faceralis

 

banner curso Prancheta-1

CPR

teoO Campeonato de Portugal de Ralis começa oficialmente no próximo fim de semana, com o tradicional Rali Serras de Fafe e Felgueiras. Ricardo Teodósio e o navegador José Teixeira estão motivados para o regresso a uma prova que venceram em 2019 nas contas do CPR, esperando agora repetir esse resultado com o Skoda Fabia R5 Evo.

"Finalmente temos os ralis e a competição de volta, é isto que nos faz correr", referiu Ricardo Teodósio, naturalmente expectante para o início do campeonato. "Fomos campeões no ano passado, mas isso agora não conta nada pois todos os candidatos vão partir em pé de igualdade. Fizemos bem o nosso trabalho de casa, a equipa e o carro estão prontos, e o nosso objetivo é entrar forte na época, tentando repetir a vitória do ano passado", apontou o popular piloto da Guia.

José Teixeira confirmou que "o percurso do rali é algo diferente este ano, principalmente com os troços novos de Santa Quitéria e Seixoso. As características do Rali Serras de Fafe e Felgueiras deverão ser semelhantes, ou seja, é preciso encontrar um bom andamento mas também ter cuidado com a degradação dos pisos nas segundas passagens, principalmente este ano que temos dois WRC em prova."

José Teixeira também revelou mais pormenores sobre a iniciativa de caráter ambiental que a equipa vai promover em 2020. "Ao longo do ano vamos ter uma empresa especializada a medir a nossa pegada ecológica", explicou um dos grandes responsáveis pela iniciativa. "No final do ano, vamos calcular o impacto total da nossa época em termos de emissões poluentes e vamos plantar um número de árvores que permita pelo menos anular esse valor, para tentar compensar o efeito da equipa sobre o ambiente. Sabemos que, hoje em dia, estas questões são muito sensíveis e foi muito gratificante ver a adesão de todos os nossos parceiros e patrocinadores à iniciativa, incluindo os três municípios do Algarve que nos apoiam, Lagoa, Albufeira e Vila do Bispo", destacou.

CHALLENGeA Sports & You tem um novo projeto para o Campeonato de Portugal de Ralis e Campeonato Portugal Júnior de Ralis 2020, denominado CHALLENGE R2 & YOU 2020, cuja prova inaugural decorre já no final do presente mês de fevereiro. A nova competição assentará em seis provas, de terra e asfalto, e conta com os apoios da Expressglass, QF e Pirelli.

Fruto da sua experiência e aposta nas competições nacionais e internacionais, a Sports & You avança agora com uma nova competição integrada no Campeonato de Portugal de Ralis 2020, abrangendo um total de seis provas, contando com o apoio da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK).

Aberto a todos os pilotos e co-pilotos titulares de licença desportiva nacional ou internacional válida, o CHALLENGE R2 & YOU 2020 será unicamente disputado com os Peugeot 208 R2, com ficha de homologação FIA nº A-5743 (VR2B) e inscrito em cada prova no Grupo RC4.

Aproveitando o grande números destas viaturas existentes e a pensar no apoio as pilotos nacionais, o CHALLENGE R2 & YOU 2020 é uma evolução natural no panorama dos ralis nacionais, sendo, porém, de realçar o esforço e empenho de todos os parceiros e interessados na criação e desenvolvimento deste projeto que se juntará á Copa organizada pela federação galega em parceria para a Sports&you.
Calendário diversificado e competitivo

O CHALLENGE R2 & YOU 2020 está pronto a entrar para os troços, levando os seus participantes a alinhar num conjunto de eventos demonstrativos da realidade dos ralis nacionais, tanto em qualidade como em competitividade.

