constalica copy

desafio270

ERC

arcBruno Magalhães e Hugo Magalhães ainda não faltaram a uma prova do ERC 2017. No seletivo Rali Barum, vão tentar amealhar o máximo de pontos para que o sonho europeu possa ainda continuar a brilhar. O Skoda Fabia R5 da ARC Sport, está preparadíssimo para mais este difícil desafio, agora por terras da República Checa, um rali de asfalto traiçoeiro, mas com tradições e história no Europeu da especialidade.

"Esta é mais uma prova muito difícil para todos os pilotos, com um asfalto velho de pouca aderência e sempre muito irregular. Apesar de tudo é uma prova com grandes tradições no Campeonato da Europa de Ralis e participar num rali com esta dimensão e história é sempre muito positivo e motivante. Quando falamos de um rali de asfalto, é necessário ter em conta que este é bastante específico. Acreditamos que a experiência que tivemos na Polónia tenha sido positiva para mim como piloto, mas também para as alterações que a ARC Sport fez no carro. Esta não vai ser uma tarefa fácil, pois há muitos pilotos locais que conhecem os troços como ninguém. Uma vez mais, o conhecimento torna-se fundamental para atingir bons resultados, e este é um rali que conta com uma ilustre lista de inscritos. Apesar de ser a nossa segunda presença na República Checa, a prova está completamente diferente, mas vamos tentar somar o máximo de pontos possível", afirmou Bruno Magalhães.

ARC SPORT VOLTA A APOIAR EMMA FALCÓN

A formação de Aguiar da Beira volta a contar com a presença da equipa espanhola formada por Emma Falcón e Rogelio Peñate num Citroen DS3 R3. Depois de um primeiro contacto na Polónia, a dupla espanhola volta a apostar nos cuidados da ARC Sport para a prova checa.

"A ARC Sport trabalhou muito no carro depois do acidente da Polónia. Fizeram um excelente trabalho e deixaram o Citroen como novo. Na Polónia foi talvez o rali mais difícil que fiz, mas fica a experiência para aquilo que posso vir a encontrar aqui na República Checa. Esta é uma

prova mítica e carregada de tradições, onde vou participar com todo o entusiasmo, divertir-me e tentar terminar" disse, com entusiasmo Emma Falcón.

A ARC Sport volta a dar o máximo para mais esta etapa do Campeonato da Europa de Ralis. Toda a equipa está motivada e pronta para um grande desafio.

"Estamos naturalmente confiantes. Sei que o Bruno e o Hugo tudo farão para conquistar uma boa pontuação numa prova carregada de tradições, mas bastante exigente. Em relação à equipa espanhola, gostaria de sublinhar o empenho que a Emma e o Rogelio colocam nas suas participações, esperando que o resultado venha a ser positivo. Toda a equipa da ARC Sport está preparada para voltar a dar o máximo", afirma Augusto Ramiro.

O Barum Czech Rally Zlin disputa-se entre 25 e 27 de agosto e conta com 15 troços cronometrados em asfalto.

magapol17Este será talvez o rali de asfalto mais difícil do Campeonato da Europa de Ralis. Uma prova complicada, que requer grande conhecimento e onde os pilotos polacos são sempre considerados favoritos. Que o diga Kajetan Kajetanowicz, o polaco campeão europeu, que pensou mais nos pontos para passar para a liderança do ERC, do que vencer o rali disputado no seu país.

Bruno Magalhães e Hugo Magalhães continuam a fazer uma época de sonho. Depois de terem liderado o Europeu de Ralis durante 4 provas, passam agora para 2º do ERC trocando de posição com Kajetanowicz, que passa a ter agora os 14 pontos de vantagem que eram de Bruno Magalhães antes da prova polaca. Está portanto tudo em aberto, quando faltam 3 provas para o final do ERC 2017.

