen Golf TDi +08.13,9
13º 32 Henrique Tavares / Márcio Tavares (P) Renault Clio Sport +08.19,2
14º 14 David Paiva / Marcelo Andrade (P) Toyota Starlet 1.3 +09.29,9 (CRA)
15º 22 Max Salvador / João Valente (P) Citroën Saxo CUP +10.17,7
 
PRINCIPAIS ABANDONOS:
3 Ruben Rodrigues / Estevão Rodrigues (P) Citroën DS3 R5 (acidente na SS6) CRA
20 Eduardo Veiga / Justino Reis (P) Ford Escort RS MK2 (avaria após SS5)
23 André Oliveira / Marco Oliveira (P) Citroën Saxo CUP (avaria na SS7)
18 Ruben Santos / João Melo (P) Peugeot 206 RC (avaria na SS8) CRA
6 Marco Soares / Tomás Vultão (P) Citroën Saxo CUP (avaria na SS9) CRA
7 Bruno Tavares / Pedro Castro (P) Peugeot 205 Mi16 (avaria na SS9) CRA

 

alemmarInscritos Rali Santa Maria (Açores).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

inscsantamaria

moura(POR RICARDO NASCIMENTO)
 
O Lotus Rallye encerrou a fase em pisos de terra do campeonato Açores, onde foi palco de uma grande luta pela segunda posição.
Ricardo Moura voltou a vencer e foi o mais rápido na quase totalidade das especiais. Apesar de abrir a estrada, o líder do campeonato imprimiu um ritmo forte na primeira secção, ganhando 23,1s ao segundo classificado.
 
Moura melhorou todos os tempos nas segundas passagens, mas também geriu a vantagem que tinha para Rego e Rodrigues que foram muito rápidos na segunda secção.
 
Luís Rego e Rúben Rodrigues estiveram envolvidos numa grande luta do principio ao fim. Rego mostrou-se bastante confiante após a prestação no Faial, começando por liderar esta luta particular. No troço da Achada, Rego ficou sem a quarta velocidade, perdeu alguma dessa vantagem, mas apesar dos problemas, conseguiu recuperar no troço seguinte, vindo a trocar a caixa de velocidades cedida por Ricardo Moura, mas não se livrou de penalizar 10 minutos por ter demorado mais 30 segundos do que os 30 minutos permitidos.
 
Com a penalização imposta a Rego e um bom tempo na especial de Remédios, os irmãos Rodrigues recuperam terreno, mas depois apanharam um grande susto após terem batido numa pedra e danificarem um pouco o radiador na especial da Achada. Os dois pilotos entraram para o derradeiro troço separados por 3,6s, mas Luis Rego venceu o troço à geral, segurando a segunda posição a 35,9s de Moura e com uma vantagem de 8,6s para os irmão Rodrigues.
 
Pedro Vale terminou na quarta posição que foi sua desde o inicio, mas sempre com Diogo Salvi por perto nos troços iniciais. O único piloto numa viatura de Grupo N, conseguiu manter-se à frente de duas viaturas R5 durante todo o rally, mas Diogo Salvi acabou por não levar o carro ao parque fechado, acabando por entregar a quinta posição a Hugo Mesquita que se estreava com um Fiesta R5 alugado a Fernando Peres.
 
Com o "velhinho" Peugeot 205, Bruno Tavares foi muito rápido nas duas primeiras especiais, surpreendendo Rafael Botelho ao liderar nas duas rodas motrizes. O piloto acabou por ter uma saída de estrada que o fez perder preciosos segundos, para depois abandonar na segunda secção.
 
Rafael Botelho acabou por ter uma vitória fácil na categoria, terminando na sexta posição, com mais de 2 minutos de vantagem para Marco Soares que fez um bom rally e ainda venceu entre os RC4, sendo melhor do que João Faria que perdeu algum tempo com um pneu furado ainda no inicio do rally.
 
Acompanhado por Tiago Mota no lugar de navegador, Carlos Andrade mostrou melhorias nos pisos de terra, mas não se livrou de um toque que desalinhou o carro com um problema no eixo, tendo feito dois piões e não ir além da nona posição.
 
Adriano Medeiros fechou o top 10 com o seu  Renault Clio RS, vencendo entre as viaturas VSH, beneficiando do abandono de Bruno Tavares.
 
VENCEDORES DE TROÇOS:
Ricardo Moura (7); Luis Rego Jr (1)
LÍDERES DO RALLY:
Ricardo Moura (PE1 a 8)
 
LOTUS RALLYE
1º 1 Ricardo Moura / Sancho Eiró (P) Ford Fiesta R5 42:46,8 
2º 3 Luis Rego Jr. / Jorge Henriques (P) Ford Fiesta R5 +35,9 (10s pen)
3º 2 Ruben Rodrigues / Estêvão Rodrigues (P) Citroen DS3 R5 +44,5
4º 7 Pedro Vale / Rui Medeiros (P) Mitsubishi Lancer Evo IX +02:51,5 
5º 4 Hugo Mesquita / Jorge Diniz (P) Ford Fiesta R5 +05:11,8
6º 6 Rafael Botelho / Nuno Rodrigues da Silva (P) Citroen DS3 R3T +06:20,1
7º 11 Marco Soares / Tomas Vultão (P) Citroen Saxo CUP +08:36,5 
8º 8 João Faria / António Olas (P) Peugeot 206 RC +09:02,1
9º 9 Carlos Andrade / Tiago Mota (P) Renault Clio R3 +09:50,5
10º 18 Adriano Medeiros / Paulo Leal (P) Renault Clio RS +11:46,0
 
PRINCIPAIS ABANDONOS:
5 Diogo Salvi / Carlos Magalhães (P) Skoda Fabia R5 (avaria no CH8A)
10 Bruno Tavares / André Seabra (P) Peugeot 205 Mi16 (avaria na PE6)

 

lotuslogo17Inscritos do Rali Lotus, prova do Campeonato dos Açores de Ralis que se disputa dias 8 e 9 de julho.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

lotusinscritos17

mourailha(POR RICARDO NASCIMENTO)

O Rali Ilha Azul melhorou o seu itinerário em relação a edições anteriores, com dupla passagem por duas especiais em cada secção.

