faceralis

 

posvendaclick

WRC

loeb0gal

A derradeira prova do WRC 2010, o Rally de Gales, foi ontem para a estrada com uma pequena super especial disputada em Cardif, onde Sébastien Loeb foi o mais rápido mas, o rally a sério, só começou esta manhã com a habitual chuva, nevoeiro e lama, sendo estes os ingredientes de um verdadeiro Rally GB.

O rally britânico está ser muito disputado pois, chegaram a estar quatro pilotos envolvidos na luta pela vitória. Jari-Matti Latvala venceu o primeiro troço do dia e passou para a liderança. No entanto, o finlandês baixou para a 3ª posição no troço seguinte mas, voltou a recuperar novamente a primeira posição na 3ª especial onde se manteve quase até ao fim do dia. No último troço da etapa, Latvala furou um pneu posterior do Focus e perde 1m11s para o mais rápido, caindo de 1º para 6º da classificação geral.

Loeb tanto liderou como também andou em 3º, 4º, 2º e depois acabaria por terminar o dia na frente da prova, após o infortúnio de Jari-Matti Latvala mas, no entanto, vai ter muita pressão amanhã.
Petter Solberg nunca liderou mas, esteve sempre muito perto de o fazer pois, foi quem andou mais tempo na segunda posição, ora atrás de Latvala, ora atrás de Loeb. Solberg chegou a pensar o pior quando teve problemas na caixa de velocidades pois, antes da primeira assistência, a caixa do C4 passava várias vezes para ponto morto em pleno troço mas, mesmo assim, terminou a etapa a 1,8s de Loeb.

Sébastien Ogier venceu um troço e também é um forte candidato à vitória pois, terminou o dia a 1,8s de Solberg e a 3.2s do seu companheiro de equipa.

Mikko Hirvonen (4º) e Daniel Sordo (5º) estão uns furos abaixo daquilo que era esperado. Ambos estão envolvidos numa boa luta mas, já estão com mais de 40 segundos de distância em relação aos primeiros.

No PWRC, Armindo Araújo está a fazer uma prova muito calculista, estando a ocupar a segunda posição num rally em condições muito difíceis que serve perfeitamente para as suas ambições. Patrik Flodin liderou durante todo o dia mas, teve problemas na última especial e baixou para 3º, permitindo que Ott Tänak passasse para a frente.

Andreas Mikkelsen está deliciado com o Skoda e lidera destacadamente no SWRC, com Ketomaa na segunda posição mas, Xavier Pons (4º) está em melhores condições de obter o título, se tudo se manter assim já que Patrik Sandell ficou sem direcção assistida e perdeu muitos minutos.

LÍDERES DO RALLY:
Sébastien Loeb (SS1); Jari-Matti Latvala (SS2); Sébastien Loeb (SS3); Jari-Matti Latvala (SS4 a 6); Sébastien Loeb (SS7)
VENCEDORES DE TROÇOS:
Sébastien Loeb (4); Jari-Matti Latvala (2); Sébastien Ogier (1)

Classificação 1º Dia (link)

1º Sebastien Loeb – Citroen C4 WRC 1h15m34,6s
2º Petter Solberg – Citroen C4 WRC a 1,8s
3º Sebastien Ogier – Citroen C4 WRC a 3,6s
4º Mikko Hirvonen – Ford Focus WRC a 42,2s
5º Daniel Sordo – Citroen C4 WRC a 48,9s
6º Jari Matti Latvala – Ford Focus WRC a 1m07,0s
...
20ª Armindo Araújo – Mitsubishi Lancer Evo X a 9m46,8s

Colaboração Ricardo Nascimento

logowales10O Rali de Gales, que se disputará nos próximos dias, vai encerrar a temporada de 2010 do Campeonato do Mundo de Ralis.

Mesmo com os dois títulos mundiais absolutos decididos, o Rali de Gales, vai ficar sempre na história dos ralis. O motivo é o fim de um reinado de 14 anos dos WRC com motor 2.0 litros turbo de quatro rodas motrizes. Trata-se de uma geração de carros que foram uma evolução dos antigos Gr.A 4x4, que durante os primeiros anos proporcionavam grande espectáculo mas que nos últimos anos (fruto do enorme desenvolvimento da electrónica) o que foram ganhando em eficácia foram perdendo em espectacularidade.

Um segundo motivo, neste caso já mais nacionalista, passa pela forte possibilidade de Armindo Araújo poder alcançar o seu segundo título no PWRC, que até já poderia ser seu caso a FIA não tivesse permitido que Flodin somasse os pontos da prova em que foi convidado.

Histórias à parte, vamos ter esperar de facto a evolução de Armindo Araújo ao longo dos quatro dias de competição, depois de o piloto Luso ter admitido à Lusa que em 2011 poderá montar um projecto no Mundial ao volante de um WRC... assim existam patrocinadores.

Também nesta prova se irá conhecer o primeiro campeão da SWRC com Xavi Pons, Jari Ketomaa e Partick Sandell a lutarem por esse título, estando separados por 9 pontos.

