faceralis

 

ANUARIO123

Açores

regacores10Já está disponível o Regulamento do Campeonato dos Açores de Ralis para a temporada de 2011.

O calendário terá sete provas, não existindo grandes novidades face a 2010, com o campeonato a começar em Abril com o Sical e a terminar com o Rali de Outono em Outubro, disputando-se a prova rainha do automobilismo açoriano em Julho com o Sata Rali dos Açores.

Os seis melhores resultado contam para a pontuação absoluta, tendo-se optado pelo no sistema de pontuação em que a vitória dá 25 pontos, contra os 18 pontos do segundo lugar e 15 pontos do terceiro.

No Sata existe ainda uma pontuação bónus para quem não tenha cumprido uma das etapas, num sistema que, tal como no Campeonato de Portugal de Ralis, ainda irá dar muito que falar.

Destaque ainda para a possibilidade de o regulamento permitir que os GT possam correr neste campeonato.

A novidade da temporada 2011 chama-se CORA (Campeonato Open de Ralis dos Açores). O CORA disputa-se em paralelo com o CAR, excluindo o Sata Açores, sendo que os pilotos somam os quatro melhores resultados das seis provas.

Os carros admitidos são os mesmos os Clássicos, VSH e outros carros de duas rodas motrizes até 2.0 litros (com ou sem homologação), tendo o mesmo sitema de pontuação do Open de Ralis no continente.

Regulamento Campeonato dos Açores de Ralis

Regulamento do Campeonato Open de Ralis dos Açores

miltonbal10Com anulação do Rali da Lagoa, também o Campeonato Regional de Ralis dos Açores terminou mais cedo. Mílton Resendes e André Gouveia em Peugeot 106 1.6 repetiram o sucesso de 2009, logrando vencer a competição reservada a veículos sem homologação.

Pautando a sua actuação pela regularidade, a equipa atingiu o objectivo proposto no início da época. Mesmo sem qualquer vitória à geral e tendo sido os melhores resultados os segundos lugares alcançados nos ralis Além Mar Ilha Azul e Além Mar Santa Maria, ainda assim a dupla conseguiu perfazer um total de 52 pontos que lhe garantiu a vitória na competição deixando atrás de si a dupla faialense Paulo Costa e Pedro Capela em Subaru Impreza WRX com 49 pontos e os micaelenses Luís e Fábio Medeiros em Renault 5 com 39 pontos.

"No que toca a esta época, consideramo-la positiva dado o resultado final. A vitória era o objectivo a alcançar pesa embora estivéssemos cientes que as dificuldades iriam ser mais e maiores do que as da época de 2009. Os nossos mais directos adversários conseguiram obter vitórias à geral - algo que nesta temporada, de todo não conseguimos - mas conseguimos sim, ser mais regulares, o que nos valeu a segunda vitória em igual número de campeonatos disputados. Estamos pois muito felizes e ambicionamos agora dar "o salto" para o campeonato de ralis dos Açores", refere Milton Resendes.

"O principal objectivo na próxima época passa pela aquisição de uma nova viatura que nos permita competir no CRA integrados na F3. Estamos a desenvolver esforços para que tal se materialize com a aquisição de um Citroën C2. A venda do actual carro e uma possível parceria publicitária serão preponderantes nesse sentido. Não está, no entanto, excluída a hipótese de competirmos novamente em VSH caso não consigamos materializar as nossas pretensões", concluiu o piloto.

lagoaanual10O Rali da Lagoa, prova organziada pelo grupo Desportivo Comercial, que iria encerrar o Campeonato dos Açores de Ralis foi anulado.

Já eram conhecidas as dificuldades que a organização enfrentava para colocar de pé esta prova, mas face à ausência de apoios, a prova foi mesma cancelada.

Desta forma o Campeonato dos Açores de Ralis teve o seu fim no Rali Ilha Lilás, disputado em Setembro úlitmo.

De seguida poderá ler na integra o comunicado 58 da FPAK, sobre as alterações que esta anulação acabou por provocar.

Comunicado:

Dos calendários dos dois Campeonatos da Região Autónoma dos Açores, constava a prova Rali Lagoa 2010, com data prevista de realização em 9 e 10 de Outubro. Por comunicação recebida do Clube Organizador – Grupo Desportivo Comercial – no início de Setembro, a falta de garantia de apoio do principal patrocinador da prova, colocava em risco a sua efectiva realização. Pelo que o GDC solicitou então o seu adiamento, na tentativa de poderem ainda vir a encontrar alternativas de apoio financeiro que permitissem garantir a realização da prova em 2010, como Rali do GDC.