Por outro lado e de acordo com o regulamento, a organização optou por dar ordem de partida, segundo a classificação do campeonato.

Desportivamente, a luta pela vitória deixou de existir no inicio da tarde, mas os três principais pilotos do campeonato, estão praticamente empatados em termos de pontuação.

Com a nova evolução no seu carro, Ricardo Moura passou para a liderança no inicio do dia, venceu todas as especiais e terminou a secção matinal com 25,8s de vantagem para o segundo classificado. No inicio da tarde, Moura voltou a vencer os restantes troços, dilatando a vantagem para mais de 1 minuto, obtendo assim a segunda vitória consecutiva e passar a ser o novo líder do campeonato.

Ruben Rodrigues foi o primeiro líder, ao ser o mais rápido na super especial disputada ontem, mas passou para segundo no inicio da manhã de hoje, iniciando uma grande luta Luís Rego.

Pela primeira vez com o Fiesta R5 no Faial, Luis Rego Jr esteve a testar com Jari Ketomaa antes do rally, voltando a mostrar-se mais confiante com o carro e isso notou-se no cronómetro.

Rego e Rodrigues estiveram a lutar de forma interessante durante a manhã, mas o piloto do Citroën saiu de estrada no inicio da tarde, quando tinha 11,3s de vantagem, mas acabou por perder 34,8s para Rego que terminou o rally em segundo com 26,6s de vantagem para os irmãos Rodrigues.

Pedro Vale esteve a competir sozinho no Grupo N, ocupando calmamente a quarta posição, com o Evo IX ex-Perdo Rodrigues. No entanto, a caixa de velocidades começou a dar problemas na penúltima especial e o piloto optou por abandonar com receio de fazer estragos maiores no componente mecânico.

Rafael Botelho dominou nas duas rodas motrizes desde o inicio do rally, terminando na quarta posição e destacou-se na classificação do campeonato, ao beneficiar do abandono de Carlos Andrade após a penúltima especial.

Bruno Tavares estava a fazer um bom rally, não muito distante de Rafael Botelho, com o "velhinho" Peugeot 205. No inicio da tarde, Tavares perdeu muito tempo para Botelho, mas conseguiu manter-se na mesma posição, acabando por subir para quinto após o abandono de Pedro Vale e vencer entre os VSH.

João Faria e Marco Soares estiveram envolvidos numa boa luta durante todo o rally, com ambos a terminarem a secção matinal separados por 0,6s, com vantagem para Soares. No inicio da tarde, o piloto do 206 RC passou para a frente desta luta, chegando à entrada da derradeira especial com 6,5s de vantagem para o Saxo de Soares que entretanto, tinha danificado uma bomba dos travões na penúltima especial, sendo obrigado a baixar os braços na derradeira especial e terminar em sétimo a 42,6s de Faria.

Mário Nunes, João Correia e David Paiva, completaram o top 10 e mais ninguém conseguiu terminar o rally, das apenas 17 equipas que se apresentaram à partida.

VENCEDORES DE TROÇOS:
Ruben Rodrigues (1); Ricardo Moura (8)
LÍDERES DO RALLY:
Ruben Rodrigues (PE1); Ricardo Moura (PE2 a 9)

27º RALI ILHA AZUL
1º 1 Ricardo Moura / Sancho Eiró (P) Ford Fiesta R5 57.25,2
2º 3 Luis Rego Jr. / Jorge Henrique (P) Ford Fiesta R5 +01.28,3
3º 2 Ruben Rodrigues / Estevão Rodrigues (P) Citroën DS3 R5 +01.54,9
4º 4 Rafael Botelho / Nuno Rodrigues da Silva (P) Citroën DS3 R3T +09.25,6
5º 14 Bruno Tavares / Rui Marcelo Ávila (P) Peugeot 205 Mi16 +11.42,2
6º 7 João Faria / António Elas (P) Peugeot 206 RC +13.22,4
7º 9 Marco Soares / Tomás Vultão (P) Citroën Saxo CUP +14.05,0
8º 11 Mário Nunes / Carlos Rodrigues (P) Nissan Micra 1.3S +18.39,9
9º 8 João Correia / Paulo Coelho (P) Peugeot 106 XSi +21.38,2
10º 18 David Paiva / Edgar Silva (P) Toyota Starlet 1.3S +22.16,9

PRINCIPAIS ABANDONOS:
6 Pedro Vale / Rui Medeiros (P) Mitsubishi Lancer Evo IX (caixa de velocidades após PE8)
5 Carlos Andrade / Tomás Pires (P) Renault Clio R3 (avaria após PE8)
10 Carlos Oliveira / Flávio Mota (P) Citroën Saxo CUP (avaria na PE4)

RALIS ONLINE TV

desafio270

Facebook FanBox

RALIS ONLINE Ralisonline