faceralis

 

usados

CPR

moura11moraMotivado como nunca, Ricardo Moura fez da concentração e rapidez as suas armas para se impor durante todo o primeiro dia do Rali de Mortágua. Como a melhor defesa é o ataque, Moura tem tudo para juntar a vitória ao título.

Vitor Lopes, principal adversário de Moura, esteve também muito bem. Rápido o piloto do Subaru respondeu sempre e acabou por perder grande parte do seu pequeno atraso na super-especial, mas tudo está em aberto para amanhã... para já quanto á vitória.

Pedro Peres furou logo na especial de abertura, perdendo mais de 15 segundos logo no início do rali. Num rali disputado ao segundo entre os dois primeiros, o melhor que Peres conseguiu foi chegar ao terceiro lugar.

Espectacular no seu andamento, Pedro Meireles foi perdendo gradualmente tempo para os primeiros, embora o piloto esteja cada vez mais competitivo.

Na luta pelo CPR2 foi Ivo Nogueira quem fez as despesas do rali. Comandou sempre nos duas rodas motrizes e foi progressivamente ganhando vantagem quer a João Silva quer a Paulo Antunes, que foi passado a meio do dia pelo piloto madeirense, dando a entender que ninguém vai querer levantar pé.

Destaque para a desistência de Vitor Pascoal, devido ao diferencial do Lancer ter partido e para o despiste aparatoso de Armando Oliveira, mas sem consequências para a equipa.

LÍDERES SUCESSIVOS
Ricardo Moura (1ª à 5ª pec)

VENDEDORES DE TROÇOS
Ricardo Moura (3); Vitor Lopes (2)

CLASSIFICAÇÃO 1ºDIA

mortalogo11Para que possa seguir a par e passo na estrada o Rali de Mortágua, aqui fica um completo Guia do Rali.

Neste guia para além dos horários e dos mapas tem ainda informação sobre o acesso a todos os troços do Rali de Mortágua, 7ª prova do campeonato de Portugal de Ralis.

FAÇA O DOWNLOAD DO GUIA DO RALI

peresmortag11Depois da desitência quando liderava do Rali Centro de Portugal, ficando no ar a ideia de que poderia ter lutado pela vitória nessa prova, Pedro Peres e Tiago Ferreira regressam a Mortágua, onde em 2010 também não foram felizes protagonizando um dos momentos fortes do ano.

"Este ano tenho essa curva bem assinalada", diz Pedro Peres em tom de graça, rematando que " espero que não apareçam guardas".

Contudo, o momento agora é de pensar na prova deste ano e "vamos tentar andar o maximo e tentar obter a tão desejada vitória. Vamos ver o que fazem os nossos adversários e tentar sempre reagir".

Dado mote e a estratégia, resta esparar se é desta que Pedro Peres alcança o topo nas provas do Campeonato de Portugal de Ralis.

amrmando11morRealiza-se este fim-de-semana, em Mortágua, a penúltima prova do Campeonato Portugal de Ralis 2L/2RM e do Citroen Racing Trophy.

Armando Oliveira acompanhado por Alexandre Rodrigues querem estar na luta pela vitória na classe 1600 como nos referiu o piloto dizendo que "o objectivo para a esta prova é claro, e passa pela vitória na classe 1600, vitória essa que nos colocaria na luta pelo campeonato. Contamos para isso com a fiabilidade do nosso C2 R2 Max. É um rali que gostamos particularmente, com troços fantásticos mas exigentes em que a concentração terá sempre de estar em níveis muito elevados para evitarmos erros."

Já o navegador Alexandre Rodrigues referiu que "vamos tentar manter o excelente andamento demonstrado no último Rali, e se isso acontecer estamos confiantes em obter um bom resultado quer em termos de classe 1600, quer em termos de CPR2. Sabemos que não teremos uma tarefa facilitada pois os nossos habituais adversários também têm revelado um andamento muito forte!.

A equipa conta com o apoio da Otrauto, Hotel Navegadores, Aparthotel Foz Atlântida, Grafite, Sportpneus, Emdipra, Q&F.

press_rtp_1102João Fernando Ramos regressa este fim-de-semana à competição, mais propriamente no Rali de Mortágua, penúltima prova do Campeonato de Portugal de Ralis tripulando um Mitsubishi Lancer EVO IX.

Depois de uma ação de promoção na Lousã no fim-de-semana passado, a equipa RTP está já a postos para atacar o asfalto das classificativas de Mortágua.

João Fernando Ramos confessa que “estou muito satisfeito com o carro e com o ensaio feito com a equipa. A RP Motorsport tem feito as opções certas e temos condições para fazer uma grande prova”.

“Tivemos uma centenas de pessoas na Lousã num dia de encontro com os amantes desta modalidade que continua a ser uma das mais queridas dos portugueses.”

“Vamos procurar ganhar ritmo logo no início da prova e tentar estar entre os cinco primeiros do grupo no domingo”

A equipa vai ter o seu centro operacional montado no Hotel Montebelo Aguieira e volta a contar com o apoio do Licor Beirão, Meo, Douroazul, Lousã Terra de Emoções, Turismo Centro de Portugal, Delta, Tsunami, Palexpo, Queijo da Vaquinha e Kumho Tyres.

Durante o rali vai ainda decorrer mais uma etapa do passatempo que vai permitir a um espectador integrar a equipa num próximo rali, bastando para isso mostrar os seus dotes de condução no jogo de computador WRC que vai estar ao dispor de todos os que passarem pela equipa de assistência de João Fernando Ramos.