faceralis

 

ANUARIO123

Eventos

henriqueO piloto duriense, acompanhado por Daniel Rodrigues, coroou as boas exibições em 2021 com o triunfo na Divisão 1 do Desafio Kumho Norte, logrando ainda terminar o Campeonato Norte de Ralis no 8º posto absoluto, com apenas cinco participações.

Após um longo interregno de 12 anos, Henrique Rodrigues decidiu regressar às lides dos ralis. E em boa hora o fez.
Acompanhado por Daniel Rodrigues, o duriense assinou exibições muito convincentes aos comandos do Mitsubishi Lancer EVO VII preparado pela Matos Competições.

Mas recuemos na cronologia e vamos lá conhecer melhor a carreira do piloto. As suas ganas de se tornar piloto de competição têm raízes na influência "do meu pai que também correu em rampas e perícias e em 2006 apercebendo-me que o meu primo tinha carros para alugar e depois de um curso de navegadores para perceber melhor como tudo funcionava, aluguei-lhe um pequeno Toyota Yaris de troféu para fazer algumas provas do Nacional de Ralis, com a minha esposa Daniela como copiloto".

"Nesse ano fizemos 3 provas com o Yaris, vencendo sempre a nossa categoria e o interesse foi aumentando. Em 2007, não consegui o orçamento necessário para fazer muitas provas e só fiz o Rali de Portugal como copiloto num Peugeot 206. Já em 2008, consegui reunir alguns apoios e apostei num carro que deu muitos dissabores, o Renault Megane Maxi. Logo na primeira prova em Fafe nem chegou a arrancar!", lembra o piloto que, de seguida, mudou "para um Peugeot 206 e inseri-me no troféu Modelstand, no Open de Ralis, onde fiz algumas provas, assim como em 2009, repeti o troféu, tendo acabado com um grande acidente no Rali Vidreiro. Decidi então não correr mais até este ano de 2021. Durante este curto e tumultuoso trajeto fui fazendo alguns bons resultados e, mesmo tendo parado, ficou sempre cá dentro a vontade de um dia regressar".

Mas foi preciso esperar mais de uma década para isso acontecer. Em 2021, Henrique Rodrigues resolveu "em Janeiro que queria voltar e num curto espaço de tempo montar um projeto que me fosse possível fazer um campeonato quase completo. Escolhi o Mitsubishi EVO VII da Matos Competições porque conhecia o Carlos Matos e tinha confiança no seu trabalho. Conseguimos reunir o que era necessário para correr. Nunca tinha conduzido um 4x4 e foi uma experiência muito agradável em termos de condução e aprendizagem", sentindo o piloto que "devido a estar tanto tempo sem correr e tendo em conta que utilizei um carro que nunca tinha guiado, não posso dizer que o balanço seja mau neste ano. Foi até, melhor do que eu e o Daniel estávamos à espera".

Considera que o segredo para as boas exibições e resultados a condizer reside "na rápida habituação ao carro, quer na terra, quer no asfalto, sempre com uma toada de aprendizagem e habituação, não cometendo excessos e os resultados foram aparecendo, alguns também muito para além das nossas espectativas, sendo tudo isto colmatado no final do ano, com a vitória na Divisão 1 Norte do Desafio Kumho Portugal, para além de outros bons resultados nas provas e nas diversas classificativas".

Cliente assíduo dos lugares dentro do Top 10 absoluto dos ralis em que participou, o piloto assume que "isso superou todas as nossas expectativas. Eu e o Daniel não fazíamos ideia, no início, de onde nos poderíamos colocar na classificação de cada rali e na geral do CNR, pois tudo era novo para nós, desde os ralis até ao carro e por isso não começamos com grandes espectativas relacionadas com a classificação, mas depois as coisas foram acontecendo e os resultados começaram a aparecer e conseguimos um positivo 8º lugar final na geral do CNR".