"Este foi sem dúvida alguma o rali de asfalto mais difícil de toda a minha carreira. Já sabíamos que ia ser assim. Uma prova onde o profundo conhecimento dos troços é vital. A beleza do Europeu de Ralis é isto mesmo. Há provas onde conseguimos ser muito superiores a outros pilotos, mas também há ralis onde eles conseguem ser muito eficazes. Como nunca fugimos aos grandes desafios, fizemos tudo para tentar continuar na liderança. Nós e toda a equipa da ARC Sport que fez um excelente trabalho. Neste tipo de ralis custa muito aprender. Pelo nosso lado, continuamos na luta e, apesar de tudo, esta está a ser uma época fantástica, como nunca sonhámos ter", disse Bruno Magalhães.

Toda a equipa da ARC Sport desenvolveu esforços para que a dupla portuguesa continuasse na liderança do ERC. Neste momento tudo é possível, e a estrutura de Aguar da Beira acredita ainda ser possível alcançar o sonho.

"Já se esperava que esta prova da Polónia ia ser bastante complicada. O facto de o Bruno não conhecer o rali piorou a situação. Apesar de tudo, o Bruno, o Hugo e toda a nossa equipa ganharam experiência nesta prova, o que pode ser fundamental para os restantes ralis do campeonato. Quero deixar os meus parabéns pelo excelente esforço de piloto, navegador e de todos os elementos da equipa", afirmou Augusto Ramiro.

magpolo17Bruno e Hugo Magalhães disputaram hoje as cinco primeiras classificativas do Rzeszow Rally na Polónia. A dupla lusa ao volante do Skoda Fabia R5 da ARC Sport são 12º classificados, uma posição que esperam melhorar durante o decorrer do dia de amanhã.

Cientes das dificuldades que iam enfrentar, fruto de um rali extremamente exigente e que desconhecem por completo, Bruno e Hugo sabiam que o dia ia ser complicado: "E foi mais complicado do que esperávamos porque falhámos por completo a afinação do carro para as primeiras classificativas. Depois, na assistência fizemos alterações que melhoraram bastante e estamos agora mais confiantes. Mas, o grau de exigência deste rali, para quem não conhece, é muito elevado. As estradas de asfalto são muito sujas e estreitas, escorregam muito e temos tido algumas cautelas. Para além disso, é o nosso segundo rali com este carro em asfalto. Foi um dia de aprendizagem a todos os níveis", começou por explicar Bruno Magalhães, actual líder do Campeonato da Europa de Ralis.

Amanhã, os pilotos terão pela frente mais seis especiais de classificação e Bruno espera melhorar a posição: "Vamos dar o nosso melhor, procurar melhorar e ver o que nos espera no final. É um rali difícil onde nada pode ser dado como certo e onde os pilotos locais estão mais à vontade, mas vamos continuar na luta mas também em modo aprendizagem, que é igualmente importante", rematou.

Hoje pelas 22h, o Eurosport passa o resumo deste primeiro dia de competição. A restante informação pode ser consultada em www.fiaerc.com. O live timing pode também ser acompanhado na aplicação mobile: rally4now.

magapolEste é talvez o rali mais difícil do Campeonato da Europa de Ralis para a dupla portuguesa que lidera o ERC 2017. Bruno Magalhães e Hugo Magalhães voltam a levar o nº 1 nas portas do Skoda Fabia R5 da ARC Sport, para uma incursão pelo território do polaco que ostenta o título, e que conhece como ninguém os muito exigentes troços de asfalto do Rali Rzeszow na Polónia.

Mas para além de Kajetan Kajetanowick, há mais pilotos locais para dificultar a vida aos líderes portugueses, para além do habitual lote de candidatos europeus, já repetentes na prova polaca. Bruno Magalhães está consciente das dificuldades que vai enfrentar, encarando com o habitual profissionalismo e otimismo, este complicado desafio a leste.

