faceralis

 

guiaaft

WRC

neuvilleedia2(POR RICARDO NASCIMENTO)

Apesar das ameaças de mau tempo, a chuva só apareceu em algumas partes e por pouco tempo, mas amanhã, existe nova ameaça de chuva que poderá fazer estragos.

Por motivos de segurança, a especial número 14 acabou por cancelada devido a uns estragos numa pequena ponte.

Andreas Mikkelsen perdeu 4.5s na primeira especial, poderá ter sentido alguma pressão e acabou por cometer um excesso ao furar os dois pneus esquerdos, deixando o Hyundai um pouco danificado. Com apenas um pneu para poder trocar, o norueguês abandonou após o final da especial, mas regressa amanhã para os pontos da Power Stage.

Thierry Neuville assumiu a liderança após o abandono de Mikkelsen, mas não se livrou de um susto ao falhar uma travagem induzido em erro por parte das marcas de Ogier que já tinha feito o mesmo minutos antes. O belga ainda ficou com alguns danos, ficando com um pneu a sair da jante e sem primeira velocidade na caixa que seria trocada na assistência.

Jari-Matti Latvala começou bem ao dia ao subir para terceiro e depois para segundo após o erro de Mikkelsen, terminando a manhã a 6,3s de Neuville. À tarde, o belga foi mais forte do que o finlandês, aumentando a liderança para 20,1s para se decidir a vitória entre os dois no derradeiro dia.

Kris Meeke cometeu o mesmo erro de Neuville e Ogier, perdendo uma posição para Latvala e depois mais tarde para Tänak, depois do britânico ter dado um toque numa ponte e danificar um braço de suspensão. Logo de seguida, a equipa Citroën deu ordens para Meeke não continuar em prova.

Ott Tänak subiu de sexta para terceiro, voltando a colocar um carro da M-Sport nos lugares do pódio em mais rally, estando a 20,5s de Latvala, a mesma distância do finlandês para o líder. Com novas previsões de chuva para amanhã, o estónio não está muito contente devido à falta de experiência neste rally com chuva que pode ser muito traiçoeiro.

Craig Breen perdeu um lugar para Tänak, mas regressou à quarta posição após os abandonos de Meeke e Mikkelsen. Para primeira vez na Austrália, o jovem irlandês até está a ir bem, voltando a ser o melhor piloto da Citroën.

Apesar de estar em quinto, Hayden Paddon continua um pouco apagado e nem conseguiu aproximar-se de Breen com total desconhecimento dos troços. Onde poderia estar Sordo neste momento?

Desanimado, Sébastien Ogier teve mais um dia sem motivação, acabando por cometer alguns erros e ficar sem o pára-choques dianteiro após um toque numa barreira, bastando-lhe agora levar o Fiesta na sexta posição até ao final.

Stéphane Lefebvre fez um pião logo no inicio do dia e voltou a repetir o mesmo erro no inicio da tarde, perdendo assim qualquer hipótese de alcançar Ogier.
Elfyn Evans voltou a arrastar-se com os pneus DMACK que ainda precisam de algum trabalho neste tipo de superfície.

Tal como Mikkelsen, o jovem Kalle Rovanperä também furou dois pneus, sendo obrigado a terminar o dia mais cedo, mas regressa amanhã em rally2.
Brendam Reeves abandonou no inicio do dia e não vai regressar na derradeira etapa, deixando Nathan Quin como melhor local num Evo IX "vitaminado".

VENCEDORES DE TROÇOS:
Andreas Mikkelsen (5); Thierry Neuville (6); Ott Tänak (3); Jari-Matti Latvala (1); Craig Breen (1)
LÍDERES DO RALLY:
Andreas Mikkelsen (SS1 a 9); Thierry Neuville (SS10 a 16)

PRINCIPAIS ABANDONOS:
9 Kris Meeke / Paul Nagle (GB/IE) Citroën C3 WRC (suspensão após SS12) rally2
6 Andreas Mikkelsen / Anders Jæger (NO) Hyundai i20 coupe WRC (dois furos na SS10) rally2
31 Kalle Rovanperä / Jonne Halttunen (FI) Ford Fiesta R5 (dois furos na SS13) rally2
67 Brendan Reeves / Rhianon Gelsomino (AU) Mazda 2 AP4 (avaria na SS9)
70 Harry Bates / John McCarthy (AU) Toyota Yaris AP4 (avaria após SS3)

CLASSIFICAÇÃO SEGUNDO DIA
auatraliadia217clas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

mikdia1austr(POR RICARDO NASCIMENTO)

Do outro lado do mundo, começou a disputar-se o derradeiro evento do espétacular WRC 2017, com os seus troços australianos muito rápidos e poeirentos que obrigaram a intervalos de 3 minutos entre cada piloto. Nestas condições, era notório que os pilotos que partiam mais atrás tinham grande vantagem, mas para amanhã, a chuva poderá aparecer e tudo poderá inverter-se.