CHALLENGE R2 & YOU 2020
• 27 a 29 fevereiro: Rallye Serras de Fafe e Felgueiras (terra)
• 17 a 19 abril: Rally de Mortágua (terra)
• 12 a 14 junho: Rali Terras D'aboboreira (terra)
• 3 a 5 julho: Rali de Castelo Branco (asfalto)
• 4 a 6 setembro: Rali Alto Tâmega (asfalto)
• 2 a 4 outubro: Rallye Vidreiro Centro de Portugal Marinha Grande (asfalto)

Estruturado para maximizar a competitividade e os níveis de performance de todos os concorrentes, o CHALLENGE R2 & YOU 2020 dispõe de um enquadramento regulamentar moderno e atrativo. Além de todo o apoio organizacional e logístico, os participantes podem contar com fatores estimulantes ao nível da pontuação e dos prémios atribuídos por prova de forma a facilitar e promover a participação.
Serão 6 provas pontuáveis e serão extraídos os 5 melhores resultados de um total de 6 provas realizadas; para a copa de Equipas contarão todos os resultados.

Prémios aliciantes e focados na competição

Em função da classificação final obtida em cada um dos seis ralis do CHALLENGE R2 & YOU 2020, serão atribuídos prémios às equipas posicionadas nos 5 primeiros lugares - 1.500 € aos vencedores, 1.000 € aos 2ºs classificados, 750 € aos 3ºs, 500 € aos 4ºs e 300 € aos 5ºs – numa divisão de 50/50 em prémios monetários e vales de compra, a utilizar na Peugeot Sport Racing Shop, com validade até 31 de dezembro de 2020.

Acresce a categoria de "Piloto Júnior", competição apoiada pela FPAK no âmbito do Campeonato Portugal Júnior de Ralis, reservada a condutores que nasceram em ou após 1 de Janeiro de 1994, atribuindo-se ao vencedor de cada rali um prémio de 500 €, pago nos mesmos moldes descritos acima e acumulável com o prémio da classificação final.

Com um calendário completo, prémios aliciantes e uma estrutura de apoio totalmente profissional, experiente e dedicada, o CHALLENGE R2 & YOU 2020 promete ser um bom incentivo á competição nacional.

"Entendemos que esta competição será uma mais valia para os ralis nacionais. Precisamos de atrair para o CPR jovens pilotos e o programa que o Challenge R2 & You apresenta assenta bem nos nossos propósitos. É por isso com satisfação que nos associamos a esta iniciativa. A competência e profissionalismo da Sports & You é inquestionável e estamos certos que no final da época esta será uma aposta ganha", referiu Ni Amorim, Presidente da FPAK - Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting.

"Com estreia marcada já para o final deste mês, numa das provas mais alicientes do calendário 2020 do CPR, esperamos que esta nova iniciativa da Sports & You venha atrair mais pilotos e público aos ralis nacionais," refere José Pedro Fontes, responsável da Sports & You e por esta nova copa integrada no CPR 2020. "Isto ao mesmo tempo que permitimos que os muitos Peugeot 208 R2 existentes em Portugal possam continuar a competir, fazendo-o, nomeadamente, pelas mãos de jovens pilotos, futuras esperanças dos ralis nacionais, enriquecendo o panorama desportivo, proporcionando um maior espetáculo numa das disciplinas mais acarinhadas do desporto automóvel em Portugal, com custos substancialmente controlados".

Os regulamentos e documentos publicados pelo CHALLENGE R2 & YOU 2020 serão publicados no portal da FPAK - Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting www.fpak.pt.

fontesO Citroën Vodafone Team está pronto a iniciar o Campeonato de Portugal de Ralis (CPR) 2020, que tem como primeira prova o Rallye Serras de Fafe e Felgueiras, a realizar no final do mês, na icónica região montanhosa a norte de Portugal. No mais importante escalão das provas de estrada nacionais, a equipa nacional da Citroën e da Vodafone será, de novo, representada por José Pedro Fontes e Inês Ponte, dupla que está apostada em reconquistar os cetros que, em conjunto, festejou em 2016 e que viu fugir na época passada, temporada em que lutaram pela vitória em praticamente todas as provas, demonstrando grande parte do potencial do novo Citroën C3 R5 da equipa.

