faceralis

 

posvendaclick

brevesmort5O Clube Automóvel do Centro teve uma prova exemplar em termos organizativos. A geografia dos troços ajuda muito, sendo que a proximidade dos troços permite acompanhar sem dificuldades e em zonas verdadeiramente espectaculares o desenrolar da prova. Os pilotos também ajudaram muito ao espectáculo só faltando mesmo mais inscritos. Nem todos concordam com os dois dias de prova, mas o CAC já prometeu novidades na estrutura dos troços para 2011, evitando dessa forma a rotina gerada pelas últimas edições.

Acreditem ou não o Rali de Mortágua foi acompanhado por muita gente na estrada. Os principais acessos estiverem cheios de espectadores e a Super-especial tinha mais público que em anos anteriores.

A madeirense Isabel Ramos conquista em Mortágua o Troféu Nacional Feminino de Ralis. A presença a jovem madeirense nos ralis do Campeonato de Portugal tem sido bem interessante de seguir, coroada agora com a conquista de um Troféu que, mesmo sem concorrência, deve ser realçado e destacado pois é seguramente das mais rápidas pilotos portuguesas nos ralis actualmente... e dos últimos anos.

Se os despistes de Ivo Nogueira e do espanhol Daniel Calvo deixaram os seus carros (C2 e Fiesta) mal tratados, também a saída de estrada de Pedro Peres não deixou de ser forte. O piloto do Mitsubishi saiu a mais de 150 Km/h, numa direita, devido a um furo num pneu que o piloto não tinha detectado. Antes de se imobilizar acertou num carro da GNR que arrancou um roda ao Mitsubishi e outra ao referido carro policial. Pelo meio ficou só o susto e as ditas consequências materiais.

Não lhe é permitido comentar.