Sendo nono na estrada e como vencedor da edição anterior, Andreas Mikkelsen destacou-se de toda a concorrência, vencendo as primeiras quatros especiais e ganhar uma vantagem de 20s ao longo do dia para o piloto mais próximo do norueguês. Se chover como está previsto para o segundo dia, poderá ser complicado para quem partir em décimo na estrada.

Thierry Neuville encontrou dificuldades durante a manhã por ser segundo na estrada, mas recuperou algum tempo na repetição das especiais, vencendo duas e subir da quarta para a segunda posição.
Por outro lado, Kris Meeke tinha melhor ordem de partida do que o belga, cometeu um pequeno erro numa ligeira saída de estrada, mas ocupou a segunda posição durante todo o dia, até a perder por 0,7s para Neuville na derradeira super especial.

Jari-Matti Latvala não esteve consistente durante a manhã e até complicou com uma falha nos intercomunicadores na primeira especial. Com pneus duros à tarde, o finlandês deu-se bem nas partes com terra solta, mas perdia quando o piso estava mais polido, conseguindo subir à quarta posição a 9,1s de Meeke.
Craig Breen esteve perto de vencer um troço e chegou a ser terceiro na classificação, mas a tarde não correu tão bem ao irlandês, cometendo pequenos erros e teve dificuldades com um dos pneus no C3, caindo para quinto a 0,9s de Latvala.

Os carros da M-Sport não estiveram bem no primeiro dia, com Ott Tänak a ser apenas sexto a 33s do líder. As duas passagens por Pilbara não foram favoráveis ao Fiesta, com o carro do estónio a perder toda a traseira numa passagem de água. O comportamento do carro agravou-se e Tänak até dizia que via mais a estrada pelo vidro lateral do que pelo dianteiro.
Hayden Paddon não esteve satisfeito com o carro durante a manhã, melhorou um pouco à tarde, mas depois voltou para a sétima posição que tinha desde a segunda especial a 5,2s de Tänak.

Muito penalizado por ser primeiro na estrada, Sébastien Ogier ainda se atrasou mais no cronómetro por ter ficado várias vezes sem o funcionamento da "paddle shift" devido a uma falha eletrónica. O francês terminou o dia apenas em oitavo a 47,9s de Mikkelsen, mas se chover amanhã, o campeão poderá ter boas hipóteses de recuperar.
Stéphane Lefebvre furou duas vezes nas duas passagens por Pilbara, não perdeu muito tempo, mas condicionou o seu andamento por não ter outro pneu para trocar se fosse necessário, terminando em nono a 9,4s de Ogier.

Elfyn Evans só dispunha de pneus duros e os DMACK com essa mistura, estiveram longe de ser eficazes, perdendo sempre terreno em todas as especiais e ficar a mais de 1 minuto do líder.
Pior esteve Esapekka Lappi que ficou sem direção assistida a meio da manhã e uma fuga de óleo que não conseguia perceber de onde vinha. O finlandês melhorou os seus tempos à tarde, mas já perdeu mais de 3 minutos para Mikkelsen.

No seu segundo rally no WRC2, Kalle Rovanperä está a portar-se muito bem, estando logo a seguir aos carros de topo. O finlandês é o único concorrente no WRC2 mas já tem uma enorme vantagem para todos os carros que seguem atrás.
Brendan Reeves é o melhor piloto local no Mazda 2 AP4 com que já venceu rallies na Nova Zelândia. O australiano já está a quase 3 minutos de distância de Rovanperä, mas também foi o único AP4 a terminar a etapa, estando isolado na décima terceira posição num carro que está à venda.

