faceralis

 

reserva

CPR

vieiradominhoOs esforços do Motor Clube de Guimarães e do Município de Vieira do Minho surtiram finalmente efeito e a prova tem já luz verde de todas as entidades competentes. O Rali irá para a estrada sem público e com fortes medidas de prevenção.

Tudo pronto para ser dado o tiro de partida à época de 2021. Os ralis estão de volta e será em Vieira do Minho que o "jejum" de competição será saciado!

Após o cancelamento da edição de 2020, então já devido aos efeitos provocados pelo surto pandémico, o rali deste ano recebeu autorização das entidades públicas de saúde para ir para a estrada já no próximo domingo. O Rali de Vieira do Minho decorrerá sem público e vai implementar um Plano de contingência rigoroso.

Colocar a prova de pé exigiu do Motor Clube de Guimarães e da Câmara Municipal de Vieira do Minho um esforço hercúleo, agora recompensado com a luz verde para que o rali seja o momento que todos ansiamos: está de volta a competição.
A "fome" de competição, erguida neste longo defeso, transformou esta edição do rali numa demanda por um lugar dentro das 60 vagas disponíveis pelo regulamento particular da prova. No final, o selo colocado no cartaz foi: Esgotado!

Casa cheia, dos quais quase quatro dezenas a integrar o pelotão do Campeonato Norte de Ralis, com a prova extra a merecer a preferência de outras duas dezenas de participantes.

No que concerne ao CNR, o naipe de inscritos faz prever uma grande batalha pela primazia nesta prova de arranque do campeonato. O rali marca ainda o início da 4ª edição do Desafio Kumho Tyre Portugal, contando para duas das suas modalidades: Terra e Norte.

Quanto à prova extra, conseguiu atraia as atenções de grandes nomes do pelotão nacionais e internacional. Basta referir que estão inscritos 5 campeões nacionais, a que se juntam pilotos estrangeiros e dentro destes, nomes habituais do WRC3, sendo ainda relevante a participação de carros de todo-o-terreno, tornando a competição extra impactante para o espetáculo.

À espera desta caravana de luxo estão os fabulosos pisos de terra utilizados na prova portuguesa do WRC. O traçado foi dividido em duas especiais diferentes, Senhora da Fé (10,86 kms) e Serradela/Anjos (10,39 kms), ambas a serem percorridas por três vezes, totalizando assim o rali 63,75 quilómetros contra o cronómetro.

A partida será às 8.30 da manhã de domingo, 18 de abril, com o fecho da prova a estar previsto para as seis da tarde.

correiaRealizou-se este fim-de-semana, em Aguiar da Beira, a apresentação do projeto desportivo de Miguel Correia. Com uma nova montada, um Skoda Fabia Rally 2 EVO, o piloto bracarense demonstrou a sua ambição para a temporada que se avizinha numa apresentação que decorreu em formato 'Live Stream', tendo em conta a fase da pandemia que atravessamos.

Depois de em 2020, ter alcançado o seu primeiro pódio absoluto no Campeonato de Portugal de Ralis, ao volante de um Skoda Fabia R5 da geração anterior, seria expectável que, lado-a-lado com o seu novíssimo Skoda Fabia Rally2 EVO, Miguel Correia se demonstrasse muito confiante. "Estamos naturalmente satisfeitos com a concretização do objetivo de participar no CPR, ao volante de uma viatura de última geração. Sabemos que existe uma fase de adaptação a esta nova viatura, mas vamos lutar por alcançar os melhores resultados possíveis ao longo de toda a temporada.", começou por explicar o piloto de 29 anos, antes de revelar que: "O nosso sonho/objetivo, como o de qualquer piloto que participa no Campeonato de Portugal de Ralis, é o de alcançar um Título de Campeão Nacional Absoluto. Sabemos que não será este ano, devido à experiência da concorrência que iremos ter pela frente, mas é para isso que, em conjunto com toda a equipa, vamos lutar num futuro breve. Até lá temos de trabalhar, melhorar em muitos aspetos e tentar ser competitivos em todos os ralis", explicou.

