faceralis

 

posvendaclick

Nacional

ralidenoiarmaco11A dupla Ricardo Costa/Nuno Almeida regressou à competição, com excelente resultado no Rali de Noia, prova do Campeonato Regional Galego, disputada no fim de semana em pisos de asfalto na Galiza.

«A oportunidade surgiu por um convite da Reiriz Sport que nos desafiou a guiar um dos carros deles na Galiza. Juntaram-se os ingredientes necessários para fazer esta prova, e gostei muito», disse o piloto.

Ricardo Costa esteve ao volante de um Mitsubishi Lancer EVO IX e intrometeu-se na luta pelos melhores tempos na Copa Top Ten Driver Pirelli, conquistando um sétimo lugar nesta competição e um vigésimo segundo lugar à geral, «foi o primeiro rali efectuado em fora de Portugal e havia alguma apreensão pelo desconhecimento da prova mas acabou por ser uma excelente prestação. Tivemos um furo logo na primeira classificativa, perdemos quase 5 minutos e hipotecamos o resultado final. Depois evoluímos bem e conseguimos andar com tempos no top ten, e sempre entre os 3 mais rápidos da Copa Pirelli. Basicamente foi tudo novo: troços, carro e há muito que não competíamos, mas acabou por correr tudo de forma quase perfeita, com bons cronos e divertimo-nos muito».

Com 131 concorrentes à partida e contando com 3 carros da categoria WRC, o Rali de Noia foi uma excelente experiência para a dupla de Famalicão «havia muito público na estrada, a fazer lembrar as provas do Mundial em Portugal quando a prova se realizava a Norte. E o espírito de corrida e de camaradagem é muito forte, numa prova também ela muito bem organizada».

Com o espectáculo nos troços e o ritmo demonstrado por Ricardo Costa/Nuno Almeida ao volante do Mitsubishi abriu-se oportunidade para repetir presença da equipa de Famalicão em outras provas do Campeonato Galego e com objectivos mais ambiciosos, «o gostinho ficou e agora vamos tentar reunir condições para fazer mais algumas provas no campeonato Galego. Felizmente existiram alguns contactos para voltarmos, não sei se com a Reiriz Sport ou noutra estrutura».

Rali de Noia, prova do Campeonato Galego de Ralis
Classificação: 1º Ivan Ares/ Jose Pintor Bouzas, 56:40.58 MITSUBISHI LANCER EVO VIII; 2º Luis Penido/ Nico Otero 56:51.00 MITSUBISHI LANCER EVO VI; Jose Barreiro/ Manuel Fuentes, 57:06.73 FORD ESCORT WRC (...) 22º Ricardo Costa/Nuno Almeida 1h03:03.73 MITSUBISHI LANCER EVO IX

tsjoen11O campeonato belga prosseguiu com a segunda prova este ano, com a disputa do TAC Rally tendo muitas viaturas WRC à partida, tanto belgas como holandesas.

Com o poderoso Citroën C4 WRC, Pieter Tsjoen dominou o rally do principio ao fim, vencendo 12 dos 16 troços disputados e arrecadou a segunda vitória consecutiva no campeonato.

Mais habituado ao novo C4, Alexandre Romain aproximou-se de Tsjoen no final da prova, chegando a estar a 11 segundos da primeira posição. Tsjoen teve de se aplicar nas derradeiras classificativas, acabando Romain no segundo lugar a 18 segundos do vencedor.

Melissa Debackere ascendeu à terceira posição a meio do rally e conseguiu segurar o último lugar do pódio de forma brilhante, onde só perdeu pouco mais de 1 minuto para o vencedor.

O veterano piloto Paul Lietaer efectuou uma prova regular, ao terminar na quarta posição, conseguindo segurar Freddy Loix por 3 segundos que fez um rally de trás para a frente.

