faceralis

 

usados

mexiaO segundo dia do Rally de Portugal Histórico foi marcado por uma intensa competição, com as provas de classificação da zona centro do país - Lousã, Vide, Arganil, Góis, Piodão, entre outras - a produzir algumas alterações importantes ao longo dos 435 quilómetros de percurso, e que permitiram a João Mexia/Nuno Machado (Porsche 911 Coupé) subirem uma posição na geral à chegada a Viseu, assumindo-se como os novos líderes da prova.

Aliás, à chegada à cidade de Viriato todos os concorrentes foram unânimes nas dificuldades de um dia com 160 quilómetros de provas de regularidade, onde a condução teve um papel fundamental para evitar penalizações mais elevadas face às médias propostas pela organização.

Mais regulares ao longo desta ligação iniciada na Figueira da Foz e bem motivados depois do excelente jantar e do espectáculo do Casino Figueira, João Mexia/Nuno Machado acabaram por confirmar o seu estatuto como uma das equipas favoritas à vitória final, terminando a etapa em Viseu com uma vantagem de 16,9 pontos, um magro pecúlio para o que falta ainda disputar.

Mas os grandes heróis do dia foram os espanhóis Ricardo Alonso/Moises Alvarez (Ford Escort RS) que, com um desempenho notável nesta segunda etapa, saltaram da 17ª posição para o segundo lugar da geral, tornando-se na principal ameaça à liderança.

Quintos à partida da Figueira da Foz, os belgas Daniel Reuter/Robert Vandevorst (Porsche 914/6) também tiveram um dia bem positivo, subindo dois lugares na geral, colocando -se à frente do ex-campeões europeus da especialidade, Jose Lareppe/Joseph Lambert, em Opel Kadett GTE. Menos bem estiveram os primeiros líderes da prova, José Grosso/João Sismeiro (BMW 2002), que caíram quatro lugares na classificação.

Classificação no final da 2.ª etapa:
1.º João Mexia/Nuno Machado (Porsche 911 Coupé), 815,7 pontos;
2.º Ricardo Alonso/Moises Alvarez (Ford Escort RS), a 16,9pt;
3.º Daniel Reuter / Robert Vandevorst (Porsche 914/6), a 32,1pt;
4.º Jose Lareppe/ Joseph Lambert (Opel Kadett GTE), a 43,2pt;
5.º José Grosso/João Sismeiro (BMW 2002 Tii), a 46,1pt;
6.º Gustavo Martel/Nicolas Sanchez (Porsche 911 T), a 50,5pt;
7.º Javier Ortega/Secundino Infiesta (Lancia Fulvia), a 73,9pt;
8.º Iñaki Presa/German Gonzalez (Ford Escort), a 82,8pt;
9.º José L. Nunes/Segarra Marques (Alfa Romeo 2000 GTV), a 125,6pt;
10.º José Familiar/Hugo Soares (Alfa Romeo 1300), a 190,2pt

Comunicado ACP

Não lhe é permitido comentar.