faceralis

 

posvendaclick

danielnecamo10Uma das boas surpresas da temporada de 2010 ao nível de pilotos foi Daniel Nunes. Em quase todas as provas que participou deu nas vistas e no final do ano obteve o título de Campeão Nacional Júnior. Momento certo para fazer o banaço de 2010 e perspectivar o futuro de Daniel Nunes.

Qual é o balanço que fazes desta temporada?
Acho que é positivo atendendo às várias desistências que tive. Todas as corridas que conclui, excepto Vila Real, terminei no pódio.
Agora que estou com os pés acentes na terra, olho para a época toda, e sem os azares mecânicos, como sendo um forte candidato ao titulo absoluto no Open.

Quais os momentos marcantes da época?
A primeira corrida no Rota do Medronho foi o início de um sonho que acabava de se tornar realidade. Foi a primeira vez num quatro rodas motrizes, num traçado desconhecido que resultou em duas vitórias (Júnior e Regional Centro) e fui 2º da geral.
O outro momento mais marcante, mas pelo lado negativo, foi a minha saída de estrada no Rali Centro de Portugal com aquele aparatoso incêndio. Ninguém esquece e não desejo a ninguém!
Queria atingir naquele Rali Centro de Portugal a vitória no Regional Centro e tempos de referência no Nacional, mas agora posso revelar que a cabeça não estava lá depois de pessoas muito importantes na minha vida deixarem-me dias antes do rali.
Outro grande momento, foi o da consagração no último troço de Vila Real. A meio da especial já ia em lágrimas a correr por mim a baixo.

Achas que és o piloto revelação de 2010?
Sendo a primeira vez tanto com a esta viatura, como a disputar o Open, penso que sim. Agora não sei se as desistências estão a meu favor nisso para ser eleito como tal.
Pessoas amigas integradas noutras equipas já o disseram que sim consideram-me tanto como piloto revelação como piloto espétaculo. Outros dizem que sou o Teodósio do Open, mas acho que ainda falta muitos anos para atingir isso.

A quem dedicas o título Júnior?
Dedico em especial à minha filha Matilde, que tem um ano e 8 meses, e a todos os que estiveram sempre presentes para me apoiar do início ao fim e que acreditaram que eu podia vencer.
Um agradecimento muito especial aos meus patrocinadores, à Rodinunes Reboques, do Sr. Rogerio Nunes, que é meu pai, à Kumho Tyres SPO, na pessoa de Humberto Matos, mas também à Estufas Fernando Pereira & Irmão (Fernando Pereira), X2adversint (Hugo Dias), Autocenter (Miguel Santos), Auto Pamplona (Nuno e Sílvia), João Lima Carlos e ainda um agradecimento especial ao meu navegas o Carlos Ramiro.

O que pretendes fazer em 2011?
É muito simples. Quero ser campeão no Open de Ralis 2011 e bicampeão Júnior .
Neste momento já estamos a trabalhar no "red line" para a próxima época para garantir os apoios necessários e indispensáveis para fazer uma época ao pormenor e atingir os objectivos.

Não lhe é permitido comentar.