faceralis

 

guiaaft

CPR

antunesven11vvPaulo Antunes fez jus à sua rapidez e experiência para somar uma importante vitória no Rali Vila Verde. Sempre concentrado e sem erros Antunes levou o Citroen C2 R2 Max a uma vitória, beneficiando ainda daquela estrelinha da sorte que acompanha sempre os melhores.

João Silva também fez uma brilhante estreia num rali que desconhecia por completo, mas só se pode queixar de si. Um engano no percurso da 9ª especial (que já deu confusão em anos anteriores), levou-o a falhar um cruzamento, e a perder a liderança na 10ª especial que já tinha conquistado logo no início do 2º dia. Depois já era tarde para recuperar, acabando assim no segundo lugar, num rali que tinha condições (carro) e andamento (rapidez) para ganhar.

Paulo Neto "cerrou" os punhos e assim que chegou ao 3º lugar não mais o largou, não deixando que Armando Oliveira chegasse perto. Numa prova de concentração, o piloto de Sintra acaba por obter nesta prova um excelente resultado, apesar de um susto mesmo no final quando reparou que tinha o depósito de combustível roto e a perder gasolina.

Nas restantes posições ficaram Ricardo Marques, que ainda subiu uma posição, por troca precisamente com Hugo Mesquita.

Renato Pita ainda foi a Vila Verde buscar duas vitórias, uma para a Taça de Portugal de Ralis e outra para o Regional Norte, depois de uma prova que dominou totalmente.

Marcos Gonçalves em Skoda Fabia TDi foi a surpresa na Taça, com o segundo lugar, ficando na frente de Paulo Silva que ainda superou Júlio Bastos, com ambos os pilotos em BMW.

LÍDERES DO RALI:
Ivo Nogueira (Pec 1 e 2); Paulo Antunes (Pec 3 a 7); João Silva (Pec 8 e 9); Paulo Antunes (Pec 10 a 13)
VENCEDORES DE TROÇOS:
Ivo Nogueira (1); Paulo Antunes (3); João Silva (9)

CLASSIFICAÇÃO FINAL
1º Paulo Antunes / Alberto Oliveira – Citroen C2 R2 Max 1h09m14,5s
2º João Silva / José Janela – Renault Clio R3 a 4,8s
3º Paulo neto / Daniel Amaral – Citroen DS3 a 4m24,s
4º Armando Oliveira / Alexandre Rodrigues – Citroen C2 R2 Max a 5m53,3s
5º Ricardo Marques / Jorge Carvalho – Citroen C2 R2 Max a 7m51,7s
6º Hugo Mesquita / Nuno Rodrigues da Silva – Citroen DS3 a 8m45,9s

PILOTO DO RALI
Paulo Antunes
MOMENTO DO RALI
Furo de João Silva logo no início do rali
MENOS DO RALI
FPAK e inscritos

antunesnafrente11Após o primeiro dia do Rali Vila Verde, prova do Campeonato de Portugal de Ralis 2L/2RM, apenas 6 concorrentes estão em prova!!!

Ivo Nogeira entrou com tudo neste prova e passou logo a liderar com alguma vantagem, mas o azar bateu à porta quando no terceiro troço o motor ficou sem água e levou, pouco depois à desistência.

Paulo Antunes sempre a andar muito forte passou para a liderança, que não mais largou, mesmo tendo sido João Silva o vencedor do maior número de troços.

O piloto madeirense teve uma saída de estrada, furou e ficou com a direcção aberta, mas mesmo assim retomou o ritmo e parece ser o piloto que tem mais condições para vencer esta prova.

Com Frederico Gomes de fora, logo no troço inaugural, devido ao toque numa pedra que lhe arrancou um tubo do radiador, com Rodrigo Ferreira a parar no terceiro troço quando o motor do C2 se calou e ainda o atraso de Carlos Marques, que furou no troço inaugural, Paulo Neto chegou ao terceiro lugar tendo o mérito de não ter cometido erros e de ter atacado no derradeiro troço (com muita chuva) passando Armando Oliveira na classificação.