Lamenta que "infelizmente, não tenhamos feito as provas todas do campeonato, o que nos proporcionaria com toda a certeza outra classificação na geral final. O orçamento não o permitiu, mas tenho sobretudo de salientar que representou muito para mim neste regresso conseguir andar perto dos lugares da frente e sempre dentro do top dez absoluto, discutindo a vitória entre os Kumho".

E foi na competição particular dos pneus coreanos, promovida pela ASR Tyres, que a dupla conquistou um troféu neste seu regresso. Sagraram-se vencedores da Divisão 1 do Desafio Kumho Norte, feito que Henrique Rodrigues considera "um dos momentos altos da carreira. Representa o meu primeiro troféu à geral desde que me iniciei nos ralis e por si só tem muito significado. Quero dar os parabéns à Khumo e à ASR Tyres por ter esta iniciativa nos ralis nacionais, que muito beneficia e ajuda a concretizarem alguns projetos. Os pneus são bons e nunca tivemos um pequeno problema com eles, aliás não tivemos um único furo durante toda a época, o que mostra a qualidade destes pneus. Este tipo de competições, entre outras são necessárias, estimulam os pilotos, ajuda alguma percentagem a diminuir despesas, se por acaso ganhares prémios e cria uma luta saudável entre pilotos e equipas, por isso é uma competição que ajuda a animar o panorama dos ralis em Portugal".

Face a estes resultados, Henrique Rodrigues sente que "o balanço de 2021 é muito positivo e foi além das nossas espectativas iniciais", sendo corroborado na análise pelo seu navegador Daniel Rodrigues que destaca "a audácia do Henrique a pilotar. Enfrentou a sempre dura adaptação a um carro de 4 rodas motrizes e fê-lo de forma brilhante", com Daniel Rodrigues a realçar ainda que "foi um ano de dedicação e empenho por toda a equipa fantástica, que eu encontrei no retorno a esta modalidade".

Henrique Rodrigues escolhe como momento mais destacado de 2021 o "bom resultado que fizemos no Rali Terras D'Aboboreira, que ajudou muito a impulsionar o restante campeonato" e como a ocasião menos positiva "a desistência no Rali de Mesão Frio, com o diferencial partido. O rali já não tinha começado muito bem e não acabou bem devido a esta desistência e era um rali que eu gostaria de ter feito um bom resultado pela proximidade de Mesão Frio a Lamego".

A fechar o rescaldo da época finda, Henrique Rodrigues agradece "a dedicação do Daniel e dos nossos parceiros, patrocinadores e amigos, que são a peça fundamental na concretização de tudo isto e sem eles todos estes resultados de relevo do ano de 2021 não eram possíveis", lembrando ainda o trabalho "da Matos Competições, na pessoa do Carlos Matos que fez um trabalho incrível no carro" e deixando a sentida palavra final para "a família, pelo apoio fundamental como me dá alento e também porque são muitas horas que passamos fora".

Quanto a planos para 2022 "a única certeza que temos é que queremos continuar a correr, temos tudo bem encaminhado, mas a entidade máxima que organiza os ralis, teima em se atrasar com os regulamentos, proporcionando assim a quem corre uma dificuldade acrescida na viabilização de um projeto desta envergadura. Vamos continuar com o mesmo carro, que em princípio sofrerá algumas evoluções, para continuarmos o nosso progresso. Apontámos obviamente ao novo Campeonato Promo de Ralis, no entanto ainda nem sabemos bem o que será este campeonato".

termasSão Pedro do Sul e a mais famosa estância termal portuguesa serão palco de um evento inovador, entre 11 e 13 de fevereiro: o Termas Motorfest. O conceito combina experiências de termalismo, gastronomia e de bem-estar, com provas de automobilismo e desfiles de carros emblemáticos. Tudo num cenário único de beleza natural e glamour.

