faceralis

 

posvendaclick

ERC

bassosanremo10O primeiro dia do Rali Sanremo foi muito animado por ter tido várias trocas de líder mas, por outro lado, foi uma grande dor de cabeça para muitos, no que diz respeito à escolha de pneus pois, as condições climatéricas estiveram muito instáveis.
Giandomenico Basso iniciou o rali com algumas dificuldades nas escolhas de pneus mas, no entanto, nunca se afastou muito dos que seguiam nos lugares do pódio. A rodar na quarta posição desde o inicio, Basso venceu a derradeira especial de 44 quilómetros e terminou o dia na liderança, com o renovado Punto S2000.
Paolo Andreucci liderou no quarto e quinto troço mas, os Abarth estiveram muito fortes na última especial e o italiano da Racing Lions, terminou a etapa em segundo da geral, a 5,2s de Basso.
Tal como o seu companheiro de equipa, Luca Rossetti também não se deu bem nas primeiras especiais mas, no entanto, conseguiu secundar Basso na longa especial, saltando de quinto para terceiro da geral, estando a 12,3s de Andreucci.
Após ter sido o mais rápido durante o shakedown, Kris Meeke também começou bem o rali, ao ser o primeiro a vencer um troço e, como tal, também foi o líder das primeiras três especiais. Acabou por perder essa posição para Andreucci mas, acabaria por cometer um erro na derradeira especial e baixou para a quarta posição, após ter partido uma jante.
Juho Hänninen tem surpreendido nos pisos de asfalto e em Itália não foi excepção. Andou sempre em segundo ou terceiro mas, uma escolha errada de pneus no último troço, fez com que caísse para quinto.
Esperava-se mais de Bryan Bouffier mas, o piloto francês também não tem muita experiência neste rali e encontra-se na sexta posição a 7,3s de Hänninen.
Não fosse uma penalização de 10 segundos, Freddy Loix poderia estar a ocupar a quinta posição pois, terminou o dia apenas a 1,8s de Bouffier e a 9,1s de Hänninen.
Apesar de estar a disputar o campeonato italiano, Jan Kopecký andou todo o dia um pouco nervoso pois, na edição 2009, o piloto checo desistiu muito cedo. Escolhas erradas de pneus, também condicionaram o seu andamento, terminando a quase 1m30s do líder.
Bruno Magalhães também errou nas escolhas dos pneus mas, com condições atmosféricas tão incertas, não esteve fácil para ninguém. O português ocupa a décima primeira posição desde o inicio mas, tem possibilidades de melhorar amanhã.

 

LÍDERES DO RALI:
Kris Meeke (Pec 1 a 3); Paolo Andreucci (Pec 4 e 5); Giandomenico Basso (Pec 6)
VENCEDORES DE TROÇOS:
Kris Meeke (2); Paolo Andreucci (3); Luca Rossetti (1); Giandomenico Basso (1)

DESISTENTES
Andreas Mikkelsen; Umberto Scandola; Daniel Oliveira; Niall McShea

CLASSIFICAÇÃO 1º DIA (link)
1º Giandomenico Basso – Fiat Grande Punto 1h15m50,6s
2º Paolo Andreucci – Peugeot 207 S2000 a 5,2s
3º Luca Rossetti – Fiat Grande Punto a 17,5s
4º Kris Meeke – Peugeot 207 S2000 a 46,9s
5º Freddy Loix – Skoda Fabia S2000 a 48,2s
6º Juha Hanninen – Skoda Fabia S2000 a 49,1s
7º Bryan Bouffier – peugeot 207 S2000 a 55,6s
8ª Jan Kopecky – Skoda Fabia S2000 a 1m28,2s
...
11 Bruno Magalhães – Peugeot 207 S2000 a 1m37,5s

Colaboração Ricardo Nascimento

sanremologoO Rali de Sanremo que vai para a estrada 6ª Feira e Sábado, promete ser um dos mais disputados ralis da temporada 2010 do Intercontinental Rally Challenge.

São 31 o número de S2000 presentes, que são conduzidos pelos melhores pilotos da actualidade nesta competição.

Para saber mais informações sobre esta prova consulte o site oficial da prova.

Tempos Shakedown:

1 Kris Meeke (Peugeot 207 S2000) 2m06.0s
2 Jan Kopecký (Škoda Fabia S2000) 2m06.9s
3 Juho Hänninen (Škoda Fabia S2000) 2m07.6s
4 Umberto Scandola (M-Sport Ford Fiesta S2000) 2m08.3s
5 Giandomenico Basso (Abarth Grande Punto S2000) 2m08.5s
6 Paolo Andreucci (Peugeot 207 S2000) 2m08.6s
7 Bryan Bouffier (Peugeot 207 S2000) 2m09.2s
8 Freddy Loix (Škoda Fabia S2000) 2m09.2s
9 Luca Rossetti (Abarth Grande Punto S2000) 2m09.3s
10 Guy Wilks (Škoda Fabia S2000) 2m10.7s

HORÁRIO

24 de Setembro, Sexta-feira
1.ª Etapa
13.00 – Partida
13.34 – 1.ª PC – Coldirodi 1 (12,92 km)
14.28 – 2.ª PC – Bignone 1 (10,62 km)
16.34 – 3.ª PC – Coldirodi 2 (12,92 km)
16.56 – 4.ª PC – Apricale (17,53 km)
17.23 – 5.ª PC – Bignone 2 (10,62 km)
22.09 – 6.ª PC – Ronde (44,00 km)