"Não vejo a hora de iniciar este CPR 2020, desejo que é partilhado pela Inês Ponte, a minha navegadora, e por todos os elementos que compõem o Citroën Vodafone Team," refere José Pedro Fontes, em vésperas da primeira prova do ano, o Rallye Serras de Fafe e Felgueiras, que irá para a estrada no último fim de semana de fevereiro (dias 28 e 29) nos icónicos troços da região: "A vontade é enorme não só porque estamos sedentos de vitórias, mas porque queremos virar nova página nos ralis nacionais, dando ao C3 R5 o destaque que merece, aumentando as 4 vitórias que já alcancei com ele – duas no ano passado com a Inês e mais duas em 2018. Agora que o modelo foi dotado dos mais recentes upgrades disponibilizados pelo Departamento de Competição Cliente da Citroën Racing, estamos apostados em alcançar novos sucessos."

Tem sido intenso este defeso que mediou entre o final do CPR 2019 e este que se apresta a iniciar, conforme explica o piloto do Porto: "Temos andado a testar os diferentes set-ups que a Citroën Racing tem vindo a desenvolver para o C3 R5, quer para a terra, quer para os troços em asfalto, alguns dos quais já estreados com enorme sucesso no recente Rali de Monte Carlo, onde o modelo conseguiu um top 5 na sua categoria, vencendo ainda entre os WRC2 e WRC3. Tal só nos deixa ainda mais esperançados num bom resultado em Fafe, mesmo tendo em conta as naturais diferenças entre os pisos do asfalto gelado do sul de França e as especiais de terra de Fafe".

"O nosso principal objetivo consiste, por isso, em garantir o máximo de vitórias nos ralis de 2020 e, com isso, reconquistarmos os títulos de Pilotos e Navegadores que, em conjunto, conseguimos em 2016, sustentando a aposta dos nossos habituais patrocinadores – Vodafone, Citroën, Milaneza, ExpressGlass, Total e Pirelli – que este ano renovaram a sua já longa aposta", acrescentou Fontes.
Acreditamos no nosso potencial e no do nosso C3 R5, com que estamos cada vez mais entrosados, e estamos também cientes da evolução do parque dos modelos R5 nos ralis nacionais, que integra um conjunto de pilotos, navegadores e equipas muito competitivos e bem preparados, naquela que antecipo venha a ser uma temporada bastante disputada."

Para além do envolvimento direto da Citroën e da Vodafone, como patrocinador principal, mantêm-se como parceiros deste projeto de ralis as marcas Milaneza, ExpressGlass, Pirelli e Total. Em termos de preparação, o C3 R5 conta com o know-how especializado dos técnicos da Sports & You.

AS 10 PROVAS DO CPR 2019

A temporada 2020 do Campeonato de Portugal de Ralis divide-se entre 5 ralis de asfalto e 5 jornadas em terra, prolongando-se entre finais de fevereiro e meados de novembro, com arranque a norte, na icónica região de Fafe, e o final nos troços algarvios. Acrescente-se que, segundo o regulamento para o CPR 2020, o Citroën Vodafone Team terá de abdicar da pontuação em 2 dessas 10 provas, informação que será indicada oportunamente, ao mesmo tempo em que apenas poderá aproveitar os melhores 7 resultados, de entre as 8 pontuações efetivas, aquando da contabilidade final da temporada, como consta do Regulamento Desportivo do CPR 2020.

"Em termos de composição da época, há algumas novidades a destacar, nomeadamente a passagem do Rali Terras de Aboboreira para a fase de terra, antecipando-se, assim, para junho a renovada prova do Club Automóvel de Amarante, bem como a estreia no escalão maior dos ralis nacionais do Rali Alto Tâmega, em setembro, rali de asfalto organizado pelo Clube Aventura do Minho," relembra José Pedro Fontes, que as considera "um importante fator de diferenciação face ao que temos tido nos últimos anos."
Àquelas juntam-se o Vodafone Rally de Portugal, prova do Campeonato do Mundo de Ralis (WRC) com patrocinador comum à equipa oficial, os ralis de Fafe (terra), Madeira e Algarve (ambas em asfalto) que são adicionalmente pontuáveis para o European Rally Trophy Iberia (série regional da FIA que, inclui ainda 3 ralis em Espanha), enquanto o Rali dos Açores (terra) se mantém entre a elite do Campeonato da Europa FIA de Ralis. Mortágua completa o grupo dos ralis de terra, que será o piso por excelência da primeira metade do ano, transitando-se, depois, para o asfalto, piso onde, para além dos acima mencionados, constam do alinhamento os sempre imprevisíveis ralis sprint de Castelo Branco e Vidreiro Centro de Portugal.

