faceralis

 

usados

ERC

montelongoInscritos Rali de Montelongo (ERC) 2020.

 

 

 

 

 

 

 

 

montelongoerc2020isn

LukyanyukJá começou a contagem decrescente para o Rally Fafe Montelongo (2/4 outubro), terceira prova do FIA ERC (European Rally Championship) e a pouco mais de uma semana do arranque pode já dizer-se que está garantida a participação de um plantel de luxo. Os três primeiros classificados do Europeu, Alexey Lukianuk (Citroen C3), Oliver Solberg (VW Polo GTI) e Craig Breen (Hyundai i20) figuram entre os inscritos, aos quais se juntam outros nomes de primeiro plano do Europeu da presente temporada, como Gregoire Munster (Hyundai i20), Emil Lindholm (Skoda Fabia) ou espanhol Efren Llarena (Citroen C3).

A Miko Marczyk (Skoda Fabia) e Dominique Dinkel (Skoda Fabia), outros dos animadores do campeonato, haverá que acrescentar ainda o francês Yoann Bonato (Citroen C3), recente vencedor do Rali Mont Blanc, do Campeonato de França, que é um reconhecido especialista em provas de asfalto e promete ser um dos candidatos à discussão dos primeiros lugares . Ainda por fechar, a lista de inscritos deverá somar quase quatro dezenas de equipas, a maioria estrangeiras.

Entre os pilotos portugueses, o destaque vai para João Barros (Citroen C3), que terá oportunidade de medir forças com os pilotos do segundo campeonato mais importante da FIA nas classificativas de asfalto da região de Fafe e de Vieira do Minho.

Na estreia da região do Minho (Fafe e Vieira do Minho) no Europeu de Ralis, esta edição do "Fafe Montelongo", organizada pelo Demoporto, será ainda pontuável no Campeonato Norte de Ralis e no Campeonato de Portugal de Clássicos de Ralis.

montelongoO Eurosport Events, promotor do FIA European Raly Championship, anunciou que o Rally Fafe Montelongo estará pela primeira vez no ERC, já este ano.

Utilizando as classificativas de asfalto do município de Fafe, na região norte de Portugal, o Rally Fafe Montelongo está definido para receber a terceira ronda da época 2020 do ERC, de 2 a 4 de outubro próximo, depois de receber a aprovação da FIA.

Pontuável também no Campeonato de Portugal de Ralis de Clássicos e no Campeonato Norte de Ralis, o Rally Fafe Montelongo apresenta no seu traçado um misto de classificativas rápidas que alternam curvas fechadas e suaves com algumas zonas onduladas.

O evento terá a sua base em Fafe, uma cidade com uma longa herança e tradição nos ralis. O centro nevrálgico da prova vai ser no Pavilhão Multiusos, com o Parque de Assistência no vizinho Parque da Cidade.

Inclusão no calendário recompensa interesse de longa data

A inclusão do Rally Fafe Montelongo no calendário do ERC 2020 representa o culminar de negociações entre o Eurosport Events e a organização do Rally Fafe Montelongo em torno da possibilidade de incluir a prova no calendário de 2020 como evento adicional e nunca como substituta do Azores Rally, cuja organização acabou, entretanto, por comunicar que a mesma não se realizará este ano.

Jean-Baptiste Ley, coordenador do ERC, disse: "Estamos muito satisfeitos com o interesse e o entusiasmo da equipa organizadora do Rally Fafe Montelongo que resultou na inclusão do evento no FIA European Rally Championship pela primeira vez. A estreita parceria do clube organizador Demoporto com a Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting vai colocar em prática todas as medidas, incluindo um rigoroso protocolo COVID-19, para a realização de um evento que cumpra os requisitos especificados pela Eurosport Events e pela FIA. Estamos ansiosos para trabalhar com um parceiro proativo e empenhado em organizar um bom rali. O contrato é de um ano, mas todas as partes estão interessadas em alargar essa parceria para os próximos anos".

Ni Amorim, Presidente da FPAK: "Depois do anúncio do regresso da Fórmula 1 a Portugal, este é mais um momento que me deixa imensamente feliz e, ao mesmo tempo, orgulhoso do espírito empreendedor que nós, portugueses, colocamos em tudo aquilo que acreditamos. A ida para Fafe do ERC será também o fruto do trabalho desenvolvido desde há ano e meio. Estavam reunidas todas as condições e era uma questão de oportunidade. Depois do cancelamento do Azores Rallye é ainda mais importante para nós ter esta prova no Campeonato da Europa de Ralis".

Parcídio Summavielle, vice-presidente da Câmara de Fafe: "Para nós, é um facto extraordinário ter o rali no Europeu. Nunca desistimos de apresentar uma solução para o calendário do ERC. Será muito importante que o público nos ajude, face às circunstâncias que estamos a viver. É indispensável que não haja ajuntamentos e vamos ser muito rigorosos no cumprimento das regras da Direção Geral de Saúde. Precisamos da colaboração do público para que tudo corra bem, não queremos ser um mau exemplo. Eu próprio vou passar nas classificativas antes dos concorrentes e se vir algo mal, não haverá qualquer problema em anulá-las".

Carlos Cruz, presidente do Demoporto e membro da Comissão Organizadora: "O Rali Fafe Montelongo no Campeonato da Europa é o culminar de um desejo antigo que já em 2019 esteve perto de ser concretizado e agora acaba em realidade. É, também, uma mais valia e o reconhecimento às pessoas de Fafe e à sua Câmara, por tudo quanto tem feito em prol dos ralis e da região".