Hugo Mesquita com pouco confiança para arriscar perdeu muito tempo, estando no 5º lugar na frente do azarado Ricardo Marques.

Na Taça de Portugal Renato Pita vai descansado no primeiro lugar, mesmo tendo feito o 6º troço com o carro a falhar, seguido por Marcos Gonçalves, uma surpresa ao volante do Skoda Fabia TDi.

No Campeonato Regional Norte, que só acaba depois dos três troços de amanhã, Pita está na frente de Paulo Silva e de Júlio Bastos.

LÍDERES DO RALI:
Ivo Nogueira (Pec 1 e 2); Paulo Antunes (Pec 3 a 7)
VENCEDORES DE TROÇOS:
Ivo Nogueira (1); Paulo Antunes (2); João Silva (4)

CLASSIFICAÇÃO 1ºDIA

logovilaverde11Está finalmente disponível a Lista de Inscritos do Rali Vila Verde, a pouco mais de 30 horas do início de realização desta prova pontuável para o Campeonato de Portugal de Ralis 2L/2RM.

 

 

 

 

 

 

vilaverdeinsc

vilaverdeapres11Pontuável para o Campeonato de Portugal de Ralis 2L/2RM, mas também para a Taça de Portugal e Regional Norte, o Rali Vila Verde já tem o seu regulamento definido.

O Clube Automóvel do Minho montou um esquema muito semelhante ao de 2010, alongando a prova por dois dias.

 

 

 

 

PROVA: Rali Vila Verde
ELEGIBILIDADE: CPR2, Taça de Portugal e Regional Norte
DATA: 28 e 29 de Maio de 2011
ORGANIZADOR: Clube Automóvel do Minho
CONTACTOS: (t:) 253 300 450 / www.camminho.com / Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar
INSCRIÇÕES: Até 19 de Maio de 2011
PERCURSO: 221,55 Kms / Troços – 111,57 Kms
NOVIDADES: Prova idêntica a 2010
CENTRO OPERACIONAL: Escola Profissional Amar Terra Verde
INSCRITOS / MAPA DOS TROÇOS / ACESSOS AOS TROÇOS

HORÁRIOS
vilaverdeitenerario11

soltasserras211Depois de quase 115 participações em provas do Nacional de Ralis, Vitor Lopes conseguiu obter, e logo de forma categórica, a sua primeira vitória absoluta nesta competição. Já Hugo Magalhães, seu navegador, e natural de Fafe, tem uma carreira mais curta, tendo com Vitor Lopes obtido a sua primeira vitória absoluta no CPR.

As imprescindíveis roulotes dos comes e bebes são sempre uma presença comum em todos os ralis. Nos troços de Fafe não faltaram petiscos para todos os gostos, nem quem quisesse marcar lugar com (muita) antecedência. Neste aspecto o vencedor foi o "Rei dos Cachorros" que 20 horas antes de os concorrentes passarem no salto da Lameirinha já marcava presença no local e com... fregueses!!!

A comparação de tempos entre os concorrentes do CPR e da Taça é por vezes inevitável. No final do primeiro dia, Daniel Nunes, ao volante de um Citroen Saxo, era n\ao só segundo da Taça como poderia estar entre os 10 melhores no CPR. Sem dúvida que o carro é importante, mas nisto dos ralis quem tem "unhas é que toca viola".

Uma saída de estrada já na fase final do rali, levou a que Eduardo Veiga perdesse um 5º lugar, que até esse momemto, estava a justificar. O Lancer ficou preso fora de estrada e só uns minutos depois é que de lá saiu.

Dos 30 carros que partiram para a Taça de Portugal, apenas nove lograram terminar o rali, mesmo se alguns, poucos, pertenciam ao regional e decidiram não fazer a prova toda.

RALIS ONLINE TV

RALIS ONLINE TV 2