 

daniO Campeonato Portugal de Ralis vai iniciar-se, como habitualmente, no Rali Serras de Fafe e Felgueiras, nos dias 28 e 29 de Fevereiro.

Daniel Nunes vai regressar ao ativo após um longo período de ausência vai ter ao seu lado o viseense Nuno Mota Ribeiro no Peugeot 208 R2.

"Regressar aos ralis deixa-me muito feliz, principalmente começando o campeonato em Fafe, pois é uma prova que adoro. Regressamos aos comandos do Peugeot 208 R2 da Inside Motor e isso para mim é uma enorme vitória após uma longa recuperação. Vai ser um regresso com muita vontade de rever os amigos, voltar com toda a garra e determinação. Este ano com um navegador novo e experiente, o Nuno Mota Ribeiro, que me dá alguma confiança e tranquilidade para voltar outra vez à performance como tinha, num espaço de tempo tão curto. Como tem sido hábito, voltamos com o carro amarelo com a mesma decoração de 2019, tendo em conta que fizemos poucas corridas decidi que esta seria a melhor forma de agradecer a quem me apoiava e apoia, na altura do meu abandono forçado", referiu o piloto.

"Fizemos um mini teste num local que já conhecíamos, conseguimos resultados surpreendentes, obtendo a performance que queriamos. Esse momento deu-me uma enorme força e coragem de entrar no campeonato com vontade de vencer. Sabemos que vai ser um longo, duro e difícil campeonato com novos adversários mas estamos cá para lutar pelas vitórias. Estamos de volta. Até Fafe amigos!"

208Rally40119Está já em preparação a Temporada 3 da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA, a copa de ralis da responsabilidade da Peugeot Portugal e da Peugeot Espanha, que se tornou um ator preponderante na modalidade rainha do desporto automóvel de estrada. Após dois anos de enorme sucesso, perfilam-se várias novidades em 2020, a começar pelo novo Peugeot 208 Rally 4.

Estrear uma nova máquina num Campeonato é sempre um momento de importância capital para equipas e público, e a utilização do novo Peugeot 208 Rally 4 é um dos pontos altos da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2020. Será essa a base para todos os candidatos a um título que, no final deste ano, representará o acesso a um aliciante Prémio Final, nada menos do que um programa oficial, em Portugal ou Espanha, aos comandos de um C3 R5. É um fator que, decerto, contribuirá para um reforço significativo do número de participantes e das lutas pelas melhores posições nas diferentes provas.

Composto por seis provas, o calendário da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2020 inclui a 1.ª Etapa do Vodafone Rally de Portugal e a totalidade do RACC Catalunya - Costa Dourada/Rally de España, para além de três novidades absolutas e um regresso, em três ralis em Portugal e três em Espanha, divididos por terra e asfalto.

No terreno com a logística da Sports & You, a organização da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA espera, por isso, uma adesão significativa de equipas a esta verdadeira fórmula de sucesso e plataforma de lançamento de carreiras no mundo dos ralis, de modo a encontrar os sucessores de Robert Blach e de Daniel Berdomás, os Campeões de 2018 e 2019.

"É com enorme satisfação que confirmo, oficialmente, que o novo Peugeot 208 Rally 4 será a 'máquina' a usar na PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2020, um herdeiro promissor do 208 R2, que foi utilizado nas duas primeiras temporadas do troféu", comenta Hélène Bouteleau, Diretora da Peugeot Portugal e Espanha. "A nova máquina aproveita as evoluções técnicas e estéticas do 208 de série. O que as equipas e os engenheiros da PEUGEOT Sport quiseram foi colocar na estrada um carro de ralis eficiente, acessível, fiável e de elevadas performances, que proporcione um enorme prazer de condução e prazer também para quem o vê evoluir nos troços." Esta responsável destaca "a sua estreia muito promissora no Rali de Madrid de 2019, prova onde, este modelo, ainda em fase de desenvolvimento, demonstrou muitas das características que queremos proporcionar aos participantes na PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2020, e que muitos pilotos já puderam testemunhar".

