Faixa publicitária

cpr2014Depois de muito escavar, utilizando mesmo uma picareta, lá conseguimos juntar algumas peças do puzzle do que será o Campeonato de Portugal de Ralis de 2014, ou melhor, o que será a proposta da ACOR à FPAK sobre esta competição para o próximo ano.

O calendário deverá ter 8 provas, sendo que existiram dois ralis nas ilhas, existindo uma comparticipação para quem estiver a disputar o CPR nas deslocações aos Açores e Madeira.

Estas oito provas do CPR terão até 120 quilómetros de troços, o mesmo é dizer que serão provas dentro do que habitualmente vemos nas provas nacionais do CPR.

Dentro do CPR deverão existir várias categorias e serão permitidos todo o tipo de carros, inclusivamente uma categoria que chamaremos de X (por exemplo, protótipos ou os carros que andam no off-raod!!!), que até poderá ganhar à geral mas que não poderá pontuar para a classificação absoluta.

O valor da inscrição estará indexado a um género de coeficiente por tipo de campeonato, o que quer dizer continuará a haver diferenciação de preços por campeonato.

Um dos objectivos é a redução drástica do número de provas de campeonatos de ralis federados, dando a entender que 2013 poderá ser o ano da extinção do Open de Ralis como o conhecemos, que passará a estar integrado totalmente no CPR.

Durante o mês de outubro a FPAK deverá anunciar as principais linhas do CPR 2014 bem como o esboço do calendário.

Obviamente que nada do que aqui foi escrito é oficial, mas pela convergência de informações que recolhemos, não deve andar muito longe da proposta que a ACOR fez à FPAK.

Não lhe é permitido comentar.