faceralis

 

posvendaclick
 

CPR

teo4Ricardo Teodósio e José Teixeira continuam candidatos ao título de 2018, apesar de, desta vez, não terem subido ao pódio numa prova do Campeonato de Portugal de Ralis. A equipa algarvia discutiu durante grande parte do rali a 3ª posição, mas os ritmos, apesar de fortes na parte da tarde, não foram suficientes para a equipa guardar a posição pretendida.

"Andámos muito depressa e até com alguns sustos pelo caminho, mas infelizmente não chegou. Preciso de ter mais confiança, e eu ainda andei a descobrir situações com o carro nalgumas zonas do traçado, apesar do Skoda ter estado sempre impecável ao longo de toda a prova. Acho que tenho de acreditar mais nas zonas decisivas", desabafou Ricardo Teodósio.

Apesar do 4º lugar alcançado, Teodósio continua em 2º lugar do campeonato, ainda com hipóteses de chegar ao título no Rali Casinos do Algarve. "O campeonato vai ser decidido no Algarve, e nós tentámos chegar a uma classificação melhor em Amarante, mas não foi possível, pois todos os nossos adversários atacaram forte de tarde e não deu para aguentar o ritmo. Terminámos sem problemas, e isso é o mais importante" concluiu o piloto.

Para José Teixeira, ficou a sensação de poderem ter feito melhor, mas ainda está tudo em aberto.
"Na parte final do rali a estrada já estava bastante suja e achámos preferível não arriscar muito, para não haver problemas. O resultado foi positivo, embora tenha a sensação que se poderia ter feito mais. Vamos tentar discutir o título no Algarve", afirmou José Teixeira.

O Rali Casinos do Algarve, a última prova do CPR 2018, está agendada para os dias 15 a 17 de novembro.

armindo18liArmindo Araújo terminou o Rali de Amarante / Baião na terceira posição e deu mais um passo rumo ao objetivo de alcançar o título absoluto no final da temporada. Numa prova marcada, uma vez mais, pela grande competitividade na discussão dos primeiros lugares, o piloto do Hyundai i20 R5 garantiu uma posição que lhe permite partir, para o derradeiro rali do calendário, com uma importante vantagem na liderança do campeonato.

"Saímos daqui com a sensação de dever cumprido. Na primeira metade do rali não conseguimos ser mais rápidos e perdemos algum tempo para os pilotos da frente. Algumas alterações efetuadas para a última secção, permitiram garantir uma margem confortável sobre o nosso mais direto adversário nas contas do campeonato", começou por dizer Armindo Araújo.

Apenas com três pilotos com possibilidades matemáticas de alcançar o título, o Rali Casino do Algarve será o palco de todas as decisões e uma prova de grandes emoções. "Toda a equipa fez um grande trabalho para podermos chegar ao Algarve nestas condições e o nosso foco, a partir daqui, está completamente direcionado na conquista do título", acrescentou o piloto do Team Hyundai Portugal | Armindo Araújo.

A prova organizada pelo Clube Automóvel do Algarve disputa-se nos dias 16 e 17 de Novembro.

Classificação após 8 provas: 1º A. ARAUJO - 139,26; 2º R. Teodósio – 112,88; 3º J. P. Fontes – 110,58; 4º M. Barbosa - 89,01; 5º J. Barros – 72,56 (...)

fontesvieA estreia do Rali Amarante Baião no escalão máximo dos ralis nacionais não podia ter corrido melhor para as cores do Citroën Vodafone Team, que garantiu hoje a primeira vitória à geral do nóvel Citroën C3 R5 em provas de estrada portuguesas, depois da sua estreia no CPR, em Maio, aquando do Vodafone Rali de Portugal.

José Pedro Fontes/Paulo Babo travaram intensa luta ao longo das 11 especiais da prova, com João Barros, que foi, aliás, líder da prova até bem perto do final. A verdade é que José Pedro Fontes já tinha antecipado que os bons sinais dados ontem na etapa de arranque lhe davam confiança adicional e havia, sim, que forçar um pouco mais e tentar anular os pouco mais de cinco segundos que o separavam da liderança na noite de ontem.

Pois foi a essa a estratégia de hoje e que surtiu um excelente efeito. Um andamento forte, sem erros ou percalços que pudessem baralhar as contas, e a dupla do Citroën Vodafone Team tirou o melhor partido das capacidades do Citroën C3 R5 vencendo cinco especiais, já depois de ontem terem sido os mais lestos na Super Especial desenhada nas ruas de Amarante.

A única troca de líder aconteceu aconteceu a dois troços do final, na especial de Carvalho de Rei 2, quando José Pedro Fontes "roubou" de uma só vez, 1,8 segundos a João Barros, assumindo a liderança à geral por apenas meio segundo, diferença com que os dois pilotos entaram para a derradeira batalha em terras de Amarante, o troço Rota do Vinho Verde 2, com 12,44 quilómetros. Era o o "tudo por tudo" para ambas as formações e foi aqui que Fontes, Babo e o C3 R5 fizeram a diferença, batendo o rival por 4,5 segundos.