Fiel ao desejo de fazer eclodir os futuros talentos da disciplina e de proporcionar-lhes as melhores armas, destaque-se o facto das primeiras 20 unidades do novo 208 Rally 4 terem sido atribuídas à PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2020, iniciativa de ralis que será, assim, a primeira a contar com a mais recente criação dos ateliers de competição da Peugeot Sport.

Coorganizada pela Peugeot Portugal e pela Peugeot Espanha e com a gestão logística a cargo da Sports & You, a PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA mantém as parcerias com a Pirelli, no domínio dos pneus, e com Total, nos combustíveis e lubrificantes, entre outros apoios: Huawei, Vodafone, RACC e ACP.

PRÉMIO FINAL DE SONHO: UM PROGRAMA OFICIAL PARA 2021

Para a nova temporada que se avizinha, a PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA regista um reforço significativo de prémios. Merece particular ênfase o Prémio Final que se traduzirá num programa oficial para 2021, no Campeonato de Portugal de Ralis ou no Supercampeonato de Espanha de Ralis, aos comandos de um C3 R5, viatura de competição também com o selo da PSA Motorsport. Os detalhes desse programa serão definidos oportunamente.

"Depois de duas épocas em que demos ao Campeão a hipótese de realizar um rali à escolha com um modelo 'R5' do Groupe PSA, subimos bastante a fasquia nesta nova fase da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA, permitindo à equipa que se sagrar Campeã participar, no ano seguinte, num programa oficial, em Portugal ou Espanha", explica José Pedro Fontes. "Trata-se de um reforço bastante significativo do investimento por parte do Groupe PSA e, em simultâneo, o reconhecimento da validade desta iniciativa de ralis ibérica, que até há dois anos não existia. É, também, um objetivo que sempre perseguimos. Este prémio traduz-se numa mensagem clara que sempre quisemos passar aos nossos clientes da Competição Cliente, de que temos uma estratégia sustentada e bem definida para os ajudarmos a alcançar o patamar de topo da modalidade, começando com o 208 Rally 4 ao nível do troféu (da categoria 'Rally 4'), seguindo-se o programa com um modelo para o Grupo 'Rally 2', antecâmara da categoria máxima do WRC, o grupo 'Rally 1'", acrescentou.

Alicerçada em duas temporadas repletas de emoção, com as decisões sempre adiadas até às últimas provas, a PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA manterá a distribuição dos prémios por prova e por diversas categorias. Mais detalhes serão revelados oportunamente, quando se anunciarem as versões finais do Regulamento Desportivo e do Regulamento Técnico da copa.

3 RALIS EM ESTREIA NUM TOTAL DE 6 PROVAS

À semelhança das duas temporadas anteriores, o calendário da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2020 contempla um total de seis provas, divididas entre ralis de terra e asfalto, realizando-se três em Portugal e três em Espanha.

Há três provas em estreia, com destaque para o Rali Vinho Madeira (em agosto), a reputada e exigente prova insular, que este ano é também pontuável para o Troféu Europeu de Ralis (ERT) e para o Troféu Ibérico de Ralis (IRT), para além do Rally ATK, na região espanhola de Leão & Castela (em junho), e do icónico Rallye Vidreiro Centro de Portugal Marinha Grande (em outubro). Regista-se, também, o regresso do Rally Princesa de Astúrias (setembro), prova que já pontuou para a copa em 2018.

Do lado das manutenções destacam-se os dois únicos ralis que sempre fizeram parte do calendário: o Vodafone Rally de Portugal, prova do Campeonato do Mundo de Ralis (WRC), e o RACC Catalunya/Rally de España, rali que em 2020, por questões de rotação de calendário do WRC, não pode ter esse estatuto mundialista, embora mantendo-se no alinhamento da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2020. No caso da prova portuguesa volta a contemplar-se, para efeitos de classificação final da copa, apenas a 1ª Etapa, enquanto a jornada espanhola contará na sua totalidade para a copa, fruto da estrutura adaptada este ano ao Supercampeonato de Espanha de Ralis. A prova lusa abrirá, em maio, esta Temporada 3 e a espanhola ditará os nomes dos Campeões, em outubro.

