faceralis

 

banner curso Prancheta-1

Nacional

autorilcanaO Nacional de Ralis de Asfalto em Espanha começou com o Ilhas Canárias e logo envolto em polémica já que a RFEDA (Real Federación Española de Automovilismo) não autorizou a participação do novo Porsche de Sergio Vallejo, um 911 GT3 de 2010, no campeonato, que obrigou o piloto a estar presente unicamente na versão internacional da prova.

Aí se encontravam os veteranos Didier Auriol e Juha Kankkunen, com dois Citroen Xsara WRC, tendo como principais rivais Vallejo, o atual campeão Monzón (o Mini este ano não é admitido no Nacional de Espanha) e o canário Capdevila com um Ford Focus WRC.

A prova foi dominada por Auriol sem grande problemas, já que Kankkunen, Monzón e Capdvilla tiveram que retirar-se, sendo segundo (após um forte penalização) Vallejo e o terceiro foi José María Ponce com um BMW M3.

Na prova "nacional" o triunfo foi para a Enrique Cruz com um Porsche 997 GT3, que se impôs após dois dias de prova por apenas 12 segundos frente a Yeray Lemes (Ferrari 360), com Surhayen Pernia e o seu Mitsubishi Lancer Evo X no terceiro lugar, enquanto Esteban Vallín com um Opel Adam R2 ficou no 4º lugar.

Pelo caminho ficaram Miguel Fuster (Porsche 997 GT3) e os Mitsubishi Lancer Evo X do ACSM Team que eram pilotados por Xevi Pons e Joan Carchat.

Colaboración de Miguel Álvarez

 Fotos Oficias e Marcas

 

espanhaterrasuarezA Mitsubishi começou a dominar o Nacional de Espanha de Terra, já que três Lancer Evo finalizaram nas três primeiras posições o Rali Tierras Altas de Lorca, primeira prova desta competição, sendo que os sete primeiros lugares foram todos ocupados por carros Mitsubishi.

A prova foi um "mano a mano" entre José Antonio Suárez e Xevi Pons, ambos em Evo IX, com ambos a lutarem pela vitória desde o primeiro quilómetro nos nove troços da prova de Murcia.

O Asturiano "Cohete" Suárez foi o primeiro líder até ao 5º troço, sendo que a partir daí o catalão Xevi Pons a assumer o commando. A luta chegou ao ultimo troço, com Suárez a impor-se por apenas um segundo (apesar dos problemas com a cronometragem), batendo o seu colega da equipa ACSM.

O mexicano Benito Guerra, Campeão do Mundo de Produção ficou no 3º lugar com um Lancer Evo X, enquanto Alex Villanueva, que foi quarto classificado, venceu o Gr.N.

Colaboração Miguel Álvarez

riobolosfotos13Fotos: Antonio Gómez (Proíbida a reprodução de fotos sem indicação da fonte)
Evento: Rali de Riolobos (Campeonato de Espanha Terra)
Data: 2013
Site: www.ralisonline.net

 

 

cameesan13Fotos: Marcas e oficinais (Proíbida a reprodução de fotos sem indicação da fonte)
Evento: Rallye C.A. Madrid - Race
Data: 23 e 24 de novembro de 2013
Site: www.ralisonline.net

 

 

 

 

 

 

 

 

 

vitorcame13O fecho do Nacional de Ralis de Espanha teve lugar, como é tradicional, com a prova que se disputa na capital de Espanha, entre o circuito de Jarama e a Serra Madrilena.

Com o título entregue a Luís Monzon, o Rallye Comunidad Autónoma de Madrid – RACE foi aproveitado por alguns pilotos para experimentarem carros diferentes daqueles que utilizaram ao longo da temporada. Assim, Xevi Pons pilotou um Fabia S2000, José Antonio Suárez trocou o habitual Ford Fiesta por um Mitsubishi Lancer Evo X N+ e Álvaro Muñiz estreou-se ao volante de um Porsche 911 GT3.

O cantábrio Surhayem Pernia liderou no primeiro troço, mas no seguinte foi Alberto Meira, também em Mitsubishi Lancer Evo X N+, que se colocou na frente mantendo essa posição até ao final do primeiro dia. Atrás estava Pons com o Skoda, precedendo "Cohete" Suárez, enquanto Pérnia voltava a desistir com problemas técnicos no Evo.

Na segunda etapa Suárez manteve um intenso duelo com Meira, que acabou por passar no penúltimo troço para conseguir a syua primeira vitória absoluta por apenas 1,2 segundos. O terceiro lugar também mudou de mãos, já que Pons foi sueperado por Muñiz na última passagem por Jarama.

Colaboración de Miguel Álvarez

RALIS ONLINE TV