VENCEDORES DE TROÇOS:
Andreas Mikkelsen (5); Thierry Neuville (2); Ott Tänak (1)
LÍDERES DO RALLY:
Andreas Mikkelsen (SS1 a 8)

DIA 1 KENNARDS HIRE RALLY AUSTRALIA

PRINCIPAIS ABANDONOS:
69 Eli Evans / Glen Weston (AU) Mini Cooper AP4 (direção assistida após SS2)
70 Harry Bates / John McCarthy (AU) Toyota Yaris AP4 (avaria após SS3)

CLASSIFICAÇÃO PRIMEIRO DIA
AUSTRAILIADIA1

 

 

 

 

 

 

 

 

 

poloCom o Polo GTI R5, a Volkswagen retorna ao rali sob um novo disfarce. No segundo semestre de 2018, a Volkswagen disponibilizará a versão de 270 CV do Polo para equipas profissionais e pilotos para que possam competir em campeonatos de ralis em todo o mundo - incluindo o Campeonato Mundial de Rali da FIA (WRC). Um esboço do carro, que se baseia no novo Polo da sexta geração, dá um primeiro ar do que está por vir.

"Com o Polo GTI R5, esperamos transferir nossa experiência de quatro títulos WRC para os ralis "cliente" com sucesso e oferecer uma máquina de corrida de primeira classe para inúmeros campeonatos de rali nacionais ou mesmo para o WRC", disse o diretor da Volkswagen Motorsport, Sven Smeets. "Antes da primeira corrida no próximo ano, sujeitaremos o Polo GTI R5 a testes rigorosos para garantir que esteja preparado para as todas as condições de todos os ralis em todo o mundo".

O desenvolvimento do Polo GTI R5 está em pleno andamento desde o início do ano, com unidades de teste iniciais planeadas para este ano. A experiência adquirida com a era bem-sucedida da WRC está sendo incorporada diretamente: o diretor técnico da Volkswagen Motorsport François-Xavier "FX" Demaison, pai do recorde ganhador do Polo R WRC, é responsável pelo desenvolvimento do Polo GTI R5. E Gerard-Jan de Jongh também traz toda sua experiência como engenheiro sénior do projeto. O holandês era anteriormente o engenheiro de corridas de Sébastien Ogier.

Como o modelo de produção - que deve ser lançado no final deste ano - o Polo GTI R5 possui um poderoso motor turbo de quatro cilindros com injeção direta de combustível. Outras características incluem a tração nas quatro rodas, uma transmissão de corrida sequencial de cinco velocidades e um pacote de segurança abrangente, que são as características mais importantes da categoria R5 trazida pela FIA, em 2012. Isso dá às equipas e importadores a oportunidade de disputar campeonatos nacionais, regionais e internacionais com carros de rali competitivos.

c3r5O Rallye do VAR terá como estreia o novo Citroen C3 R5, pelas mãos do piloto Yoann Bonato.

Desde o início de setembro a Citroen tem submetido o C3 R5 participou a uma série de sessões de teste, tanto em asfalto quanto em terra. Até agora, perto do produto que entrará em venda no primeiro semestre de 2018, o protótipo conduzido alternativamente por Stéphane Lefebvre, Craig Breen e Yoann Bonato já acumulou mais de 4.000 km de testes, com níveis totalmente satisfatórios de desempenho e confiabilidade.

De 23 a 26 de novembro, um Citroën C3 R5 será executado como um dos carros zero no Rallye du Var, com o número 0 nas suas portas, o C3 R5 não funcionará de forma competitiva, uma vez que ainda não será homologado pela FIA.

evansvence(POR RICARDO NASCIMENTO)

Apesar de haver cinco candidatos para a segunda posição, não ia ser fácil haver grandes alterações na classificação, com troços muito curtos para o derradeiro dia. O sol ajudou a secar o piso rapidamente, mas tornou-os muito polidos e algo traiçoeiros.

Depois do excelente rally nos dois primeiros dias, Elfyn Evans efetuou um verdadeiro passeio de domingo para alcançar calmamente a sua primeira vitória no WRC e também para a DMACK, num brilhante triunfo que levou a M-Sport a alcançar o título de construtores.

Thierry Neuville foi o piloto mais rápido do dia, conseguindo vencer a Power Stage e terminar na segunda posição, mas não foi o suficiente para alcançar os seus objetivos.

Por outro lado, Sébastien Ogier perdeu uma posição para Neuville, mas o terceiro lugar final e os 2 pontos alcançados na Power Stage, foram suficiente para o francês obter o seu quinto título consecutivo e o primeiro com a M-Sport. Os próximos dias vão ser expetantes sobre o que Ogier irá decidir em relação à equipa com que irá competir em 2018.