Infelizmente, e não tendo sido possível concretizar tais apoios, o Grupo Desportivo Comercial comunicou nesta data a FPAK a sua impossibilidade em vir a organizar tal prova alternativa, pelo que e tal como já definido pelo Comunicado da FPAK 045/2010 de 10 de Setembro, em que se referia que a Direcção da FPAK havia decidido que caso não se viesse eventualmente a confirmar a realização da 7ª prova do CAR (e 6ª do CRRA 2010), seriam consideradas para a definição das classificações finais de cada um desses Campeonatos, as seguintes alterações:

Campeonato dos Açores de Ralis 2010 – (CRA)
Classificação Geral (Absoluta): para efeitos de classificação final destes Campeonatos serão considerados no final do CRA 2010 em relação a cada Condutor / 2º Condutor, apenas os 5 (cinco) melhores resultados obtidos, independentemente do número total de provas em que hajam participado (5 ou 6);
Classificação aos Grupos: para efeitos de classificação final destes Campeonatos será considerado no final do CRA 2010 em relação a cada Condutor / 2º Condutor, apenas um máximo de 5 (cinco) pontuações efectivas, eliminando-se, portanto, a (s) pior (es) pontuação (ões) obtida (s), no caso de se registarem 6 ou 7 pontuações válidas.
Campeonato Regional de Ralis dos Açores (VSH) 2010 – (CRRA)
Para a pontuação final, e atendendo à dispersão geográfica da Região Autónoma dos Açores, serão, por excepção, considerados apenas os TRÊS melhores resultados obtidos por cada Condutor/Navegador nas CINCO diferentes provas integrantes do CRRA 2010.

Alterações essas, que, consequentemente, entram de imediato em vigor.

estatisticaacores10Como vem sendo hábito nos úlitmos anos (desde 2005), o Site dos Campeões faz aqui as estatísticas do Campeonato dos Açores de Ralis, num trabalho do nosso colega Luís Pacheco.

O período de análise compreende exactamente o período entre 2005 e 2010, sendo evidente a permanente redução do número de inscritos no período em questão.

Aqui ficam estes importantes dados para que cada um tire as suas próprias conclusões.

 

 

 

Sical Sata I.Azul R.Grande St.Maria Lilás Lagoa Total Média
Inscritos 2010 33 48 25 24 30 35 - 195 33
2009 51 49 34 32 37 53 34 290 41
2008 48 50 39 34 49 45 25 290 41
2007 52 50 35 24 49 52 31 293 42
2006 61 58 36 32 53 56 34 330 47
2005 48 49 32 25 49 52 26 281 40
Média 49 51 34 29 45 49 30 Total Média
Participantes 2010 32 38 25 22 29 34 - 180 30
2009 49 46 31 31 36 51 34 278 40
2008 48 48 38 33 47 45 25 284 41
2007 50 48 35 22 47 52 28 282 40
2006 60 57 36 32 53 54 34 326 47
2005 47 48 30 23 48 49 26 271 39
Média 48 48 33 27 43 48 29 Total Média
Classificados 2010 23 22 18 15 24 22 - 124 21
2009 32 25 21 24 25 34 22 183 26
2008 36 23 27 26 31 30 17 190 27
2007 36 19 19 14 37 36 21 182 26
2006 42 23 29 - 38 42 19 193 32
2005 33 25 25 15 32 31 15 176 25
Média 34 23 23 19 31 33 19 Total Média
Abandonos 2010 9 16 7 7 5 12 - 56 9
2009 17 21 10 7 11 17 12 95 14
2008 12 25 11 7 16 15 8 94 13
2007 14 29 14 8 10 16 7 98 14
2006 18 34 7 - 15 12 15 101 17
2005 14 23 5 8 16 18 11 95 14
Média 14 25 9 7 12 15 11 Total Média
% Abandonos 2010 28% 42% 28% 32% 17% 35% - 31% 30%
2009 35% 46% 32% 23% 31% 33% 35% 34% 33%
2008 25% 52% 29% 21% 34% 33% 32% 33% 32%
2007 28% 60% 40% 36% 21% 31% 25% 35% 35%
2006 30% 48% 17% 35% 33% 37% 42% 35% 35%
2005 29% 52% 28% 27% 28% 32% 36% 35% 33%
Média 29% 50% 29% 29% 27% 34% 34% Total Média
Km Troços 2010 91,3 232,2 85,4 84,0 89,9 80,0 - 663 110
2009 90,4 207,9 86,5 94,0 89,4 94,4 80,8 743 106
2008 91,4 232,3 87,2 96,2 93,4 87,2 81,0 769 110
2007 99,9 221,9 84,6 75,9 93,4 87,1 71,6 734 105
2006 84,5 221,9 80,1 - 93,4 80,1 78,1 638 106
2005 97,0 222,3 77,5 79,0 93,4 110,3 88,5 768 110
Média 92,41 223,10 83,55 85,86 92,13 89,85 79,98 Total Média
mourapleno10O Rali Ilha Lilás, pode ter fechado a temporada 2010 do CAR pois, o Grupo Desportivo Comercial, ainda não garantiu a realização da última prova do campeonato, por falta de apoios.

