faceralis

 

WEBINAR Prancheta-1-copia-6

CPR

breve5algeSe Nuno Rodrigues da Silva já não se sentou ao lado de Bernardo Sousa no Rali Casinos do Algarve, também de partida da equipa está Rui Madeira, ele que foi o mentor desta temporada da equipa.

Mico Mineiro fazia nesta prova a sua estreia nos ralis no Campeonato Nacional. Masnem tudo correu como previsto,logo a começar na super-especial que nem cgegou a disputar. Na prova uma tremenda indisposição do navegador, levou o piloto a fazer os troços à vista para depois abandonar voluntariamente por esse mesmo motivo.

Quando perdeu mais de cinco minutos com uma saída de estrada, a Vasco Tintim, piloto que em tempos disputou o Regional Sul, não lhe passou pela cabeça que poderia vencer o Gr.N. Mas isso de facto aconteceu, permitiu ao algarvio fazer a festa que nem ele, nem ninguém, contava.

A prova de que alguns dos carros e pilotos que andam no Open e nos Regionais deveriam estar a disputar o Nacional de Ralis ficou patente no Rali Casinos do Algarve. Ricardo Teodósio conseguiu fazer tempos nos três primeiros entre os concorrentes do Nacional e só não fez melhor porque os travões não ajudaram.

sousavenalgaTerminou a tempoarada 2010 do Campeonato de Portugal com o já campeão em título, Bernardo Sousa, desta feita acompanhado por Paulo Babo, a vencer e a convencer no Rali Casinos do Algarve.

Exceptuando a Super-Especial e um furo na parte final da Fóia 1, troços que não venceu, Bernardo Sousa, mesmo sem pressão e podendo arriscar, acabou por ser menos espectacular que o habitual, mas arrecadou possivelmente a vitória mais fácil da temporada.

Miguel Campos ainda o Rali não ia a meio e já tinha perdido todas as hipóteses de lutar pela vitória. Os pneus que escolheu não funcionaram nos primos troços (rasgos pouco largos) e depois, mesmo com o furo de Bernardo Sousa, nunca conseguiu aproximar-se dos tempos do seu adversário. Mesmo assim, dois segundos lugares e uma vitória a fechar a época não foi nada mal para preparar 2011, mas com um Fiesta com mais motor!!!

Nada melhor que um 3º lugar à geral para fechar uma temporada em grande. Adruzilo Lopes estava no lugar certo para beneficiar da desistência de Ricardo Moura e do furo na 7ª especial de Vítor Pascoal para fechar a temporada em beleza, num rali em que lhe valeu muito a sua experiência neste tipo de troços.

Espectacular foi a prova de João Silva, também num Clio R3. O madeirense entrou a "medo" mas assim que os troços foram secando foi ganhando confiança e fez alguns tempos muito bons, demonstrando que tem capacidade de aprendizagem e de evolução em terrenos tão difíceis como os troços deste rali.

Ivo Nogueira e Frederico Gomes terminaram o rali ao sprint separados por 0,1s!!! Foi uma excelente e moralizadora vitória no Citroen Racing Trophy de um jovem promissor, que chegou a ter 14s de desvantagem para o piloto de Cascais (depois de um pião) e conseguiu recuperar até regressar à liderança nesta competição que tinha sido sua na fase incial.

Frederico Gomes consegue mesmo assim vencer o Campeonato de F3, um feito muito importante para o piloto de Cascais depois de tantos anos de carreira nos ralis.

Mesmo com o 7º lugar, quando um terceiro parecia garantido, Vítor Pascoal ficou como vice-campeão, num resultado perfeitamente merecido para o piloto de Amarante.

Destaque também para o 9º lugar de Armando Oliveira que assim garantiu para si a Taça Nacional de Ralis, ficando em segundo Paulo Neto, que também terminou este rali logo a seguir a Armando Oliveira.

Com algumas importantes desistências no Grupo N, acaba por ser Vasco Tintim, num Citroen Saxo Cup a vencer este agrupamento no Rali Casinos do Algarve. Uma vitória pouco provável, tanto mais que o piloto perdeu cinco minutos com uma saída de estrada que quase o fizerem abandonar. Vitro Calisto, em Citroen Xsara acabou assim por ser o segundo classificado do Gr.N.

LÍDERES DO RALI:
Vítor Pascoal (1ª Pec), Bernardo Sousa (2ª à 8 pec)
VENCEDORES DE TROÇOS:
Bernardo Sousa (6); Miguel Campos (1); Vítor Pascoal (1)

CLASSIFICAÇÃO FINAL (link)
1º Bernardo Sousa / Paulo Babo – Ford Fiesta S2000 1h09m14,7s
2º Miguel Campos – Aloísio Monteiro – Ford Fiesta S2000 a 1m14,0s
3º Adruzilo Lopes / Vasco Ferreira – Renault Clio R3 a 2m30,2s
4º João Silva / José Janela – Renault Clio R3 a 4m18,9s
5º Ivo Nogueira / Vítor Hugo – Citroen C2 R2 Max a 6m05,6s
6º Frederico Gomes / Luís Cavaleiro – Citroen C2 R2 Max a 6m05,7s
7º Vítor Pascoal / Mário Castro – Peugeot 207 S2000 a 6m11,1s
8º Francisco Barros Leite / Luís Ramalho – Seat Leon a 7m20,0s

PILOTO DE RALI
Bernardo Sousa
MOMENTO DO RALI
Tempo perdido por Miguel Campos no 2º e 3º troço
MENOS DO RALI
Poucos participantes

oequeestaemdi10Se é certo que o título Absoluto e o de Produção estão entregues no Campeonato de Portugal de Ralis 2010, também é certo que existem muito outros títulos e outras disputas para acompanhar no Rali Casinos do Algarve.

