faceralis

 

ANUARIO123

Açores

olvaveste11Serão dez as duplas de piloto e navegador a formar a estrutura do Team Praia da Vitória em 2011, uma equipa que será apresentada ao público no dia 19 de Fevereiro, pelas 21 horas, na sede dos Bombeiros Voluntários daquela cidade terceirense.

Olavo Esteves/Ricardo Coelho, em Renault Clio R3; Sérgio Cardoso/Carlos Coelho, em Renault Clio 2.0 RS; Paulo Meneses/Silvestre Rocha e Nuno Silva/André Avelar, ambos em Citroen Saxo Cup; Teófilo Pires/Renato Garcia, em Toyota Yaris; Pedro Pereira/Marlene Pereira em Peugeot 205 Rally; Tiago Mourão/Francisco Misturada, em Toyota Starlet e Hélder Pereira/Marco Espínola em Citroen AX transitam da formação anterior.

As novidades são Tiago Valadão/Wilson Mendes, em Citroen Saxo Cup e Lisuarte Mendonça/Fábio Pereira, em Citroen AX GTi, equipas "que deram boa conta de si nas participações dos últimos anos e que prometem contribuir para que os vários sucessos da formação prossigam", considera Olavo Esteves, o responsável pelo conjunto praiense.

"Trata-se da quinta temporada consecutiva em que haverá Team Praia da Vitórias nas estradas açorianas, um factor que penso ser de realçar", refere o também piloto, explicando que "houve lugar a um acerto nos requisitos para quem passou a integrar a equipa".

Assim, "para fazer parte do Team Praia da Vitória é agora necessário ter tido licença de concorrente durante as duas épocas anteriores à integração no mesmo, bem como ter no mínimo duas participações em provas do campeonato de ralis dos Açores (CAR) ou do campeonato regional dos VSH (CRRA). É ainda dado adquirido que o piloto resida no concelho da Praia da Vitória há 4 anos", esclareceu Olavo Esteves.

De salientar que a decoração a apresentar no próximo mês pelas dez máquinas da equipa "é da autoria do designer e cartoonista terceirense Bruno Rafael", disse ainda o responsável pelo "Team" com as cores da cidade de Vitorino Nemésio.

Press
Fotos: Ricardo Laureano

lmregoCom apenas 20 anos de idade e apenas na sua segunda temporada, Luís Miguel Rego representa o futuro dos ralis nos Açores. A sua evolução de 2009 para 2010 foi evidente, até por força do carro que tripulou este ano, mas a continuar assim espera-se um 2011 ainda melhor.

Qual o balanço de 2010?
O balanço só pode ser considerado positivo, atendendo que consegui cumprir os objectivos traçados em conjunto com o meu principal patrocinador TEAM ALEM MAR para a época de 2010, e como só tenho 20 anos e esse foi o meu segundo ano de ralis, não posso pensar ainda em "voos" muito altos.

Momentos mais marcantes da temporada?
Pela negativa o rali da R.Grande e o rali do Faial, o primeiro pela desistência, e o segundo devido ao facto do carro ter tido uns problemas eléctricos que condicionaram a minha prestação, sendo um rali que tive que lutar constantemente contra ao carro.
Os momentos a destacar pela positiva da época, para mim foram dois, sendo estes a conquista do 3º lugar da geral no rali Sical, onde este foi o primeiro rali da época e onde fazia a estreia ao volante do Mitsubishi Evo 9 , o outro momento foi o rali de Santa Maria, pelo andamento consistente ao longo do rali, mas sobretudo pelo 2º lugar da geral obtido no final, e dessa forma ter contribuído de uma forma decisiva para que o Ricardo Moura e o TEAM ALEM MAR pudessem ter sido campeões nesse mesmo rali, faltando ainda disputar duas provas para disputar no campeonato.

Que projectos (e/ou certezas) é que tens para 2011?
Para já estou a aguardar pelas respostas dos nossos principais patrocinadores, mas a viatura em princípio será a mesma, mas para isso espero poder contar novamente com o imprescindível apoio do TEAM ALEM MAR, da ILHAVERDE RENTACAR, TRANSISULAR e da AZORIA uma vez que sem esses apoios será impossível disputar todo o CRA este ano.

carmoaco10Foi 4º classificado no Campeonato dos Açores de Ralis em 2010, numa época emque esperava por melhores resultados. Ricardo Carmo quer continuar em 2011 mas tudo depende do seu patrocinador.