O Termas Motorfest aproveita as potencialidades de uma das maiores e mais famosas estâncias termais da Península Ibérica, proporcionando, ao mesmo tempo, um evento que combina a competição automóvel e a cultura em torno de marcas e modelos icónicos. Com o apoio do Município de São Pedro do Sul, pilotos, aficionados e respetivas famílias poderão usufruir de um fim de semana retemperador, num ambiente requintado e onde estão garantidas as necessárias medidas de segurança sanitária.

Durante três dias, de 11 a 13 de fevereiro, o Termas Motorfest terá um programa de experiências pensado para mostrar o melhor de São Pedro do Sul e da região de Lafões: experiências de bem-estar termal, experiências gastronómicas e vinícolas, exposição e desfile de automóveis emblemáticos, desfile de moda e exposição de joalharia com obras de criadores locais, um espaço de animação infantil, iniciativas de consciencialização ambiental e de prevenção rodoviária, entre outras atividades que prometem diferenciar o Termas Motorfest no panorama nacional. O programa inclui também duas novas provas sob a égide da FPAK, o Rali Cidade Termal e o Termas Rali Histórico (Regularidade), que percorrerão as classificativas e as paisagens marcantes de São Pedro do Sul.

As inscrições para o Rali Cidade Termal podem ser feitas no portal da FPAK e o regulamento da prova está disponível neste link. Todas as informações sobre o Termas Motorfest podem ser consultadas em termasmotorfest.pt e as inscrições para o Termas Rali Histórico (Regularidade) podem ser solicitadas através do email Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar . Veja o vídeo promocional de um evento que promete inaugurar uma nova era na bela região de Lafões.

cameliaslogo21Troços e Horários Rali das Camélias 2022, prova exta de ralis que se realiza nos dias 25 e 26 de fevereiro de 2022.

 

 

 

 

 

 

 

cameliashorarios22

leiriaplaca21Troços e Horários Leiria Festival Rallye, prova que se realiza dias 4 e 5 de dezembro.

 

 

 

 

 

 

 

leiriahorarios21

leiriarali21placaA 2ª edição do "Leiria Festival Rallye" será realizada na zona de Leiria, a realizar de 3 a 5 de dezembro de 2021.com um total de 211,80km, dos quais 64km serão distribuídos por 7 Provas Especiais (PEC), com estradas fechadas ao trânsito. Serão admitidas viaturas Clássicas e Desportivas.

O “Leiria Festival Rallye 2021” visa o “espetáculo”, oferecendo a possibilidade aos participantes de poderem repetir alguns trajetos especiais com Zonas Espetáculo (ZE).

Serão criadas 14 ZE para que os espetadores possam assistir ao Rallye com qualidade, comodidade e segurança. Estará disponível um “Kit Espetador” com a lista de inscritos, programa, mapas das PEC´s e das ZE, identificação de livre-trânsito para as ZE e lembranças do evento a ser adquirido pelos interessados.

Os prémios serão atribuídos através duma votação online (Facebook), realizada pelo público para a categoria “Piloto mais espetacular”. Os prémios de “Carro mais original”, “Réplica mais bonita”, e eventualmente outros, serão escolhidos por um Júri nomeado pela Organização.

PROGRAMA:

3 Dezembro (sexta-feira):
SHAKEDOWN - Kartódromo Internacional de Leiria
4 Dezembro (sábado):
PEC 1+2 - Bidoeira / PEC 3 - Super Especial de Leiria Kartódromo Internacional de Leiria
5 Dezembro (domingo)
PEC 4+6 - Leiria / PEC 5+7 - Milagres

Para mais informações:
S - www.ndml.pt
E - Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar
L - NDML | Kartódromo Internacional de Leiria | Lugar Triste Feia | Milagres- 2415-023 Leiria PORTUGAL
T – (00351) 244 814 214

RALIS ONLINE TV

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2020

Facebook FanBox

RALIS EM PORTUGAL RALIS EM PORTUGAL