"Este é sem dúvida o rali mais difícil do ano. É uma prova completamente desconhecida para nós, que conta com um excelente lote de pilotos locais, com o óbvio destaque para o Kajetanowick que vai correr em casa. Estão inscritos 23 carros R5, o que demonstra bem a competitividade deste rali. Efetuámos com a ARC Sport um teste produtivo em relação ao comportamento do carro, antes da partida para a Polónia, mas o teste local que iremos efetuar antes da prova será fundamental. Este é um rali de asfalto muito específico, e por isso teremos de encontrar as melhores afinações logo de início. Isso será essencial! Vamos fazer o nosso melhor, estando conscientes que o objetivo é sair da Polónia na frente do Europeu", assegurou Bruno Magalhães.

A ARC Sport, dando seguimento à sua onda de prestigio, vai ainda apoiar a equipa espanhola formada por Emma Falcón e Rogelio Peñate num Citroën DS3 R3.

Para a ARC Sport contar com uma equipa que lidera o Campeonato da Europa de Ralis é uma honra. Toda a estrutura da formação de Aguiar da Beira está focada em contribuir para o sucesso do Skoda Fabia R5 de Portugal.

"Sabemos que este é talvez o despique mais crítico do presente campeonato, mas acreditamos nas capacidades do Bruno e do Hugo para ultrapassarem esta dificuldade. Pelo nosso lado está tudo pronto, acreditando que será possível defender na Polónia a liderança do ERC.
Quero dar as boas vindas à equipa espanhola, desejando que façam um excelente rali", afirmou Augusto Ramiro.

O Rally Rzeszow disputa-se entre 3 e 5 de agosto na Polónia, contando com 11 troços de asfalto num total de 214,6 km ao cronómetro.

Bruno Magalhães lidera o ERC com 93 pontos, seguido por Kajetan Kajetanowicz com 79 e por Alexey Lukyanuk com 46 pontos, mais um que Nasser Al-Attiyah que totaliza 45.

brbichipre17Chegou ao fim a prestação de Bruno e Hugo Magalhães no Rali do Chipre depois de uma caricata saída de estrada onde ficaram igualmente mais dois adversários. O piloto português ocupava a terceira posição da classificação geral quando o incidente teve lugar. Apesar do desfecho inglório, num rali extremamente violento e difícil, a dupla portuguesa vai manter, ao que tudo indica, o primeiro lugar nas contas do Europeu de Ralis.

"Do céu ao inferno", foi assim que Bruno Magalhães descreveu o sentimento que o invade neste momento. Estava tudo a correr demasiado bem e a aumentar gradualmente o ritmo, quando na PEC 6, se depara com o navegador de um dos seus adversários no meio da estrada pedindo para abrandar: "E naquele segundo de desconcentração a olhar para ele não ouvi as indicações do Hugo que me diziam que a curva era enganadora e no segundo seguinte estava a descer por ali abaixo aos trambolhões só parando quando bati na traseira de outro adversário. Por incrível que pareça, três carros, três dos principais adversários, ficámos os três, no mesmo sitio. Parece insólito, mas é verdade", explicou Bruno Magalhães.

Os danos no Skoda Fabia da ARC Sport não vão permitir que Bruno Magalhães regresse em modo super rali: "Apesar de fisicamente estarmos bem, o carro ficou mal tratado. Era uma zona difícil, não conhecemos nada da prova, e o azar dos outros, que até podia vir a ser a nossa sorte porque o nosso mais directo rival já estava fora, acabou por ser o nosso azar também. Nada acontece por acaso. Apesar de tudo, acho que vamos continuar na frente do Campeonato e a procurar novos apoios que nos permitam continuar a fazer provas e a levar o nome de Portugal e do nosso automobilismo mais além. Apesar de tudo, este é o nosso desporto de eleição e é aqui que queremos continuar com mais ou menos sorte", concluiu.

A próxima prova do Europeu de Ralis acontece de 3 a 5 de Agosto com o Rajd Rzeszowski.

RALIS ONLINE TV

desafio270

Facebook FanBox

RALIS ONLINE Ralisonline