faceralis

 

20anos

CPR

peresmad11sDepois de ter optado por estar ausente do Sata Rali Açores, Pedro Peres regressa ao Campeonato de Portugal de Ralis já no Rali Vinho Madeira.

Ainda e sempre ao volante do Mitsubishi Lancer Evo IX, que segundo o piloto não terá qualquer evolução para esta prova, Pedro Peres assume-se já como um candidato aos primeiros lugares entre os concorrente do “nacional” e, por consequência, a ser um dos protagonistas do Gr.N.

“As nossas expectativas passam por andar o mais rápido possível, e tentar obter a vitória à geral dentro dos concorrentes do CPR”, diz Pedro Peres, acrescentando que “sabemos que é um rali bastante longo com troços bastante exigentes, e por isso vamos tentar melhorar , aproveitando já algum conhecimento dos troços”.

silvaetse11João Silva está a fazer uma brilhante temporada no Nacional de Ralis ao volante do Renault Clio R3. Contudo, o Rali Vinho Madeira vai ser encarado de outra forma, já que o piloto vai fazer a sua estreia competitiva ao volante de um veículos de quatro rodas motrizes, que até estava para ser um S2000 mas que vai ser um Gr.N, nomeadamente o Subaru Impreza da ARC. O piloto conta-nos tudo na primeira pessoa.

Qual a razão da aposta no Subaru para o Vinho Madeira?
Inicialmente o nosso projecto incluía a participação no Rali Vinho da Madeira com o nosso Renault Clio R3. O objectivo seria vencer o IRC 2WD e assim candidatar-me ao prémio monetário oferecido pela Renault Sport. Com a saída do IRC tive que repensar o meu projecto e surgiu a ideia de participar com o Subaru da ARC Sport, isto depois de alguns contactos para participar de S2000 e tentar um resultado de relevo. Mas não consegui o budget suficiente e já fico feliz por poder participar de grupo N.

Estás já a preparar a temporada de 2012?
A nosso estratégia não é preparar 2012, porque nesta altura ainda não sei como será o futuro, mas sim permitir que eu evolua ainda mais como piloto, para se houver oportunidade no futuro estar preparado para qualquer desafio. Sempre foi assim que tomei as minhas decisões e tenho acertado. É muito importante que eu domine as viaturas de tracção integral e nada melhor que começar no Rali Vinho da Madeira sem pressão pelos resultados.

Quais as expectativas para o RVM com o Subaru?
Não tenho rodagem neste tipo de viaturas, mas conheço bem o rali e estou na minha melhor forma. Tenho conseguido superar todos os desafios do Campeonato Nacional e acredito que vou superar mais este. Espero fazer uma boa sessão de testes e chegar a um bom compromisso entre a rapidez e confiança no carro. Durante o rali espero aumentar gradualmente o ritmo e tentar andar entre os mais rápidos da minha classe e quem sabe vencer o Campeonato Nacional de Ralis.

renaregrA Renault vai regressar aos ralis em Portugal, já no próximo Rali Vinho Madeira, mas não com objectivo desportivos.

Um Clio R3, um Mégane R.S. e um Clio R.S.Gordini vão “abrir” a edição deste ano do Rali Vinho da Madeira. Pedro Matos Chaves, José Pedro Fontes e jornalistas especializados vão ser os pilotos de serviço.

“A Renault Portugal não renega a paixão pelo desporto automóvel e, nesse sentido, quando surgiu a ideia de estarmos à partida do Rali Vinho da Madeira, o entusiasmo que gerou só podia resultar na concretização do projecto”, afirma Ricardo Oliveira, Director de Comunicação e Imagem da Renault Portuga

Três Renault vão servir de carros “zero” no Rali Vinho da Madeira: o Clio R3 campeão nacional de ralis, em título, na categoria de duas rodas motrizes, um Mégane R.S. rigorosamente de série e um Clio R.S.Gordini também sem qualquer preparação específica. Pedro Matos Chaves e José Pedro Fontes (precisamente os dois últimos nomes que integraram a equipa oficial de ralis) vão ser os pilotos de serviço, alternando a condução do Clio R3 e do Mégane R.S.. Já o Clio Gordini vai ser pilotado por jornalistas especializados do sector automóvel.