Site oficial do Rali de Gales

logoarp2011O atraso na publicação do Rally Guide 1, que se deveu ao anúncio da nova super-especial do Rali de Portugal, foi agora dado a conhecer através do site oficial do Rali de Portugal.

Segundo este documento, indicativo do que será a prova no terreno, nota-se que para além da super-especial de Lisboa não haverá assim grandes novidades estruturais na prova.

Na primeira etapa disputam-se em dupla passagem os troços de Santa Clara, Ourique e Felizes (disputado em 2010 no último dia), para no dia seguinte serem realizados igualmente em dupla passagem Almodôvar, Vascão e Loulé (disputado em 2010 no derradeiro dia). No derradeiro dia serão disputados Silves (em 2010 estava no 1º dia) e Santana da Serra, também em dupla passagem.

Desaparece assim o Troço de São Brás de Alportel e entra novamente Santana da Serra (idêntico ao troço de Silves / Ourique da edição de 2007), sendo que todos os troços da edição de 2011 serão iguais aos de 2010, exceptuando o troço de Santa Clara que é ligeiramente diferente no seu início.

O ACP prometeu ainda mais novidades para a edição de 2011, nomeadamente para o último dia.

Mapas Rali de Portugal

Itinerário Rali de Portugal

armindgales10Armindo Araújo e Miguel Ramalho estão totalmente preparados para, a partir de amanhã, jogarem a derradeira e decisiva cartada rumo à revalidação do título no Campeonato do Mundo de Ralis Produção (PWRC). A dupla portuguesa parte, para a última prova da temporada, com uma boa vantagem pontual sobre Patrik Flodin, o único adversário capaz de impedir a conquista do bicampeonato, mas está ciente das dificuldades que encontrará no Rali de Gales.

O trabalho desenvolvido na preparação desta prova permite ao piloto de Santo Tirso apresentar-se muito confiante. “Fizemos uma excelente preparação para este rali, o carro foi revisto minuciosamente e quase todo o material é totalmente novo, para que não seja a mecânica a colocar em causa a conquista do titulo”, começa por dizer Armindo Araújo.

Tranquilo e seguro sobre a táctica a aplicar para garantir o principal objectivo, o piloto apoiado pela Galp, TMN, MCA, Lusitania Seguros e Mitsubishi Motors, admite: “Vamos jogar à defesa o melhor possível, não vamos pensar na vitória mas, troço a troço, ajustaremos o nosso andamento ao ritmo imposto pelo nosso adversário. O Patrik Flodin só pode pensar em vencer, ao contrário de nós, que teremos de não arriscar para evitar qualquer tipo de percalço. Andaremos o mais rápido possível, mas sempre dentro de uma grande margem de segurança”.

 A motivação é a palavra de ordem dentro de toda a equipa e resta apenas aguardar pelo inicio do Wales Rally GB, agendado para amanhã, quinta-feira, com a disputa da especial de Cardiff Bay. Armindo Araújo e Miguel Ramalho precisam de terminar a prova na sexta posição, caso Flodin vença; em décimo se o sueco for segundo; qualquer outro resultado, caso o seu adversário não consiga melhor que a terceira posição, será suficiente para alcançar o bicampeonato.

apreseserp10O Rali de Portugal vai ter a sua primeira prova especial de classificação na Praça do Império, no dia 24 de Março, 5ª Feira, num dia dedicado ao público, aos patrocinadores e à promoção de Lisboa e de Portugal.

Nesta super-especial, os concorrentes alinharão em séries de, no mínimo, três equipas, num sistema de perseguição linear - e não em percursos opostos, como sucedeu no passado - mas com partidas individuais de 15 em 15 segundos.

A super especial utilizará os arruamentos fronteiros ao Mosteiro dos Jerónimos, Centro Cultural de Belém e Museu da Marinha e será disputada em três voltas, com rotundas, chicanes e saltos a proporcionar certamente um grande espectáculo para todos os presentes e para os que estiverem em casa a seguir a transmissão da RTP.

A semana começará com os reconhecimentos, 2ª e 3ª Feira, para na 4ª feira se realizar o Shakedown no Algarve já na parte da tarde. No dia seguinte vai haver um conjunto de eventos (reconhecimentos, autógrafos, desfile dos pilotos e demonstrações com carros clássicos de ralis no percurso da super-especial) que culminará com a Super-especial entre as 15h30m e as 18h00m.

Dessa forma as duas super-especiais do Estádio Algarve não se irão realizar, mas o Estádio Algarve irá manter-se como centro nevrálgico. A prova conta com 3 etapas (7 secções) e um percurso total de 1360 km, integrando 17 provas de classificação que perfazem 385 km, o que representa  quase 30% do itinerário do rali.

De referir que, uma vez concluída esta nova super especial, toda a caravana rumará ao Estádio Algarve, local onde a prova retomará o seu figurino tradicional.

O ACP promete ainda mais surpresas para o último dia de prova, estando também quase certa a realização do Porto RoadShow, em moldes idênticos ao que aconteceu em 2009.

RALIS ONLINE TV

RALIS ONLINE TV 2