CALENDÁRIO DA PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2020

24 a 24 maio

Vodafone Rally de Portugal (1ª Etapa)

Terra

Portugal

27 a 28 junho

Rally ATK (nota: nome definitivo a atribuir)

Terra

Espanha

1 a 2 agosto

Rali Vinho Madeira

Asfalto

Portugal

12 a 13 setembro

Rally Princesa de Astúrias

Asfalto

Espanha

3 a 4 outubro

Rallye Vidreiro Centro De Portugal
Marinha Grande

Asfalto

Portugal

24 a 25 outubro

RACC Catalunya/Rally de España

Asfalto

Espanha

"A génese da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA mantém-se, com seis ralis, três em Portugal e três em Espanha, divididos por pisos de terra e de asfalto, num conjunto que, à exceção das duas provas maiores de cada país, se renova ano após ano, mas sempre integrando alguns dos melhores ralis de ambos os lados da Península Ibérica", explica José Pedro Fontes. "Mantemos, assim, o Vodafone Rally de Portugal, contemplando a sua etapa inicial, e o RACC Catalunya/Rally de España, mesmo tendo em conta que este ano não pontua para o WRC, o que nos permitirá fazê-lo na sua versão integral, mais curta. Por outro lado, vamos, pela primeira vez, até à Madeira e à prova do ATK Motorsport, a realizar a norte de Espanha, e recuperamos o Rally Princesa de Astúrias, que se correu há dois anos."

Serão estes os seis palcos que irão decidir quem sucede a Daniel Berdomás, o Campeão do ano passado, e a Roberto Blach, o titulado em 2018, bem como nos demais troféus de suporte.

NOVO 208 RALLY 4: O ÁS DE TRUNFO PARA A TEMPORADA 3

Um dos pontos altos da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2020 é o novo Peugeot 208 Rally 4, a mais recente criação da Peugeot Sport para os troféus internacionais de ralis. Sucessor do anterior best-seller 208 R2, o novo modelo de competição irá alicerçar-se na génese do seu antecessor – fiabilidade, acessibilidade e eficiência – com vista a tornar-se num verdadeiro campeão.

Desenvolvido ao abrigo de um intenso programa, que envolveu pilotos da marca com enorme experiência internacional no mundo dos ralis, sob diferentes superfícies e condições extremas, o 208 Rally 4 fez a sua estreia no Rallye Ciudad de Madrid de 2019, em Espanha, ao abrigo de uma autorização especial da Federação Espanhola de Ralis (RFEDA), logo demonstrando os pergaminhos, com tempos muito interessantes e que lhe deixam antever uma enorme competitividade entre os seus pares de 2 rodas motrizes.

Máquina de performances renovadas e exemplo único de experiência de condução para a nova categoria "Rally 4", o novo 208 Rally 4 é um produto desenvolvido com base no novo 208 de produção, aproveitando as evoluções técnicas e estéticas do modelo de série. Já no capítulo mecânico, destaca-se o novo motor 1.2 PureTech de 3 cilindros turbo comprimido de 208 cavalos adaptado para a competição, com um turbo de maiores dimensões, uma gestão eletrónica de competição Magneti Marelli e uma caixa de velocidades SADEV, entre outros. O conjunto está implantado na nova plataforma CMP (base partilhada pelos veículos do segmento B do Groupe PSA) de baixo peso e dinâmica melhorada, garantindo performances desportivas ainda mais significativas.

O programa de homologação, que está ainda a decorrer junto das respetivas instâncias da FIA, ficará concluído a tempo de se permitir a verdadeira estreia oficial do novo 208 Rally 4 no Vodafone Rally de Portugal, em maio, no âmbito da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA. As encomendas podem já ser colocadas através da Sports & You, distribuidora oficial da Peugeot Citroën Racing Shop para Portugal e Espanha, modelo que é proposto por € 66.000 (antes de impostos).

RALIS ONLINE TV