Ricardo Moura e Sancho Eiró venceram o sexto rally consecutivo em 2010, ou seja, todos os que foram disputados na presente temporada. Os já campeões 2010, não se livraram de um susto pois, ao cortarem uma curva em demasia, acabaram por furar e perderam a liderança momentaneamente. No troço seguinte, Moura retomou a posição de líder e nunca mais a perdeu, acabando por vencer mais uma edição do Lilás.

Gustavo Louro efectuou um excelente rally, venceu dois troços e deu muita luta ao campeão. Louro terminou a 14,8s de Moura e demonstrou de novo a falta que faz no campeonato.

Pedro Vale conseguiu terminar no último lugar do pódio e cumpriu os objectivos de ser vice-campeão, com um carro que vai perder a homologação no final deste ano.

Luis Miguel Rego esteve envolvido numa grande luta com Sérgio Silva pois, ambos trocaram de posições por diversas vezes. Na última especial do rally, Rego efectuou um excelente tempo, conseguiu passar Silva e por 2,5s não conseguiu alcançar Pedro Vale.

Hermano Couto realizou a melhor prestação da temporada, ao terminar na sexta posição, após o abandono do jovem César Silva que sofreu um despiste.

A luta pela formula 3 esteve muito animada desde o inicio, com várias trocas na liderança quase até ao fim. Após César Silva ter desistido, Carlos Costa passou para a frente da competição, tendo Fernando Meneses e Henrique Moniz no seu encalço. Na penúltima especial, Costa abandonou e Meneses perdeu muito tempo com problemas, permitindo que Henrique Moniz vencesse a classe, terminando num bom sétimo lugar da geral.

Olavo Esteves terminou em oitavo e venceu na formula 2 mas, o título ficou nas mãos de João Faria que efectuou uma prova muito calma pois, não precisava de arriscar para se sagrar campeão.

Ricardo Carmo começou bem o rally mas, um furo na segunda especial do dia, atirou o piloto da Terceira para a vigésima nona posição mas, ainda conseguiu recuperar até nono da geral.

Jorge Sousa venceu nos VSH com o sempre bonito Toyota Corolla GT, com uma vantagem de 32,5s para Paulo Rocha (2º) e com pouco mais de 1 minuto para Lisuarte Mendonça (3º).

O rally foi interrompido por diversas vezes devido a despistes de alguns concorrentes mas, a organização resolveu os problemas sem dificuldades, estando o TAC mais uma vez de parabéns.

A rádio horizonte também esteve muito bem, ao disponibilizar um link online da emissão do rally, onde esteve sempre actualizada e conseguiu divulgar muita informação.

LÍDERES DO RALI:
Ricardo Moura (pec 1 a 3); Gustavo Louro (pec 4); Ricardo Moura (pec 5 a 9)
VENCEDORES DE TROÇOS:
Ricardo Moura (7); Gustavo Louro (2)
DESISTENTES
Francisco Costa; Carlos Costa; César Silva; Marco Veredas

CLASSIFICAÇÃO FINAL (link)
1º Ricardo Moura / Sancho Eiró – Mitsubishi Lancer Evo IX 44m05,9s
2º Gustavo Louro / Tiago Azevedo – Subaru Impreza WRX a 14,8s
3º Pedro Vale / Abel Carreiro – Mitsubishi Lancer Evo VII a 1m30,6s
4º Luís M. Rego / Pedro Rodrigues – Mitsubishi Lancer Evo IX a 1m33,1s
5º Sérgio Silva / Paulo Leal – Subaru Impreza WRX a 1m35,5s
6º Hermano Couto / Nelson Dinis – Mitsubishi Lancer Evo VIII a 3m46,6s
7º Henrique Moniz / Pedro Machado – Citroen C2 R2 GT a 4m20,2s
8ª Olavo Esteves / Ricardo Coelho – Renault Clio R3 a 4m43,0s

PILOTO DO RALI
Gustavo Louro
MOMENTO DO RALI
Rápida recuperação de Moura após o 4º troço
MENOS DO RALI
Inexistência de adversários a Moura

Colaboração Ricardo Nascimento