Aquela que deverá ser mais interessante de seguir é a luta pela vitória. Bernardo Sousa e Miguel Campos vão ter oportunidade de medir forças, sem qualquer tipo de pressão, e por isso espera-se um rali muito competitivo. Se Bernardo tem um título a defender, Campos joga a honra. Quem vencerá?

O vice-campeonato também está em dicussão. Vítor Pascoal leva uma boa e importante vantagem sobre Ricardo Moura, pelo que só um grande precalço (com um dos pilotos) poderá alterar o rumo da lógica.

Na Taça Nacional de Ralis do Campeonato de Portugal de Ralis, uma competição que praticamente ninguém fala, Armando Oliveira pode despedir-se dos ralis com um "título". Leva uma vantagem de 6 pontos sobre Paulo Neto, quando uma vitória vale 20 pontos e um segundo lugar 17 pontos.

No Campeonato 2L/2RM Francisco Barros Leite e Paulo Antunes ainda poderão chegar ao vice-título. Mas para isso terão que ganhar à geral nos 2L/2RM. Se nehum o conseguir será Joãoi Ruivo a ficar com este vice-título, depois de Adruzilo Lopes ter conquistado o título em Mortágua.

Muito interessante de seguir será a luta pela chamada F3 (carros até 1.6 litros), um título que em tempos não muito distantes era argumento para diversas marcas de automóveis. Frederico Gomes lidera com um ponto de vantagem para Paulo Antunes (que venceu quatro das cinco provas), tendo seis pontos de vantagem para Ricardo Marques e 10 pontos de vantagem para Armando Oliveira. Vários cenários serão possíveis, mas entre Frederico Gomes e Paulo Antunes estão em melhor posição para garantir esse título.

Refira-se que também o título no Regional Sul está em aberto, bastando a Ricardo Teodósio terminar para o assegurar.

pascoalsees10Vitor Pascoal é o primeiro líder do Rali Casinos do Algarve, efetuando uma super-especial com muita eficácia que lhe permitiu efectuar o melhor tempo. Miguel Campos e Bernardo Sousa fizeram os dois tempos seguintes, prometendo desde já uma tremenda luta para o a restante prova.

Em termos absolutos, Ricardo Teodósio conseguiu fazer o 4º melhor tempo, sendo com toda a naturalidade o mais rápido entre os VSH do Regional Sul, depois de efectuar uma super-especial de forma verdadeiramente espectacular.

Um dos primeiros desistentes de "peso" desta prova foi Paulo Antunes. Problemas de alternador, que obrigaram o piloto a fazer a super-especial sem faróis, abandonando pouco depois. Mesmo sem este abandono a vida não ia ser fácil para Paulo Antunes. Primeiro porque foi dos três pilotos do Nacional que se enganou na super-especial e em segundo porque o seu C2 estava abaixo do peso regularmentar (todos os carros foram pesados logo após o fim da super-especial).

Aliás, a questão dos enganos na super-especial trouxe grandes problemas à organização, prometendo muita polémica ao longo da prova e depois dela. Só no Regional Sul foi mais de 5 os pilotos que não realizaram o percurso conforme o regulamento.

No Regional Sul destaque também para a desistência de Pedro Leone, que nem sequer chegou a arrancar para a Super-especial, quando viu uma roda do seu Ford Escort saltar.

Sem dúvida que a única forma de o Autódromo de Portimão ter público com automóveis é lá se deslocar um rali. A bancada central estava bem composta de público e o espectáculo até foi de uma forma geral interessante.

pascoal10algVitor Pascoal chega ao final de mais um Nacional de Ralis com o segundo lugar, em termos absolutos, quase garantido.

O piloto do Politejo Amarante Rally Team vai ao Rali Casinos do Algarve, depois de uma época em que foi muito regular, onde passou por muitas dificuldades para manter o seu projecto activo.

Concentrados em defender o título de Vice-Campeões, Vítor Pascoal e Mário Castro partem para a prova algarvia em vantagem pontual sobre os seus mais directos adversários.

Segundo o piloto de Amarante "embora comecemos o Rali do Algarve em vantagem, sabemos que temos de contar com a forte oposição do Ricardo Moura e António Costa. O nosso principal objectivo para esta prova é o de voltar a trazer o Vice-Campeonato para Amarante, razão pela qual será muito importante não cometermos qualquer erro."