A evolução de Andreas Mikkelsen com o Hyundai está cada vez melhor, com o norueguês a ser o segundo piloto mais rápido do dia e subir um lugar na classificação final a 4,6s de Ogier e a 8,8s de Neuville.

Depois de ter chegado a passar ontem pela terceira posição, Jari-Matti Latvala não foi além do quinto lugar a 0,5s de Mikkelsen, num rally em que os Toyota tiveram dificuldades em terem os seus carros perfeitos.

Ott Tänak esteve hoje tão rápido como teve Neuville e Mikkelsen, mas o estónio levantou o pé no final da Power Stage para ajudar Ogier a ter mais hipóteses nas pontuações extras e levar a sua equipa a um fim-de-semana de sonho.

Depois de ter perdido ontem grande parte da asa posterior do C3, Kris Meeke ficou fora da luta pela segunda posição, ficando isolado no sétimo lugar e subir para oitavo no campeonato.

Hayden Paddon e Esapekka Lappi limitaram-se a levar os seus carros até ao final, tal como Dani Sordo que fez o seu último rally da temporada, uma vez que não vai deslocar-se à Austrália.

Craig Breen continuou a sua recuperação até ao 15º lugar e marcou mais alguns pontos para a Citroën, mas Mads Østberg não foi além da 38ª posição no seu último rally da temporada, após o problema elétrico sofrido ontem.

Depois do acidente de ontem em que danificou a suspensão, Juho Hänninen não regressou em rally2 no seu último rally com a Toyota.

VENCEDORES DE TROÇOS:
Sébastien Ogier (2); Elfyn Evans (9); Ott Tänak (2); Thierry Neuville (4); Jari Matti Latvala (2); Andreas Mikkelsen (2)

LÍDERES DO RALLY:
Sébastien Ogier (SS1); Elfyn Evans (SS2 a 21)

POWER STAGE:
1º Thierry Neuville; 2º Kris Meeke; 3º Jari-Matti Latvala; 4º Sébastien Ogier; 5º Andreas Mikkelsen

DIA 3 DAYINSURE WALES RALLY GB

dia3wales

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PRINCIPAIS ABANDONOS:
8 Craig Breen / Scott Martin (IRL/GB) Citroën C3 WRC (preso numa vala na SS7) rally2
11 Juho Hänninen / Kaj Lindström (FIN) Toyota Yaris WRC (acidente na SS14)
14 Mads Østberg / Emil Axelsson (NOR/SWE) Ford Fiesta WRC (avaria elétrica após SS11) rally2
20 Yazeed Al Rajhi / Michael Orr (SAU/GB) Ford Fiesta RS WRC (capotou na SS6)
33 Ole Christian Veiby / Stig Rune Skjærmoen (N) Skoda Fabia R5 (capotou na SS5) rally2
51 Kalle Rovanperä / Jonne Halttunen (FIN) Ford Fiesta R5 (radiador na SS5) rally2
82 Jari Huttunen / Antti Linnaketo (FIN) Hyundai i20 NG R5 (avaria na SS5)

PONTUAÇÃO WRC:
1º S. Ogier 215; 2º T. Neuville 183; 3º O. Tänak 169; 4º J.M. Latvala 136; 5º E. Evans 118; 6º D. Sordo 95; 7º J. Hänninen 71; 8º K. Meeke 70; 9º C. Breen 64; 10º H. Paddon 59; 11º A. Mikkelsen 52; 12º E. Lappi 51; 13º S. Lefebvre 30; 14º T. Suninen e M. Østberg 29

PONTUAÇÃO WRC2:
1º P. Tidemand 158; 2º E. Camilli 95; 3º T. Suninen e J. Kopecký 85; 5º O.C. Veiby 68; 6º B. Guerra 59; 7º S. Tempestini 56; 8º Q. Gilbert 55; 9º A. Mikkelsen 50; 10º P.L. Loubet 39 11º G. Greensmith 36; 11º T. Cave 30; 12º L. Pieniazek 29; 13º Y. Rossel 27; 14º J. Huttunen 25; 15º J. Nordgren 24; 16º E. Bergkvist 19

PONTUAÇÃO EQUIPAS:
1º M-SPORT 398; 2º HYUNDAI 305; 3º TOYOTA 241; 4º CITROËN 210

RALIS ONLINE TV