António Costa, navegador que se juntou à Team Socicorreia em 2020, falou um pouco sobre a temporada passada, antes de abordar 2021. "Já tinha uma relação pessoal com o Miguel antes de fazer parte da equipa. Quando começámos a trabalhar juntos, sabia que tinha ao meu lado um 'diamante em bruto' e com a minha experiência e a vontade ilimitada do Miguel em melhorar, fomos trabalhando alguns aspetos que o fizeram atingir o seu primeiro pódio. Na realidade, o Miguel sente-se mais confortável em pisos de terra, mas também atingiu bons momentos em ralis de pisos de asfalto. Este ano trabalharemos na consistência para que os bons resultados sejam cada vez mais regulares", explicou o António Costa que, este ano, comemora 20 anos de carreira.

A Team Socicorreia, composta por Miguel Correia e António Costa, estará presente em todas as provas do Campeonato de Portugal de Ralis. A primeira prova está agendada para os dias 30 de Abril e 1 de Maio, em Amarante, o Rali Terras d'Aboboreira. Recorde-se que foi precisamente nesta prova, em 2020, que o piloto bracarense subiu ao pódio, lado a lado com os últimos dois Campeões Nacionais de Ralis: Armindo Araújo e Ricardo Teodósio.

bernarsfotostestesFotos Testes Bernardo Sousa / Vitor Calado, Skoda Fabia R5, Albergaria dos Doze. Fotos Rui Fonseca

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Javascript slidesho

bernasBernardo Sousa vai estar presente no Campeonato de Portugal de Rais de 2021, tendo a seu lado Vitor Calado, e utilizando no seu Skoda os pneus Kumho.

Campeão nacional em 2010, então aos comandos de um Ford Fiesta S2000 e com o experiente Nuno Rodrigues da Silva como copiloto, o piloto madeirense regressa ao Campeonato de Portugal de Ralis, em 2021, apostando numa estrutura própria e na competitividade de um Skoda Fabia R5, onde vai montar os pneus coreanos da Kumho.

Após o teste de arranque, Bernardo Sousa mostrou-se "muito feliz por estar de regresso. A paragem foi longa, mas útil para ponderar atitudes e colocar de novo o foco na entrega máxima à competição. Sinto-me muito bem, física e emocionalmente e totalmente preparado para ir à luta!".

Quanto a objetivos, o piloto não esconde que "sempre que entro num rali é para tentar vencer. No entanto, sei bem do alto nível que o campeonato tem e de que vou enfrentar adversários muito bons, que têm muito ritmo, conhecem muito bem as provas e eu tenho ainda de fazer uma evolução até chegar ao nível que já provei ter. Por agora vamos para estes três ralis e como objetivo maior será terminar as provas, tentando ainda rodar sempre dentro do Top 5. Eu o Victor vamos dar tudo em cada especial!", mostrando-se ainda "muito confiante no nível de competitividade do nosso Skoda Fabia R5 e sendo ainda um fator extra de motivação esta nova aposta nos Kumho".

Durante o teste realizado, a dupla utilizou três compostos diferentes de pneumáticos. Foi um longo dia para conhecer os pneus Kumho, realizando mais de meia centena de quilómetros, sempre com um ritmo muito forte e seguro, fazendo as delícias de espetadores e membros da imprensa que se deslocaram em força a terras de Alitém para viver o momento do regresso.
Após este primeiro contacto, Bernardo Sousa realçou a sua "satisfação com o trabalho realizado. Estou impressionado com os Kumho. Vinha com uma expectativa alta e saio desde teste confiante nos pneus e na sua performance", destacando que "poderemos melhorar significativamente, após realizarmos mais quilómetros e conseguirmos assim adaptar o setup do Skoda aos Kumho. Seremos competitivos com estes pneus!".

Bernardo Sousa e Victor Calado iniciarão a sua época já no Rali Terras D'Aboboreira, estando também assegurada a presença no Vodafone Rali de Portugal e no Rali de Castelo Branco.

terrasplacaO Rali Terras D´Aboboreira 2021 é a prova de abertura do Campeonato de Portugal de Ralis deste ano. A prova é também pontuável para o Regional Norte.

 

 

 

 

 

 

 

123