faceralis

 

guiaaft

teodregbeja10A apresentação do Rali Torrié, que abordaremos mais tarde, acbou por ter uma novidade que não se prende com a prova em si mas sim com o própria Campeonato de Portugal de Portugal.

De facto, foi anunciado por Ângelo Pinto da Fonseca da FPAK a criação de uma "Taça Nacional de Ralis" (o nome ainda não está definido) que irá permitir que todos os carros que correm no Open (nomeadamente os VSH) possam pontuar nas provas do CPR e CPR2 (ficam de fora as provas internacionais).

Esta proposta foi apresentada por um grupo de trabalho - que incluía os seis clubes que organizam essas provas (mais um elemento do Gondomar Automóvel Sport) - à FPAK no final do mês de Dezembro, estando agora a entidade federativa a desenhar o regulamento final.

Assim, esta Taça consiste em que os VSH (e restasntes carros do Open) possam fazer na integra as provas do CPR, podendo até ganhar o ralis à geral, e simultaneamente pontuar para o regional caso estejam inscritos nele.

Trata-se de um esquema semelhante ao apresentado pelo Rali Casinos do Algarve em 2009 e 2010, com algumas variantes, mas que de momento a FPAK ainda não divulgou, podendo estar próximo da Taça de Ralis da Madeira.

Um dos elementos deste grupo de trabalho falou "da boa aceitação das propostas por parte da FPAK", mas outro elemento revelou algumas reservas face ao regulamento em si que irá ditar a versão final desta Taça.

No fundo esta "Taça" será uma espécie daquilo que deverá ser o CPR, aberto a todos os carros e se não houvessem provas internacionais.

Não lhe é permitido comentar.