25 de Setembro, Sábado
00.17 – Chegada – Sanremo
2.ª Etapa

07.50 – Partida
09.00 – 7.ª PC – Cappo 1 (29,56 km)
09.45 – 8.ª PC – Teglia 1 (29,03 km)
13.00 – 9.ª PC – Bajardo (1,73 km)
13.14 – 10.ª PC – Cappo 2 (29,56 km)
13.50 – 11.ª PC – Teglia 1 (29,03 km)
15.37 – Chegada – Sanremo
Nota – Menos uma hora em Lisboa

CLASSIFICAÇÕES DO IRC, ANTES DO RALI DE SANREMO

Pilotos
1.º, Juho Hanninen 56 pontos; 2.º, Jan Kopecky, 47; 3.º, Freddy Loix, 30; 3.º, Bruno Magalhães, 30; 4.º, Kris Meeke, 28; 5.º, Guy Wilks, 27; 6.º, Andreas Mikkelsen, 13; 7.º, Thierry Neuville, 8; 9.º, Mikko Hirvonen, 10; 10.º, Paolo Andreucci, 8; ...

Marcas
1.º, Skoda, 120 pontos; 2.º, Peugeot, 79; 3.º, Ford, 31, 4.º, Mitsubishi, 22 ; 5,.º, Subaru, 11

bruno2diamc10Bruno Magalhães e a Peugeot Portugal regressam três anos deçpois ao rali de Sanremo, novamente com Bruno Magalhães, que reconhece estar entusiasmado por voltar a esta mítica prova.

Bruno Magalhães: "Vamos procurar somar mais pontos para o campeonato, conscientes de que vai ser uma prova muito difícil face à qualidade dos inscritos. E vamos ter de contar com os concorrentes do campeonato italiano, que têm bons carros e conhecem as especiais. Admito poder estar mais à vontade no primeiro dia, por os troços serem iguais aos de 2007, mas não posso dizer que os conheço tão bem como alguns dos meus adversários. O grande desafio é a especial nocturna com 44 km, que tem uma extensão a que não estamos habituados, mas, como também gosto de guiar à noite, estou entusiasmado com a participação em Sanremo."

Carlos Barros, director desportivo da Peugeot Sport Portugal: "Três anos depois voltamos a Sanremo, com a vontade de andar o mais depressa possível e com o objectivo de terminar nos cinco primeiros lugares. Sabemos que é mais difícil do que noutras provas, pois para além dos habituais participantes do IRC vamos ter a concorrência de um grande número de pilotos italianos, com destaque para os dois pilotos oficiais da Fiat Abarth. É que se houve provas onde os pilotos locais não eram adversários a ter em conta, desta vez isso não acontece. Gostávamos de terminar o campeonato no pódio, mas temos a consciência de que será muito difícil, uma vez que depois de Sanremo ficam a faltar duas provas que nós já não faremos. Temos os nossos sete resultados, ao contrário do que sucede com alguns dos nossos mais directos adversários, que podem, ainda, contabilizar mais pontos."

113 Inscritos e 31 S2000

As estradas da Liguria recebem as mais de 100 equipas inscritas (113), 31 delas com S2000, para uma prova que já integrou o calendário do Campeonato do Mundo e que, agora no IRC, continua a ser uma das mais carismáticas da história do automobilismo mundial.

Pela frente, Bruno Magalhães (Nº 15) tem um enorme desafio, uma vez que, aos habituais envolvidos no IRC, juntam-se os pilotos italianos, alguns deles candidatos às primeiras posições.

Estão neste caso Giandomenico Basso, Luca Rossetti e Renato Travaglia, com os Fiat Punto, Umberto Scandola e Andrea Navarra, que se juntam a Andreas Mikkelsen ao volante dos Ford Fiesta, e Paolo Andreucci, Piero Longhi, Gianfranco Cunico e Alessandro Perico, entre outros, que tal como Bruno Magalhães guiam os Peugeot, formando uma armada de 15 Peugeot 207 S2000.

Além destes, a Skoda alinha com seis Fabia, para Juho Hanninen, que defende o comando do campeonato, Jan Kopecky, Guy Wilks, Freddy Loix, Marco Signor e Michele Cinotto. A Proton conta com o regressado Gilles Panizzi e Neal McShea, e a Peugeot com Kris Meeke, Thierry Neville e Bryan Bouffier, entre outros, o que deixa antever uma prova aberta e de resultado imprevisível.

Em termos de percurso, os concorrentes vão cumprir 11 provas de classificação ao longo de dois dias, com o destaque a ir para os 44 km de Ronde, que tem lugar na noite de sexta-feira.

É um regresso aos bons velhos tempos das provas de estrada, quando havia classificativas nocturnas, algo a que a maior parte dos pilotos não está habituada.

logosnare10A 52ª edição do Rallye Sanremo, para o IRC e Campeonato Italiano, vai contar à partida com 30 viaturas S2000, na lista de 102 inscritos. O nosso Bruno Magalhães vai estar presente neste rally muito dificil e Gilles Panizzi, está de regresso à competição.

 

ABARTH
Giandomenico Basso; 
Luca Rossetti; 
Renato Travaglia

M-SPORT
Andreas Mikkelsen; 
Umberto Scandola; 
Andrea Navarra

PEUGEOT
Bruno Magalhães; 
Kris Meeke; 
Thierry Neuville; 
Bryan Bouffier; 
Franz Wittmann Jr.; 
Paolo Andreucci; 
Piero Longhi; 
Gianfranco Cunico; 
Alessandro Perico; 
Rudy Michelini; 
Tobia Cavalini; 
Burcu Çetinkaya; 
Alesio Pisi

SKODA
Juho Hänninen; 
Jan Kopeck?; 
Guy Wilks; 
Freddy Loix; 
Marco Signor

PROTON
Gilles Panizzi; 
Neal McShea

Colaboração Ricardo Nascimento

RALIS ONLINE TV

RALIS ONLINE TV 2