LÍDERES DO RALLY:
Pieter Tsjoen (SS1 a 16)
VENCEDORES DE TROÇOS:
Pieter Tsjoen (12); Alexandre Romain (3); Melissa Debackere (1)

1º Pieter Tsjoen/Eddy Chevaillier - Citroën C4 WRC 1h33m33.6s
2º Alexandre Romain/Bruno Brissart - Citroën C4 WRC + 18,2s
3º Melissa Debackere/Cindy Cokelaere - Subaru Impreza S12 WRC + 01m08,3s
4º Paul Lietaer/Diederik Pattyn - Subaru Impreza S5 WRC + 02m02,1s
5º Freddy Loix/Frederic Miclotte - Škoda Fabia S2000 + 02m05,1s
6º Andy Lefevere/Marc Noppe - BMW M3 + 03m11,4s
7º Didier Duquesne/Guy Maes - Toyota Celica GT-Four + 03m23,0s
8º David Bonjean/Harry Herion - Peugeot 307 WRC + 04m01,3s
9º Jeroen Swaanen/Robin Buysmans - Subaru Impreza S14 WRC + 04m04,1s
10º Dominique Bruyneel/Lara Vanneste - Peugeot 207 S2000 + 04m59,6s

Ricardo Nascimento

tragaeche11A segunda ronda do campeonato checo, o Mogul Sumava Rally, foi cancelado após as primeiras três especiais, devido a um grave acidente mortal de Jiří Skoupil no segundo troço do evento.

O piloto de 46 anos de idade, bateu de forma violenta com o lado esquerdo do Citroën C2 S1600 numa árvore, não resistindo aos ferimentos causados pelo impacto. O seu co-piloto Jiří Volf foi transportado para o hospital mais próximo, estando a sua situação clínica estável e não corre perigo de vida.

Jiří Skoupil iniciou-se neste desporto motorizado à cerca de dez anos, sendo um dos animadores nas duas rodas motrizes do campeonato checo e vencedor do IRC 2WD, no Barum Rally em 2009, ao volante de um Fiat Punto S1600. Este ano, o piloto checo corria com o Citroën C2 S1600 da equipa AT Motorsport de Antonin Tlusták.

Skoupil tinha efectuado o segundo melhor tempo entre os carros 2WD na primeira especial mas, viria a perder a vida de forma trágica no troço seguinte. Os primeiros 18 pilotos ainda efectuaram a terceira especial mas após a confirmação da triste noticia, o rally foi parado pela organização, no qual, era liderado por Roman Kresta e Vaclav Pech efectuava a estreia do seu Lancer Evo 9 com especificações R4.

Ricardo Nascimento

fusterviljo11Un año más el Campeonato de España de Rallyes arrancaba en Alicante y de nuevo era Miguel Fuster quien se imponía en esta prueba inaugural. El piloto local no concedía ni la más mínima opción a sus rivales, liderando la carrera desde el principio hasta el final. La potencia de su Porsche, un gran conocimiento de las especiales y sus grandes dotes de pilotaje le llevaban un año más a lo más alto del podio del Rallye La Vila Joiosa.

A poco más de 1 minuto Xevi Pons ocupaba la segunda plaza con su Ford Fiesta S2000, posición que nunca tuvo en peligro el catalán a pesar de sufrir algunos problemas de embrague en su montura. El asturiano Jonathan Pérez con su Peugeot 207 S2000 logró arrebatar la tercera posición a Víctor Senra en el último tramo, después de que el gallego tuviera algunos problemas mecánicos en su Peugeot 306 Maxi, demostrando no obstante que los kit car pese a su veteranía tendrán algo que decir tras su readmisión en el Nacional de Rallyes de España.

Quinto, y primero del grupo N, fue Eugenio Mantecón con un Mitsubishi Lancer Evo X, por delante del Peugeot 207 S2000 de David Pérez y de Joan Vinyes, quien fue primero en 2RM con su Suzuki Swift S1600.

La baja más importante del rallye fue la de Sergio Vallejo, por problemas mecánicos en su novedoso Lotus Exige Rally; habiendo decidido el campeón en título Berti Hevia no entrar en liza hasta la siguiente cita, que será el Rallye Islas Canarias, válido también para el IRC.

Colaboración Miguel Álvarez

benguefra1Segundo a Autohebdo.fr. vai haver um Mini John Cooper Works WRC no Campeonato Francês de Asfalto, com Alexandre Bengué ao volante.

Ausente no Rallye Touquet, a primeira ronda do campeonato, Bengué estreia-se com o Mini versão S2000 no Rallye Lyon Charbonniéres em Abril, para depois no mês de Junho, a mesma unidade, receberá o Kit para ser transformado em WRC, a partir do Rallye du Limousin.

Para além do campeonato francês, Alexandre Bengué estará presente no Rally da Alemanha, França e Catalunha, as rondas em pisos de asfalto do WRC.

Colaboração Ricardo Nascimento

RALIS ONLINE TV

RALIS ONLINE TV 2