faceralis

 

20anos

CPR

manuelpointtac12A Taça de Portugal começa a ser uma competição vista pelos pilotos como uma excelente opção face ao Open de Ralis.

Um desses pilotos é Manuel Pinto, que também já correu no Open e em alguns regionais de Mitsubishi Lancer, mas em 2012 quer apostar forte na Taça de Portugal, com um carro que pode ser extremamente competitivo, um Peugeot 306 Maxi.

"Depois de adquirido, temos vindo a trabalhar no carro no sentido de o tornar fiável e, por isso, vamos novamente fezer um teste em breve para trabalhar nesse sentido", começa por afirmar Manuel Pinto.

Aos serviços da Tecno Racing, o Peugeot 306 Maxi estará homologado como VSH, devendo Manuel Pinto fazer um primeiro teste em competição no Rali Coração de Ouro - Lomba, antes de se apresentar no Rali Torrié.

"Estamos não só a trabalhar no carro como no Projecto para 2012, tentando angariar os apoios necessários para viabilizar o mesmo", refere o piloto, que poderá ainda vir a ter na equipa outros dois carros, também na estrutura da Tecno Racing.

netoalga11Segundo os calendários publicados recentemente pela FPAK, a prova organizada pelo Clube Automóvel do Minho, respeitante ao Campeonato de Portugal de Ralis 2l/2RM (Rali Vila Verde em 2011) não se irá realizar.

Dessa forma o CPR2 ficará reduzido a cinco provas, todas em asfalto sendo a único excepção o Rali Serras de Fafe que continuará a ser em terra.

Em termos regulamentares, todas as provas serão pontuáveis para o CPR2, não existindo por isso resultados a deitar fora.

Refira-se ainda que os calendários do Regional Norte e da Taça de Portugal passam também a ter menos esta prova.

calisto11mortEm 2011 a Calisto Corse Equipe propôs-se disputar mais alguns ralis do Campeonato e Portugal de Ralis e pensou inicialmente em começar pelo Rali de Portugal.

Não só porque a terra é o piso onde nos sentimos mais à vontade, mas também porque o Rali de Portugal continua a ter aquela mística e aquela envolvente desportiva e social que não encontramos em mais nenhuma prova, além da grande mediatização, o que facilita a angariação de alguns apoios...

Mas isso não foi possível, para nossa grande pena, por motivos profissionais.

O Rali do Porto era outra hipótese que também não se concretizou...
Assim, e retirando as provas insulares, restava-nos as três últimas provas de asfalto...e foi esse o nosso projecto

Três provas....Três vitórias na classe e o 5º lugar final no Campeonato de Grupo N parecem-nos prémio suficiente para a nossa participação...

Há sempre pormenores que marcam cada uma das nossa participações...ou isto ou aquilo...algo que nos deixa boas ou más recordações...mas efectivamente aquilo que tem marcado as nossas aparições são o calor que as organizações, os pilotos e o público em geral nos tem dispensado..

Desportivamente foi muito bom ter terminado o Rali do Algarve...prova em que conseguimos andar mais perto dos limites do carro e que por pouco não o conseguíamos terminar.

As organizações em Portugal são das melhores organizações do Mundo, portanto, mesmo a pior organização de todas será pela certa muito boa...
Das provas que disputei este ano penso que a que terá tido a melhor prestação terá sido a do Clube Automóvel do Algarve, por ter conseguido fazer um rali concentrado, fácil de treinar e pouco dispendioso, sem deixar de lado o aspecto desportivo

Em 2012, e como possívelmente o velhinho Citroen Xsara vai perder homologação, estou a montar um projecto muito ambicioso....

Tenho práticamente tudo definido para participar no WRC... Ou seja "Waiting Rally Car".

Portanto, vamos ver se continuamos com o Xsara em algumas provas do Open ou se aparece alguma surpresa para uma ou duas provas....Ainda gostava de fazer um rally ou dois num carro a sério...DREAMS...

Para mudar os ralis em Portugal num futuro próximo precisamos urgentemente aproximar as vontades dos centros de decisão com as vontades unidas dos participantes...

Precisamos de divulgar e mostrar mais este desporto ao público que não está atento ao fenómeno do desporto motorizado...porque os que estão atentos, estão lá... faça sol ou chuva

Esta é a única forma de trazer mais patrocinadores e mais gente para este desporto moribundo que morre um pouco mais em cada dia...

Um ano de 2012 o melhor possível...

Vitor Calisto

brunoimaga12Depois de um frutuosa ligação à Peugeot Portugal, Bruno Magalhães não quer perder o ritmo em 2012, pelo que aposta tudo em continuar nos ralis e se possível em continuar também no IRC. Mas existem outros planos.

"Neste momento continuo a tentar colocar de pé um projecto para o IRC, pois continuo a considerar o campeonato ideal para quem quer evoluir e, sem duvida alguma, o que garante mais retorno mediático aos patrocinadores que apostam em nós. Tenho algumas propostas apresentadas ainda em análise, por isso vou continuar a lutar por este objectivo, sem duvida o meu plano A para 2012", afirma Bruno Magalhães.

Mas como os tempos não estão fáceis, Bruno Magalhães pondera outros cenários. "Caso não seja possível continuar no IRC, obviamente considero correr noutros campeonatos e até noutras disciplinas do desporto automóvel, mas os ralis serão a minha prioridade" refere o piloto de Oeiras.

Para manter é, contudo, a ligação com Carlos Barros, como explica Bruno Magalhães: "Estou a trabalhar em conjunto com o Carlos Barros, pois temos bastante confiança no trabalho um do outro e uma grande cumplicidade fruto destes anos todos em conjunto. Eu sei da mais valia do seu trabalho e também sei que ele acredita em mim, por isso não poderia encontrar melhor pessoa para abordar um novo projecto".

armndolib2011Armando Oliveira não teve uma época muito positiva que até terminou um pouco mais cedo do que o previsto depois de um violento acidente no Rali de Mortágua. Agora a vontade é regressar de novo em 2012 ainda e sempre no Citroen racing Trophy.

Qual o balanço da temporada 2011?
O balanço da temporada é negativo pois tivemos duas desistências por despiste o que condicionou o nosso resultado final.

Quais são os pontos marcantes da tua temporada?
O Rali Torrié e o Rali do Centro, pois foram duas provas que são do meu agrado e a primeira por fazer parte do clube e a segunda por ser como deveriam ser todas as provas ao Sábado. Penso também que todas as organizações estiveram em bom plano, sendo que nos podemos esquecer que são amadores e são pessoas que gostam deste desporto tanto como os pilotos.

Qual o teu projecto para 2012?
Em 2012 gostaria de continuar como já o faço há 19 anos, isto é, correr com um Citroen, e por isso gostaria de repetir o Trophy.

Diz-me apenas uma medida necessária para mudar os ralis em 2012 e no futuro?
Quanto a esta pergunta é dificil dizer uma só medida porque eu acho que existem dezenas delas, mas na minha opinião as 3 principais deveriam ser as seguintes:
- Um campeonato com 10 provas Continentais e duas insulares com todas as categorias e todos os carros (juntar todos os campeonatos).
- Provas a iniciarem com as verificações à Sexta-feira e o Rali só e exclusivamente Sábado.
- Negociação por parte da entidade federativa com os media (TV) a divulgação das provas.