“O Mégane R.S. e o Clio R.S.Gordini vão fazer o Rali Vinho da Madeira rigorosamente como saem de uma qualquer área de exposição da Rede de Concessionários. Se os regulamentos não obrigassem a que o carro «zero» tenha arco de segurança, íamos alinhar com três modelos rigorosamente de série e não apenas dois. Apesar de tudo, aceitamos este desafio de participar no Rali Vinho da Madeira, dando um importante contributo à prova em termos de segurança e, ao mesmo tempo, demonstrando a excelência da gama desportiva da Renault”, adianta Ricardo Oliveira.

O Director de Comunicação e Imagem da Renault salienta que “este projecto de participação no Rali Vinho da Madeira insere-se numa estratégia de comunicação da gama desportiva iniciada em 2010. A Renault Portugal tem organizado várias acções por todo o país com o Renault Mégane R.S. e a gama Gordini, constituída pelo Clio R.S.Gordini e o Twingo R.S.Gordini. Muitas dezenas de pessoas (entre clientes e membros das redes sociais da Renault Portugal) têm experimentado as emoções de uma gama que se caracteriza por uma fantástica relação preço/performances. Em relação ao Mégane R.S., as críticas na imprensa de todo o mundo, bem como os resultados de vendas – até mesmo em Portugal! – falam por si em relação ao sucesso que o modelo tem tido e, em relação à gama Gordini, as pessoas têm tido a oportunidade de ter um contacto dinâmico com os modelos, ainda antes de serem comercializados”.

A par do Rali Vinho da Madeira, a Renault Portugal está a estudar uma série de acções inéditas, com o objectivo de envolver a população madeirense. As redes sociais da Renault Portugal, nomeadamente no Facebook, vão ser os canais em que vão ser divulgadas e promovidas essas iniciativas.

beigmadeEduardo Veiga / Paulo Torres irão estar presentes no Rali Vinho da Madeira, que se disputa nos dias 4, 5 e 6 do próximo mês de Agosto, mas estão já previstas participações nos Ralis Centro de Portugal, Mortágua e Algarve.

Esta será a sua terceira participação em Ralis, esta temporada, depois do Rali de Portugal e do Rali Serras de Fafe.

Quanto ao Rali Vinho da Madeira, Eduardo Veiga referiu que “vai ser mais uma experiência, neste ano em que ainda ando a aprender o que são Ralis. Será a minha terceira participação, esta época, numa prova em que sempre sonhei participar e que escolhi para pontuar para o Campeonato”, confessou o piloto de Agueda.

Depois continuou dizendo que “estou a gostar destas experiências e para o ano, espero continuar, caso haja condições para isso”.

peumad11A Peugeot Portugal vai participar na edição 2011 do Rali Vinho Madeira, prova do Campeonato Europeu de Ralis e do Campeonato de Portugal, com a dupla Bruno Magalhães/Paulo Grave.

O facto da prova madeirense ter sido afastada do calendário do IRC (Intercontinental Rally Challenge), levou a equipa a equacionar a sua presença na competição, tendo adiantado que a decisão seria tomada depois da realização do SATA Rallye Açores.

A vontade de continuar a divulgar a imagem dos patrocinadores, que tornam possível a existência do projecto, e o desejo de alcançar um bom resultado numa das provas mais importantes dos calendários europeu e nacional, levou-a a optar pela presença no Rali Vinho Madeira, onde será séria candidata à vitória.

Com a participação no Rali Vinho Madeira, a equipa cumpre o seu programa desportivo definido para este ano, uma vez que irá marcar, ainda, presença nos ralis Mecsek (Hungria) e SanRemo (Itália), duas provas pontuáveis para o IRC.

Para Bruno Magalhães, “a presença na Madeira é uma boa notícia, tanto mais que se trata de um rali que tem um ambiente fantástico, é dos que mais gosto, como já disse várias vezes, e onde sempre fomos rápidos. Iremos, naturalmente, lutar pela vitória, sem ter a “pressão” de ter de pensar nos pontos”.