Qual o balanço da época de 2010?
Mais uma vez não consegui materializar em resultados as minhas prestações, perdi pontos preciosos ao longo da época, nos primeiros 2 ralis do ano tinha os pódios praticamente assegurados e com problemas mecânicos mesmo com a meta a vista perdi diversos lugares, depois fui obrigado a usar uma caixa de velocidades normal o que condicionou bastante o nosso andamento, no último Rali do ano em casa queria um resultado para satisfazer todo o trabalho do ano, começei a super especial em 2º no dia seguinte um furo do lado direito a frente a meio do troço obrigou-me a parar para mudar o pneu e perder demasiadas posições. O balanço acaba por ser positivo, pois com tantos pontos perdidos ainda acabamos o ano em 4º da geral.

O que marcou mas a tua temporada?
Sem dúvida o primeiro e o último rali, o primeiro por estar a controlar o andamento pois tinha o terceiro lugar assegurado, no fim do penúltimo troço parti o suporte do diferencial de trás o que me fez fazer o último troço muito devagar e a perder posições (nem queria acreditar). O último rali porque começei em 2º em casa apenas perdendo para o Ricardo Moura, mas um furo logo de seguida me fez perder todas as esperanças.
Marcante pelo lado positivo foi o apoio do Tó, a sua experiência nos ralis ajudou-me imenso e deu-me um carro sempre impecável.

O que vais fazer em 2011?
Vou ter o meu carro a venda até ao fim do ano, se o vender vou pensar em comprar um carro mais evoluido senão vou tentar evoluir o meu, o apoio do Team Além Mar tem sido indespensável na minha carreira embora tenhamos já falado para 2011, nada ficou definitivo, vou ser piloto do Team Alem Mar sempre... no dia que deixar de o ser tambem deixo os Ralis.

valeban10Na sua primeira época completa com um 4x4, Pedro Vale mostrou ainda mais o seu valor. Foi Vice-Campeão de ralis dos Açores, o que equivale a dizer que obteve um resultado de relevo em 2010. Por isso, em 2011 gostaria de ter um carro mais competitivo.

Qual o balanço de 2010?
O balanço é o melhor de 10 anos de Ralis, foi o nosso primeiro ano a tempo inteiro de 4x4 no Campeonato, e o segundo ano nesta nova aventura dos 4x4. O ano de 2010 foi repleto de sucessos, estivemos sempre no pódio de todos os ralis o que resultou no título de Vice-Campeões de Ralis dos Açores.
As coisas em 2010 resultaram tão bem que hoje o nosso EVO VII já tem novo dono.

Momentos mais marcantes da temporada?
Os momentos mais marcantes foram 2, no Sata pela nossa actuação e resultado (2ºs açorianos e 7º da geral), e depois do asfalto de Santa Maria onde fomos 3ºs da geral, irmos à Terceira e termos conseguido suster os vários ataques do pelotão repetindo o resultado de Santa Maria, mas desta feita atrás dos carros e pilotos várias vezes campeões como é o caso do Moura e Gustavo Louro.

Que projectos (e/ou certezas) é que tens para 2011?
Agora com a venda do EVO VII, e depois de um grande esforço da nossa equipa para correr nas provas em 2010 mesmo com orçamento reduzido (recorrendo ao orçamento pessoal), só existe um caminho para o sucesso, os patrocinadores convencerem-se definitivamente que este é um veículo promocional de excelência e apoiarem-nos da melhor maneira possível para adquirirmos uma viatura nova e repetirmos os sucessos alcançados. Obrigado, a todos os nossos Patrocinadores, amigos, colegas, e parceiros anónimos pelo excelente ano de 2010.

regacores10Já está disponível o Regulamento do Campeonato dos Açores de Ralis para a temporada de 2011.

O calendário terá sete provas, não existindo grandes novidades face a 2010, com o campeonato a começar em Abril com o Sical e a terminar com o Rali de Outono em Outubro, disputando-se a prova rainha do automobilismo açoriano em Julho com o Sata Rali dos Açores.

Os seis melhores resultado contam para a pontuação absoluta, tendo-se optado pelo no sistema de pontuação em que a vitória dá 25 pontos, contra os 18 pontos do segundo lugar e 15 pontos do terceiro.

No Sata existe ainda uma pontuação bónus para quem não tenha cumprido uma das etapas, num sistema que, tal como no Campeonato de Portugal de Ralis, ainda irá dar muito que falar.

Destaque ainda para a possibilidade de o regulamento permitir que os GT possam correr neste campeonato.

A novidade da temporada 2011 chama-se CORA (Campeonato Open de Ralis dos Açores). O CORA disputa-se em paralelo com o CAR, excluindo o Sata Açores, sendo que os pilotos somam os quatro melhores resultados das seis provas.

Os carros admitidos são os mesmos os Clássicos, VSH e outros carros de duas rodas motrizes até 2.0 litros (com ou sem homologação), tendo o mesmo sitema de pontuação do Open de Ralis no continente.

Regulamento Campeonato dos Açores de Ralis

Regulamento do Campeonato Open de Ralis dos Açores