Foi, como ficou provado "um triunfo suado, mas bestialmente saboroso", afirmou José Pedro Fontes à chegada a Amarante, acrescentando que "conseguimos fazer desta vez aquilo que por manifesto azar não foi possível em Castelo Branco. Conseguimos dar ao Citroën C3 R5 o primeiro triunfo à geral numa prova do Campeonato de Portugal de Ralis, um objectivo que perseguíamos desde Maio. Foi um rali exigente em que o mínimo erro podia deitar tudo a perder, tal o nível a que andámos. Aproveito para felicitar o João Barros pela excelente prova que fez, sendo que também ele seria um justo vencedor. Por outro lado gostava de dedicar este triunfo à Inês Ponte, depois do período difícil que ambos atravessamos, e a toda a equipa que trabalhou de forma incansável antes e durante este rali, em que tudo era novidade. Estamos todos de parabéns, mas já a pensar em repetir "a dose" no Algarve. É nisso que estamos já focados, até porque este triunfo veio apimentar ainda mais a luta pelo título que será decidido na última prova e, apesar de todos os percalços que enfrentámos, nós também estaremos na luta, sabendo que é imperioso vencer, embora estejamos dependentes do resultado dos nossos outros dois rivais."

O Campeonato de Portugal de Ralis regressa à estrada para disputar a sua última ronda em 2018, o Rali do Algarve, que tem lugar no dias 17 e 18 de Novembro.

Classificação Final

1º José Pedro Fontes/Paulo Babo (Citroën C3 R5), 1h07m27,7s
2º João Barros/António Costa (Skoda), a 5s
3º Armindo Araújo/Luís Ramalho (Hyundai), a 26,1s
4º Ricardo Teodósio/José Teixeira (Skoda), a 49,9s
5º Miguel Barbosa/Hugo Magalhães (Skoda), a 1m51,s

fontesO Campeonato Nacional de Ralis teve mais uma excelente jornada do pontos de vista desportivo, depois de um tremendo rali e de uma tremenda luta entre José Pedro Fontes e João Barros, que acabou favorável ao piloto do Citroen C3 R5.

A primeira grade surpresa, pela competitividade demonstrada na estreia ao volante do Skoda Fabia R5, foi João Barros que liderou grande parte da prova, e foi dos principais protagonistas do fim-de-semana. Porém, José Pedro Fontes, bastante mais à vontade nesta fase com o C3 R5, foi ganhando confiança de troço para troço e fez uma segunda fase de rali ainda mais rápida e conseguiu impor-se a dois troços do fim.

A vitória ficou bem entregue a Fontes, mas teria também ficada a Barros, com nota máxima para ambos neste rali.

Porém, Fontes sai com uma vitória "amargar" nesta prova, já que a mesma não lhe permitiu continuar na luta pelo título, que agora está restrita a Armindo Araújo e a Ricardo Teodósio, embora com forte pendor para o piloto do Hyundai.

Nesta prova, os dois pilotos andaram muito tempo separados por erdade é que poucos segundos, mas Armindo Araújo acabou por descolar no terceiro lugar já nos derradeiros troços, que embora seja uma posição que o deixa muito confortável para a obtenção do título, ainda não o consegue festejar, tendo que ir ao Algarve pontuar.

Quando a Ricardo Teodósio fez o rali possível, dando a sensação de estar um pouco mais em esforço que os seus adversários. A verdade é que chega a esta fase do campeonato como o único que ainda é capaz de lutar pelo título frente a Armindo Araújo, na sua primeira época completa com um R5. No Algarve, Teodósio é quase obrigado a ganhar o rali, vencer muitos troços e esperar que Armindo Araújo tenha muito azar!!!

Para Miguel Barbosa, que passou ao lado desta prova, acabaram as hipóteses de lutar pelo título, depois de um rali menos positivo, terminando no quinto lugar quando o objetivo era tentar vencer!!!

Na estreia com o Hyundai i20 R5, Diogo Gago fez um rali inteligente, demonstrando evolução e uma boa adaptação ao carro ficando agora com "água na boca" para novas experiências a este nível.

Nas 2RM a vitória foi para Bernardo Sousa, na sua estreia ao volante do Peugeot 208 R2, acabando por retirar pontos aos restantes concorrentes por estar inscrito no campeonato. Entre os pilotos que estão na luta pelo campeonato, Miguel Correia conseguiu impor-se a Daniel Nunes (por 3s) e a Gil Antunes, levando dessa forma a questão do título para o Algarve.

VENCEDORES DE TROÇOS
João Barros (4); José Pedro Fontes (6); Armindo Araújo (1)

LIDERANÇA SUCESSIVA
João Barros (Pec 1 a 9); José Pedro Fontes (Pec 10 e 11)

CLASSIFICAÇÃO FINAL
amarantegeral18

 

amarante18dia1Fotos: PAULO HOMEM (Proíbida a reprodução de fotos sem indicação da fonte)
Evento: RALI AMARANTE BAIÃO
Data: setembro 2018
Site: www.ralisonline.net