Regulamentos complementares, formulários de inscrição, mapas e todos os outros detalhes estarão disponíveis em breve no site do Rally Fafe Montelongo: https://rallyfafemontelongo.com

 

A 25ª edição do Rali Fafe Montelongo, prova em piso de asfalto que o Demoporto organiza do Campeonato Norte de Ralis e do Campeonato de Portugal Clássicos de Ralis, deverá já este ano, nos próximos dias 3 e 4 de outubro, integrar o calendário do ERC – FIA European Rally Championship, em substituição de um outro rali.

A região de Fafe, de fortes tradições no desporto automóvel e com especial ênfase nos ralis, voltará a ser o palco de um evento internacional de grande dimensão, graças ao trabalho desenvolvido pelo Demoporto, pela FPAK (Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting) e a Câmara Municipal de Fafe.

Esta surpreendente "promoção" surge na sequência dos efeitos da pandemia da covid-19, com algumas organizações do Europeu, por circunstâncias diversas, a não conseguirem montar as suas provas já calendarizadas. E é nesse quadro que a organização do Rali Fafe Montelongo foi desafiada a reformular esta prova para integrar o ERC – FIA European Rally Championship com efeitos imediatos. O contrato a estabelecer com a Eurosport Events, entidade promotora do campeonato, poderá ter a validade de três anos, prevendo que a edição 2020 do rali fafense seja em piso de asfalto, para em 2021 e 2022 passar a disputar-se em classificativas de terra. Ou seja, o Rali Serras de Fafe e Felgueiras, que nas últimas épocas tem sido a prova de abertura do Campeonato de Portugal de Ralis, nos próximos dois anos poderá passar também a fazer parte do segundo campeonato de ralis mais importante da FIA. Resta aguardar, para breve, a ratificação deste princípio de acordo por parte do Conselho Mundial da FIA.

montelongo"É um grande desafio e uma oportunidade que a Demoporto recebe de braços abertos. A provável vinda do Europeu de Ralis para Fafe apenas será possível graças à boa-vontade e esforço de um conjunto de entidades, como a edilidade de Fafe e a FPAK, que puxaram no mesmo sentido para projetar o rali e esta região ao mais alto nível internacional. Será uma mais-valia para o país, não tenho a mais pequena dúvida. Da nossa parte, não nos vamos poupar a esforços para que a prova seja um êxito", disse de Carlos Cruz, presidente do Demoporto.

A edição 2020 do Rali Fafe Montelongo era prova candidata ao Europeu de Ralis Históricos, pelo que a quilometragem de troços cronometrados havia sido aumentada para 130 km, daí que o Demoporto não terá grandes dificuldades, face às exigências do ERC – FIA European Rally Championship, em estendê-la agora para os 180 km. A estrutura da prova integrará as "especiais" de Montim, Queimadela/Travassós, Várzea Cova, Monte, Anjos e Guilhofrei, sendo que estas duas últimas também passam no concelho de Vieira do Minho.

O presidente da FPAK, Ni Amorim, cujo desempenho também foi determinante para que Portugal possa vir a receber mais um evento de grande projeção internacional, e com ampla cobertura televisiva do Eurosport, não poderia sentir-se mais satisfeito com a integração do rali de Fafe no Europeu.

"Depois do anúncio do regresso da Fórmula 1 a Portugal, este é mais um momento que me deixa imensamente feliz e, ao mesmo tempo, orgulhoso do espírito empreendedor que nós, portugueses, colocamos em tudo aquilo que acreditamos. A ida para Fafe do ERC será também o fruto do trabalho desenvolvido desde há ano e meio. Estavam reunidas todas as condições e era uma questão de oportunidade. Ter duas provas da mesma competição internacional no mesmo país, pois o Azores Rallye mantém-se no calendário, é um feito inédito para o desporto automóvel português".

Grande entusiasta do desporto automóvel, e também piloto, Parcídio Summavielle, o vice-presidente da Câmara de Fafe, tem sido a pedra angular no processo negocial para colocar a "catedral dos ralis" no mapa do Europeu:

"Tenho defendido sempre que o grande objetivo e aposta da Câmara era ter um rali de asfalto e um de terra que a qualquer momento poderia ser candidato a qualquer 'coisa' internacional. Em 2020 o 'Serras de Fafe' esteve perto, mas eu fui bem claro, ao dizer que apenas e só tal aconteceria no caso de os Açores não poderem continuar. Há que respeitar os investimentos e as apostas de outras regiões. Agora surgiu-nos a oportunidade, para já num rali de asfalto, e com o Demoporto, a FPAK e o Eurosport vamos fazer tudo para concretizar este sonho, partilhando-o com os que em Fafe gostam de ralis e vêm neles uma forma de promover o concelho e todas as suas valências. Claro que será necessário muito cuidado, em termos do cumprimento das normas de higiene, para não se verificarem excessos. Imerecidamente, têm colocado Portugal sob suspeita, mas a verdade é que a nível organizativo o país dá cartas, ao receber este ano grandes eventos como a Champions League, a Fórmula 1 no Algarve e agora este rali em Fafe. Não posso deixar de endereçar uma palavra especial de agradecimento ao presidente da 'minha' Câmara, dr. Raúl Cunha, bem como ao presidente da Câmara de Vieira do Minho, engenheiro António Cardoso, duas pessoas que acreditaram sempre até ao fim".

dia1acoresFotos: Paulo Homem (Proíbida a reprodução de fotos sem indicação da fonte)
Evento: Rali Açores 2019 (1ºDia)
Data: março 2018
Site: www.ralisonline.net